Você está na página 1de 17

NORMA ABNT NBR

BRASILEIRA 16313
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Primeira edição
24.11.2014

Válida a partir de
24.12.2014

Acústica — Terminologia
Acoustics — Terminology

ICS 17.140 ISBN 978-85-07-05176-3

Número de referência
ABNT NBR 16313:2014
11 páginas

© ABNT 2014
ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

© ABNT 2014
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser
reproduzida ou utilizada por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por
escrito da ABNT.

ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28º andar
20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 3974-2346
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

ii © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Sumário Página

Prefácio................................................................................................................................................iv
1 Escopo.................................................................................................................................1
2 Termos e definições............................................................................................................1
2.1 Designação de som.............................................................................................................1
2.2 Designações de ruído.........................................................................................................3
2.3 Grandezas sonoras.............................................................................................................4
2.4 Designações de nível sonoro.............................................................................................5
2.5 Designações de tempo.......................................................................................................9
2.6 Designação de local............................................................................................................9
Bibliografia..........................................................................................................................................11

Figura
Figura 1 – Designações de sons total, específico e residual...........................................................2

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados iii


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Foro Nacional de Normalização. As Normas


Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos
de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE), são
elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas pelas partes interessadas no tema objeto da
normalização.

Os Documentos Técnicos ABNT são elaborados conforme as regras da Diretiva ABNT, Parte 2.

A ABNT chama a atenção para que, apesar de ter sido solicitada manifestação sobre eventuais direitos
de patentes durante a Consulta Nacional, estes podem ocorrer e devem ser comunicados à ABNT
a qualquer momento (Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996).

Ressalta-se que Normas Brasileiras podem ser objeto de citação em Regulamentos Técnicos. Nestes
casos, os Órgãos responsáveis pelos Regulamentos Técnicos podem determinar outras datas para
exigência dos requisitos desta Norma, independentemente de sua data de entrada em vigor.

A ABNT NBR 16313 foi elaborada pela Comissão de Estudo Especial de Acústica (ABNT/CEE-196).
O Projeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital nº 06, de 05.06.2014 a 03.08.2014, com
o número de Projeto 196:000.00-001.

O Escopo desta Norma Brasileira em inglês é o seguinte:

Scope
This Standard establishes terms and definitions in acoustics.

iv © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Introdução
Esta Norma foi elaborada com o propósito de harmonizar termos e definições a serem adotados em
normas brasileiras de acústica.

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados v


Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)
NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Acústica — Terminologia

1 Escopo
Esta Norma estabelece termos e definições em acústica.

2 Termos e definições
Para os efeitos deste documento, aplicam-se os seguintes termos e definições.

2.1 Designação de som

2.1.1
som
flutuações de pressão em torno da pressão ambiente nas frequências compreendidas entre 20 Hz
e 20 kHz

NOTA 1 O conceito de som é associado à sensação auditiva humana.

NOTA 2 Som e ruído são de mesma natureza física e dependendo da situação, um som pode ser designado
como ruído.

NOTA 3 O termo ruído é usualmente associado a sons que podem causar incômodos, ser indesejáveis
ou não inteligíveis.

2.1.2
som aéreo
som que se propaga pelo ar

2.1.3
som total
som existente em uma dada situação e em um dado instante, resultante da contribuição de todas
as fontes sonoras

2.1.4
som específico
parcela do som total que pode ser identificada e que está associada a uma determinada fonte

NOTA Um som específico pode ser aquele produzido por um empreendimento, um evento, um equipamento
ou qualquer fonte sonora específica, conforme o objetivo da medição.

2.1.5
som residual
som remanescente do som total em uma dada posição e em uma dada situação quando são
suprimido(s) o(s) som(ns) específico(s) em consideração

NOTA A Figura 1 ilustra as designações de som, a qual foi transcrita da ISO 1996-1:2003.

