Você está na página 1de 24

COMINHOS

Princípios ativos e terapêuticos Ayurvédicos

Discente: Ana Massi


Docente: Michele Pó
Disciplina: Medicina Ayurvédica I
Instituto de Medicina Tradicional
Curso Geral de Naturopatia e Ciências Tradicionais Holísticas
INTRODUÇÃO
• O presente trabalho tem como objetivos a
escolha de uma especiaria e apontar as suas
propriedades medicinais revelando assim a
importância desta, ser usada na dieta de um
modo semelhante ao que já é feito na India.
• Para realizar este trabalho escolhi os cominhos,
uma vez que é uma especiaria que já é um
pouco usada em Portugal, mas cujas vantagens
ainda não estão muito divulgadas. Assim, o seu
uso não está muito disseminado.
• Uma das limitações que encontrei foi em relação
à designação cominhos ser utilizada para três
plantas diferentes, com propriedades
farmacológicas distintas.
• Por isso, com este trabalho pretendo distinguir
as três plantas e compreender os seus usos e
vantagens.
SUMÁRIO
• Cuminum cyminum
• Descrição
• Breve história
• Precauções
• Uso geral
• Princípios ativos
• Uso medicinal
• Medicina Ayurvédica
• Bunium bulbocastanum • Nigella sativa
• Descrição • Descrição
• Uso geral • Breve história
• Uso medicinal • Uso geral
• Medicina Ayurvédica • Princípios ativos
• Uso Medicinal
• Medicina Ayurvédica
• Precauções
• Comparação
• Curiosidade
CUMINUM
Descrição
CYMINUM
• Conhecida como Jira
• Planta da família das Apiaceae
• Utiliza-se as sementes, que são os cominhos
• Pode crescer entre 30-50 centímetros de altura e é colhida à
mão.
• Planta herbácea anual, com um caule delgado e ramificado,
tendo uma cor verde cinza ou escura, que tem de altura 20-30
centímetros e de diâmetro 3-5 centímetros
• Cada ramo tem 2 ou 3 subramos, podem atingir a mesma
altura, tornando a cobertura desta planta uniforme
• As flores são pequenas e podem ser brancas ou cor-de-rosa, e
estão disposta em umbelas
• O fruto tem uma forma fusiforme e contem dois mericarpos com
uma semente. Estas sementes têm um sabor pungente, amargo
e picante.
CUMINUM
Breve história
CYMINUM
• As sementes na India foram datadas no segundo milénio antes
de Cristo.
• Têm sido relatados a vários níveis em sítios arqueológicos
antigos egípcios. No antigo Egipto, a civilização usava os
cominhos como tempero e como conservante na mumificação.
• Esta planta foi originalmente cultivada no Irão e na região do
Mediterrâneo.
• Os gregos antigos mantinham os cominhos à mesa de jantar, no
seu próprio recipiente e esta prática ainda se mantem em
Marrocos.
• Na India é usado há milénios como ingrediente tradicional de
inúmeros kormas, masalas e sopas, para além disso, faz parte
da base de muitas outras misturas de especiarias. Estas
sementes foram introduzidas na América pelas colonias
espanholas e portuguesas.
CUMINUM
Uso geral
CYMINUM
• São utilizadas como tempero devido ao seu sabor e aroma
• É mundialmente popular, essencialmente no sul da Asia, nas
cozinhas do norte de Africa e na América Latina
• Os cominhos podem ser encontrados nalguns queijos e pães de
França. É comumente empregado na culinária tradicional
brasileira.
• Podem ser usados na cozinha em pó ou como semente
completa.
• Dá um sabor mais forte, penetrante e apimentado, assim a
comida tem um efeito de aquecimento, tornando-se um alimento
base para alguns guisados e sopas.
• É também usado como ingrediente em pastelaria.
• Esta especiaria não é apenas utilizada na cozinha para dar
aroma e sabor à comida, mas também por ter propriedades
medicinais
CUMINUM
CYMINUM
Princípios ativos
• Cuminico,
• Cimeno,
• Dipenteno,
• Limoneno,
• Felandreno e
• Pineno.
Precauções
• São seguros na quantidade que é utilizada na comida e na
maior parte dos adultos nas quantidades medicinais.
• Devemos de ter um cuidado especial durante a gravidez e na
amamentação por ainda não existirem conhecimentos
suficientes sobre esta nestes estados,
• Alguns médicos preocupam-se com a ação hipoglicemiante por
esta poder interferir durante e após a cirurgia e no caso de
diabetes.
CUMINUM
Uso medicinal
CYMINUM
• As suas ações farmacológicas são: aperitiva, digestiva,
antidiabética, imunológica, antiepilética, diurética,
antimicrobiana, anti-inflamatória, antiespasmódica, carminativa,
antioxidante, emenagoga, energizante e anticancerígena.
• É utilizada no sistema digestivo fraco com flatulência, inchaço,
cólicas, dores de cabeça.
• Irá também ajudar na memória e concentração fraca, mordidas
de insetos, febres, constipações/gripes, diarreias, vómitos,
distensão abdominal, anemia, edema, puerpérios, insónia leve,
fomenta a cura de contusões e lesões dolorosas, trata
hemorroidas e promove a lactação. Em cataplasma trata o
inchaço das mamas e dos testículos.
• Para além disto, acredita-se que as sementes são benéficas
para as patologias do coração, inchaços e febres crónicas.
