Você está na página 1de 3

mesma, nossa moral e costumes básicos os

A Moral de Rebanho em mesmos. E a crítica de Nietsche permanece


Nietzsche e a Criação de atual, aguardando a transvaloração que
colocaria o homem em sua condição mais viril,
Valores mais nobre e natural.

A Filosofia Moral
Alex Matner Machado – Graduando em
Filosofia (PUC-RS) O pensamento de Nietzsche questiona um
princípio básico de todo pensamento ocidental:
Introdução a idéia de igualdade entre seres humanos,
presente em religiões judaico-cristãs e em
muitas sociedades onde todos “são iguais
O termo Moral de Rebanho foi apresentado por perante a lei”. Como é possível que exista
Nietzsche em sua obra, através de livros como igualdade entre homens que se tratam com tanta
Além do Bem e do Mal, Genealogia da Moral e diferenciação, inclusive em sua dicotomia entre
O Anticristo. O conceito por trás das próprias senhor e escravo, nobre e plebeu? Não é
palavras nos remete a uma espécie de possível para a moral tradicional uma
psicologismo moral que perpassa a filosofia hierarquização, pois isso foge à idéia básica de
nietzscheana, cria uma base de discussão e bondade natural inerente ao ser humano, não
questiona a moral vigente em sua época e que haveria sentido igualitário. O ser humano é
continua válida até hoje. movido pelas dores da existência, segundo
Nietzsche, e somente pelo sofrimento pode se
A moral criticada por Nietzsche é uma invenção desenvolver ou conquistar alguma coisa.
dos fracos, que inverteram o sentido de bom e
virtuoso para favorecer o ascético, o que nega o Nesse contexto, não se comporta a idéia
corpo em favor da alma, e que, portanto nega a nietzscheana de Vontade de Poder, na qual o
vida. Nietzsche chama esse tipo de moral de indivíduo quer buscar o que é melhor para si
“moral do plebeu” ou mesmo de moral do antes de pensar no outro, na sociedade. É, em
escravo em contraposição à moral do homem essência, uma forma de fundamentação e
ousado e forte, nobre. Tudo isso baseando-se valoração distintos da modernidade e do
numa premissa de que o mundo humano se idealismo que pretendem pressupor a ausência
move por ações morais; ações essas dessa vontade de poder, logo, ausência de
determinadas e justificadas por representações relações entre senhores e escravos.
de valor relativas ao bem e ao mal.
Nesse sentido, a moral de rebanho procura tratar
Mostrar em que consiste o bem e o mal é o como apropriado e bom aquilo que é comum,
primeiro passo para entender e justificar as vulgar e fraco no homem, mas que pode ser
ações morais, e para tanto, Nietzsche analisa alcançado por qualquer um, simplesmente pelo
historicamente as bases do pensamento e da princípio de igualdade entre os homens. Para o
filosofia ocidental. Ele percebe uma linha de filósofo ela é a moral do ressentimento do
pensamento, uma pista escondida entre as tantas escravo para com seu senhor, uma mudança
morais existentes. Ele mesmo se refere a um radical de visão, capaz de derrubar os pilares de
psicologismo capaz explicar esse tipo de valores antigos.
comportamento social, essa necessidade de se
reunir em rebanho, tão natural entre os seres Construindo os Valores
humanos. Critica profundamente os valores
dominantes no mundo ocidental, a maneira O princípio de que a alma e a razão devem
como forçam o indivíduo a se socializar orientar a busca da verdade e a ética, que
mediante suas regras e seus valores antinaturais, perpassa a filosofia desde Platão até a
que fogem ao instinto vital e natural. modernidade é duramente criticado por
Nietzsche que vê nessa valoração um pecado
Mas como podemos perceber o natural no contra a vida. Para ele o que deve determinar a
homem? Nietzsche não esclarece diretamente; moral é a vontade de poder; a moral deve ser
revela apenas que a condição em sua sociedade afirmadora da vida, dos instintos e do corpo,
reflete o homem de rebanho, fraco, com sua esse como instrumento primeiro da vida e da
moral deturpada. razão, base da alma. Negar essa idéia em prol do
além ou da vida eterna é uma negação da vida
A sociedade ainda hoje é essencialmente a na terra, a única que tem valor e, portanto, a
mais importante. É precisamente aí que se ocidental, o mesmo ocorrendo em menor escala
afirma o ser humano, se define como ele é. O com Islamismo ou Judaísmo no Oriente.
mundo é dor, sofrimento e vontade; o além é
apenas uma idéia de salvação. Os séculos de doutrinação, onde a própria bíblia
se refere aos fiéis como rebanho, reforçaram
Na moral de rebanho a afirmação do ideal cada vez mais esse ideal e as virtudes que ele
ascético, de purificação do corpo em prol da propagava, criando uma espécie de inconsciente
elevação da alma nega essa idéia de afirmação coletivo capaz de sozinho, servir de referência
de si, busca uma renúncia de si e da vontade moral às sociedades.
para justificar e explicar a existência humana.
Por isso pôde desenvolver-se tão profundamente Os Valores do Ressentimento
no espírito humano a ponto de subverter o ideal
antigo, e as virtudes nobres. É muito mais fácil e As virtudes que guiam essa moral trazem
cômodo aderir a um ideal transcendente do que consigo uma série de idéias implícitas,
brigar sozinho por uma auto-afirmação, além tacitamente aceitas pelos cidadãos dos Estados
disso, sugere uma explicação ou redenção para a em que ela está vigente. O que é bom torna-se
existência humana, no plano divino. A idéia de claro: caridoso, humilde, sincero, leal, justo. Os
pecado original cristã teria aqui um papel valores se fazem com uma boa família, um
fundamental na consolidação dessa crença, respeito pelo Estado, pela Igreja, pelo próximo;
sendo capaz de convencer até mesmo os homens deve-se colaborar para a manutenção das leis e
nobres de sua “validade”. dos costumes sociais em prol do bem comum.

