Você está na página 1de 13
PROGRAMA ENSINAR – MATEMÁTICA LICENCIATURA – UEMA NOTAS DE AULAS DISCIPLINA: MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO

PROGRAMA ENSINAR MATEMÁTICA LICENCIATURA UEMA

NOTAS DE AULAS

DISCIPLINA: MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO

FUNCÃO POLINOMIAL DO 1º GRAU

FUNÇÃO QUADRÁTICA

Organização:

Prof. José de Ribamar R. Siqueira Licenciado em Matemática Especialista em Didática do Ensino Superior Mestre em Matemática

São Luís Ma Março/ 2018

01-FUNCÃO POLINOMIAL DO 1º GRAU

É toda função f(x) = ax + b, onde a e b são números reais, com a 0. Esta

função é também conhecida com o nome de função afim.

Exemplos:

a) f(x) = 3x + 1, com

b) f(x) = - 2x - 3, com

c) f(x) = (1/5) x - 2, com

Domínio e imagem da função afim

Seja f(x) = a x + b, uma função afim, então:

a = 3 e b = 1

a = - 2 e b = - 3

a = 1/5 e b = - 2

o domínio de f(x) é o conjunto dos números reais;

a imagem de f(x) é o conjunto dos números reais.

Gráfico da função afim

O gráfico da função afim f(x) = ax + b é uma linha reta e seu gráfico é obtido

a partir do conhecimento dos seus valores em pelo menos 2 pontos.

Exercícios Resolvidos

Elaborar os gráficos das funções:

a) f(x) = 2x + 1

b) g(x) = - 3x +2

Solução

a) seja f(x) = 2x+1 e usando uma tabela de valores de x, tem-se.

x

f(x) = 2x + 1

Ponto do gráfico

2

f(2) = 2.2+1=5

(2, 5)

0

f(0) = 2.0+1=1

(0, 1)

-1

f(-1) = 2.(-1)+1= -1

(-1,-1)

Representado os pontos no plano cartesiano e efetuando a ligação desses pontos, obtém-se o gráfico de f(x)

(-1,-1) Representado os pontos no plano cartesiano e efetuando a ligação desses pontos, obtém-se o gráfico

b) seja f(x) = - 3x+2 e usando uma tabela de valores de x, tem-se

x

f(x) = - 3x + 2

Ponto do gráfico

1

f(1) = - 3.1+2= -1

(1,-1)

0

f(0) = - 3.0+2= 2

(0,2)

-1

f(- 1) = - 3.(-1)+2= 5

(-1,5)

Representado os pontos no plano cartesiano e efetuando a ligação desses pontos, obtém-se o gráfico de f(x).

a ligação desses pontos, obtém-se o gráfico de f(x). Observe que se f(x) = ax +

Observe que se f(x) = ax + b é uma função afim, então ela é crescente se a >

0 e é decrescente se a < 0.

02-Função quadrática

Consideremos, inicialmente, as seguintes situações:

1ª situação:

Quando várias equipes disputam um torneio de futebol com turno e returno, o

número de jogos disputados, que indicamos por y, depende do número de

equipes participantes. Determinar a expressão matemática para expressar o

número de jogos y, em função do número x de equipes.

Resposta:

Fazer uma tabela de valores e concluir que y = x 2 x.

2ª situação:

O diretor de uma orquestra percebeu que, com o ingresso a R$ 9,00, em média 300 pessoas assistem aos concertos e que, para cada redução de R$ 1,00 no preço dos ingressos, o público aumenta de 100 expectadores. Qual deve ser o preço do ingresso para que a receita seja máxima? Escreva a equação matemática da receita R(x) obtida em função do desconto x ofertado. Resposta:

Organizando uma tabela de valores, tem-se:

DESCONTO

INGRESSO (R$)

ESPECTADORES

RECEITA (R$)

0

9

300

2.700

1

9

1 = 8

300

+ 1.100

3.200

2

9

2 = 7

300

+ 2.100

3.500

3

9 3 = 6

300 + 3.100

3.600

4

9

4 = 5

300

+ 4.100

3.500

5

9

5 = 4

300

+ 5.100

3.200

Observe que a receita máxima ocorre quando é dado um desconto de R$ 3,00 no ingresso. Nesse caso, a receita será R$ 3.600,00. Em geral, a equação matemática será R(x) = (9 x) (300 + 100 . x) = - 100x 2 + 600x + 2.700. Nas situações apresentadas apareceram como respostas polinômios do 2º grau na variável x, os quais chamamos função polinomial do 2º grau ou função quadrática.

