Você está na página 1de 3

HISTÓRIA

DA
CIVILIZAÇÃO
4° PARTE
A IDADE DA FÉ

Volume I – Nossa Herança Oriental


Volume II – Nossa Herança Clássica
Volume III – César e Cristo
Volume IV – A Idade da Fé
Volume V – A Renascença
Volume VI – A Reforma
Volume VII – Começa a Idade da Razão
Volume VIII – A Era de Luís XIV
Volume IX – A Era de Voltaire
Volume X – Rousseau e a Revolução
Volume XI – A Era de Napoleão

1
Prefácio

Este livro pretende apresentar um relato tão abrangente e isento da


civilização medieval de 325 d.C. a 1300, quanto o permitirem o espaço e
os preconceitos. Seu método é a história integral: a apresentação de todas
as fases de uma cultura ou de uma época em um quadro total, ou em uma
única narrativa. A obrigação de cobrir os aspectos econômicos, políticos,
legais, militares, morais, sociais, religiosos, educacionais, científicos,
médicos, filosóficos, literários e artísticos de quatro diferentes
civilizações – bizantina, islâmica, judaica e europeia ocidental – tornou
difíceis a unificação e a síntese. O encontro e o conflito dessas quatro
culturas nas Cruzadas, fornece uma medida de unidade; e o leitor
cansado, desanimado ante à extensão do livro, talvez encontre consolo em
saber que o manuscrito original era uma vez e meia maior que o texto
final do livro. Só mantivemos o que parecia necessário para a
compreensão adequada do período, ou para a vivacidade e o colorido da
narrativa. Ainda assim, algumas passagens secundárias, assinaladas pelo
corpo reduzido, podem ser omitidas pelo leitor sem prejuízo considerável
de seu conhecimento.
Este volume constitui a Parte IV de uma história da civilização. A
Parte I Nossa Herança Oriental (1935) abordou a história do Egito e do
Oriente Próximo até sua conquista por Alexandre, cerca de 330 a.C., e da
Índia, da China e do Japão até o presente século. A Parte II, Nossa
Herança Clássica (1939), tratou da trajetória e da cultura de Hélade e do
Oriente Próximo até a conquista da Grécia pelos romanos em 146 a. C. A
Parte III, César e Cristo (1944), abrangeu a história de Roma e da
Cristandade desde seu início, e do Oriente Próximo desde 146 a.C., até o
Concílio de Nicéia, em 325 d.C. Este estudo dá prosseguimento ao estudo
da vida do homem até a morte de Dante, em 1321. A Parte V, A
Renascença e a Reforma, cobrindo o período de 1321 a 1648, deverá
aparecer em 1955, e a parte VI, A Idade da Razão, com a história de
nossos tempos, deverá ficar pronta por volta de 1960. O autor já deverá
então estar tão perto da senilidade, que se verá forçado a abdicar do
privilégio de aplicar o método integral à história das duas Américas.
Este volume foi planejado como uma unidade independente, mas
leitores familiarizados com César e Cristo hão de encontrar mais
facilidade para seguir o fio da presente narrativa. A cronologia nos obriga
a começar com as facetas da civilização medieval quadripartite que mais
se afastam do nosso interesse normal – a bizantina e a islâmica. O leitor

2
cristão ficará surpreso com o espaço dedicado à cultura mulçumana, e o
estudioso mulçumano há de lamentar a brevidade com que a brilhante
civilização do Islã medieval foi resumida aqui. Um esforço permanente
foi feito para atingir a imparcialidade, para enquadrar cada fé e cultura
segundo o seu próprio ponto de vista. Mas os preconceitos persistem,
mesmo que apenas na seleção do material e na distribuição do espaço. A
mente, assim como o corpo, também é prisioneira de sua pele.
O manuscrito foi redigido três vezes, e a cada reelaboração novos
erros eram descobertos. Muitos certamente persistiram: o
aperfeiçoamento da parte é sacrificado em favor da consecução do todo.
A correção de erros será sempre bem vinda.
Nossa gratidão vai para a Dra. Ilse Lichtenstadter, do Instituto
Asiático de Nova York, pela leitura das páginas que tratam da civilização
islâmica; para o Dr. Bernard Mandelbaum, do Seminário Teológico
Judaico da América, pela revisão dos trechos sobre o judaísmo medieval;
para a Profa. Lynn Thorndike, da Universidade Columbia, pelo uso de sua
tradução de uma passagem de Alexander Neckham; para a Cambridge
University Press, pela permissão de citar suas tradições de História
Literária da Pérsia, de Edward G. Browne; para a Biblioteca Pública de
Los Angeles, especialmente sua sede de Hollywood, e para a Biblioteca
do Congresso, pelo empréstimo de livros ; para a Srta. Rose Mary
DeWitte, pela datilografia de 50.000 notas; para o Dr. James L.
Whitehead, o Dr. Cl Edward Hopkin e a Sra. Will Durant, pela
competente ajuda na classificação do material; para as Srtas. Mary e Flora
Kaufmann, pela assistência variada; e para a Sra. Edith Digate, por sua
elevada competência na datilografia do manuscrito.
Este livro, como seus predecessores, deveria ser dedicado a minha
mulher, que há 37 anos vem me dando sua paciente tolerância, sua
proteção, sua orientação e a inspiração que nem todo esses volumes
poderiam retribuir. É por sua imposição que estes dois volumes são
dedicados a nossa filha, a nosso genro e a nosso neto.

Will Durant, 22 de Novembro de 1949.