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 1


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

A
4
1 C

3 5

a) Três sons específicos em consideração, som residual e som total


 a) Três sons específicos em consideração, som residual e som total

A
4
1 C

3 5

b) Dois sons específicos em consideração, som residual e som total


b) Dois sons específicos em consideração, som residual e som total
Legenda

1Legenda
Som total
2 Som específico A
31 Somsom total B
específico
42 Somsom
específico C A
específico
5 Som residual
3 som específico B
NOTA
4 1
somO menor nívelCde som residual é obtido quando todos os sons específicos são suprimidos.
específico
NOTA 2 Em a), a área sombreada indica o som residual quando os sons específicos A, B e C são suprimidos.
5
NOTA som
3 Emresidual
b), o som residual inclui o som específico C, dado que este não se encontra em consideração.
NOTA 1 O menor nível de som residual é obtido quando todos os sons específicos são suprimidos.

NOTA 2 Em a), a área sombreada indica o som residual quando os sons específicos A, B e C são suprimidos.

NOTA 3 Em b), o som residual inclui o som específico C, dado que este não se encontra em consideração.

Figura 1 – Designações de sons total, específico e residual


2.1.6
som intrusivo
interferência sonora alheia ao objeto de medição

2.1.7
som impulsivo
som caracterizado por impulsos de pressão sonora de duração inferior a 1 s

NOTA Sons impulsivos podem ser produzidos por impactos, tiros, estouros e outras fontes.

2 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

2.1.8
som de impacto
som resultante do impacto entre materiais

2.1.9
som intermitente
som que ocorre apenas em certos intervalos de tempo, regulares ou não, em que a duração de cada
um é superior a 1 s

2.1.10
som contínuo
som presente durante todo o período de observação e que não é um som intermitente nem um som
impulsivo

2.1.11
som flutuante
som contínuo cujo nível de pressão sonora, durante o período de observação, varia significativamente

2.1.12
som tonal
som caracterizado por uma única componente de frequência ou por componentes de banda estreita
que se destacam em relação às demais componentes

2.2 Designações de ruído

2.2.1
ruído de fonte específica
som existente em uma dada situação, proveniente de uma fonte sonora específica objeto de avaliação

2.2.2
ruído industrial
som existente em uma dada situação proveniente de atividades industriais

2.2.3
ruído hidrossanitário
som existente em uma dada situação proveniente de sistema hidráulico, sanitário ou pluvial de uma
edificação

2.2.4
ruído aeroviário
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego de aeronaves em operações de pouso,
decolagem ou no espaço aéreo

2.2.5
ruído aquaviário
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego de embarcações

2.2.6
ruído ferroviário
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego de composição ferroviária

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 3


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

2.2.7
ruído metroviário
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego em sistemas de transporte urbano
de passageiros sobre trilhos

2.2.8
ruído rodoviário
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego de veículos em rodovias

2.2.9
ruído de tráfego urbano
som existente em uma dada situação proveniente do tráfego de veículos em vias públicas urbanas

NOTA Para aplicação desta Norma, o termo “veículo” incorpora veículos leves e pesados, independente-
mente da sua forma de tração.

2.3 Grandezas sonoras

2.3.1
pressão sonora
p
variação da pressão ambiente, em um determinado ponto, expressa em pascal (Pa)

2.3.2
intensidade sonora instantânea
i
resultado do produto dos valores instantâneos da pressão sonora (p) e da velocidade de partícula (u)
em um determinado ponto, calculada conforme Equação 1 e expressa em watts por metro quadrado
(W/m2).

i (t ) = p (t ) ⋅ u (t) (1)

onde

i (t ) é a intensidade sonora instantânea, expressa em watts por metro quadrado (W/m2);

p (t ) é a pressão sonora no instante t, expressa em Pascal (Pa);

u (t) é a velocidade da partícula em um determinado ponto no instante t , expressa em metros


por segundo (m/s).
NOTA Intensidade sonora é uma grandeza vetorial. Componentes espaciais de intensidade sonora podem ser
indicados atribuindo-se índices ao símbolo.

