Você está na página 1de 58

Unidade III

GESTÃO E TENDÊNCIAS EM ACADEMIAS

Prof. Alexandre Kikuti


As academias de ginástica ao longo do tempo

 Década de 70, 80, 90, anos 2000 e atualmente.

 Novos objetivos.

 fatores estéticos;

 fatores relacionados à saúde;

 fatores sociais.
Atividade física x exercício físico

 Existe diferença???

 Você sabe qual é a diferença???

 Devemos tratar essas palavras como sinônimos???


Atividade física

Conceito

 Qualquer atividade em que irá existir um aumento do gasto


energético, quebrando o equilíbrio biológico em que se
encontra o organismo no momento.

Fonte: http://www.objetivo.br/conteudoonline/imagens/conteudo_9987/5.jpg
Exercício físico

Conceito

 Algo que é programado, prescrito, elaborado, a fim de atingir


um determinado objetivo.

Fonte: http://www.objetivo.br/conteudoonline/imagens/conteudo_9987/4.jpg
Modelo de gestão

 As academias de ginástica, ao escolherem seu modelo de


gestão, optam pelos modelos mais voltados ao Fitness (em
que a expressão mais completa é Physical Fitness), Wellness
ou um equilíbrio entre os dois.

 Fitness;

 Wellness.
Modelo Fitness de gestão

 O modelo Fitness busca atingir ganhos relacionados a fatores


estéticos estabelecidos pela sociedade, e também a maiores
ganhos relacionados às capacidades físicas em geral (força,
resistência, velocidade, entre outras).

 Fitness = Aptidão.

 Fortemente ligado aos fatores estéticos.


Modelo Wellness de gestão

 O modelo Wellness está relacionado a um tipo de gestão


voltado mais para o bem-estar e saúde.

 Wellness = Bem-estar.

 Fortemente ligado aos fatores relacionados à saúde física,


mental e social.
Fitness x Wellness

Wellness

Fitness
Fitness x Wellness

Wellness

Fitness
Para pensar!!!

Tipo de proposta:

 Será que a pratica é adequada ao aluno? Será que ele gosta


de exercícios fortes demais?

 Muitas desistências ocorrem pela não afinidade com a prática


escolhida. Ex.: todos dizem que fazer o treinamento funcional
é muito bom para emagrecer. Porém, ele não gosta de sentir
dor no dia seguinte. A tendência é interromper a prática.
Interatividade

Maria trabalha como diarista cinco vezes na semana. Em seu


serviço, a demanda energética é alta e, ao fim do dia, sente
enorme cansaço. Analisando os conceitos de atividade física e
exercício físico, bem como seus corretos objetivos, podemos
concluir que:

a) Maria faz exercícios físicos diários, pois a demanda


energética de seu serviço é bem alta.
b) Em seu serviço, Maria faz muita atividade física, ou seja, é o
suficiente para manutenção de sua saúde geral.
c) As atividades executadas em seu serviço são feitas de forma
planejada, com o objetivo de aumentar o gasto calórico,
classificando seu serviço como atividade física.
Interatividade

d) As atividades executadas em seu serviço não apresentam


qualquer tipo de planejamento ou objetivo, apenas executar
a limpeza, classificando, assim, como exercícios físicos.
e) Maria, em seu serviço, apresenta desgaste físico alto
(atividade física), porém, sem qualquer forma de prescrição
de movimentos seguros e nem objetivos específicos, apenas
fazer a faxina.
Resposta

Maria trabalha como diarista cinco vezes na semana. Em seu


serviço, a demanda energética é alta e, ao fim do dia, sente
enorme cansaço. Analisando os conceitos de atividade física e
exercício físico, bem como seus corretos objetivos, podemos
concluir que:

a) Maria faz exercícios físicos diários, pois a demanda


energética de seu serviço é bem alta.
b) Em seu serviço, Maria faz muita atividade física, ou seja, é o
suficiente para manutenção de sua saúde geral.
c) As atividades executadas em seu serviço são feitas de forma
planejada, com o objetivo de aumentar o gasto calórico,
classificando seu serviço como atividade física.
Resposta

d) As atividades executadas em seu serviço não apresentam


qualquer tipo de planejamento ou objetivo, apenas executar
a limpeza, classificando, assim, como exercícios físicos.
e) Maria, em seu serviço, apresenta desgaste físico alto
(atividade física), porém, sem qualquer forma de prescrição
de movimentos seguros e nem objetivos específicos, apenas
fazer a faxina.
Método pilates de condicionamento físico e mental

Conceito:

 É um método de condicionamento do corpo. É a perfeita


coordenação entre corpo físico, mente e espírito.
Antes do método – “Contrologia”

 Joseph H. Pilates.

