Você está na página 1de 3

Análise Matemática III - 2019 Regente: Iara Gonçalves

Universidade Eduardo Mondlane


Departamento de Matemática e Informática
Licenciatura em Matemática
Folha de Exercícios 2
1. Represente gracamente a função z = 100 − x2 − y 2 e trace as curvas de nível z = 0, z = 51 e
z = 75 no plano.

2. Construa e descreva as linhas de nível das funções dadas:



a) z = x + y ; b) z = x2 + y 2 ; c) z = x2 − y 2 ; d) z = xy ; e) z = (1 + x + y)2 ;
y y 2x
f) z = 1 − |x| − |y|; g) z = ; h) z = √ ; i) z = ; j) z = exy .
x2 x x2 + y 2
3. Analise as seguintes famílias de curvas de nível. Para cada uma delas, descreva os grácos das
funções f (x, y) associadas.

4. Determine f (x, y) se cada linha de nível f (x, y) = C é uma circunferência centrada na origem
e com raio:

a) C ; b) C 2 ; c) C ; d) ln(C).
5. Calcule, caso existam, os seguintes limites:
x2 y x2 sen2 y xy
a) lim x − y; b) lim ; c) lim ; d) lim ;
(x,y)→(0,0) (x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(−1,2) x2 + y2
sen(x2 + y 2 ) x3
e) lim ; f) lim ; g) lim xy + x2 ;
(x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(2,−1)

x2 + y 2 x
h) lim x2 + y 2 ; i) lim ; j) lim ;
p
(x,y)→(0,0) (x,y)→(0,0) y (x,y)→(0,0) x + y 2
2

cos(xy) x2 (y − 1)2 y3
k) lim ; l) lim ; m) lim ;
(x,y)→(1,π) 1 − x − cos(y) (x,y)→(0,1) x2 + (y − 1)2 (x,y)→(0,0) x2 + y 2

sen(x − y) sen(xy) 2x2 − xy


n) lim ; o) lim ; p) lim ;
(x,y)→(0,0) cos(x + y) (x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) 4x2 − y 2

x2 y 2 x2 y 2
q) lim ; r) ; s) 1 − x2 − y 2 );
p
lim lim ln(
(x,y)→(0,0) x2 + y 4 (x,y)→(0,0) 2x4 + y 4 (x,y)→(0,0)
 
1 + x + 2y
t) lim ln ; u) lim ex+2y cos(3x + 4y).
(x,y)→(2,−1) 3y 2 − x (x,y)→(0,0)
Análise Matemática III - 2019 Regente: Iara Gonçalves

6. Mostre que não existem os seguintes limites:


xy, se (x, y) 6= (1, 1)

x + 3y xy
a) lim ; b) lim ; c) lim f (x, y) = ;
(x,y)→(0,0) x + y (x,y)→(0,0) x + y 2
2 (x,y)→(1,1) 2, se (x, y) = (1, 1)
x−y cos xy x3
d) lim ; e) lim ; f) lim .
(x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) x4 + y 2

7. Calcule os limites seguintes fazendo a substituição (x, y) = (rcos(θ), rsen(θ)) e usando o facto
de que r → 0 quando (x, y) → (0, 0):
p
x2 − y 2 x3 − y 3 sen( x2 y 2 )
a) lim p ; b) lim ; c) lim .
(x,y)→(0,0) x2 + y 2
p
(x,y)→(0,0) x2 + y 2 (x,y)→(0,0) x2 + y 2
8. Verique se as seguintes funções são contínuas:
1 − x2 − y 2 , quando x2 + y 2 ≤ 1
 p
a) f (x, y) = ;
0, quando x2 + y 2 > 1

 sen(xy)
b) f (x, y) = , quando xy 6= 0 ;
xy
1, quando xy = 0

 sen(x2 − y 2 )

c) f (x, y) = 2 − y2
, quando x2 6= y 2 .
x
1, quando x2 = y 2

9. Ache, caso existam, os pontos de descontinuidade das seguintes funções:


1 1 1
a) z = ln x2 + y 2 ; b) z = ; c) z = ; d) z = cos ;
p
(x − y)2 1−x −y2 2 xy
 2
 x − y2 2

 xy
d) f (x, y) = 2 2
, se (x, y) 6= (0, 0) ; e) f (x, y) = 2 2
, se (x, y) 6= (0, 0) .
 x +y  x +y
0, se (x, y) = (0, 0) 0, se (x, y) = (0, 0)

