Você está na página 1de 4

29/03/2019 :: SEI / IFBA - 1027624 - Carta ::

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA


John Kennedy - Bairro Loteamento Cidade Nova - CEP 45201-570 - Jequié - BA - www.portal.ifba.edu.br

CARTA

CARTA ABERTA À COMUNIDADE DO IFBA

Salvador, 26 de março de 2019

Em atendimento ao convite feito pela Comissão Especial do CONSUP, criada pela Resolução Nº 03/2019 no
dia 03 de janeiro de 2019, responsável pelo acompanhamento do processo de nomeação dos(as) eleitos e
eleitas na consulta eleitoral à comunidade acadêmica do IFBA para o quadriênio 2018-2022, a Reitora eleita,
Luzia Mota, nós, os(as) Diretores(as) eleitos(as), o Presidente da Comissão Especial, Matheus dos Santos
Santana, e o Presidente da Comissão Eleitoral Central, Marcus Vinícius Ribeiro de Oliveira, nos reunimos no
dia 26/03/2019 para tratarmos dos encaminhamentos, providências e informações acerca da nomeação e
posse dos(as) eleitos(as), do acompanhamento do processo eleitoral junto a SETEC - MEC e demais
desdobramentos, além do processo de transição política-administrativa nos campi e Reitoria do IFBA.

Após os esclarecimentos e deliberações, decidimos vir à público externar alguns fatos, a saber:

SOBRE OS MANDATOS PRO TEMPORE DO REITOR E DOS(AS) DIRETORES(AS) GERAIS

1. Os mandatos de Reitor e Diretores(as) Gerais venceram em agosto de 2018;


2. Desde então, foram reconduzidos aos cargos de forma pro tempore, ou seja, de forma temporária, não
definitiva, transitória, o Reitor e os(as) Diretores(as) Gerais anteriores;
3. A nomeação dos(as) Diretores(as) Gerais pro tempore é uma prerrogativa do Reitor, ocupando este o
cargo de forma pro tempore ou não;
4. Alguns campi solicitaram que os(as) diretores(as) eleitos(as) fossem nomeados(as) como pro tempore
para que pudessem conduzir os campi durante o período de tramitação da nomeação da Reitora Eleita
do IFBA;
5. O Reitor pro tempore negou todos os pedidos neste sentido;
6. Em alguns campi, devido à não permanência dos(as) Diretores(as) Gerais anteriores no cargo, foram
nomeados novos(as) Diretores(as) Gerais pro tempore, alguns dos quais representam candidatos(as)
que foram derrotados(as) nas eleições, ou seja, que tiveram seus projetos preteridos pela comunidade
local;
7. Os planejamentos para o ano de 2020 estão sendo executados neste momento pelos(as) atuais
Diretores(as) Gerais pro tempore, o que pode vir a comprometer significativamente os planejamentos e
as gestões dos(as) eleitos(as);
8. A nomeação definitiva dos(as) Diretores(as) eleitos(as) será realizada pela Reitora Eleita, logo após
sua posse.

SOBRE O PROCESSO DE TRANSIÇÃO

1. O processo de transição em instituições públicas baseia-se na Lei Nº 10.609, de 20 de dezembro de


2002, e no Decreto Nº 7.221, de 29 de junho de 2010;
2. O processo de transição vem sendo cumprido pelas gestões do IFBA há vários mandatos, não tendo
sido registrados quaisquer impedimentos ou objeções até então;
https://sei.ifba.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1258622&infra_siste… 1/4
29/03/2019 :: SEI / IFBA - 1027624 - Carta ::