CUMINUM
CYMINUM
Medicina Ayurvédica
• Na medicina Ayurvédica ainda é defendido que estas sementes
sejam um antidoto particular das comidas amargas como o
tomate e o chili.
• Nesta medicina os cominhos têm uma energia fria
• Dhatu são:
• Plasma
• Sangue
• Músculos.
• Srotas são:
• Digestivos
• Respiratórios.
• Estas sementes são indicadas principalmente para a redirecção
da circulação da Vata, alivio dos vómitos, beneficiar a
inteligência e limpar a cabeça do muco e do congestionamento.
BUNIUM
BULBOCASTANUM
Descrição
• Bunium bulbocastanum é uma planta perene cresce selvagem
numa ampla área do sudeste da Europa e do este até ao sul da
Asia. Atinge cerca de 60 centímetros de altura e 25 cm de
largura, tem flores hermafroditas. Esta planta é polinizada por
insetos e é hermafrodita.
• O Bunium bulbocastanum requer um solo ácido e bem drenado
para o crescimento ótimo. Na região dos montes altos que tem
1 a 5 metros de neve no inverno e poucas chuvas no verão são
considerados as mais agradáveis para a germinação, o
crescimento e o desenvolvimento desta planta
• Esta planta tem sementes pequenas, castanhas escuras com
uma forma crescente e com um odor amargo antes de cozinhar.
Estas são as sementes originais dos cominhos pretos.
• Podemos arrancá-las desde que a planta esteja muito seca.
Não deve ser arrancado mais de 5 a 8 gramas de cada planta.
BUNIUM
BULBOCASTANUM
Uso geral
• A raiz pequena principal, nalgumas zonas da India, é comida a
cru ou cozinhada, a folha pode ser usada como erva ou enfeite
semelhante à salsa.
• As sementes têm um grande valor como enfeite e não devem
ser moídas por perderem muito o seu sabor. É usada como um
condimento muitas vezes para substituir os cominhos, tem um
sabor muito parecido a castanhas.
• Antes de se cozinhar estas sementes têm um cheiro forte a
terra que por vezes pode ser desagradável. Depois de serem
cozinhadas desenvolvem um sabor de noz e um cheiro a
perfume enriquecendo os alimentos.
• Pode ser cozinhada nos pães, adicionada ao caril e ao arroz
cozido a vapor.
BUNIUM
BULBOCASTANUM
Uso medicinal
• Tem propriedades antinociceptivas, anti-inflamatórias,
antibacterianas, antifúngicas, fitotóxicas, adstringente,
galactagogo e hemaglutinação (hemácias que se agregam a
determinados vírus).
• É indicada na redução da inflamação, do prurido e da dor
superficial
• Como cataplasma pode ser aplicado em furúnculos e nas partes
doridas do corpo. A decocção das sementes com cardamomo
cura as ulceras bocais e a junção de mel com o pó destas
sementes reduz as cólicas e as diarreias da indigestão.
BUNIUM
BULBOCASTANUM
Medicina Ayurvédica
• Na medicina Ayurvédica esta planta:
• Normaliza o Vata no sistema digestivo, reduz a dor
experienciada durante a indigestão, flatulência ou o peso
do estomago.
• Purifica o sangue
• Normaliza em geral o Kapha e o Vata.
• Ajuda no sistema ginecológico, reduzindo a inflamação do
útero, aumenta a produção de leite e age como afrodisíaco.
NIGELLA
SATIVA
Descrição
• A Nigella sativa vem do Egipto, onde cresce em condições
quase perfeitas, no oásis onde são regadas até que se tornem
vagens
• É uma planta com flor anual, pertence à família das
Ranunculaceae, é nativa da Asia.
• Cresce cerca de 20-30cm com folhas lineares e finas.
• As flores são delicadas e geralmente de cor azul pálido ou
branco com 5 a 10 pétalas.
• O fruto é grande e tem uma capsula insuflada composto por 3-7
folículos unidos, cada um tendo várias sementes.
• A semente é utilizada muitas vezes como substituta do cominho
preto original (Bunium bulbocastanum)
NIGELLA
SATIVA
Breve história
• As evidências, sobre o cultivo mais antigo da Nigella sativa
ainda são escassas, mas relata-se que foram encontradas
sementes em diversos locais do antigo Egipto, inclusive no
túmulo de Tutankhamun.
• A referência escrita mais antiga, pensa-se que está escrita no
livro de Isaías no Antigo Testamento, onde a colheita do trigo e
da Nigella é contrastado.
• As sementes foram encontradas num frasco Hitita na Turquia no
segundo milénio antes de Cristo.
• Profeta Mohammad havia descrito os poderes de cura destas
sementes contra uma variedade de doenças, devido a estas
pequenas sementes terem mais de cem componentes químicos
diferentes incluindo fontes de ácidos gordos essenciais.
• Segundo a crença islâmica e árabe, estas sementes são um
remédio para todos os males
NIGELLA
SATIVA
Uso geral
• Estas sementes têm um sabor picante e amargo e um cheiro
pungente.
• Na cozinha são utilizadas em:
• bolos,
• queijos,
• chá,
• café,
• pão e
• enlatamento.
• Também pode ser usada nas saladas associada ao mel.
NIGELLA
SATIVA
Princípios ativos
• Timoquinona
• Carvacrol
• Alcaloides
• Helderina-alfa
• Saponinas
• Proteínas
• Gorduras
• Hidratos de carbono
• Fibras, Minerais e Vitaminas

