Você está na página 1de 22

Curso de Depilação

Introdução
Com a imagem do corpo cada vez mais cuidada, a eliminação dos pelos tornou-se
prioritária no mundo da estética, feminino e masculina. Cada um com os seus objetivos,
sejam eles por questões profissionais, saúde, práticas desportivas, autoconfiança ou
puramente estéticos, a verdade é que depilação é a solução ideal para qualquer um (ou
todos) destes motivos. As mulheres se preocupam com os pelos o ano inteiro, não
somente no verão.

A depilação no Brasil é amplamente difundida entre as mulheres, e aprovada


pelos homens! As áreas mais depiladas são as axilas, pernas, virilha e bulço.

Existem diversos métodos de depilação, entre eles as caseiras (com pinça


lâmina e aparelhos elétricos de depilação como o “Satinelli”), e as feitas em salão de
beleza, clinicas e centros de estética (com cera quente, cera fria e até depilação
definitiva).

Cada mulher deve escolher a que acha mais confortável e conveniente com o tempo que
quer se manter livre dos pelos. Depilar-se não é exatamente uma diversão, mas está
longe de ser o terror de ter de conviver com pelos.

Aqui veremos e aprenderemos tudo sobre depilação: Técnicas, métodos, indicações e


contra indicações estudo dos pelos tipos de pele e cera etc!

Aproveitem o curso!

2
A função dos pelos no nosso corpo
Em geral, muitos dos pelos estranhos espalhados pelo nosso corpo têm uma função de
proteção. "Principalmente aqueles localizados em regiões próximas a orifícios naturais,
como os localizados nas narinas, nos ouvidos e na região púbica das mulheres".

SOBRANCELHAS
A cada dia surgem cerca de dez fios novos para substituir os que caem. A sobrancelha
serve para impedir que elementos estranhos, como o suor que escorre da testa, por
exemplo, entre nos olhos.

CÍLIOS
São como pequenas vassouras: protegem os olhos de poeira e pequenos insectos que
afetem a região.
Apesar de importante, não é a principal proteção da vista — o reflexo de fechar as
pálpebras diante de um perigo é bem mais eficaz. Em média, nasce um novo cílio por dia.

NARIZ
Os pelos rígidos que ficam dentro das narinas, chamam-se de vibrissas, e são como
pequenos filtros: impurezas, como a poeira, colam-se nas vibrissas não sendo inaladas.

PÚBICOS
Nas mulheres, são uma primeira barreira de proteção para o sensível canal vaginal. Para
os homens, não têm função hoje em dia, mas para os nossos antepassados, podem ter
servido para manter a região mais aquecida e protegida.

AXILAS
São só uma herança dos nossos antepassados. Os pelos das axilas eram associados às
glândulas da região que produzem odores. E, como ocorre com muitos animais, esses
odores serviam para atrair o sexo oposto. Hoje só dão trabalho às mulheres.

Desenvolvimento dos pelos


O desenvolvimento dos pelos começa no estágio embrionário e a partir do sexto mês o
feto está coberto por pelos finos e macios, o lanugo. Nos primeiros meses da infância, o
lanugo cai, sendo substituído por pelos caracteristicamente grossos sobre o crânio e nas
sobrancelhas e finos e macios sobre o resto do corpo.

Na puberdade, pelos grossos se desenvolvem nas axilas e região púbica de ambos os


sexos; nos homens os pelos acima do lábio superior e na mandíbula inferior começam a
crescer grossos para formar a barba.

Cada pelo cresce de um único folículo vivo que tem a sua raiz no tecido subcutâneo da
pele. A bainha do pelo consiste de células epiteliais modificadas, organizadas em colunas
em torno de uma medula central (ou núcleo) e cobertas por escamas achatadas e finas.

A raiz de cada pelo está contida em uma fossa tubular da epiderme chamada de folículo
piloso. Na base de cada folículo há uma intumescência cônica, a papila, alimentada com
nervos e vasos sanguíneos. O pelo cresce a partir da junção do folículo com a papila e é
nutrido pelos minerais, proteínas, vitaminas, gorduras e carboidratos levados até ele

3
através dos finos vasos capilares.

Presas aos folículos pilosos estão as glândulas sebáceas, que segregam uma substância
semilíquida e oleosa, o sebo cutâneo, composto de ácidos graxos, colesterol, vários
hidrocarbonetos, álcoois e cera. O sebo cutâneo, sobe através do folículo até a superfície
e, além de lubrificar, amaciar e proteger a pele, concede espessura e, de certa forma,
impermeabilidade ao pelo.

As fases de crescimento do pelo


O pelo tem um ciclo de crescimento. Este ciclo de crescimento do pêlo tem 3 fases,
chamadas fases de crescimento.

As Fases de Crescimento do pelo são a Anágena (crescimento), a Catágena


(intermediária) e a Telógena (repouso).
Os pelos de uma determinada região estão em diversas fases de crescimento.
Na fase Anágena, os pelos estão muito próximos da parede do folículo piloso, que é mais
estreito. Nas outras fases os pelos estão mais separados da parede do folículo.

Os pelos só são melhor eliminados na fase Anágena, quando existe uma maior
concentração de Melanina e contato com as estruturas do folículo piloso o que permitem a
sua destruição.
Por esse motivo são necessárias várias aplicações em intervalos distintos para cada
região. À cada aplicação uma parte dos pelos e da capacidade de produção de novos
pelos é eliminada. Nas sessões subsequentes, é conseguido um resultado cada vez
melhor.