3. O processo de transição entre a equipe atual da Reitoria e a equipe da Reitora Eleita foi negado pelo
Reitor pro tempore, sob a alegação de não haver previsão legal para tal, conforme observado no
processo SEI Nº 23279.001453/2019-15;
4. Parte dos(as) Diretores(as) eleitos(as) relatam dificuldades nos processos de transição em seus campi,
alguns dos quais não conseguem sequer respostas por parte das atuais Direções Gerais pro tempore à
seus questionamentos;
5. Para exemplificar, houve caso em que um Diretor Geral eleito teve que recorrer à ajuda de seus(suas)
colegas servidores(as) para arcar com as despesas de deslocamento e estadia para a participação desta
reunião com a Comissão Especial, devido à negativa e/ou omissão por parte da Direção Geral pro
tempore de seu campus em conceder-lhe tal direito previsto, inclusive, na carta convite enviada a cada
um dos(as) Diretores(as) eleitos(as) por comissão constituída pelo CONSUP;
6. O CONSUP reunido, no dia 27/03/2019, sensível a insegurança institucional provocada pelo não
realização da transição, deliberou pela necessidade imediata da realização da transição no IFBA;
7. Uma Resolução será publicada normatizando a transição da gestão 2018-2022 na Reitoria e nos campi.

SOBRE A NOMEAÇÃO DA REITORA E DIRETORES(AS) ELEITOS(AS) E SOBRE A NOTA


TÉCNICA 33/2019 MEC/SETEC

1. O processo de nomeação da Reitora Eleita tramita desde o dia 10/01/2019 no MEC/SETEC. Após
análise do processo eleitoral foi solicitado, através da Nota Técnica Nº 33/2019, à Procuradoria
Jurídica do IFBA, à Comissão Eleitoral Central e ao CONSUP esclarecimentos sobre ponto específico
do processo e sobre denúncias de supostas irregularidades enviadas pelo Reitor pro tempore através do
ofício 417/2018/REITORIA/GABINETE;
2. Tais denúncias já haviam sido objeto de esclarecimentos por parte da Comissão Eleitoral Central,
amplamente divulgados à comunidade interna;
3. É de conhecimento da comunidade e da sociedade que a atual gestão pro tempore do IFBA, omitiu-se,
retardou e suspendeu o processo eleitoral só sendo possível a sua continuidade devido à ação da
Justiça Federal que concedeu liminar para garantir sua realização;
4. A procuradoria jurídica já respondeu a Nota Técnica Nº 33/2019 MEC/SETEC, os esclarecimentos
estão no processo SEI Nº 23278.018137/2018-01.
5. A Comissão Eleitoral Central e o CONSUP já foram notificados e reúnem as informações necessárias
para realizar os esclarecimentos pedidos pela Nota Técnica do MEC/SETEC em caráter de urgência.

Entendemos que as tentativas de retardar a consumação do processo eleitoral para escolha dos cargos de
Reitor(a) e Diretores(as) Gerais não só atentam contra o direito dos(as) eleitos(as) em ocupar os cargos para
os quais foram democraticamente escolhidos como, principalmente, atentam contra a soberania da
comunidade do Instituto Federal da Bahia, uma vez que esta vê sua vontade legítima ser ignorada pela atual
gestão do Instituto. Assim, alertamos para os riscos trazidos ao processo democrático, ao qual a comunidade
do IFBA tanto almejou e lutou para implementar e manter.

Acreditamos também que as dificuldades impostas pela reitoria pro tempore e por algumas direções gerais
pro tempore no que tange aos referidos processos de transição impõem severas sanções às gestões eleitas e
traz consequências devastadoras ao planejamento e funcionamento futuros dos campi e da reitoria.

Diante de todo o exposto, solicitamos que as ações a seguir sejam adotadas por parte das gestões pro
tempore, na tentativa de minimizar os problemas ora elencados, contribuindo assim para o processo
democrático, o desenvolvimento do IFBA como um todo e o respeito às escolhas coletivas:

1. Que seja oficializado pela Reitoria, de acordo com a Resolução que será emanada do CONSUP, o
processo de transição entre a atual gestão e a equipe da futura gestão do IFBA;
2. Que seja oficializada, pelo período de 30 (trinta) dias, a transição nos campi que tiveram novos(as)
Diretores(as) Gerais eleitos(as) pela comunidade, nos termos do Protocolo de Transição apresentado
em anexo;
3. Que após o período de 30 dias, caso os(as) Diretores(as) Gerais eleitos(as) não tenham ainda tomado
posse em definitivo, sejam nomeados(as) Diretores(as) Gerais pro tempore até a posse definitiva;
https://sei.ifba.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1258622&infra_siste… 2/4
29/03/2019 :: SEI / IFBA - 1027624 - Carta ::