Como precaução não deve ser prescrita a grávidas por ter uma
ação abortiva.
NIGELLA
SATIVA
Uso medicinal
• É conhecida por cominhos pretos ou “Habbatuh Barakah” têm
sido muito utilizada na medicina popular na região do Golfo
Pérsico, no Extremo Oriente da Ásia e da Europa. Nestas
regiões usam esta planta para tratar e prevenir doenças como a
asma, bronquite, artrite e infeções parasitárias.
• Estimula a energia do organismo e ajuda a recuperar da fadiga
• Também é utilizada para problemas de pele como eczema
• Na medicina tradicional é utilizada nas doenças autoimunes, por
ser imunomodeladora
• Estas sementes são recomendadas para uma ampla gama de
doenças, como a febre, tosse, dor de cabeça crónica,
enxaqueca, tontura, obesidade, diabetes, inflamação,
hipertensão e problemas gastrointestinais por ser carminativa.
Externamente usadas em abcessos, ulceras nasais e inchaço
das articulações.
NIGELLA
SATIVA
Medicina Ayurvédica
• Na medicina Ayurvédica esta planta é considerada
energeticamente quente, diminui os três doshas quando estes
estão em excesso
• Dhatu: plasma, sangue, músculos e a gordura.
• Srotas: digestivos, a água e excretores.
• É indicada para o aumento do fogo digestivo, como purgativa,
eliminar parasitas, diabetes tipo 2, epilepsia, cancro (colon,
mama, cérebro, leucemia, oral, pâncreas), protege dos enfartes,
asma, menopausa, problemas da pele, hemorroidas, oftalmia,
halitose, anorexia, dispepsia, flatulência, diarreia, disenteria,
gripe, amenorreia e dismenorreia.
COMPARAÇÃO
Medicina Ayurvédica
• Estas três plantas apresentam uma semelhança a nível
morfológico.
• As plantas Cuminum cyminum e Nigella sativa apresentam um
perfil gustativo semelhante sendo ambas picantes e amargas, já
a Bunium bulbocastanum apresenta um sabor mais a fruto
seco.
• Ao nível das propriedades farmacológicas podemos dizer que
as três plantas apresentam em comum propriedades anti-
inflamatórias e antibacterianas.
• No entanto as plantas Cuminum cyminum e Nigella sativa, ao
terem muito mais propriedades descritas, têm outras comuns
entre si, como propriedades antioxidantes, carminativas,
emenagogas, diuréticas, digestivas e energizantes.
• Já a Bunium bulbocastanum e a Nigella sativa apresentam em
comum propriedades analgésicas e galactagogas. Não se
verificando nenhuma que seja somente comum a Bunium
bulbocastanum e a Cuminum cyminum.
.
COMPARAÇÃO
Medicina Ayurvédica
Apesar de todas estas semelhanças encontramos também
diferenças que tornam estas plantas únicas nas suas propriedades
farmacológicas. Assim temos que a Cuminum cyminum é também
aperitiva, antidiabética, antiepiléptica, imunológica,
antiespasmódica e anticancerígena.
A Bunium bulbocastanum é antifúngica, fitotóxica, adstringente e
capaz de provocar hemaglutinação.
Já a Nigella sativa apresenta propriedades desodorizantes, anti-
helmínticas, expetorantes, anti-hipertensivas e anti-histaminicas.
CONCLUSÃO
As especiarias destas plantas dando elas ou não os cominhos originais, são extremamente benéficas
para o nosso organismo, ajudando-nos nas patologias mais comuns como gripes, constipações e
cefaleias até patologias mais graves como o cancro e o Alzheimer.
Ao longo da minha pesquisa, notei que a informação é escassa principalmente sobre a planta Bunium
bulbocastanum e que muitas vezes ocorria, nalguns sites, a confusão/troca dos nomes das plantas o
que tornou a pesquisa mais árdua
Com o passar do tempo espero que a informação sobre estas e outras especiarias sejam mais
divulgadas, ao ponto de as pessoas conseguirem perceber os benefícios que existem nestas e que
passem a utiliza-las na vez do sal.
Every Machine comes with manual