4
Técnicas de Depilação
As técnicas mais comuns e conhecidas de depilação estão ao serviço de quem realmente
deseja livrar-se dos incômodos pelos, oferecendo uma ampla variedade de opções e de
resultados.
Desde a antiga lâmina de barbear até aos mais recentes métodos, existem vantagens e
desvantagens que devem ser bem conhecidas para que, o resultado final, seja satisfatório
e não frustrante.

LÂMINA

Se for escolhida a lâmina de barbear como alternativa rápida, é muito importante ter
leveza nas mãos e delicadeza no momento de depilar-se, pois é fácil obter cortes,
ferimentos e uma grande irritação da pele. Como em qualquer método que não remove
pela raiz, ele é praticamente indolor, porém a repetição desse método vai deixar a pele
cada vez mais irritada e os pelos mais fortes.

CERA

É o método mais utilizado no Brasil. Existem várias opções, mas as mesmas estão
limitadas às características da barba assim como às áreas específicas do corpo, isto é, a
barba cerrada não poderá ser tratada com cera, mesmo quente, pois o volume de pelo
não permitiria ser arrancado, tornando o processo doloroso e ineficiente.
Para a depilação com cera fria ou quente é preciso que os pelos estejam longos, para se
obter um melhor resultado. É importante destacar, que a cera quente é mais vantajosa
que a fria, já que ajuda na abertura dos poros e os pelos são retirados mais facilmente,
sendo também mais econômica. No entanto este tipo de cera ajuda no aparecimento de
derrames e varizes.

Para evitar que a pele fique demasiado seca, faça uso diário de hidratantes.
Seja qual for a sua opção, faça a depilação com profissionais competentes e experientes,
limpando previamente a região a ser depilada com água e sabão. Depois de feita a
depilação, volte a limpar a área com um desinfetante, complementando com um creme
pós-depilatório ou creme protetor.

5
Cera Fria

A depilação com cera fria é uma das mais fáceis e comuns, resultando numa alternativa
caseira. Existem receitas sofisticadas e até domésticas, cujo resultado dependerá
especificamente das características da área a ser depilada assim como do volume e
consistência do pelo. Mas este processo possui a vantagem de arrancar o pelo da raiz,
deixando a pele lisa, o que garante um período de 20 a 30 dias sem a sua presença. Por
outro lado, para poder ser feita nova depilação, é necessário deixar crescer os pelos, pelo
menos, por algum tempo até adquirir tamanho suficiente para a remoção.

Ceras específicas para pelos mais finos como aqueles que encontramos nos braços e
corpo; e para pelos mais grossos como os da virilha, axilas, pernas e certos tipos de
barbas. Mas, se tiver problemas de má circulação, varizes ou extrema sensibilidade
capilar, não deve utilizar qualquer cera. Deverá sempre consultar um profissional
especializado para poder obter melhores resultados e não afetar a sua saúde.

Para a depilação com cera fria, basta espalhar a cera na superfície de um plástico ou de
papel celofane apropriado para isso. Existem também folhas já prontas com cera, para
aplicação imediata.
Uma vez escolhida a área de depilação, desinfete o local com um algodão embebido em
álcool para evitar riscos de infecção. É indispensável secar a área antes da depilação.
Caso contrário, a cera não terá aderência e os pelos não serão removidos.

Por isso, evite passar óleos ou cremes hidratantes horas antes da depilação. A seguir,
coloque o papel ou pano com cera e puxe de uma só vez no sentido contrário ao do
crescimento dos pelos. Poderá também optar por colocar a cera na área de depilação,
espalhando com uma espátula ou com os dedos no sentido do crescimento dos pelos,
para depois aplicar o celofane preparado. Uma vez concluída a operação, desinfete bem
a área depilada.

Cera Quente

De igual forma que a cera fria, a depilação com cera quente retira os pelos pela raiz, o
que permite uma durabilidade de pelo menos 20 dias. Mas por abrir os poros com o calor,
quanto mais natural for a composição da cera, melhor será para a sua saúde. Por outro
lado, para poder ser feita a depilação, é necessário deixar os pelos crescer, pelo menos,
por algum tempo até adquirirem o tamanho suficiente para a remoção.

As ceras feitas em casa podem ser aplicadas com a mão, papel celofane ou folhas
plásticas prontas para esse fim. Podem ser derretidas em banho-maria ou com
aquecedores especiais para cera. Este método também tem as suas especificações para
cada parte do corpo, de acordo com a sensibilidade de cada área.
Vale a pena acrescentar que a barba corresponde a uma área extremamente sensível,
devendo ser depilada somente com cera quente. Este tipo de depilação deve ser somente
realizada por profissionais se não quiser passar por maus bocados.

Uma vez escolhida a área de depilação, desinfete o local com um algodão com álcool
para evitar riscos de infecção. É indispensável secar a área antes da depilação. Caso
contrário, a cera não terá a aderência necessária e os pelos não serão bem removidos.
Por isso, evite utilizar óleos ou cremes hidratantes horas antes da depilação. A seguir,
aqueça em banho-maria a cera até que ela fique com a temperatura aproximada do
corpo. Verifique a temperatura da cera numa área pequena da pele para não se queimar.