Definição de função quadrática

Denomina-se

f(x) = ax 2 + bx + c, com a, b e c

Exemplos f(x) = 3x 2 + 2x + 1 g(x) = - x 2 + x -1

função quadrática a toda função f: R → R, definida por

R e a

0.

Na função quadrática f(x) = ax 2 + bx + c, os elementos a, b e c são chamados coeficientes.

Zeros de uma função quadrática Dada uma função quadrática f(x) = ax 2 + bx + c , com a 0, os valores reais

de x tais que ax 2 + bx + c = 0, são chamados zeros da função quadrática. Observações:

1) Algebricamente, calcular os zeros da função quadrática f(x) = ax 2 + bx + c, significa resolver a equação do 2º grau ax 2 + bx + c = 0. 2) Geometricamente, os zeros de uma função quadrática, quando existem, correspondem aos pontos em que o gráfico da função intercepta o eixo Ox.

3)

Se = b 2 4ac > 0, a função f(x) = ax 2 + bx + c tem dois zeros reais e desiguais.

4)

Se

= b 2 4ac = 0, a função f(x) = ax 2

+ bx + c tem um único zero real.

5)

Se = b 2 4ac < 0, a função f(x) = ax 2 + bx + c

não tem zeros reais.

6) Para calcular os zeros da função quadrática f(x)= ax 2 + bx + c, usa-se a

fórmula de Bhaskara, dada por x =

.

Gráfico de uma função quadrática O gráfico de uma função quadrática é uma curva plana chamada parábola, que é constituída pelos pontos (x,y) do plano que são equidistantes de um ponto fixo F (foco) e de uma reta d (diretriz), isto é, PF = PQ.

fixo F (foco) e de uma reta d (diretriz), isto é, PF = PQ. O ponto

O ponto V é chamado vértice da parábola e é equidistante do foco e da reta diretriz d. A parábola, dependendo do sinal de a, pode ter:

concavidade para cima, se a > 0.

concavidade para baixo, se a < 0.

Graficamente:

 concavidade para baixo, se a < 0. Graficamente: Observe que se a > 0, o

Observe que se a > 0, o vértice V é o ponto onde a função quadrática assume

o valor mínimo. Contudo, se a < 0, o vértice V é o ponto onde essa função

assume o valor máximo.

Coordenadas do vértice

As coordenadas do vértice V da parábola que representa o gráfico da função

quadrática f(x) = ax 2 + bx + c são

Assim, V = (

)

x V =

Para elaboração do gráfico de f(x) = ax 2

procedimentos:

e

y V =

.

+ bx + c , adotamos os seguintes

calcular as raízes ou zeros, caso existam;

calcular as coordenadas do vértice V, ou seja, x V e y V ;

identificar o coeficiente a e concluir se a função admite máximo ou

mínimo;

fazer tabela, identificando valores convenientes para x, encontrando

f(x) e formando os pontos ( x, y );

marcar os pontos no plano cartesiano;

efetuar a ligação desses pontos através de um gráfico suave.

Exemplos

1) Elaborar o gráfico de f(x) = x 2 x 6. Determine o domínio, a imagem e o valor mínimo de f(x).

