Você está na página 1de 1

Quando nasce uma família

Andava pela floresta uma letrinha


muito triste porque não tinha com quem brincar, ela se chamava A (todos
repetem AAAAAAAAA)
De repente ela encontrou um lápis pulando, pulando e desenhando muitos animais,
parecia mágica: ele dava um pulo e aparecia uma joaninha, se arrastava pelo chão
e vejam uma cobra.
Então como ela era muito esperta teve uma idéia:
- Seu lápis, seu lápis, será que o senhor não pode desenhar um amigo pra mim.
Assim não vou ficar tão sozinha.
- Claro menininha A eu vou desenhar sim.
De um salto deu uma estrelinha e vejam desenhou a letra E (eeeeeeeeeee)
E os dois saíram de mãos dadas brincando de cerecece, até enjoarem.
- E agora enjoei de brincar só de cerececê, será que o lápis não faz mais um
amiguinho pra nós?
E começaram a gritar porque o lápis já estava chegando á avenida
- Seu lápis, seu lápis espera aí a gente cansou de brincar de cerececê, desenha
mais um amiguinho, vai seu lápis.
E o lápis que estava louco para ir embora respondeu:
- tá bom, tá bom
E desenhou a letra I (iiiiiiiiiiiiiiiiiiiii) e eles ficaram maravilhados brincaram de
esconde- esconde, pega-pega. Foi quando a letra E disse:
- caramba e o futebol, eu adoro brincar de futebol...
E adivinhem o que eles fizeram: isso mesmo saíram os três atrás do lápis que já
estava quase subindo no ônibus
- espera aí, espera aí, seu lápis volta aqui, por favor
E o lápis voltou correndo pra ver o que tinha acontecido, correu ou melhor pulou
que nem doido:
- pode falar o que houve agora ufa, ufa
- é que a gente não consegue brincar de futebol
- ha, já sei vocês querem mais amiguinhos, acertei?
- é isso, é isso, vai seu lápis a gente promete que não pertuba mais.
- tá bom, eu vou desenhar a letrinha O (ooooooooooo) e vou desenhar também a
letrinha

U (uuuuuuuuuu) pra vocês se divertirem a vontade, porque ainda tenho muito


que escrever e desenhar por aí, não posso mais ficar aqui.
Então o lápis saiu pulando, rodopiando subiu no ônibus e gritou:
Façam um gooool pra mim....
Assim nasceu a família das vogais (vamos lembrar?)

A-E-I-O-U