Você está na página 1de 1
Barros, C. A.¹; Bianco, C. M. B. S. ¹; Rodrigues, A. B. ¹; Klein, D.
Barros, C. A.¹; Bianco, C. M. B. S. ¹; Rodrigues, A. B. ¹; Klein, D.

Barros, C. A.¹; Bianco, C. M. B. S. ¹; Rodrigues, A. B. ¹; Klein, D. E. ¹; Siqueira-Junior, C.L. (orientador)¹ 1- Laboratório Integrado de Biologia Vegetal, Instituto de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

Instituto de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados
Instituto de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados
Instituto de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados
Apoio:
Apoio:
de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos
de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos
de Biociências, UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos

Introdução

UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos principais
UNIRIO, Rio de Janeiro/RJ, Brasil Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos principais

cesarjunior.unirio@gmail.com

Resultados

Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos principais desafios atuais dos produtores agrícolas
Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos principais desafios atuais dos produtores agrícolas
Apoio: Introdução cesarjunior.unirio@gmail.com Resultados Um dos principais desafios atuais dos produtores agrícolas

Um dos principais desafios atuais dos produtores agrícolas é a redução das perdas na produção resultantes da atividade de patógenos. Os fungos, por exemplo, provocam mais doenças que qualquer outro grupo de praga de plantas. Espécies de Fusarium sp. incluem importantes fitopatógenos, causadores de murchas, podridões, morte de plântulas, aborto de flores, podridões de armazenamento e outras doenças. Outro importante patógeno é o fungo Colletotrichum gloeosporioides, causador de antracnose em uma gama de frutíferas de importância nacional, dentre estas o mamão e o pimentão. Nos últimos anos, os fungicidas sintéticos foram usados, como maior forma de prevenção de doenças em vegetais. Apesar dos benefícios agrícolas os fungicidas são nocivos ao Homem, que os consomem juntamente com os vegetais tratados. Em consequência, há uma crescente pressão da sociedade no sentido da redução da aplicação desses compostos na agricultura. Uma das mais promissoras técnicas contra as doenças é a aplicação de biopesticidas na forma de compostos sintetizados naturalmente em algumas plantas. Alguns desses compostos são descritos por atuar diretamente sobre o patógeno, ou ainda sobre a planta hospedeira, por estimular os mecanismos naturais de resistência da mesma (AGRIOS, 2005). Nesse trabalho utilizamos três plantas largamente distribuída no Estado do Rio de Janeiro: o Saboeiro (Sapindus saponaria) a Pata de Vaca (Bauhinia variegata) e o cinamomo (Melia azedarach), para a caracterização de compostos naturais ativos com potencial antifúngico contra os fungos F. solani e F. oxysporum e C. gloeosporioides.

A
A
B
B
D
D
C
C
E
E

Figura 1: Detecção de atividade antifúngica em extratos de plantas contra o fungo F. oxysporum. (A) Avaliação do crescimento micelial na presença de diferentes concentrações dos extratos vegetais. As barras representam uma média de dois experimentos independentes feitos em triplicata Em cada tratamento, a respectiva concentração de extrato foi adicionado a meio BDA em um volume total de 20 mL. (B) micrografia da fungo crescido na ausência de extrato vegetal (controle); (C) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de saboeiro na concentração de 10% (V/V); (D) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de pata de vaca na concentração de 10% (V/V); micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de cinamomo na concentração de 10% (V/V). Todas as micrografias foram feitas com um aumento de 20X.

A
A
B
B
D
D
C
C
E
E

Metodologia

foram feitas com um aumento de 20X. A B D C E Metodologia Conclusão Os extratos
foram feitas com um aumento de 20X. A B D C E Metodologia Conclusão Os extratos

Conclusão

com um aumento de 20X. A B D C E Metodologia Conclusão Os extratos foliares de

Os extratos foliares de saboeiro, pata de vaca e cinamomo apresentam potencial antifúngico contra os fungos Fusarium solani, Fusarium oxysporum e Colletotrichum gloeosporioides, causadores de doenças em plantas economicamente importantes.

Figura 2: Detecção de atividade antifúngica em extratos de plantas contra o fungo F. solani. (A) Avaliação do crescimento micelial na presença de diferentes concentrações dos extratos vegetais. As barras representam uma média de dois experimentos independentes feitos em triplicata Em cada tratamento, a respectiva concentração de extrato foi adicionado a meio BDA em um volume total de 20 mL. (B) micrografia da fungo crescido na ausência de extrato vegetal (controle); (C) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de saboeiro na concentração de 10% (V/V); (D) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de pata de vaca na concentração de 10% (V/V); micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de cinamomo na concentração de 10% (V/V). Todas as micrografias foram feitas com um aumento de 20X.

A
A
B
B
D
D
C
C
E
E

Figura 3: Detecção de atividade antifúngica em extratos de plantas contra o fungo C. gloeosporioides. (A) Avaliação do crescimento micelial na presença de diferentes concentrações dos extratos vegetais. As barras representam uma média de dois experimentos independentes feitos em triplicata Em cada tratamento, a respectiva concentração de extrato foi adicionado a meio BDA em um volume total de 20 mL. (B) micrografia da fungo crescido na ausência de extrato vegetal (controle); (C) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de saboeiro na concentração de 10% (V/V); (D) micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de pata de vaca na concentração de 10% (V/V); micrografia do fungo crescido na presença de extrato de folhas de cinamomo na concentração de 10% (V/V). Todas as micrografias foram feitas com um aumento de 20X.

A inibição provocada pelos extratos pode estar relacionada com alterações morfológicas provocadas nas hifas por compostos tóxicos contidos em cada extrato, levando consequentemente à redução do crescimento fúngico.

Referências

à redução do crescimento fúngico. Referências AGRIOS, G. N. (2005). Control of plant diseases. In: AGRIOS,

AGRIOS, G. N. (2005). Control of plant diseases. In: AGRIOS, G.N. (Ed.). Plant pathology. San Diego: Academic Press, 173.