Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL

CURSO:
DISCIPLINA:
DOCENTE:
ALUNOS:

1ª PARTE- REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA


2ª PARTE- APRESENTAÇÃO OBJETIVA DAS IDÉIAS DO AUTOR
1) Resumo que descreva os componentes do texto- idéia principal
2) Citações principais do texto (entre aspas e contendo o número página)
3ª PARTE - ELABORAÇÃO PESSOAL SOBRE A LEITURA
3) Comentários -parecer do leitor e crítica- julgamento do trabalho
4) Questionamentos e dúvidas

Exemplos:

RUIZ, J. A. Metodologia científica: guia para eficiência nos estudos. São Paulo, Atlas,
1977, 168 p.
1) Resumo : Destaca a importância do estudo e apresenta um método para a eficiência.
Apresenta indicações para o bom aproveitamento da leitura trabalhada.
2) Citações principais do texto
“A pesquisa bibliográfica é desenvolvida com base em material já elaborado constituído
principalmente de livros e artigos científicos. Embora em quase todos os estudos seja
exigido algum tipo de trabalho dessa natureza, há pesquisas desenvolvidas
exclusivamente a partir de fontes bibliográficas.” (p.44)
“Enquanto a pesquisa bibliográfica se utiliza fundamentalmente das contribuições dos
diversos autores sobre determinado assunto, a pesquisa documental vale-se de materiais
que não recebem ainda um tratamento analítico, ou que ainda podem ser reelaboradas de
acordo com os objetos de pesquisa”.(p. 45)
3) Comentários (parecer e crítica)
Obra que trata de uma das questões mais atuais em educação: o educador pesquisador.
Trata-se de uma pesquisa com professores das escolas sobre a temática (continua...)
4) Questionamentos (questões levantadas e dúvidas)
O ponto de vista do autor pode ser contra-posto por Demasi, que sustenta um argumento
em contrário (continua...)

(Obs.: Não é necessário enumerar)


UNIVERSIDADE FEDERAL
CURSO:
DISCIPLINA:
DOCENTE:
ALUNOS:

KERCKHOVE, Derrick. A realidade virtual pode mudar a vida? In: RODRIGUES, Diana
(org.). A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. São Paulo: EDUNESP,
1997.p. 49-51.

O autor destaca que a realidade virtual (RV) pode mudar a vida das pessoas. Faz
uma comparação dos efeitos da criação do telefone, do automóvel e da televisão com a
atual moda das multimídias. Demonstra que a RV é uma implosão do mundo da
tecnologia sobre o corpo físico e sobre a vida cotidiana das pessoas, permitindo novas
formas de comunicação, sonhar com autonomia e com novos espaços, além de
possibilitar a manipulação do imaginário, através das multimídias interativas.
“Como meio de comunicação-ainda em potencial- a RV multiplicará as
possibilidades de expressão do indivíduo” (p. 49)
“Bem colocada, no cerne de nossa vida cotidiana, a realidade virtual é suscetível
de nos revirar como luvas” (p.50)
Um texto interessante, apesar de usar uma linguagem muitas vezes complexa e
até mesmo técnica demais. Trata de um assunto atual e polêmico, afinal a RV pode
mudar nossas vidas, mas até que ponto devemos permitir que isto aconteça? Traz a
possibilidade de refletirmos sobre a importância de ter consciência sobre todo esse
processo, para que as nossas opções quando trabalharmos com a RV não venha interferir
negativamente no que o autor chama de realidade real.
Até que ponto a tecnologia da RV pode ou deve interferir em nossas vidas?