Fonte: http://revistapilates.com.br/joseph-pilates/
Joseph H. Pilates – breve história

 1880 – nasce numa vila próxima a Dusseldorf, Alemanha.

 Na infância: saúde comprometida.

 Na adolescência: desejo de superação.

 Foi autodidata.

 1ª Guerra Mundial – recuperação dos feridos.

 Primeiras ideias para criação dos equipamentos.


Joseph H. Pilates – breve história

 1926 – migra para os EUA e conhece Clara.

 1928 – abre seu 1º Studio em New York.

 1966 – incêndio no Studio.

 1967 – morre aos 87 anos.


Os princípios do método

 concentração;
 controle;
 centralização;
 fluidez;
 respiração;
 precisão.

 “Por toda sua vida, Joseph desenvolveu e experimentou todos


os exercícios que criou. Ele usufruiu de seu método, tendo
saúde e vitalidade até o fim de sua vida.”
Estrutura da aula

Uma aula de Pilates apresenta a seguinte estrutura:


 Mat (solo).

Equipamentos – os quatro principais equipamentos, bem como


suas variações, são:
 Reformer;
 Cadilac;
 Cadeiras (High Chair, Wunda Chair, Baby Chair);
 Barris (Ladder Barrel, Small Barrel, Spine Corrector).
Pilates clássico x pilates contemporâneo

 Grande parte dos profissionais que iniciam na área


desconhece a existência dessas linhas – Clássica e
Contemporânea –, e há aqueles que sabem, porém
desconhecem as características e diferenças
de cada uma delas.

 Você sabia da existência dessas linhas???

 Você sabe qual é a diferença???


Linha contemporânea

 O objetivo é em tratar o local que está lesionado ou que


precisa de cuidados.
 Não segue nenhuma ordem ou sequência definida.
 Surgiram, a partir do modelo original, vários modelos de
equipamentos, porém, saído das medidas criadas por Pilates.
Mesmo entre a própria linha contemporânea, há divergências
de materiais e medidas dos equipamentos; forte preocupação
está na estética do material.
 Bolas, elásticos, fitas suspensas, carrinhos, entre outros
novos equipamentos que surgiram e ainda surgem. A linha
contemporânea agrega o conhecimento de outras áreas.
Linha clássica

 A linha clássica apresenta como objetivo trabalhar de forma


geral, e não específica, o corpo e a mente.
 Não se trabalha a região com dor. O restante do corpo que está
saudável é exigido, enquanto a região onde há lesão
permanece sem se movimentar.
 Existe uma ordem específica dos exercícios e um determinado
número de repetições criadas por JHP, no Mat e no Reformer.
Já nos outros equipamentos, são trabalhadas as principais
necessidades do aluno.
 A linha clássica trabalha apenas os exercícios e equipamentos
criados por Joseph.
Dicas finais

 É necessário que o profissional tenha uma boa capacitação no


método pilates. Utilizar todos os equipamentos, bem como os
exercícios, requer muito tempo de estudo e de prática, coisa
que em um fim de semana não se adquire.

 Cuidado com cursos muito curtos.

 Veja quem aplicará o curso.

 Cuidado com cursos muitos baratos.