4. Que seja convocada de imediato reunião do Colégio de Dirigentes, que não é realizada a
aproximadamente 6 (seis) meses, com convite aos(as) Diretores(as) Eleitos(as);
5. Que todos os esclarecimentos solicitados pelo MEC no tocante ao processo de nomeação da Reitora
eleita sejam priorizados e enviados pela Procuradoria Jurídica do IFBA, pela Comissão Eleitoral
Central e pelo CONSUP o mais breve possível, reconhecendo a legitimidade e legalidade do processo
eleitoral;
6. Que nenhuma decisão estratégica que trace planos plurianuais sobre áreas, setores, campi, diretorias
sistêmicas e Pró-Reitorias ou correlatos e que não seja vital e imediata para o funcionamento da
Instituição sejam tomadas.

Em tempo, agradecemos a todos(as) que têm se empenhado no intuito de fazer valer a decisão democrática e
soberana da comunidade do IFBA, em especial aos(as) Conselheiros(as) do CONSUP, que têm dedicado
especial atenção à questão.

Por fim, conclamamos a sociedade civil e a comunidade de cada campus do IFBA a juntarem-se a nós nesta
luta, se manifestando e pressionando com o objetivo de fazer valer a decisão popular expressa de forma
inequívoca nas urnas, no mês de dezembro de 2018.

Documento assinado eletronicamente por LUCIANO PESTANA SANTOS, Professor(a) do Ensino


Básico, Técnico e Tecnológico - EBTT, em 28/03/2019, às 16:38, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por GUSTAVO DA SILVA QUIRINO, Professor Efetivo, em


28/03/2019, às 16:54, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por NELSON DE SOUZA COSTA JUNIOR, Professor


Efetivo, em 28/03/2019, às 17:14, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por RICARDO ALCANTARA MESQUITA, Docente EBTT,


em 28/03/2019, às 17:22, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por ANDREA MARIA MANO AMAZONAS, Professor(a)


do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico - EBTT, em 28/03/2019, às 17:22, conforme decreto nº
8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por VINICIUS DE MATOS RODRIGUES, Professor(a) do


Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, em 28/03/2019, às 17:35, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por FABIOLO MORAES AMARAL, Diretor(a) Geral Pró
Tempore, em 28/03/2019, às 17:58, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por RAIGENIS DA PAZ FIUZA, Professor Efetivo, em


28/03/2019, às 18:01, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por ESLY CESAR MARINHO DA SILVA, Professor(a) do


Ensino Básico, Técnico e Tecnológico - EBTT, em 28/03/2019, às 18:15, conforme decreto nº
https://sei.ifba.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1258622&infra_siste… 3/4
29/03/2019 :: SEI / IFBA - 1027624 - Carta ::

8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por GENNY MAGNA DE JESUS MOTA AYRES, Professor
Efetivo, em 28/03/2019, às 18:30, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por FELIZARDO ADENILSON ROCHA, Professor Efetivo,


em 28/03/2019, às 18:44, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por IVES LIMA DE JESUS, Professor(a) do Ensino Básico,
Técnico e Tecnológico - EBTT, em 28/03/2019, às 19:00, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por LUZIA MATOS MOTA, Professor Efetivo, em


28/03/2019, às 21:03, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por THIAGO NASCIMENTO BARBOSA, Diretor(a) Geral,


em 28/03/2019, às 22:24, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por JEIME NUNES DE ANDRADE, Professor do Ensino


Básico, Técnico e Tecnológico - Campus Irecê, em 28/03/2019, às 22:35, conforme decreto nº
8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por EDUARDO OLIVEIRA TELES, Professor(a) do Ensino


Básico, Técnico e Tecnológico, em 28/03/2019, às 22:53, conforme decreto nº 8.539/2015.

Documento assinado eletronicamente por SILVIO MAURICIO MAGALHAES LIMA, Professor


Efetivo, em 28/03/2019, às 23:32, conforme decreto nº 8.539/2015.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site


http://sei.ifba.edu.br/sei/controlador_externo.php?
acao=documento_conferir&acao_origem=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0
informando o código verificador 1027624 e o código CRC 3410578D.

23459.000375/2019-13 1027624v2

https://sei.ifba.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1258622&infra_siste… 4/4