Você está na página 1de 56

Máquinas e Equipamentos

Prof. Victor Lima Bomfim de Oliveira


Máquinas e Equipamentos 1. Bombas Industriais

2. Compressores

3. Turbinas

Prof. Victor Lima Bomfim de Oliveira 4. Trocadores de Calor

5. Sistemas de Transporte e Levantamento de


Cargas
1. Bombas Hidráulicas
Máquina Operatriz Hidráulica : transfere a energia fornecida ao líquido – flúido
incompressível
Pressão
Cinética
Centrífuga
Arrasto

Trinômio de Bernoulli :

Δ )= W*μ - hf
1. Bombas Hidráulicas
Puras ou Radiais
Tipos de Bomba: Centrífugas
Francis
Fluxo Misto
Dinâmicas ou Fluxo Axial
Turbobombas
Periféricas ou
Regenerativas
Pistão
Alternativas Êmbolo
Volumétricas ou Diafragma
Deslocamento
Positivo Engrenagem
Lóbulos
Rotativas
Parafuso
Palhetas Deslizantes
1. Bombas Hidráulicas
Turbobombas: Centrífuga
1. Bombas Hidráulicas
Turbobombas: Fluxo Axial
1. Bombas Hidráulicas
Turbobombas: Fluxo Misto
1. Bombas Hidráulicas
Turbobombas: Periféticas ou Regenerativas
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Bombas Alternativas – Pistão/ Êmbolo
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Bombas Alternativas - Diafragma
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Rotativas - Engrenagens
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Rotativas - Lóbulos
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Rotativas - Parafusos
1. Bombas Hidráulicas
Deslocamento Positivo: Rotativas – Pistão (Fluxo Variável / Eixo Inclinado)
Vídeos

Qual o tipo de bomba apresentado em cada video?


1. Bombas Hidráulicas
Caracteristicas Gerais
Tipo de Bomba Vazão Pressão Fluxo Custos Partículas Partículas Viscosidade Obs:
Sólidas Gasosas
Centrífuga Média Média Contínuo Baixo Baixa* Baixa Baixa Vazão variável e
e Alta Flexível
Axial Alta Baixa Contínuo Baixo Média Média Baixa Vazão variável e
Flexível
Regenerativas Baixa Alta Contínuo Baixo Baixa Baixa Baixa Vazão variável e
Flexível
V. Rotativas Baixo Média Contínuo Médio Não Alta Alta Vazão Constante
Abrasivas

V. Alternadas Baixa Alta Alternado Alto Não Alta Alta Vazão Constante
Abrasivas
1. Bombas Hidráulicas
1. Qual a principal função das bombas hidráulicas?

2. Quais os principais formas de energia transmitidas fluido?

3. Descreva ao menos 5 caracteristicas das bombas dinâmicas e deslocamento positivo

4. O que diferencia das bombas de fluxo axial, misto e radial?

5.Qual a principal caracteristica das bombas regenerativas / periféricas?

6.Nas bombas positivas é preciso ter muito cuidado com um dispositivo de segurança?
Que dispositivo é esse e qual sua função?

7. Cite 5 tipos de bombas positivas (pelo menos 1 alternativa)


1. Bombas Hidráulicas
Puras ou Radiais
Centrífugas
Francis
Fluxo Misto
Dinâmicas ou Fluxo Axial
Turbobombas
Periféricas ou
Regenerativas
Pistão
Alternativas Êmbolo
Volumétricas ou Diafragma
Deslocamento
Positivo Engrenagem
Lóbulos
Rotativas
Parafuso
Palhetas Deslizantes
1.1 Bombas Centrífugas

Princípio de Funcionamento


Δ )= W*μ - hf
1.1 Bombas Centrífugas

Grande Vazão
Características: Pressões Moderadas
Vazão Uniforme
Ausência de Ponto Morto
Espaço Reduzido
Baixo custo de manutenção
Ausência de válvulas
Menor Vibração
Não é auto escorvante
Menor Rendimento
Opera com fluidos de baixa viscosidade
1.1 Bombas Centrífugas

Campo de aplicação
Abastecimento
Água e Esgoto
Irrigação
Drenagem
Industrias
Química
Petrolífera
Mineração
Termoelétricas
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Impelidor/Rotor

Dificulta entupimento
Evita recirculação de Dificulta entupimento
água
Baixa Resistência Estrutural
Maior Rendimento
Usado para bombas pequenas
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Impelidor/Rotor


1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça


Conteção do Líquido
Equilíbrio do Empuxo Radial
Conversão de Energia Cinética em Pressão

Tipos de Carcaça
Voluta
Pás difusoras
Dupla voluta
Concêntrica
Mista
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça em Voluta


Voluta
Equilibrio do Empuxo Radial
Difusor
Conversão da Energia Cinética em Pressão
1.1 Bombas Centrífugas 2

3 1
Apêndice : Empuxo Radial

Forças Radiais devido pressão


Equilibrio de Forças - Qp 4 5
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça com Pás Difusoras


Pás difusoras
Conversão da Energia Cinética em Pressão
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça com Pás Difusoras

Maior equilíbrio do Empuxo Radial


Maior eficiência
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça em Dupla Voluta