6
Aplique a cera sobre a região que será depilada com uma espátula, sempre em sentido
do crescimento dos pelos. Deixe arrefecer por alguns segundos, até que endureça um
pouco para poder puxar de uma só vez sempre no sentido contrário ao do crescimento
dos pelos. Uma vez concluída a operação, desinfete bem a área depilada. O processo é
doloroso e deve ser feito por outra pessoa para ter um bom resultado.
Algumas barbas podem ser problemáticas, por isso, é muito importante ter a assistência
de um profissional competente.
No fim ,deve sempre desinfetar a área depilada e de pôr um creme hidratante.

Receita de cera quente


Ingredientes:
- 1 kg de açúcar
- Suco de 1 limão
- 1 xícara de água

Preparo:
Coloque os ingredientes em uma panela e cozinhe até ficar em ponto de bala puxa-puxa,
o grande segredo é acertar o ponto. Deixe esfriar até a mistura ficar morna. Antes de
aplicá-la, verifique com o dedo se ela não está quente demais.
Use uma espátula para aplicar sobre os pelos e espere esfriar até que dê para puxar e
arrancar os pelos. Para manter a temperatura ideal, esquente em banho-maria.

CREMES, LOÇÕES E LUVAS DEPILATÓRIAS

Existem também cremes e loções depilatórias. De entre a grande variedade de produtos


disponíveis no mercado, alguns podem retirar a umidade natural da pele, deixando-a
áspera e seca, por isso é muito importante fazer um teste alérgico antes de escolher
qualquer produto ou marca. Desta forma, faça uma pequena aplicação do produto num
lugar do corpo sem qualquer problema de comprometimento. Observe a reação da pele
após 15 minutos, e se não houver sinais de irritação ou alergia, pode ficar tranquila que
não haverá problemas com a marca.

Estes produtos são aplicados com espátula sobre a área escolhida. Como alternativa
poderá utilizar um pau de gelado ou algo similar. Tenha em atenção às instruções de
utilização e recomendações do fabricante, respeitando o tempo em que o produto deve
ficar sobre a pele, pois estes produtos contêm substâncias muito alcalinas que podem
causar irritações e reações alérgicas.
Uma vez removido o creme com os pelos, lave abundantemente a região com água
corrente e desinfete. Posteriormente, se os pelos começarem a encravar, opte por outro
processo.

7
Este tipo de depilação, não interrompe o crescimento dos pelos nem demora
significativamente o seu crescimento, antes pelo contrário, faz com que apareçam mais
fortes e duros. Dependendo da grossura dos pelos, o creme terá mais ou menos
dificuldade em os remover, devendo permanecer por mais tempo em contacto com a
pele , no caso de pelos mais grossos, o que provoca uma maior irritação desta. Este
processo é mais eficiente em regiões de pelos fracos e finos.

ELETRÓLISE

A eletrólise é um método já bastante antigo, e tem como objetivo destruir as células


regenerativas com a introdução de uma agulha que descarrega um choque elétrico.
Atinge primeiramente o bulbo e depois a glândula, assim vai diminuindo a espessura dos
pelos aos poucos até à sua extinção.
Este método pode provocar manchas em peles sensíveis, razão pela qual deve-se
procurar sempre um profissional. Este método é muito doloroso e incomodo, sendo
extremamente lento, mas resulta numa opção interessante para o nosso caso.

DEPILAÇÃO COM MÁQUINA ELÉTRICA

Este método utiliza aparelhos elétricos que arrancam os pelos pela raiz. Os aparelhos
mais modernos possuem um seletor que permite ajustar a velocidade com que os discos
rotativos puxam os pelos.

Outros aparelhos aquecem a cera no seu interior, e permitem a aplicação diretamente na


pele em faixas. Neste caso devem ser seguidas as indicações aplicadas à cera quente.
Este tipo de método é prático para pernas e braços, mas não se recomenda para a barba
ou regiões delicadas e sensíveis.

8
INIBIDORES DE CRESCIMENTO

Existem também substâncias que podem ser aplicadas para inibir o crescimento dos
pelos e prolongar o tempo de sua ausência. Esses produtos atuam diretamente sobre as
células germinativas no momento exato em que é extraído o pelo. Retardam o processo
natural do crescimento e com o uso frequente, enfraquece a sua estrutura e chegam a
inibir o surgimento de novos pelos. É importante salientar que este é um processo
complementar às depilações que retiram o pelo da raiz, e que não resulta, pela sua
aplicação, numa depilação definitiva. Estes produtos devem ser aplicados após a
depilação com cera, eletrólise ou pinça.

PINÇA

A utilização da pinça é adequada para a remoção de alguns pelos que ficam após
depilação com cera, e ainda para a remoção de pelos para o contorno das sobrancelhas.