A caridade, a compaixão, a humildade e a Em muitos aspectos, isso não está incorreto,


igualdade características desse ideal ascético é Nietzsche apenas critica a maneira como se dá
que são as virtudes e valores a serem buscados esse tipo de valoração e o plano de fundo (as
na sociedade e individualmente. Não há aqui virtudes) que o alimentam. Mas como esse
espaço para uma moral individual, uma vez que processo psicológico passa por uma auto-
o interesse de um deve ser consonante com o de avaliação de cada ser, ele acredita que mesmo os
muitos para preservar a idéia de igualdade filósofos foram incapazes de perceber seu erro e
inerente a toda moral. não puderam evitar que esse ideal ascético
tomasse forma.
Na busca dessas virtudes se constrói a
representação do bem, e do mal que dão forma à No mundo moderno, séculos depois de
ética, a moral e à sociedade como um todo. Mas Nietzsche, esses valores ainda permanecem,
isso tendo em vista uma idéia de que a vontade guiam as ações morais e éticas; busca-se
de poder deve ser suprimida, negada. harmonizar os instintos humanos, os
preconceitos e as rivalidades; tenta-se apaziguar
A Afirmação da Moral de Rebanho as almas do povo comum com ações caridosas,
revoltas contra crimes banais e pequenas outras
demonstrações de humildade e compaixão.
Aqui se pode identificar a criação dessa moral,
através da propagação dos ideais comuns em Mas a coragem, a temeridade, a ousadia e a
uma sociedade. Todo o ideal propagado em prol força (tão necessárias para qualquer
dessa visão, começa a tomar forma mundial desenvolvimento humano) são desencorajadas.
com o cristianismo, apesar de ter existido em Aqueles que demonstram essas características
outras formas desde a Antiguidade, com Platão, são admirados, mas não seguidos por todos. Há
Plotino, os estóicos e outros. um ressentimento com relação a esse tipo de
indivíduo, como uma relação confusa de
Os cristãos se agarraram a esse tipo de moral de amor/ódio. Desses indivíduos vem o
forma tão firme e convincente que puderam aos desenvolvimento e as idéias que irão mover as
poucos subverter o poderoso império de Roma. massas e Nietzsche prega que deve deles
emergir o novo tipo de filósofo capaz de
Nietzsche mostra como essas idéias ganharam provocar a transvaloração capaz de recolocar o
voz com Paulo, o apóstolo, quando ele pregou Homem em sua condição mais natural. O mais
no mundo antigo a religião nova e o novo irônico é que mesmo com todo o pensamento
“mundo”. Com o advento do reconhecimento voltado para ideais de igualdade e fraternidade,
oficial no Império, com a ascensão de papas ainda assim, elites comandam as massas, seja
poderosos e todo período medieval, ligado à pela política, pelo trabalho ou religião, o povo é
política e poder militar, a religião cristã mantido em suas “virtudes” por um punhado de
estabeleceu o paradigma ideário para o mundo homens que compreendem esse processo de
criação de valores e idéias e os manipulam. consolo e em muitos casos, sua “poupança” de
coisas boas para receber uma recompensa.
O Mundo Moderno
Nietzsche nos demonstra a necessidade de
Não se pode identificar hoje onde começa e compreender essa psicologia moral ou social, de
onde termina o pensamento moral de rebanho modo que assim se assegura a afirmação
