Você está na página 1de 1

Afogamento

Critérios de inclusão: tosse, dificuldade respiratória ou PCR decorrente de imersão/submersão em


líquido.

TRANSPORTAR AO HOSPITAL TODOS OS PACIENTES PEDIÁTRICOS VÍTIMAS DE SUBMERSÃO,


MESMO QUE ASSINTOMÁTICOS (risco de aparecimento tardio dos sintomas respiratórios).

Conduta:

1) Realizar impressão inicial e avaliação primária com base no grau de afogamento.


2) Estabelecer conduta conforme grau.
3) Mobilização cuidadosa (considerar imobilização da coluna cervical, tronco e membros em
prancha longa).
4) Na ausência de trauma associado ou diante de demora: repouso em posição de
recuperação pelo risco de vômitos.
5) Controlar hipotermia: retirar roupas molhadas, uso de mantas térmicas e outros
dispositivos para aquecimento.
6) Regulação médica para definição do encaminhamento e unidade de destino.

Transportar para
hospital e observar
por algumas horas.

O2 baixo fluxo +
internação hospitalar

02 alto fluxo (máscara


ou via aérea avançada)
+ internação

O2 alto fluxo + cristaloide,


considerar diurético e droga
vasoativa + ir p/ hospital com
UTI

Protocolo de PR. Se
respiração espontânea,
seguir grau 4.

Protocolo de PCR, seguir


padrão ABC, PRIORIZAR
ABORDAGEM DA VIA AÉREA
(PERMEAB. E VENTILAÇÃO).