Grandes Vazões
Atenuar empuxo radial
Presença de Chicana Intermediária
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça Concêntrica

Baixa Resistência Mecânica


Baixa Eficiência
Baixo custo de fabricação

Aplicado em baixas potências


1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça Mista

Combinação de carcaça com pás difusoras e em volutas

Adaptação a processos específicos


1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça : Bipartição

Axial
Bomba Horizontais
Rotor Bi-apoiado
Grande porte
1.1 Bombas Centrífugas

Detalhes Construtivos – Carcaça : Bipartição

Radial
Rotor em Balanço
Bombas Horizontais e Veticais
Convencional e back pull out
1.1 Bombas Centrífugas
Qual o tipo de rotor que tem maior eficiencia : aberto, semi aberto ou fechado?
Que tipo de rotor deve ser utilizado em operaçoes que exijam moderada
resistencia mecanica e trabalho com fluido sujo?
Qual a função da voluta, difusor, pás difusoras?
O que é e como funciona a dupla voluta?
Porque é importante reduzir o empuxo radial?
Qual a diferença entre impelidor bi-apoiado e em balanço?
Qual a principal vantagem de carcaças back pull out ( abertas por trás)?
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Eixo e Luva de Eixo

Eixo
Tramissão de Movimento
Suportar o impelidor
Deflexão < Folga minima

Luva de Eixo
Proteger superfície do eixo
Corrosão
Abrasão
Podem ser espaçadores
Multi-estágio
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Anéis de Desgaste/Guia

Folga
Impelidor – Bocal de Succão
Impelidor – Caixa de Gaxeta

Manutenção da Folga
Solda de reposição – Usinagem
Uso de anel de desgaste
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Anéis de Desgaste/Guia

Tipos de Aneis de Desgaste


Simples (1) (2)
Em L (1) (2)
Labirinto (2)
Duplo Labirinto (2)

Podem ser colocados


Carcaça (1)
Carcaça e Impelidor (2)
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Anéis de Desgaste/Guia

Tipos de Aneis de Desgaste


Simples (1) (2)
Em L (1) (2)
Labirinto (2)
Duplo Labirinto (2)

Podem ser colocados


Carcaça (1)
Carcaça e Impelidor (2)
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Anéis de Desgaste/Guia

Tipos de Aneis de Desgaste


Simples (1) (2)
Em L (1) (2)
Labirinto (2)
Duplo Labirinto (2)

Podem ser colocados


Carcaça (1)
Carcaça e Impelidor (2)
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Anéis de Desgaste/Guia
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Anel Retangular de 1 ou mais lábios


Vedação de Cilindros
Pressão própria

Materiais
Borracha
Polímeros
Fibras Naturais e Sintéticas + Aditivos
Metal
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Fibras Naturais e Sintéticas + Aditivos


Semi-plástico
Resistência Mecânica
Atrito
Dissipação de Calor
Resistência Química
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Sobreposta

Ajuste das gaxetas


Vazamento
Lubrificação
Arrefecimento
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Bucha de Garganta
Reduzir exposição de gaxetas
Redução da pressão

Caixa de Refrigeração
Arrefecimento
Temp Superior a 100 °C
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Anel de lanterna
Lubrificação
Proteção da Caixa de Gaxeta
Vedação
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas
Aperto Temp.
Limitações

Efetividade do aperto da sobreposta


Elevação do Atrito x Dissipação do calor Vazamento
Fluido pouco lubrificante
Necessidade de Vazamento

Barato
Simples manutenção
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Gaxetas

Soluções Tecnológicas
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Sede estacionária e Carcaça


O ring
Junta Convencional
Papelão Hidraulico
Borracha
Cobre
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Sede Rotativa e Eixo/Luva de eixo


Gaxeta perfil V
O ring
Retentor
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Face de contato entre sedes


Contato
Pressão do fluido
Pressão da mola
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Papelão Hidráulico
Junta Tórica
Junta
Junta
Estacionária
Estacionária
Flanges
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Retentor

Vedação Rotativa
Eixos
1.1 Bombas Centrífugas
Detalhes Construtivos – Vedação por Selo Mecânico

Vedação por contato de faces


Superfícies polida

Vazamento residual menor


Simples : 1.5% da caixa de gaxeta
Duplo : 0.2% da caixa de gaxeta

Vazamento imperceptivel devido temperatura


1.1 Bombas Centrífugas
Qual a funçao do eixo e da luva de eixo?
O eixo dever ser projetado para deflexionar menos que a folga mínina. Porque?
Explique os tipos de anel de desgaste (simples, L, Labirinto simples e duplo) e sua funçao
Qual as formas de manter as folgas sempre dentro da tolerancia e quais suas limitaçoes?
Qual o tipo de gaxeta mais utilizadas em bombas e qual sua funçao?
Como as gaxetas devem ser aplicadas?
Quais principais caracteristicas desejadas numa gaxeta?
O que é lanterna de eixo quais suas funções e em que posiçao deve ser aplicada?
Quais as principais limitaçoes das gaxetas?
Qual o principio de funcinamento de selo mecanico?
Quais são os principais pontos de vedaçao? Como eles podem ser vedados?