sem uma base de estudos definida. O conceito individual de cada ser humano, único meio de se
de religião, mesmo em baixa relevância social, atingir a liberdade e a plena paz de espírito,
atua como um regulador desde a infância; a equilíbrio entre corpo, mente e alma. A ética que
família propaga esses valores de modo natural, a regulamenta o comportamento humano deveria
sociedade se coloca como um apoio à idéia de aceitar o fato de que buscamos poder sobre nós
comunidade, e o individual passa a segundo mesmos em primeiro lugar e sobre os outros a
plano. Mesmo com o aumento de informação, a seguir, aceitar que alguns foram feitos para
internet, a busca de afirmação e conquista mandar, para serem seguidos e admirados e o
característicos do capitalismo, mesmo com a restante dos homens acatarem e servirem aos
impressão de egoísmo vigente, percebe-se de mais preparados. Não há uma moral por si,
fundo, a moral de rebanho atuando. Se ela é apenas aquela ao qual aderimos por essa
mantida por uma casta ou não é motivo de necessidade gregária, por falta de coragem de
discussão, mas podemos analisar a psicologia de ousar.
cada nação, cada povo e do mundo em busca de
padrões e em filosofia, dos comportamentos A sutileza da vontade de poder de Nietzsche se
éticos e morais relativos à nossa explanação. faz notar nas ações ditas malignas que
observamos na sociedade atual, tais como
Seria como tentar perceber o comportamento de roubos violentos, revoltas sociais, violência
uma criança que diz uma coisa, mas se porta doméstica e outras patologias sociais crônicas,
como se dissesse o contrário. O ideal da moral resultado de séculos de doutrinação ascética; o
de rebanho está tão arraigado, enraizado em instinto humano, refreado por uma moral não
nossas instituições e nossa sociedade que é natural, cobra seu preço da sociedade. Nietzsche
difícil sequer de discuti-lo, observá-lo em ação. parecia perceber isso e um de seus pensamentos
Atentamente, mesmo nas ditas ações boas, ele encerra essa verdade: “A loucura é exceção no
atua; e ao agir ele se perpetua. Para Nietzsche é indivíduo, mas regra na sociedade”.
preciso que o indivíduo lute contra essa idéia e
se afirme como ser, como um homem. Recupere REFERÊNCIAS:
sua virtude moral própria, forte e
transformadora, capaz de buscar novos NIETZSCHE, Friedrich W. – A Genealogia da
horizontes por si mesma. Moral.

Aspectos do Psicologismo Moral _________ - Além do Bem e do Mal.

_________ - O Anticristo.
Analisamos nesse presente trabalho apenas
como se dá o desenvolvimento desse tipo de DELEUZE, Giles – Nietzsche e a Filosofia.
pensamento, da moral de rebanho apresentada
por Nietzsche, sem nos atermos à validade ou
não de seus conceitos, da necessidade ou não
dessas virtudes para o mundo moderno; esse
seria material para um ensaio à parte. Podemos
perceber que há um padrão de pensamento, um
comportamento humano característico do
homem comum, incapaz de sobreviver sem a
sociedade e suas regras, e para tanto, desenvolve
mecanismos de convivência capazes de fazer
essa regulação, com impeditivos morais, com
virtudes definidas.

A transcendência dessas virtudes torna mais


atrativo ao homem comum esse ideal por ele
não poder perceber sentido em sua existência
atual, almejando explicá-la no além, pela
religião, onde as virtudes serão seu único

Você também pode gostar