Depilação com Eletrólise


A eletrólise consiste no uso de uma corrente galvânica contínua, de baixa voltagem, baixa
amperagem, que pode ser obtida de uma bateria ou pela retificação da corrente alternada
de uso corrente. O eletrodo ativo é o negativo onde pela dissociação eletrolítica libertam-
se hidróxidos e íons metálicos, que causam necrose de liquefação química no local.
O eletrodo passivo ou indiferente é o positivo onde a ionização libera ácidos. Se o polo
positivo fosse empregado como eletrodo ativo os ácidos acumulados causariam maior dor
e menor eficiência pela coagulação tecidual que causam. Além disso, haveria
possibilidade de migração de íons metálicos para o polo negativo com a possibilidade de
hiperpigmentação.
Na eletrólise empregam-se correntes de 0,5 a 1 miliampère, eventualmente, até 2,0
miliampères. O tempo de aplicação da corrente varia de 20 a 30 segundos e,
excepcionalmente, até 60 segundos. Na eletrólise, para evitar a dor é importante o
seguinte procedimento: primeiro, deve ser segurado o eletrodo passivo (positivo), depois,
insere-se a agulha na lesão ou pelo, conexa com o polo negativo. A seguir,aumenta-se
gradualmente a corrente. Esta técnica evita choques dolorosos pelo início ou interrupção
brusca da corrente. A eletrólise é usada para epilação e para tratamento de
telangiectasias. Abaixo será referido seu uso na epilação em conjunto a corrente de alta
frequência que acelera o processo de remoção definitiva dos pelos.
,

9
Técnica

A região a ser depilada deve ser limpa previamente com higienizador para pele, de
preferência um antisséptico. É imprescindível boa iluminação, devendo a fonte luminosa
localizar-se atrás e lateralmente ao profissional, tratando-se de um trabalho que exige
precisão na aplicação cliente e profissional devem estar em posição confortável.

A agulha especial, ligada no eletrodo ativo, é introduzida no folículo piloso,


acompanhando paralelamente o pelo e ângulo formado por este em relação a pele. A
introdução da agulha no folículo deve, quando correta, não encontrar resistência ou dor. A
profundidade da introdução da agulha varia de 3 a 6 mm.

Em seguida, dá-se 2 a 3 descargas, cada uma em torno de 1 segundo. O pelo, quando


destruído, é removido sem qualquer resistência, notando-se uma cor escura na sua raiz.
Quando houver resistência, deve-se repetir as descargas. Consoante os efeitos obtidos e
a tolerância do cliente, pode-se aumentar a intensidade da corrente ou aumentar o
número de descargas.

É aconselhável depilar pelos separados pelo menos 3-4 mm e fazer sessões depilatórias
com duração em torno de 20 a 30 minutos. É aconselhável, também, fazer no início do
tratamento sessões mais espaçadas, cada semana ou duas semanas, a fim de observar o
resultado sob dois aspectos. Um, verificando o número de recidivas, já que, mesmo com a
melhor técnica e resultado de 20 a 30 por cento.

É necessário prevenir o cliente desta ocorrência, já que, quando este retorno é maior,
torna-se preciso aumentar o número de descargas ou a intensidade de corrente elétrica.
O outro aspecto que justifica sessões mais espaçadas no início é verificar as cicatrizes
que podem ocorrer.

Após a depilação, se houver desconforto ou irritação, pode ser usado uma loção
calmante. Os resultados da depilação por eletrólise e alta frequência são cosmeticamente
bons para excelentes, ainda que seja um tratamento prolongado, doloroso e que exige
paciência do cliente.

Depilação com Laser


Pelos indesejáveis são um problema estético que podem trazer incômodos aos seus
portadores. Uma forma de eliminação rápida e com efeitos duráveis é desejada por
homens ou mulheres.
Mesmo pilosidade normal, como a da axila e virilha, por causa dos costumes, acabam se
transformando em problemas com a frequente necessidade de se submeter à processos

10
desagradáveis e pouco eficientes de remoção.
Outro problema são as dermatites geradas pela simples presença do pelo ou por sua
retirada com os métodos convencionais.
Algumas alterações hormonais podem modificar a distribuição e localização dos pelos,
gerando também desagrado aos seus portadores.

Uma nova tecnologia, com o uso da energia luminosa vem sendo oferecida para tratar a
pilosidade normal e anormal indesejáveis. O LASER e o LIP- LUZ INTENSA PULSADA .
O princípio é utilizar a propriedade de receber a luz da melanina dos pelos, e assim
destruir não só o pelo, mas também o folículo que o produz. Então conseguimos diminuir
muito o número de pelos e os que restam diminuem a espessura.

A Foto depilação com o LASER e a LUZ PULSADA, deve ser considerada não apenas um
processo de depilação, mas de tratamento dos pelos indesejáveis. Com as novas técnicas
de LASER, uma atividade prosaica como a eliminação da pilosidade, ganha ares de alta
tecnologia médica, trazendo o homem e a mulher para a realidade de futuro, antes só
idealizada.

Como Age o LASER na Depilação?

O pelo é gerado por uma estrutura chamada folículo piloso. Os pelos tem a capacidade de
crescer até certo ponto e podem cair e serem eliminados espontaneamente. Quando um
pelo é eliminado espontaneamente, um novo pelo é gerado pelo próprio folículo piloso.

É por esse motivo que quando se faz a depilação por qualquer um dos sistemas
convencionais , os pelos crescem novamente, em quantidade, espessura e cor, iguais ou
até mesmo aumentadas.

A Ação Seletiva do LASER sobre o pelo

O uso do LASER para depilação vem sendo estudado pela medicina há poucos anos. O
princípio da ação do LASER é a Fototermólise Seletiva, que significa que algumas
estruturas do corpo captam mais calor e energia do que outras quando submetidas a
exposição da luz.

No caso da depilação , a Melanina presente no pelo, recebe a maior parte da energia ( um


cromóforo) enquanto a pele recebe menos. A Melanina é uma substância escura, e
por isso capta mais a luz. O pelo e sua base possuem grandes quantidades de melanina,
a captação da energia através do pelo, é transmitida ao folículo piloso, que acaba sendo
destruído, e assim eliminando a possibilidade de geração de um novo pelo.