Interatividade

O método Pilates apresenta uma proposta diferenciada. Seus


exercícios e equipamentos, criados por Joseph, podem
promover grandes benefícios à mente e ao corpo. No mercado
de trabalho, são apresentadas as linhas clássica e
contemporânea, em que:

a) Linha clássica trabalha diversos equipamentos existentes,


como elástico, bola, carrinhos, etc.
b) A linha contemporânea utiliza apenas os equipamentos
criados por Joseph.
c) A linha clássica tem como proposta trabalhos localizados,
enquanto que a linha contemporânea apresenta trabalhos
gerais.
Interatividade

d) A linha clássica não trabalha a região lesionada, enquanto


que a linha contemporânea irá trabalhar a região onde
apresenta a lesão.
e) Os dois métodos, clássico e contemporâneo, utilizam uma
ordem de exercícios no Mat e no Reformer, criadas por
Joseph.
Resposta

O método Pilates apresenta uma proposta diferenciada. Seus


exercícios e equipamentos, criados por Joseph, podem
promover grandes benefícios à mente e ao corpo. No mercado
de trabalho, são apresentadas as linhas clássica e
contemporânea, em que:

a) Linha clássica trabalha diversos equipamentos existentes,


como elástico, bola, carrinhos, etc.
b) A linha contemporânea utiliza apenas os equipamentos
criados por Joseph.
c) A linha clássica tem como proposta trabalhos localizados,
enquanto que a linha contemporânea apresenta trabalhos
gerais.
Resposta

d) A linha clássica não trabalha a região lesionada, enquanto


que a linha contemporânea irá trabalhar a região onde
apresenta a lesão.
e) Os dois métodos, clássico e contemporâneo, utilizam uma
ordem de exercícios no Mat e no Reformer, criadas por
Joseph.
Modelos de gestão em academias

Números de academias no Brasil:

 32.957 (registradas no CREF) – Dez, 2014;

 37.440 (registradas no CREF) – Dez, 2015.


Novas oportunidades

 shoppings;
 escolas*;
 clubes;
 clínicas e hospitais;
 hotéis;
 spas;
 residências e condomínios;
 empresas.
Organizações

 Sistemas de recursos que procuram realizar objetivos.

Segmentos:
 Saúde (Hospitais, Academias);
 Educação (Universidades);
 Energia (Eletropaulo);
 Segurança (Protege).
Organizações

 Fornecem meios para o atendimento de pessoas.

 Fornecem todas as formas de remuneração às pessoas, em


retribuição ao serviço prestado.

 Devem ser muito bem administradas, para que possam


atender adequadamente a todos.
Organizações

 Os objetivos que levam à criação de uma organização podem


ser diversos. É normal que organizações sejam criadas para
obtenção de produtos e/ou serviços.

 Podem (ou não) ter em vista o lucro.


Modelos de gestão

Aderência Retenção
Modelos de gestão

Aderência:

Venda a longo prazo:


 Modelo estratégico deve ser voltado à manutenção de
clientes.

 Caso contrário, haverá rotatividade de alunos.


Modelos de gestão

Retenção

Rotatividade
Segmento da academia

 Você sabe identificar o segmento???

Produto Serviço
Para pensar!!!

 96% dos alunos insatisfeitos nunca reclamam.

 Cada aluno com problema conta para mais 10 (dez).

 80% dos novos alunos são indicados por alunos.

 De 20% a 30% de esforços na conquista de novos alunos


(marketing de atração).

 De 70% a 80% dos esforços em manter os que estão


matriculados (marketing de aderência).
Interatividade

O modelo de retenção ainda não é uma realidade para grande


parte das academias (muitas trabalham com rotatividade), ou
por desconhecerem ou por não terem organização e controle
sobre as ferramentas necessárias que compõem este modelo.
Marque abaixo a alternativa que melhor descreve o modelo de
retenção:

a) O serviço deverá estar, em primeiro lugar, para o modelo de


retenção.
b) No modelo de retenção, o principal objetivo para o gestor é a
matrícula do aluno.
c) O produto (intangível) é a maior preocupação para o modelo
de retenção.
Interatividade

d) Após uma grande entrada de novos alunos, depois de forte


ação de publicidade, em um modelo de retenção, a
preocupação passará ser a entrada de novos alunos.

e) A menor preocupação em um modelo de retenção será no


serviço ao cliente.
Resposta

O modelo de retenção ainda não é uma realidade para grande


parte das academias (muitas trabalham com rotatividade), ou
por desconhecerem ou por não terem organização e controle
sobre as ferramentas necessárias que compõem este modelo.
Marque abaixo a alternativa que melhor descreve o modelo de
retenção:

a) O serviço deverá estar, em primeiro lugar, para o modelo de


retenção.
b) No modelo de retenção, o principal objetivo para o gestor é a
matrícula do aluno.
c) O produto (intangível) é a maior preocupação para o modelo
de retenção.
Resposta

d) Após uma grande entrada de novos alunos, depois de forte


ação de publicidade, em um modelo de retenção, a
preocupação passará ser a entrada de novos alunos.

e) A menor preocupação em um modelo de retenção será no


serviço ao cliente.
Treinamento funcional

Conceito:

 Refere-se a um conjunto de exercícios praticados como


preparo físico ou com o fim de apurar habilidades.
Treinamento funcional

 Historicamente, o treinamento funcional é mais antigo


do que se imagina.