2.3.3
intensidade sonora média
I
valor médio da intensidade sonora instantânea em um determinado ponto, que é calculado conforme
a Equação 2 e expresso em watts por metro quadrado (W/m2)
t2
1 (2)
I=
T ∫
i (t ) dt
t1

4 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

onde

I é a intensidade sonora média, expressa em watts por metro quadrado (W/m2);

T é o intervalo de tempo para o cálculo da media, de t1 a t2;

t1 é o início do intervalo de tempo T;

t2 é o final do intervalo de tempo T;

i(t) é a intensidade sonora em um instante t expressa em W/m2;

dt é o diferencial de tempo t.

2.3.4
potência sonora
W
quantidade de energia sonora emitida ou recebida por unidade de tempo, expressa em watts (W)

NOTA A potência sonora média que flui através de uma superfície pode ser obtida pela integral da compo-
nente normal da intensidade sonora média ao longo da superfície.

2.3.5
energia sonora
J
integral da potência sonora, W, por um determinado intervalo de tempo T, que é calculada conforme
Equação 3 e expressa em joules (J).
t2
(3)

J = W ( t ) dt
t1

onde

J é a energia sonora, expressa em joules (J);

W é a potência sonora expressa em watts (W);

t1 é o início do intervalo de tempo T;

t2 é o final do intervalo de tempo T;

dt é o diferencial de tempo t.

NOTA A quantidade de energia sonora é relevante para eventos sonoros intermitentes e não estacionários.

2.4 Designações de nível sonoro

2.4.1
nível sonoro
representação adimensional de uma grandeza sonora em escala logarítmica, expressa em decibel
(dB)

NOTA Conforme a Resolução Conmetro nº12/1988, o plural dos nomes de unidades recebem a letra “s”
no final de cada palavra. Assim, emprega-se decibels como plural de decibel.

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 5


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

2.4.2
nível de energia sonora
LJ
dez vezes o logaritmo na base 10 da razão entre a energia sonora, J, e um valor de referência, J0,
expresso em decibel (dB), conforme Equação 4
J
LJ = 10 ⋅ log   (4)
dB
 J0 

onde

LJ é o nível de energia sonora, expresso em decibel (dB);

J é a energia sonora, expressa em joule (J);

J0 é a energia sonora de referência (J0 = 1 pJ).

NOTA Se for aplicada uma ponderação em frequência, como especificado na IEC 61672-1, ou no caso
de uma banda de frequência específica, a indicação é feita pelo subscrito apropriado.

EXEMPLO LJ,A expressa um valor de energia sonora ponderado em “A”.

2.4.3
nível de intensidade sonora
LI
dez vezes o logaritmo na base 10 da razão entre a intensidade sonora, I, e um valor de referência, I0,
expresso em decibel (dB), conforme Equação 5
I
LI = 10 ⋅ log   (5)
dB
 I0 

onde

LI é o nível de intensidade sonora, expresso em decibel (dB);

I é a intensidade sonora, expressa em watts por metro quadrado (W/m2);

I0 é a intensidade sonora de referência (I0 = 1 pW/m2).


NOTA Se for aplicada uma ponderação em frequência, como especificado na IEC 61672-1, ou no caso
de uma banda de frequência específica, a indicação é feita pelo subscrito apropriado.

EXEMPLO LI,A expressa um valor de intensidade sonora ponderado em “A”.

2.4.4
nível de potência sonora
LW
dez vezes o logaritmo na base 10 da razão entre a potência sonora, W, e um valor de referência, W0,
expresso em decibel (dB), conforme Equação 6

 W  (6)
LW = 10 ⋅ log  dB
 W0 

6 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

onde

LW é o nível de potência sonora, expresso em decibel (dB);

W é a potência sonora, expressa em watts (W);

W0 é a potência sonora de referência (W0 = 1 pW).