“Ayurveda” is the manual for a machine

What we know as a Human body.

“A beleza do cominho preto é a sua capacidade de


restaurar a harmonia”.
BIBLIOGRAFIA
http://en.wikipedia.org/wiki/Cumin
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3210012/
http://www.seedguides.info/cumin/
http://www.pfaf.org/user/Plant.aspx?LatinName=Cuminum+cyminum
http://www.psfst.com/__jpd_fstr/979ea04f507a6add9c1cc969192c2ab8.pdf
http://www.essentialoils.co.za/essential-oils/cumin.htm
http://books.google.pt/books?id=fOK33vv_29UC&pg=PA126&lpg=PA126&dq=jeera+black+cumin+bunium&source=bl&ots=lSBb5aFDBF&sig=hNaT534F4Ir
cH5Nk4DEIoYVAOn8&hl=pt-PT&sa=X&ei=LyuHVNPECZThasaJgbAL&ved=0CDAQ6AEwAjge#v=onepage&q&f=false
http://en.wikipedia.org/wiki/Bunium_bulbocastanum
http://www.pfaf.org/user/Plant.aspx?LatinName=Bunium+bulbocastanum
http://wildflowerfinder.org.uk/Flowers/P/Pignut/Pignut.htm -- imagens
http://www.himalayanvoices.org/?q=onlinelib/documentation/natural/cultivation/display/163
http://en.wikipedia.org/wiki/Nigella_sativa
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3642442/
http://naturalsociety.com/10-health-benefits-of-black-cumin-seed-nigella-sativa/
http://www.cancertutor.com/black_cumin/
http://healing-hearbs.blogspot.pt/2011/12/according-to-hadith-kalonji-is-remedy.html
http://examine.com/supplements/Nigella+sativa/
http://www.cancertutor.com/black_cumin/
http://naturalsociety.com/10-health-benefits-of-black-cumin-seed-nigella-sativa/
http://www.dovemed.com/article/7-health-benefits-of-black-cumin/
http://blogueirosquesabemcomentar.blogspot.pt/2011/02/kalo-jeera-black-cumin.html
http://books.google.pt/books?id=yKaVpwB7USYC&pg=PA363&lpg=PA363&dq=cinnamomum+zeylanicum+doshas&source=bl&ots=WB-
YOVCNky&sig=AIm7-4AGPKE6bQGtZnX1yEbabm0&hl=pt-PT&sa=X&ei=60eHVPy9HcbbaLumgtAF&ved=0CEQQ6AEwBQ#v=onepage&q=nigella&f=false
http://www.bigapplecurry.com/2014/07/10/black-cumin-nigella-seeds/