Você está na página 1de 4

ENVOLVIDO OU COMPROMETIDO?

Texto Bíblico base: Tg. 1.22-27


Texto Bíblico complementar: Mt. 7.24-27
INTRODUÇÃO:

“Na minha relação com o Reino de Deus eu estou ENVOLVIDO ou


COMPROMETIDO?”.

Como é ruim se deparar com pessoas que acham que são quadros de pintura!
Pensam que pelo simples fato de estarem na igreja, paradinhas ali no seu
canto já estão decorando e trazendo vida ao lugar.

Perigoso! Deus nos chama a vida de compromisso sério com ele, uma vida de
obediencia, mas, que são baseadas no amor! E aí vem os cristãos que muitas
vezes vivem querendo de todo o coração viver esse amor, viver essa
experiência maravilhosa com Deus, mas não querem compromisso... "isso
cheira a empresa, obrigação... não quero ser escravo de Deus", pensam eles.

Compromisso nunca foi e jamais será escravidão nas mãos de Deus!


Compromisso é comprometimento, algo em que você se engaja por livre e
espontânea vontade. E uma vez engajado nesta obra maravilhosa, está
automaticamente pré-disposto a se sacrificar por Cristo.

Quem diz ser cristão, ser evangélico, pentecostal, neo-pentecostal,


carismático... (ou seja lá o que for) e não viver uma vida de sério
comprometimento com Jesus Cristo e sua obra salvadora, faz de Deus um
passatempo, uma cruzadinha, ou hobby.

Antes de adentrarmos ao estudo propriamente dito, gostaria de, apenas para


ilustrar, contar a conhecida fábula secular das “GALINHAS E DOS PORCOS”:
Conta-se, há muito tempo, que numa determinada fazenda, certo dia, os
animais resolveram fazer uma festa para o fazendeiro; a discussão durou
horas, pois os porcos achavam que deveriam fazer a melhor festa, pois, assim,
chegariam ao coração do duro e mau fazendeiro, já as galinhas, achavam que
deveriam fazer qualquer coisa ou uma festa qualquer, vez que, por ser duro e
mau, era isso que o fazendeiro merecia.

Após algumas horas de discussão, resolveram finalmente, que começariam os


preparativos da festa pela escolha do cardápio, sendo logo apresentada a
sugestão das galinhas de que fosse servido na festa ovos com bacon, o que,
sem nenhuma discussão foi de pronto aceito pelos porcos.

Pensem então, nessa estória quem demonstra estar apenas ENVOLVIDO


e que demonstrar estar COMPROMETIDO?

Pensou? Encontrou a resposta? Se não, vai aí mais uma dica: as galinhas


apenas dariam os ovos se que isso lhe exigisse grande sacrifício, já os porcos,
para que a festa viesse a acontecer daria o seu couro e conseqüentemente a
sua vida. Então, quem é apenas ENVOLVIDO e que é COMPROMETIDO?

Feita esta breve reflexão, passemos, portanto ao nosso estudo:


A Bíblia Sagrada, nos traz memoráveis exemplos de homens e mulheres que
na sua relação com Deus e com o seu Reino, uns foram apenas ENVOLVIDOS
e outros COMPROMETIDOS, deixando para nós as lições e os resultados de
tal escolhas.
Então vejamos:
1. CAIM – envolvido, ABEL – comprometido (ler Gn 4.1-4): Na visão do
ENVOLVIDO Caim, como normalmente pensam os que fazem parte deste
grupo, não era necessário muito esforço ou sacrifício para adorar a Deus, pois,
certamente pensava ele: “Deus tem obrigação de receber a minha oferta”. Já o
COMPROMETIDO como Abel, entende que na hora de ofertar é preciso estar
sempre lembrado de que o nosso Deus não só atenta para oferta, mas, atenta
antes para o ofertante.
2. O POVO DA TERRA – envolvido, NOÉ – Comprometido (ler Gn 6.7,8): os
ENVOLVIDOS, como o povo dos dias de Noé, se deixam laçar pelas
artimanhas do inimigo e se dão a achar que “isso não tem nada de mais”. Já os
que vivem como o COMPROMETIDO Noé, procuram ser achados em graça
aos olhos de Deus.
3. LÓ – envolvido, ABRAÃO – comprometido: (Ler Gn 13.7-9): os
ENVOLVIDOS como Ló não vêem problemas nas contendas entre os seus e
quando lhe são oferecidas as oportunidades das escolhas, as fazem baseadas
no que os seus olhos vêem, e nunca consultam a Deus. Já os
COMPROMETIDOS com o nosso pai na fé Abraão, odeiam a contenda e
buscam sempre a paz e quando muitas vezes são “aparentemente”
prejudicados pelas escolhas dos “Lós”, depois ficamos sabendo de que lado
estava a benção de Deus.
4. OS DEZ ESPIAS-envolvidos, JOSUÉ E CALEBE-comprometidos (ler Nm
13.27-39 e 14.6-9), para os ENVOLVIDOS como os dez dos doze espias
enviados por Moisés, a terra é boa, porém não é para eles pois o inimigo é
sempre mais forte e mais poderoso. Já para os COMPROMETIDOS como
Josué e Calebe, a terra é boa, e, embora os inimigos sejam fortes, mas, o seu
Deus é maior e mais poderoso, e se Ele se agradar de nós nos dará a terra
prometida.
5. GEASI - envolvido, ELIZEU – comprometido (ler 2 Rs 6.15-17), os
ENVOLVIDOS como Geasi, se atemorizam sempre que são cercados pelo
inimigo e não conseguem ver mais nada. Já os COMPROMETIDOS como
Elizeu conseguem se manter confiantes, por terem seus olhos espirituais
sempre abertos e ainda oram a Deus para abrir os olhos do “Geasis”.
6. SAUL E OS IRMÃOS DE DAVI – envolvidos, DAVI – comprometido: (ler I Sm
17.23.46), os ENVOLVIDOS como Saul e os irmão de Davi não só não têm
experiências com Deus, como ora oferecem suas vestimentas que de nada
servem para as batalhas de cunho espiritual, como ainda ficam irritados com
plano de Deus na vida do comprometido. Já o COMPROMETIDO, enfrenta os
desafios baseado nas experiências vividas ao lado do Senhor e vai para a
batalha “em nome no Senhor dos Exércitos”, voltando com o troféu da vitória.
7. ORFA - envolvida, RUTE – comprometida (ler (RT 1.8-16), os ENVOLVIDOS
como Orfa nas dificuldades voltam e deixam as pessoas, a obra e o Senhor. Já
os COMPROMETIDOS quando a luta se torna mais renhida dizem: “O teu
Deus é o meu Deus o teu povo é o meu povo” e prosseguem juntos para a
vitória final, vivendo o que disse o Apóstolo Paulo “alegrai-vos com o que se
alegram e chorai com os que choram. (Rm 12.15)”.
8. A MULHER DE JÓ envolvida – JÓ comprometido (ler Jô 2.8-10), os
ENVOLVIDOS nas lutas não resistem a pressão e como a mulher de Jó
preferem abandonar a Deus e morrer. Já os COMPROMETIDOS, suportam
tudo com coragem e resignação e dizem: “ainda que ele me mate eu nele
esperarei (Jó 13.15).
9. OS 31700 HOMENS REPROVADOS – envolvidos, GIDEÃO E OS 300 – comprometidos (Ler
Jz 7.1-7), os ENVOLVIDOS embora, no primeiro momento, pareçam que estão dispostos e
prontos para a guerra, quando colocados em provas mostram-se covardes, medrosos, e
despreparados, sendo, portanto, reprovados pelo Senhor. Já os COMPROMETIDOS, embora
em pequeno número, revelam-se, obedientes, dispostos e preparados, sendo, portanto
aprovados pelo Senhor que nos concede a vitória por Cristo Jesus.
10. JUDAS – envolvido, PEDRO – comprometido (Ler Mt 26.75 e 27.3-5), os
ENVOLVIDOS como Judas diante dos erros, o máximo que conseguem ter é
remorso, ou seja, se arrependem e choram, mas não conseguem voltar atrás e
buscar a ajuda do Senhor. Já os COMPROMETIDOS, diante de seus erros
experimentam o arrependimento e este de forma eficaz, isto é, se arrependem,
choram e voltam atrás em busca da ajuda de Deus, recebendo Dele o perdão e
a completa restauração.
11. JOÃO MARCOS – envolvido, PAULO – comprometido (ler At 13.5,13;
16.37-38) – Os ENVOLVIDOS embora, de início, demonstrem um amor por
missões e pelas almas, não conseguem conservar esta chama acesa diante
das intempéries e agruras da viagem, preferindo abandonar o “barco” e voltar
para Jerusalém. Já os COMPROMETIDOS seguem a viagem, porém, preferem
não contar com o envolvido enquanto não ver nele o comprometimento com o
Reino.
CONCLUSÃO

OS APENAS OUVINTES – envolvidos, OS OUVINTES E CUMPRIDORES DA


PALAVRA – comprometidos. Ora, pela leitura do texto base e por todos os
exemplos que acima apontamos, vemos que os ENVOLVIDOS são pessoas
que muitas vezes estão na Igreja, mas, a sua participação se restringe à ações
que não lhes exijam esforços maiores, são aqueles que se dizem não possuir
nenhum talento especial e que Deus os chamou apenas para estarem nos
bancos orando e apoiando os irmãos, não se lançam ao trabalho de forma
alguma, e como dito em nossa introdução, ficam na Igreja como quadros em
molduras, não opinam, não trabalham em nada e até parecem que nem fazem
parte da comunidade, pois alguns até dizem presunçosamente: “eu prefiro não
me envolver para não ter, nem criar problemas”. Esquecem-se estes tais, que
Deus nos chamou para sermos membros do seu corpo e que Ele não aceita
membros inertes, e mais, que Ele nos chamou para sermos ramos, mas, ramos
que frutificam, caso contrário Ele corta e lança no fogo, (Jo15.1-2). Já os
COMPROMETIDOS, são aquele que, ao contrário dos envolvidos, se entregam
e se dão sem reservas à obra, às pessoas e à Deus, por saber que Aquele que
deu a sua vida por eles é merecedor de todo o seu esforço e vigor para o
cumprimento de seu projeto na vida dos homens. Os COMPROMETIDOS são,
na verdade, aqueles que como o Apóstolo Paulo, reconhecem e sabem que
“não têm a sua vida por preciosa”(At 20.24), e testificam que “não mais vivem
eles, mas Cristo vivem neles” (Gl 2.20).
Assim amados, estamos vivendo as últimas horas da Igreja na terra, e o nosso
Deus virá em breve buscar um povo que durante o tempo em que esteve nesta
dimensão terrena escolheu o lado dos COMPROMETIDOS, ou seja, aqueles
que como seu Filho, preferiram abrir mão dos prazeres efêmeros e passageiros
deste mundo, como agem os envolvidos, para, após todo sofrimento daqui,
estar com Ele e na eternidade à gozar das gorduras e das doçuras que nos
esperam nas mansões celestiais.