NOTA Se for aplicada uma ponderação em frequência, como especificado na IEC 61672-1, ou no caso
de uma banda de frequência específica, a indicação é feita pelo subscrito apropriado.

EXEMPLO LW,A expressa um valor de potência sonora ponderado em “A”.

2.4.5
nível de pressão sonora
Lp(rms)
dez vezes o logaritmo na base 10 da razão entre o valor médio quadrático da pressão sonora e o
quadrado da pressão sonora de referência, conforme Equação 7
 p2  (7)
Lp (rms) = 10 ⋅ log  2 
 p0 

onde

Lp(rms) é o nível de pressão sonora, expresso em decibel (dB);

p é a pressão sonora, expressa em pascal (Pa);

p0 é a pressão sonora de referência (p0 = 20 µPa).

NOTA A pressão sonora de referência é usualmente adotada como 20 µPa.

2.4.6
nível de pressão sonora ponderado na frequência e no tempo
dez vezes o logaritmo na base 10 da razão entre o valor do quadrado da pressão sonora e o quadrado
da pressão sonora de referência, obtido com uma ponderação normalizada na frequência e no tempo

NOTA 1 A IEC 61672-1estabelece as ponderações nas frequências A, C e Z e, no tempo, F (0,125 s) e S (1 s).

NOTA 2 Adaptado da ISO 1996-1:2003.

2.4.7
nível máximo de pressão sonora ponderado na frequência e no tempo
valor máximo do nível de pressão sonora ponderado na frequência e no tempo, registrado durante a
medição

2.4.8
nível mínimo de pressão sonora ponderado na frequência e no tempo
menor valor do nível de pressão sonora ponderado na frequência e no tempo, registrado durante
a medição

2.4.9
nível de pressão sonora contínuo equivalente
dez vezes o logaritmo na base 10 do inverso do intervalo de tempo de integração multiplicado pela
integral da razão entre o quadrado do valor instantâneo da pressão sonora e o quadrado da pressão
sonora de referência, conforme Equação 8

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 7


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

 1 T p2 (t )  (8)
Leq,T = 10 ⋅ log10  ⋅∫
T 0 p02
dt 


onde

Leq,T é o nível de pressão sonora contínuo equivalente, expresso em decibel (dB);

p (t) é a pressão sonora instantânea no instante t, expressa em pascal (Pa);

p0 é a pressão sonora de referência (p0 = 20 µPa);

T é o tempo de integração.

2.4.10
nível de pressão sonora contínuo equivalente ponderado em A
LAeq, T
dez vezes o logaritmo na base 10 do inverso do intervalo de tempo de integração multiplicado pela
integral da razão entre o quadrado do valor instantâneo da pressão sonora ponderada em A e o
quadrado da pressão sonora de referência, conforme Equação 9
 1 T p 2 (t ) 
LAeq,T = 10 ⋅ log10  ⋅ A dt  (9)

T 0 p02 

onde

LAeq,T é o nível de pressão sonora contínuo equivalente ponderado em A, expresso em decibel


(dB);

pA(t) é a pressão sonora instantânea ponderada em A no instante t, expressa em pascal (Pa);

p0 é a pressão sonora de referência (p0 = 20 µPa);

T é o tempo de integração.

2.4.11
nível de pressão sonora contínuo equivalente ponderado em C
LCeq, T
dez vezes o logaritmo na base 10 do inverso do intervalo de tempo de integração multiplicado pela
integral da razão entre o quadrado do valor instantâneo da pressão sonora ponderada em C e o
quadrado da pressão sonora de referência, conforme Equação 10
 1 T p2 (t )  (10)

LCeq,T = 10 ⋅ log10  ⋅ C dt 
T 0 p02 

onde

LCeq,T é o nível de pressão sonora contínuo equivalente ponderado em C, expresso em decibel


(dB);

pC(t) é a pressão sonora instantânea ponderada em C no instante t, expressa em pascals (Pa);

p0 é a pressão sonora de referência (p0 = 20 µPa);

T é o tempo de integração.