11
As estruturas do corpo que possuem cor são chamadas cromóforos. assim é que a
melanina tem a cor preta e é um cromóforo, e a hemoglobina do sangue tem a cor
vermelha e também é um cromóforo. Existem diversos equipamentos emissores de luz ,
capazes de realizar a fototermólise seletiva, cada um com características próprias que o
fazem agir sobre um cromóforo.

Por exemplo: os que atingem a cor negra, realizam a depilação, e os que atingem a cor
vermelha, realizam o tratamento de pequenos vasos e varizes.
Outras características existem. Estas características são baseadas no Tempo de
Relaxamento, ou seja, algumas estruturas recuperam melhor do calor e são preservadas,
enquanto outras recuperam pior e são destruídas.
Estas características e outras como tempo do pulso, cumprimento da onda e outras
complexas propriedades da Física Óptica é que permitem a Fototermólise Seletiva,
mesmo em peles com cor próxima dos cromóforos, como a pele bronzeada ou negra.
Assim é que existem muitos tipos LASERs e também outros tipos de emissores de
energia, chamados de LUZ INTENSA PULSADA.

Para cada paciente, cada tipo de tratamento e cada tipo de cromóforo um equipamento é
melhor indicado. Cada tipo de pele, vai determinar a escolha de determinadas energias e
um tipo de equipamento será então utilizado.

A Classificação está baseada na cor da pele e na reação a exposição solar. Esta


classificação é a utilizada hoje para a programação dos tratamentos a LASER e LUZ
PULSADA, porque ela permite a calibração dos equipamentos em níveis de energia
seguros para cada tipo de pele.

Os Tipos de Pele

I - Pele muito clara , sempre queima, nunca bronzeia


II - Pele clara, sempre queima e algumas vezes bronzeia
III - Pele menos clara, algumas vezes queima e sempre bronzeia
IV - Pele morena clara raramente queima e sempre bronzeia
V - Pele morena escura, nunca queima e sempre bronzeia
VI - Pele negra, nunca queima, sempre bronzeia
Assim é que o médico vai determinar o tipo de pele, e a energia e o equipamento a ser
utilizado.

Peles mais claras, com pelos mais escuros e negros tem resultados mais rápidos,quando
a pele tende a ser mais escura, existe a necessidade de se utilizar energias menores,
para evitar o dano à pele, e assim se perde eficiência, tornando os tratamentos mais
demorados. O mesmo acontece com pelos mais claros, e mais finos. Estes tipos de pelo
absorvem menos energia, tornando o tratamento mais demorado.
Se existem mais pelos em fase inicial de crescimento o tratamento será mais efetivo, se
existem menos pelos nestas fases, ele será mais demorado .

12
Assim , não é possível determinar um número exato de sessões para o resultado, mas
durante a consulta inicial o médico vai avaliar e discutir facilidades e dificuldades e fazer
uma estimativa, que embora não exata, permite uma programação do tratamento.
De qualquer forma deve estar claro para os pacientes, que várias sessões serão
necessárias, e isto varia de região para região do corpo e de paciente para paciente. Pelo
mesmo motivo, o tratamento não deve ser realizado em peles bronzeadas, porque diminui
a eficiência e aumenta os riscos de complicações do tratamento.

Tipos de pele que podem fazer depilação a laser

O ideal é que o médico tenha experiência com LASER. Existe no Brasil a Sociedade
Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, que reúne os médicos que se dedicam aos
tratamentos e às pesquisas sobre LASER e LUZ PULSADA nas várias áreas da Medicina.

A aplicação do LASER deve ser feita pelo médico, ou pode ser feita por técnica treinada,
mas a presença do médico responsável na Clínica durante os tratamentos é sempre
necessária. Como recomendação principal, o paciente deve se abster de banhos de sol
nos 30 dias que antecedem a aplicação dos LASERs e LUZ PULSADA. Se o tratamento
for facial, e o paciente se expõe muito ao sol, o uso de filtros solares é recomendado.

A Depilação é Definitiva?

Depilação com os LASERs é definitiva para a maioria dos pelos tratados, mas o termo
Depilação Definitiva não é apropriado, porque pressupõe que uma vez tratado nunca mais
existirá qualquer pelo. Isto é um Mito , erroneamente criado , porque nenhum
equipamento de LASER ou LUZ PULSADA hoje disponível no mundo, é capaz de realizar
uma depilação definitiva, de todos os pelos, mas muitos equipamentos conseguem uma
depilação definitiva da maioria dos pelos e com a manutenção , se pode chegar muito
próximo do ideal da Depilação Definitiva.

Podemos esperar com os tratamentos de Depilação com os LASERs, além de uma


diminuição definitiva dos pelos, mudanças favoráveis de suas características, com a
pilosidade se tornando mais finas e mais claras e com menor índice de complicações
como infecções e irritação da pele.

13
Posso realizar o tratamento após ser submetido a exposição solar e estar bronzeado?

Não, porque o bronzeamento escurece a pele , e o LASER pode confundir a pele muito
bronzeada com pigmentações e provocar queimaduras. Deve ser abster de sol por 30
dias antes e 15 dias depois.
Embora alguns LASERs e LUZ PULSADA consigam realizar tratamentos com segurança
em pele bronzeada, na Clínica Naturale, mesmo que tenhamos estes equipamentos
disponíveis ( chamados de pulso longo) preferimos por prudência evitar aplicar nas peles
escurecidas pelo sol.