Solução:

Cálculo das raízes

Fazer

x 2 x 6 = 0 => x =

Coordenadas do vértice V

=>

x 1 = 3 e x 2 = - 2.

x V =

=

=

y V =

=

=

Sinal de a Sendo a = 1 > 0, tem-se que o vértice é um ponto de mínimo. Além do mais,

V = (

Tabela de pontos

,

).

x

f(x) = x 2 x 6

 

ponto

 

4

 

f(4) = 6

 

(

4,6 )

3

 

f(3) = 0

 

(

3,0 )

2

f(2) = - 4

 

(

2, - 4 )

 

1

f(1) =

- 6

 

(

1, - 6 )

 

f(

) =

(

,

)

0

f(0) =

- 6

 

(

0, - 6 )

 

- 1

f( -1) =

- 4

 

(

-1, - 4 )

 

- 2

f( -2) =

0

 

(

-2, 0 )

- 3

f( -3) =

6

 

(

- 3, 6 )

 

Desenhando os pontos no plano cartesiano, obtém-se o gráfico:

- 3 f( -3) = 6   ( - 3, 6 )   Desenhando os pontos

Observando o gráfico conclui-se que:

a) D(f) = R .

b) R; y

Im(f) = { y

c) O valor mínimo de f(x) é

} = [

.

, +

).

2) A partir do exame do gráfico de f(x) = x 2 x 6, responder:

a) onde f(x) é crescente ou decrescente.

b) onde f(x) é positiva ou negativa.

Solução:

a) f(x) é crescente quando x

f(x) é decrescente quando x <

.

.

b) f(x) é positiva quando x > 3 ou x < - 2

f(x) é negativa quando - 2 < x < 3.

Determinação da imagem de uma função quadrática

Se a > 0, então f(x) = ax 2 + bx + c tem valor mínimo y V e nesse caso,

Im(f) = { y

Se a < 0, então f(x) = ax 2 + bx + c tem valor máximo y V e nesse caso,

Im(f) = { y

R; y

R; y

y V } = [ y V , +

y V } = ( -

)

, y V ]

Estudo do sinal da função quadrática

Estudar o sinal da função quadrática significa determinar os valores reais de x

tais que a função seja positiva ou negativa. Podem ocorrer os seguintes

casos, todos dependendo do sinal do discriminante = b 2 4ac.

1º caso:

Raízes reais e distintas, isto é, a parábola intercepta o eixo x em dois pontos distintos.

2 – 4ac. 1º caso: Raízes reais e distintas, isto é, a parábola intercepta o eixo

2º caso:

Raízes reais e iguais, isto é, a parábola tangencia o eixo x.

reais e iguais, isto é, a parábola tangencia o eixo x. 3º caso: Não existem raízes

3º caso:

Não existem raízes reais, isto é, a parábola não intercepta o eixo x.

reais, isto é, a parábola não intercepta o eixo x. Exercícios resolvidos 1) Calcular os valores

Exercícios resolvidos

1) Calcular os valores reais de x, tais que f(x) = x 2 4x seja positiva ou negativa. Dar, ainda, a imagem de f(x). Solução:

Calcular os zeros de f(x) x 2 4x = 0 => x 1 = 0 e x 2 = 4. Identificação da forma do gráfico Sendo a = 1 > 0 => a parábola tem concavidade voltada para cima. Esboço do gráfico O gráfico tem concavidade para cima, interceptando o eixo x nos pontos em que x 1 = 0 e x 2 = 4, conforme indicado a seguir:

Observando o esboço do gráfico, tem-se que:  f(x) > 0, quando x > 4

Observando o esboço do gráfico, tem-se que:

f(x) > 0, quando x > 4 ou x < 0;

f(x) < 0, quando 0 < x < 4.

Cálculo da imagem de f(x) = x 2 4x Como a parábola tem concavidade voltada para cima, o conjunto imagem

é Im(f)

=

[ y V , +

Sendo y V =

).

=> y V =

(

)

Assim a imagem é Im(f) = [ - 4, +

).

- 4

2) Calcular o valor máximo da função f(x) = - x 2 + 2x + 3 e dar o seu conjunto imagem. Dar, ainda, os intervalos onde f(x) é positiva ou f(x) é negativa. Solução:

Calcular os zeros de f(x) x 2 + 2x + 3 = 0 => x 1 = - 1 e x 2 = 3. Identificação da forma do gráfico Sendo a = -1 < 0 => a parábola tem concavidade voltada para baixo e, nesse caso, y V é valor máximo para f(x) = - x 2 + 2x + 3. Cálculo de y V

y

V

(

)

(

)

Assim, o valor máximo de f(x) é y V

4

4 e sua imagem é ( -

, 4 ]

Esboço do gráfico O gráfico tem concavidade para baixo, interceptando o eixo x nos pontos em que x 1 = - 1 e x 2 = 3, conforme indicado a seguir:

Observando o esboço do gráfico tem-se que:  f(x) > 0, quando -1< x <

Observando o esboço do gráfico tem-se que:

f(x) > 0, quando -1< x < 3;

f(x) < 0, quando x < - 1 ou x > 3.