8 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

2.4.12
nível sonoro em bandas proporcionais
nível de pressão sonora referente a uma faixa do espectro audível, especificada pela sua frequência
central e com largura proporcional a essa frequência central, com coeficiente de proporcionalidade
determinado pela fração de oitava considerada

NOTA As bandas de largura proporcional são estabelecidas pela IEC 61260. As mais comuns são bandas
de oitava e bandas de um terço de oitava.

2.4.13
nível sonoro global
nível sonoro que abrange todo o espectro audível

2.4.14
nível sonoro de pico
maior valor instantâneo de um nível de pressão sonora

NOTA 1 O nível de pressão sonora de pico pode ser ponderado na frequência.

NOTA 2 A IEC 61672-1 estabelece a ponderação na frequência C para medição do nível sonoro de pico.

2.4.15
nível sonoro corrigido
qualquer nível sonoro medido ou calculado, ao qual tenha sido adicionada uma correção

NOTA Entende-se por correção qualquer valor, positivo ou negativo, constante ou variável, que é adicio-
nado a um nível sonoro, calculado ou medido.

2.5 Designações de tempo

2.5.1
tempo de integração
tempo, T, durante o qual é efetuada a integração do nível sonoro

2.5.2
tempo de medição
tempo correspondente à soma dos tempos de integração durante uma medição

2.5.3
tempo de reverberação
T60
tempo decorrido para que o nível de pressão sonora em um ambiente interno de uma edificação
decaia 60 dB quando interrompida a emissão sonora

NOTA O tempo de reverberação pode ser utilizado como um indicador de qualidade acústica de um ambiente.

2.6 Designação de local

2.6.1
emissor
local de origem de um som

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 9


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

2.6.2
receptor
local onde um som é avaliado (medido)

2.6.3
ponto de medição
local onde o microfone de medição é posicionado

2.7
tratamento acústico
intervenção em ambientes que compreende o isolamento acústico ou o condicionamento acústico
ou ambos

2.7.1
isolamento acústico
redução da transmissão sonora entre ambientes distintos

2.7.2
condicionamento acústico
intervenção no interior de um ambiente para o atendimento a indicadores acústicos, de acordo com
sua finalidade de uso

2.8
coeficiente de absorção sonora
α
razão entre a energia sonora absorvida por um determinado material e a energia sonora incidente
sobre este

NOTA 1 O valor do coeficiente de absorção sonora (α) é compreendido entre 0 e 1.

NOTA 2 O valor de α está diretamente relacionado com as propriedades físicas do material e com a
frequência sonora.

2.9
campo sonoro
região na qual ocorre a propagação da onda sonora

2.9.1
campo sonoro livre
campo idealizado onde a propagação das ondas sonoras ocorre sem reflexões

2.9.2
campo sonoro difuso
campo idealizado onde, em qualquer ponto, as ondas sonoras são provenientes de todas as direções,
com igual probabilidade de ocorrência, com fases aleatórias e mesma magnitude

10 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16313:2014
Exemplar para uso exclusivo - MAIS SEGURO CONSULTORIA E TREINAMENTO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - 23.530.200/0001-51 (Pedido 720007 Impresso: 22/08/2019)

Bibliografia

[1]  IEC 61260:1995, Electroacoustics – Octave-band and fractional octave-band filters

[2]  IEC 61672-1:2013, Electroacoustics – Sound level meters – Part 1: Specifications

[3]  ISO 1996-1:2003, Acoustics – Description, measurement and assessment of environmental


noise – Part 1: Basic quantities and assessment procedures

[4]  ISO 1996-2:2007, Acoustics – Description, measurement and assessment of environmental noise
– Part 2: Determination of environmental noise levels

[5]  ISO/TR 25417:2007, Acoustics – Definitions of basic quantities and terms

[6]  ISO 80000-8:2007, Quantities and units – Part 8: Acoustics

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 11

Você também pode gostar