Após o tratamento a minha pele fica muito alterada?

Não, porque a tecnologia justamente prevê que o paciente possa retornar a suas
atividades imediatamente. A pele pode ficar um pouco irritada e avermelhada, mas logo
melhora.

Depilação Egípcia (com linha)


O que é Depilação Egípcia?
É uma técnica nova de depilação que chegou aqui no Brasil, mas conhecida e utilizada,
há muito tempo, em países como: Iraque, China, Tailândia etc.

Qual é o material utilizado para esse procedimento?


Linha de costura 100% poliéster.

O que é necessário para aplicá-la na cliente, com segurança e eficácia?


É uma técnica que requer delicadeza e firmeza das mãos do profissional,que deve ser
aplicada com conhecimento e habilidade, sem contraindicação ou risco para o cliente.

Qual é o intervalo em que essa técnica pode ser aplicada?


Quando realizada em intervalos de 30 a 40 dias, é capaz de diminuir progressivamente o
número de pelos na região, não havendo a possibilidade de engrossar ou aumentar a
quantidade de pelos.

14
Quais são as vantagens ao utilizar essa técnica?
Podemos salientar as seguintes vantagens:
• Pode eliminar 95% dos pelos, sem agredir a estrutura dos mesmos nem o folículo
piloso.
• Qualidade inigualável e maior durabilidade para a área depilada.
• Não existe a possibilidade de engrossar ou aumentar a quantidade de pelos.
• Pode ser utilizada na face completa (sobrancelhas, bulço, testa, queixo e
bochechas), por qualquer pessoa.
• Pode ser aplicada também no pescoço, nuca, axilas, seios, barriga e virilha, pois é
mais eficaz em pelos curtos, ao contrário dos métodos tradicionais.
• Não provoca flacidez nem manchas escuras, no local da depilação.

Quanto à pele do cliente, o que a Depilação Egípcia pode oferecer como benefício?
Com o atrito da linha na pele, além de eliminar os pelos, estará eliminando células mortas
e gordura, clareando e melhorando o aspecto e qualidade da pele. Outro benefício seria
que em tal procedimento, não é constatada a presença de irritações ou vermelhidão na
área depilada. O cliente pode ser depilado poucas horas antes de qualquer evento.

O que podemos dizer quanto à sensibilidade dolorosa na aplicação dessa técnica?


Como em outras técnicas de depilação, não é possível eliminar a dor. No caso da
Depilação Egípcia, a pele não é agredida, ocorrendo apenas a retirada do pelo, a dor é
mais amena em relação à outras técnicas . É possível a utilização de um anestésico
em creme formulado.

Depilação artística da virilha


Cada vez mais procura, seja por gosto ou para surpreender o parceiro, são cada vez mas
as mulheres que procuram esta nova arte. Consiste em retirar os pelos da zona púbica de
modo a criar um desenho previamente escolhido. Quem tem a coragem para fazer este
tipo de depilação pode ainda escolher “pintar” o desenho para o tornar mais realista,
utilizando tintas próprias para esta zona.

Para a depilação intima, ou depilação genital, utilizam-se moldes para depilação artística
(tipo decalque) de modo a marcar a zona do desenho. A restante área é depilada
normalmente sendo a dor exatamente a mesma da depilação comum. Pode ser feita com
cera ou lâmina, contudo devemos ter em conta que com a lâmina o pelo cresce mais
rápido.

15
Passo a passo

A primeira coisa a fazer é a assepsia da pele com uma loção depilatória. Em seguida, os
pelos são cortados e sobre eles é colocado um molde do desenho escolhido (um desenho
feito no computador e impresso em papel especial, por exemplo). A próxima etapa é
depilar com cera quente todo o contorno.

Para dar um melhor acabamento é recomendado o uso da pinça. O preenchimento do


desenho e os detalhes poderão ser feitos com produtos atóxicos.

NUNCA aplicar pintura nos lábios da vagina ou qualquer contato com a pele, a pintura só
pode ser aplicada nos pelos. É aconselhado fazer uma esfoliação e hidratação na região
a ser depilada para evitar que os pelos encravem. A esfoliação pode ser realizada depois
do banho e, preferencialmente, uma semana antes da depilação.
Para não encravar os pelos também é recomendado o uso de uma loção preventiva. O
produto pode ser aplicado (sempre depois do banho) após e durante uma semana da
realização do procedimento. A loção mantém a pele livre de impureza e facilita o
fechamento dos poros, evitando assim os pelos encravados.

Cuidados especiais na depilação


1. Higienizar a região desejada;
2. Depilar as regiões necessárias;
3. Borrifar Loção Normalizadora, para normalizar o pH da pele;
4. Para acalmar a pele, aplicar leve camada de Máscara Descongestionante nas
regiões avermelhadas e massagear até absorver;
5. Para peles escurecidas devido à depilação, pode ser utilizada Argila Lifting
Corporal dissolvida em Águas Duras em consistência cremosa. Aplicar uma
camada não muito grossa. Deixar secar totalmente, retirar com água;
6. Finalizar a depilação com Óleo de Massagem;
7. Aplicar o Peeling e fazer massagens com movimentos circulares, até o produto
formar grumos (rollins). Retirar com algodão úmido.

