Você está na página 1de 12

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE

MOÇAMBIQUE
Pscicopatologia do Adulto e do Idosol

Curso de Psicologia Clínica e Social - 3o ano

26 de Fevereiro de 2013

Vasco Francisco Japissane Cumbe


(MD, Médico Psiquiatra, Msc)
vcumbe@gmail.com
Plano da Aula
2

1.0 Considerações Gerais.

2.0 Classificação dos Níveis de Funcionamento Psicológico:

2.1 Neurótico

2.2 Psicótico

2.3 Deficitário

2.4 Psicopático

3.0 Pontos Chaves.


1.0 Considerações Gerais
3

 Dependendo do tipo de sintomas psiquiátricos que o paciente


apresentar poderá ser enquadrado dentro de um nível de
funcionamento psicológico.

 O conhecimento do nível de funcionamento psicológico é


importante, pois orienta-nos para um diagnóstico e para o
tipo de tratamento a instituir ao paciente.
2.0 Classificação
4

 Os níveis de funcionamento psicológico podem ser


classificados em:
 Nível Neurótico

 Nível Psicótico

 Nível Deficitário

 Nível Psicopático

 Tipos de Sintomas de Cada um dos Níveis de Funcionamento

Psicológico

 Tipos de Transtornos Mentais de Cada um Dos Níveis.


2.1 Nível de F. Psicológico Neurótico
5

 Classificado em: Normal e Anormal.


 Normal característico dos indivíduos normais sem algum tipo de
sintomas psiquiátricos ou pacientes compensados.
 Anormal característico de individuos com sintomatologia ansiosa e
ou depressiva.
 Um individuo com Transtorno Depressivo com sintomas
depressivos activos tem um nível de funcionamento psicológico
anormal.
 Após um tto com antidepressivos e havendo melhorias com
remissão dos sintomas depressivos passará para o nível
neurótico normal.
2.1 Nível de F. Psicológico Neurótico
6

 Caracteristicas:
 O nível anormal é caraterizado pela afeção da esfera afectiva

 Perturbação quantitativa caracterizado principalmente por sintomas


homólogos (ansiedade, depressão).

 Em algumas situações poderão ocorrer sintomas heterologos (depressão


psicótica).

 Cursa com conservação do juízo crítico em relação a sua doença

 Afeção discreta da capacidade de adaptação ao ambiente em volta.

 Há uma boa resposta ao tratamento Biológico e Psicológico.


2.2 Nível de F. Psicológico Psicótico
7

 Caracteristicas:
 perturbação do tipo qualitativo com afecção da função cognitiva
(sensopercepção e pensamento)

 presença de sintomas heterólogos (alucinações, delírios).

 ausência do juízo crítico em relação a sua doença, com afecção da


capacidade de adaptação ao meio ambiente em volta.

 Há uma boa resposta ao tratamento Biológico com antipsicóticos


(haloperidol, clorpromazina, flufenazina).
2.2 Nível de F. Psicológico Psicótico
8

 Há prejuízo da capacidade: pensar, responder


emocionalmente, recordar, comunicar, interpretar a realidade
e comportar-se de forma apropriada, a ponto de interferir
amplamente na capacidade para responder as demandas
comuns da vida.
 Existe uma profunda desorganização da personalidade.
 Alucinações e delirios surgem como novas qualidades da
percepção e do conteúdo do pensamento.
 Constituem alterações qualitativas, diferente das alterações
quantitativas que ocorrem na depressão.
2.3 Nível de F. Psicológico Deficitário
9

 Caraterizado pela afeção da capacidade intelectual (défices


mnésicos, baixa capacidade de compreensão, de raciocínio e de
resolução de problemas do quotidiano).

 O baixo nível intelectual geralmente é congénito (anomalias intra-


uterinas) ou muito cedo adquirido (períodos neonatal, infância,
adolescência) antes do desenvolvimento das potencialidades do
indivíduo.

 Comum nas demências e na debilidade intelectual antigamente


designadas “atraso mental”.
2.4 Nível de F. Psicológico Psicopático
10

 Caraterizado:
 presença de traços, padrões de personalidade do tipo inadaptativo

 padrões de comportamento e dificuldade de adaptação do sujeito


ao ambiente em sua volta.

 Este nível de funcionamento psicológico condiciona sofrimento


para ele e para as pessoas em sua volta, podendo se
expressar em perturbação de personalidade.
2.4 Nível de F. Psicológico Psicopático
11

 A. Fernandes da Fonseca (1997) entende que as psicopatias


são alterações do comportamento resultantes de “anomalias
de personalidade ou de estados de desadaptação do
indivíduo” em relação a si mesmo ou ao ambiente em volta.

 Os psicopatias apresentam as mesmas características descritas


no nível de funcionamento psicológico neurótico anormal.
3.0 Pontos Chave
12

 Existem 4 níveis de funcionamento psicológico.

 De forma rápida podemos enquadrar o nível de


funcionamento dos pacientes durante a avaliação psicológica.

 O seu conhecimento orienta nos sobre o tipo de sintomas


presentes, provável diagnóstico e o tratamento a instituir.

 O seu conhecimento permite nos dar uma melhor orientação


ao tratamento adequado.