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1) Um fabricante vende um produto por R$ 0,80 a unidade. O custo total do produto consiste numa taxa fixa de R$ 40,00 mais o custo de produção de R$ 0,30 por unidade.

a) Qual é o número de unidades que o fabricante deve vender para não ter lucro nem prejuízo?

b) Se vender 200 unidades desse produto, o comerciante terá lucro ou

2)

prejuízo? A velocidade média de um automóvel em uma estrada é de 90km/h. Responda:

a) Qual é a distância percorrida pelo automóvel em 1 hora? E em 2 horas?

b) Em quanto tempo o automóvel percorre a distância de 360km?

c) Qual a expressão matemática que relaciona a distância percorrida (d)

em

função do tempo(t)? (d em km e t em horas)

3)

A lei f(x) = 2x 2 12x + 25 representa o número de multas anuais (em

milhares), indicado por f(x), que serão aplicadas daqui a x anos, em uma certa cidade.

a) Quantas multas serão aplicadas daqui a 2 anos? E daqui a 5 anos?

b) Quantas multas são aplicadas atualmente nessa cidade?

c) Em quanto tempo serão aplicadas 57.000 multas?

4)

O proprietário de uma escola de natação acredita que em t anos o

número de alunos seja dado pela lei n(t) = 5t + 40.

a) Qual o número atual de alunos?

b) Qual será o número de alunos daqui a 5 anos?

c) Um funcionário estimou que o número de alunos dobrará em relação

ao número atual somente em uma década. De acordo com a lei, esse

palpite é correto?

5) Um cabeleireiro cobra R$ 12,00 pelo corte para clientes com hora

marcada e R$ 10,00 sem hora marcada. Ele atende por dia um número

fixo de 6 clientes com hora marcada e um número variável x de clientes

sem hora marcada.

a) Escreva a fórmula matemática que fornece a quantia Q arrecadada por

dia em função do número x.

b) Qual foi a quantia arrecadada num dia em que foram atendidos 16

clientes?

c) Qual foi o número de clientes atendidos num dia em que foram

arrecadados R$ 212,00?

d) Qual a expressão que indica o número C de clientes atendidos por dia

em função de x?

6) Dar o domínio das funções

a) f(x) =

b) f(x) =

+

) g(x) =

7) Um projétil é lançado da origem segundo um referencial dado e percorre a trajetória de uma parábola descrita pelo gráfico de y = - x 2 + 4x. Sendo x e y em metros, calcular a medida da altura máxima alcançada por esse projétil.

CONCLUSÃO

Os assuntos tratados nesta unidade abordaram conteúdos relativos a função polinomial do 1º grau e função quadrática com suas propriedades, representações gráficas e aplicações pertinentes.

REFERÊNCIAS

DANTE, Luís Roberto. Matemática: contexto e aplicações. 1. ed. São Paulo:

Ática, 2011. v.1 e 3. Didática da Resolução de Problemas de Matemática. São Paulo: Ática, 1998.

HOFFMANN, Laurence D. Um curso moderno de cálculo. 9. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1984. IEZZI, Gelson et al. Matemática: ciência e aplicações. 2 . ed. São Paulo:

Atual, 2004. v.1. LIMA, Elon Lages et al. Matemática do ensino médio. 2. ed. Rio de Janeiro:

Sociedade Brasileira de Matemática, 1997. v . 1. PAIVA, Manoel. Matemática. 1. ed. São Paulo: Moderna, 2009. v.1 e 2. RIBEIRO, Jackson. Matemática: ciência, linguagem e tecnologia ensino médio. São Paulo: Editora Scipione, 2010. v.1 e 2. SMOLE, Kátia Stoco e DINIZ, Maria Ignez. Matemática: Ensino Médio. São Paulo: Editora Saraiva, 2011. v.1.