Você está na página 1de 5

Cálculo estimado da carga térmica

1. Cliente

Endereço: Estrada Boa Esperança

Pavimento: Térreo

Dependência: Restaurante Central

Latitude: 22 54’ Hora: 16 h

2. Características do verão local

TBS interior: 25C; UR interior: 55%

TBS exterior: 35C; TBU exterior: 26,1C

3. Característica da construção
Telhado (x) Claro ( ) Médio ( ) Escuro
Paredes externas ( ) Clara (x) Média ( ) Escura
Janelas ( ) Com toldo ( ) Na sombra (x) Sem proteção

4. Ganhos por condução – Calor sensível

Dimensões Área U DT Calor sensível


(m) (m²) (kcal/hm²C) (C) (kcal/h)
Parede externa 15,70 x 3 47,10
(total)
Janelas com vidro 14,30 x 2 28,60

Parede excluindo 18,50


janela
Paredes divisórias 35,95 x 3 107,85

Vidro nas
divisórias
Teto ou telhado 9,7 x 7,25 + 98,83
4,75 x 6,0
Diversos

Total de condução

30
5. Ganho por Insolação – Calor sensível

Dimensões Área Fator U DT Calor sensível


(m) (m²) Solar (kcal/hm²C) (C) (kcal/h)
Janelas 9,60 x 2,0 19,2
vidro
voltadas p/
oeste
Janelas 4,47 x 2,0 9,4
vidro
voltadas p/
o sul
Paredes 9,7 x 3,0 = 29,1-19,2 =
voltadas p/ 29,1 9,9
oeste (total)
Telhados 9,7 x 7,25 98,8
4,75 x 6,0
Clarabóias

Diversos

Total de
insolação

6. Ganho nos dutos

Dimensões (m) Área (m²) U DT Calor Sensível


a b c 2c(a+b)
Total nos 0,47 0,35 31,3
dutos

Obs: Para a determinação das condições do ar de insuflamento (ao atravessar as serpentinas do


evaporador) toma-se as temperaturas TBS e TBU na condição de UR=100%, seguindo a linha
do ponto de conforto (condições de conforto do recinto).

31
7. Ganhos devido às Pessoas – Calor Sensível e Latente

Pessoas N Fator Sensível Fator latente Calor sensível Calor latente


kcal/h kcal/h
Sentadas
Em exercício 48
moderado
Em exercício
brusco
Total devido
às pessoas

8. Ganhos devido aos Equipamentos – Calor Sensível

Watts HP Fator Calor Sensível


kcal/h
Motores elétricos
2 HP ou menores
Motores elétricos
3 HP ou maiores
Luz
incandescente
Luz 2 040 x 1,2
fluorescente
Diversos

Total devido aos


Equipamentos

9. Ganhos devido à Infiltração – Calor Sensível e Calor Latente

Calor Sensível Calor Latente


kcal/h kcal/h
Infiltração pelas janelas
“Método das frestas”
Infiltrações diversas

Total de infiltrações

32
10. Ganho de Calor devido à Ventilação –

Calor Sensível Calor Latente


kcal/h kcal/h

11. Carga Térmica Total

Calor Sensível Calor Latente


kcal/h kcal/h

Calor Total = Calor Sensível + Calor latente: kcal/h

Calor Total = Calor Sensível + Calor latente: TR

12. Total de ar de insuflamento

m³/h MCM

33
34