 Treinamento Tradicional;

 Treinamento Funcional.
Treinamento tradicional

 isolado;

 rígido;

 limitado;

 uniplanar.
Treinamento funcional

 integrado;

 flexível;

 ilimitado;

 multiplanar.
Core

 Classicamente, o core é conhecido como músculos


abdominais profundos, mas os músculos que formam o Core
vão além dessa informação.

 Sua classificação apresenta uma maior composição de locais


e grupamentos musculares.

 A terminologia core está ligada ao centro, e seu


funcionamento se compara a um cinto de exercícios natural,
proporcionando grande estabilidade ao se executar
movimentos.
Core

 O core é composto por 29 pares de músculos que envolvem


o tronco, pelve e quadris.

Apresenta como principais funções:


 prevenção de lesões em atletas ou em movimentos
cotidianos;
 alinhamento corporal, ajudando na correta postura;
 favorecem a base de suporte corporal e a geração da força
por músculos corretos.
Treinamento do core

 Treinar o core pode e deve ser um treinamento separado do


treinamento funcional para alunos que apresentam baixo
fortalecimento dessa região.

 Músculos estabilizadores.

 Músculos mobilizadores.
Variáveis do treinamento funcional

Bases biomecânicas:

 Já que o treinamento funcional objetiva maior equilíbrio


muscular através de diversas propostas de exercícios,
estimular a variação de movimentos nos três planos e eixos
anatômicos que o corpo é capaz de produzir trará mais
benefícios ao praticante.
Tipos de planos e seus respectivos movimentos

 plano sagital – flexão e extensão;

 plano frontal – adução e abdução;

 plano transverso – adução e abdução horizontal / rotação.


Algumas dicas importantes

 treine o que você for propor antes de aplicar;

 avaliação funcional;

 onde se enquadra seu aluno na questão de treino;

 adapte os exercícios;

 cuidado com bases instáveis.


Interatividade

O treinamento funcional, apesar de parecer uma nova prática, é


uma modalidade bastante antiga. Seus praticantes buscam
melhoras em vários âmbitos. O desenvolvimento do treino
funcional apresenta como característica:

a) Um trabalho de forma localizada, onde necessariamente


temos de utilizar plataformas instáveis.
b) Apresenta uma proposta global de trabalho, onde o
fortalecimento do core é necessário para trabalhos mais
dinâmicos.
c) É trabalhado de forma uniplanar e apresenta forte rigidez na
elaboração dos exercícios.
Interatividade

d) Seu trabalho é integrado, porém apresenta certa limitação


para criar exercícios com determinados movimentos, mesmo
sem a presença de limitações.

e) O treinamento funcional apresenta pouca variação em seu


repertório de exercícios, devido a pouca condição do corpo
humano em executar movimentos.
Resposta

O treinamento funcional, apesar de parecer uma nova prática, é


uma modalidade bastante antiga. Seus praticantes buscam
melhoras em vários âmbitos. O desenvolvimento do treino
funcional apresenta como característica:

a) Um trabalho de forma localizada, onde necessariamente


temos de utilizar plataformas instáveis.
b) Apresenta uma proposta global de trabalho, onde o
fortalecimento do core é necessário para trabalhos mais
dinâmicos.
c) É trabalhado de forma uniplanar e apresenta forte rigidez na
elaboração dos exercícios.
Resposta

d) Seu trabalho é integrado, porém apresenta certa limitação


para criar exercícios com determinados movimentos, mesmo
sem a presença de limitações.

e) O treinamento funcional apresenta pouca variação em seu


repertório de exercícios, devido a pouca condição do corpo
humano em executar movimentos.
ATÉ A PRÓXIMA!