10. Sendo g(t) = t + t e f (x, y) = 2x + 3y − 6, determine h(x, y) = g(f (x, y)) e o conjunto no
2

qual h é contínua.
11. Se f (x0 , y0 ) = 3, o que podemos dizer sobre lim f (x, y) se f for contínua em (x0 , y0 )?
(x,y)→(x0 ,y0 )
E se f não for contínua em (x0 , y0 )? Justique sua resposta.
12. Considere a função
 2
 x − xy
f (x, y) = 2 2
, se (x, y) 6= (0, 0) .
 x +y
0, se (x, y) = (0, 0)
a) Calcule o limite lim f (x, y) ou mostre que esse limite não existe.
(x,y)→(0,0)
b) Calcule o limite lim f (x, y) ou mostre que esse limite não existe.
(x,y)→(1,1)
c) f é contínua em (0, 0)? Justique.
d) f é contínua em (1, 1)? Justique.
13. Determine os maiores conjuntos nos quais as funções seguintes são contínuas:

a) f (x, y) = x + y ; b) f (x, y) = sen−1 (x2 + y 2 ); c) f (x, y) = ln(x2 + y 2 − 1);
! !
1 1
d) f (x, y) = ln(2x − y); e) f (x, y) = tan−1 ; f) f (x, y) = tan−1 ;
x2 + y 2 x+y
 2 3
 x y − xy
g) f (x, y) = 2 2
, se (x, y) 6= (0, 0) .
 2x + y
1, se (x, y) = (0, 0)
Análise Matemática III - 2019 Regente: Iara Gonçalves

x2 + y 2 − x3 y 3
14. Considere a função f (x, y) = , (x, y) 6= (0, 0). Como deve ser denida a função
x2 + y 2
na origem, de modo a que esta seja contínua em todos os pontos do plano xOy .
x3 − y 3
15. Considere a função f (x, y) = , (x 6= y). Como deve ser denida a função ao longo da
x−y
recta y = x, de modo a que esta seja contínua em todos os pontos do plano xOy .
16. Dada uma função f (x, y) e um ponto (a, b) do seu domínio, denamos funções g e h do
seguinte modo: g(x) = f (x, b) e h(y) = f (a, y). Se g é contínua em x = a e h é contínua em y = b, é
possível garantir que f é contínua em (a, b)? De modo inverso, a continuidade de f em (a, b) garante
a continuidade de g em a e a continuidade de h em b? Justique as suas respostas.
xy
17. Que condições devem as constantes a, b e c satisfazer para garantir que lim
(x,y)→(0,0) ax2 + bxy + cy 2
existe? Justique a sua resposta.

Soluções:

5. a) 0; b) 0; c) 0; d) −2/5; e) 2; f) 0; g) 2; h) 0; i) 1 j) Não existe. k) −1; l) 0; m) 0; n) 0;


o) Não existe. p) 1/4; q) 0; r) Não existe. s) 0; t) 0; u) 1.
7. a) 0; b) 0; c) 1. 8. a) Sim. b) Sim. c) Sim.
( )
√ 2
10. h(x, y) = (2x + 3y − 6)2 + 2x + 3y − 6 é contínua em (x, y) ∈ R2 :y ≥2− x .
3
12. a) O limite não existe. b) 0 c) Não. d) Sim.
13. a) {(x, y) ∈ R2 : y > −x}; b) {(x, y) ∈ R2 : x2 + y 2 < 1}; c) {(x, y) ∈ R2 : x2 + y 2 > 1};
d) {(x, y) ∈ R2 : y < 2x}; e) {(x, y) ∈ R2 : (x, y) 6= (0, 0)}; f) {(x, y) ∈ R2 : y 6= x};
g) {(x, y) ∈ R2 : (x, y) 6= (0, 0)}. 14. f (0, 0) = 1 15. f (x, y) = 3x2 , y = x
17. a = b = 0 e c 6= 0.