Pelos encravados
FATORES
• Tendência da pele;
• Técnica de depilação utilizada;
• Hiperqueratose (pele mais grossa);
• Alimentação;

16
• Desequilíbrio hormonal e do sistema nervoso: o manto hidrolipídico sofre
alterações na produção combinada de água e gordura dificultando a saída do pelo.

TIPOS DE PÊLOS ENCRAVADOS


• Pelos que encurvam e se reintroduzem na epiderme;
• Pelos enfraquecidos pela depilação;
• Agravamento da foliculite na barba do homem (sicose)- somente tratada por
dermatologistas (difícil terapêutica).

CUIDADOS PRÉ/PÓS DEPILAÇÃO PELA “ESTETICISTA”


• Higienização com loções pré- depilatórias específicas;
• Uso de alta frequência;
• Finalização com emulsão pós- depilatória.

RECOMENDAÇÃO PARA PREVENÇÃO E TRATAMENTO


• Hidratação diária;
• Alimentação rica em folhas e frutas;
• Esfoliação com produtos específicos seguida de hidratação.

ALTA FREQUÊNCIA
• Poderá ser manuseado somente por esteticistas;
• Ação – calmante, descongestionante, germicida, bactericida, fungicida, e
cauterizadora;
• Afofamento.

Depilação masculina
Falar de depilação masculina seria difícil há alguns anos atrás. Os mitos em relação a
esta prática vão buscar o sustento ao fato de estar tradicionalmente associada ao sexo
feminino e ao receio do homem em colocar em causa a sua masculinidade. Mas estes
fatores começam gradualmente a ser ultrapassados.

O culto da beleza é nos tempos modernos um elemento que “mexe” quase tanto com
homens, como com mulheres. Já não é tão raro encontrar um homem a tratar a pele ou
as mãos num centro de estética, ou a “trabalhar para o bronze”, num solário.
É igualmente notória a maior procura de loções para limpeza de pele, cremes ou champôs
por parte do sexo masculino.
Os tempos mudam, as vontades acompanham e a depilação começa também, embora
muito lentamente, a ser um procedimento menos menosprezado pelos homens.

É igualmente notória a maior procura de loções para limpeza de pele, cremes ou champôs
por parte do sexo masculino.
Os tempos mudam, as vontades acompanham e a depilação começa também, embora
muito lentamente, a ser um procedimento menos menosprezado pelos homens.

As técnicas de depilação são basicamente as mesmas, independentemente do sexo da


pessoa a depilar, mas na sua vertente masculina esta é uma prática que até há poucos
anos apenas encontrava adeptos no Mundo do culturismo.

17
Os profissionais afirmam que “os homens têm uma pilosidade muito diferente daquela que
pode ser encontrada nas mulheres, os pelos crescem com muito mais força no sexo
masculino “, fato que leva a que seja cada vez mais frequente a utilização da depilação a
cera, em detrimento da lâmina e cremes depilatórios, porque os efeitos são mais
duradouros.
Neste caso, o período cíclico do pelo é aproximadamente de 28 em 28 dias, apesar deste
poder variar de pessoa para pessoa.

A depilação a cera tem igualmente a vantagem de ser mais higiênica. A procura dos
homens pelos serviços relacionados de uma clinica de estética é cada vez mais
frequente, mas nos dias de hoje a depilação é 99% das vezes requisitada por
profissionais Apesar do homem aderir hoje em dia com mais facilidade aos tratamentos
de rosto, ou corpo, encara ainda com grande timidez a possibilidade de se depilar.

Contra indicações da depilação


Qualquer tratamento estético ou outro, e a depilação não é excepção, tem sempre as
suas vantagens, limitações e contra indicações.

Para conseguir resultados eficazes, satisfatórios e que não ponham em causa a sua
saúde deve ter consciência das competências mas também das restrições inerentes á
depilação definitiva a laser.

Os tratamentos a laser estão, em princípio, contra indicados no caso de acne severa,


psoríase ativa, herpes simplex ativo, infecções, febre, diabetes tipo 2, epilepsia e
tratamentos com determinados medicamentos, pelo que deve consultar sempre o seu
médico assistente, antes de se submeter ao tratamento a laser, se tiver alguma destas
situações clínicas ou outras relevantes.

DEPILAÇÃO NÃO É RECOMENDADA PARA


• Neoplasias;
• Gestantes;
• Cardíacos;
• Portadores de marcapasso;
• Epilépticos;
• Portadores de pinos ou placas metálicas na área de aplicação;

18
DICAS
• Alimentação regular;
• Não intercalar depilação com outro método;
• Esfoliação 3 dias antes e 3 dias após a depilação;
• Reidratar a pele diariamente;
• Evitar o uso excessivo de sabonetes alcalinos;
• Banhos sempre mornos.

HIPERCROMIAS CAUSADAS PELA DEPILAÇÃO

As hipercromias causadas pela depilação, ocorrem com mais frequência nas peles afro
descendentes, por serem pigmentogênicas, ou seja, maior possibilidade de ocasionar
manchas. As agressões mecânicas como a depilação (qualquer método) contribuem para
desencadear as respostas imunológicas e ativa a produção de melanócitos, contribuindo
para a formação de manchas heterogêneas. As hipercromias são mais comuns em buço,
axilas e virilhas.

CAUSAS:
• Concentração de melanina nas partes que são expostas ao sol com frequência.
• Exposição ao sol após a depilação(só após 72 horas).
• Uso de cera caseira a base de mel e limão.
• Cera em alta temperatura(+ de 38 graus).
• O uso de desodorante com álcool, em especial após a depilação.
• Pelos encravados e foliculite.
• Não respeitar a fase de renovação celular.

HIPERPIGMENTAÇÃO LIGADA A HIPERATIVIDADE DOS MELANÓCITOS

Hiperpigmentação é o aumento da quantidade de melanina, isto é excessiva produção de


melanina nos melanócitos. Histologicamente, o número de melanócitos é normal , mas a
quantidade de melanina é maior que o normal. É uma reação química na produção da
melanina.

A produção de melanina se inicia unicamente no melanócito. Dentro da célula se


combinam um aminoácido, a tirosina”, uma enzima, “a “tirosinase” e o oxigênio. A
temperatura tem relação com a atividade das enzimas. A tirosinase aumenta quando a
temperatura se encontra entre 30º a 40ºC. Outro fator muito importante em relação a
atividade das enzimas é o PH, que pode acelerar ou retardar as reações enzimáticas.

MECANISMO DE DESPIGMENTAÇÃO:
A despigmentação pode efetuar-se por dois mecanismos: Uma delas é a transformação
da melanina oxidada em sua forma escura em sua forma mais clara mediante o emprego
de agentes redutores (despigmentantes). O outro mecanismo consiste em diminuir
parcialmente a formação de melanina mediante o emprego de inibidores enzimáticos.

RECOMENDAÇÕES:
As aplicações em clínicas deverão ser realizadas uma vez por semana, de 6 a 20
sessões. Realizar o tratamento apenas 3 dia antes ou 3 após a depilação. Sugerir
procedimentos estéticos, para a manutenção do cliente.

19
TRATAMENTO:
• Leite de limpeza;
• Esfoliação só na mancha;
• Loção anti-séptica ou alta freqüência;
• Gel ácido glicólico na mancha por 5 min.;
• Gel ou Serum para massagem;
• Uma máscara despigmentante por 15 minutos;
• Finalizar com FPS 30;

“DICIONÁRIO” DE TERMOS

Discromias: Alterações na coloração da pele e das mucosas, distúrbios da distribuição


dos pigmentos da epiderme.
Hipocromia: Diminuição dos pigmentos de forma anormal.
Acromia: Desaparecimento destes pigmentos.
Hipercromia: É o excesso destes pigmentos.

Clareamento de virilha, e axilas


• Fazer assepsia na região desejada.
• Fazer a esfoliação em toda a região.
• Ionizar na polaridade +.
• Loção Tonica Calmante;
• Fazer compressas; se desejar ionizar em polaridade +.
• Máscara com Colágeno: Aplicar e deixar agir por 15 min. Em seguida massagear
com a Loção Tônica Calmante até penetrar. Retirar apenas o excesso com algodão
umedecido em água.
• Finalizar com o creme revitalizante que promove o equilíbrio celular.
• Bloqueador Solar Tonalizante: Escolha a cor mais próxima a sua pele.
• Recomendações ao Cliente: Sabonete Equilibrador (para peles oleosas) - dia e
noite, Emulsão de Limpeza (peles secas e normais) - dia e noite, Loção Tonica
Calmante - dia e noite, Bloqueador Solar - todos os dias.

Ficha de anamnese para depilação


Todo procedimento executado dentro de uma sala de estética ou cabine,deverá ter uma
ficha de anamnese,até mesmo uma simples depilação a cera essa ficha de avaliação
deve conter dados relevante da cliente,como os pessoais:
• Nome;
• Data de nascimento;
• Sexo;
• Endereço;
• Bairro;
• CEP;
• Telefone residencial;
• Celular;
• Profissão;
• Como conheceu a clinica.

20
PERGUNTAS DA FICHA

1. Já se submeteu a algum tipo de depilação? Qual?


2. Quando fez a depilação teve alguma reação alérgica? Qual?
3. Como a pele se apresentou a reação? (Vermelhidão,coceira,inchaço,outros)
4. Está gravida? Ou amamentando?
5. Apresenta alguma lesão no local que irá fazer a depilação? Qual tipo e em que
área?
6. Tem varizes?
7. Faz tratamento no momento para a pele? Qual?
8. Tem problemas hormonais?
9. Fez algum tipo de cirurgia nos últimos 6 meses? Qual?
10. Tem problemas de pelo encravados?
11. No momento tem algo que impeça de fazer a depilação? Menstruação,dor de
cabeça,febre. Outros desse tipo?

FINALIZAÇÃO DA FICHA

Toda ficha deve finalizar com as seguintes escritos:

“DECLARO PARA OS DEVIDOS FINS QUE E DE MINHA RESPONSABILIDADE PELA


VERACIDADE DAS RESPOSTAS ACIMA.

ASS. DO CLIENTE: _________________________


DO PROFISSINAL: _________________________
DATA: ___/___/______”

Assim fara com que tenha uma segurança maior na hora de realizar seu trabalho sem que
haja problemas futuros.

21
Conclusão
Caro alunos, espero que tenham tirado suas duvidas sobre depilação, e que tudo que
vimos aqui possa ser de grande utilidade a todos.
Desejo boa sorte a todos!

22

Você também pode gostar