Você está na página 1de 7

1 a) discuta os fatos experimentais do efeito fotoeletrico que contradizem as teorias

classicas

na teoria ondulatoria, quanto mais intensa a onda eletromagnetica, mais energetica ela seria e
portanto mais energia seria transferida da luz para o eletron. Consequentemente quanto mais
intensa a luz, mais fortes deveriam ser os campos e os eletros deveriam sair com mais energia
dos atomos.
Mas foi observado por Lenard que cada elétron é ejetado do catodo instantaneamente ou em
um tempo muito curto, contradizendo a teoria e as equacoes de maxwell

o trabalho de einstein previa q a energia dos eletrons individuais aumenta com a frequencia da
luz

1 b) ainda que a radiação seja monocromárica, observa-se diferenca de velocidades


entre os fotons. Porque?

Mesmo sendo monocromática, assim como Einstein inferiu, a velocidade de saída dos
fotons varia de acordo com a frequência do raio (cores) mas também com a intensidade com
que o raio é emitido, por isso observa-se diferença nas velocidades em radiação
monocromática.

1) c) A existencia dos fótons é a unica hipotese de Einstein para explicar o efeito


fotoelétrico? Se nao, quais seriam as outras?
Não. ​ O efeito fotoelétrico é interpretado como ​a absorção de um fóton pela matéria, levando
à ejeção de um elétron​. A energia é conservada neste processo, de maneira que se
denotarmos por ​w​ o trabalho necessário para liberar o elétron do material, a energia cinética do
elétron após ejeção é

Em geral, o trabalho ​w​ não é igual para todos os elétrons. Alguns elétrons estão mais
firmemente ligados ao material que outros. O valor mínimo de ​w​, que denotaremos por ​w​0​, é
uma quantidade ​característica de cada material​ chamada ​função trabalho​. Obviamente,
este trabalho mínimo leva à máxima energia cinética do elétron emitido (para uma dada
freqüência):

Evidentemente, se o lado direito desta equação for negativo, não haverá possibilidade de o
efeito ocorrer. Ou ainda, o efeito ocorrerá ​apenas quando a freqüência for superior a um
valor​ ​n​0​ dado por
Evidentemente, se o lado direito desta equação for negativo, não haverá possibilidade de o
efeito ocorrer. Ou ainda, o efeito ocorrerá ​apenas quando a freqüência for superior a um
valor​ ​n​0​ dado por

1 d) limiar de frequencia é a objeção mais forte à teoria ondulatória. porque?

Na teoria classica a frequencia da luz não influenciaria em nada a retirada de eletrons do


catodo. Lenard novamente observou que para cada substancia existe uma frequencia minima
para que o fenomeno ocorra, e alem disso, um aumento na frequencia da luz resultava em um
aumento na energia cinetica maxima calculada para a liberação do eletron.

1 e) explique a razão das medidas fotoelétricas serem muito sensíveis à natureza da


superficie fotoeletrica.

Dependendo da superfície fotoelétrica, o arranjo dos átomos e a composição do


material pode ser tal que facilite ou não a liberação de fotons frente a um raio incidente.

1 f) Tubos de tv emitem Raios-x?

Pergunta: A televisão emite raios-X?

Pergunta de: André Dantas

Resposta 1:

Não. Uma descrição da TV e dos elementos que a compôe, podem ser vistos
nessa mesma seção. Procure a pergunta sobre como se formam as imagens na
TV. Eu e outras pessoas respondemos a essa mesma pergunta.
Resposta de: Alisson Soares Garcia
Resposta 2:

Oi André, Não, a TV *não* emite raios-X, pode ficar sossegado! O modo como a
TV funciona é que ela acelera uma porção de elétrons naquilo que se chama de
"tubo" da TV. Esses elétrons colidem, então, com o vidro da TV, porém, esse
vidro não é apenas um vidrão grosso, ele contém duas camadas de vidro com
uma fina camada de fósforo (metal, símbolo químico "K") entre as duas placas
de vidro. Então, quando os elétrons atingem o vidro da sua TV, eles acabam
colidindo com esse fósforo e formando as cores que vc vê na sua TV.
Resposta de: Daniel Doro Ferrante - Brown University - USA

Resposta 3:

sim. mas nao sao perigosos. o tubo de imagem dos televisores tem um
filamento que emite elétrons. esses percorrem umm pequeno trecho até a tela.
no meio do caminho, eles tem de passar por duas regiões que contém dois
campos magnéticos. um horizontal e outro vertical. isto faz com que todos o
feixe de elétrons varra toda a tela. um material chamado écran tem a
propriedade de emitir luz quado os elétrons o atingem. é a imagem. mas, a
outra parte da energia que os elétrons possuiam - que no início era potencial e
virou cinética e - não pode desaparecer, e vira eletromagnética. cuidado! então
a energia inicial vira energia eletromagnética = energia luminosa + energia dos
raios -x + energia térmica, pois se prestarmos atenção e tela esquenta,não é
mesmo? bom... os raios-x surgem quando os elétrons se chocam com anteparos
duros. sempre. logo a intensidade dos mesmos depende da energia inicial dos
mesmos.
Resposta de: luiz, guarujá, sp física/usp

Comentário do moderador:

Na verdade, o tubo de televisão emite raios-X. Aliás, foi exatamente observando


a radiação emitida pelos tubos de raios catódicos que Roentgen descobriu os
raios-X. Veja a seção especial ​OS RAIOS-X​. Esses raios-X são emitidos na
desaceleração dos elétrons no vidro do tubo, o chamado "bremsthralung" ( ou
coisa parecida). Os tubos modernos usam camadas que absorvem essa radiação
para proteger os telespectadores.
2 a) em que medida o espalhamento comptom esta em desacordo com o
eletromagnetismo classico?

a energia dos fotons eh dada em keV. essa ordem de grandeza nos força a escrever a energia
cinetica do eletron no regime relativistico.

2 b) pq eh esperado q delta lambida fosse independente do material d que eh composto?

Ao serem freados pela matéria, os elétrons dos raios catódicos perdem energia
e produzem radiação, por isso denominada radiação de freamento, responsável
pela parte contínua do espectro. Uma característica notável deste espectro é
que ele se extende apenas até um certo valor mínimo λmin do comprimento de
onda, que depende da voltagem V aplicada ao tubo mas não da natureza do
material utilizado para o alvo. Evidentemente, de acordo com a teoria de
Einstein, esta radiação é constituída de fótons, e Einstein foi logo capaz de
explicar o corte no espectro e calcular o valor de λmin, supondo que
corresponde ao caso no qual toda a energia adquirida pelo elétron ao atravessar
a diferença de potencial é perdida na emissão de um único fóton.

2 c) eh mais esperado o efeito compton em alvos de atomos com numero atomico alto ou
baixo? porque?

​O Efeito Compton é a diminuição de energia (aumento de comprimento de


onda) de um foton de raios X ou de raios gama, quando ele interage com a
matéria. Sendo assim para os átomos com o número elevado de elétrons, o
efeito Compton seria JK jmais visível.

2 d) eh possivel observar efeito comptom com a luz visivel? pq?


● nao, Pq o espalhamento d Compton só c torna significativo qdo a energia da luz
é comparável c/ a energia do elétron ( ~ 511 keV). A luz visível é mto menos
energética q isso ( ~ poucos eV), por isso o processo d espalhamento conserva
a energia e o momentum s/ uma significativa mudança no comprimento d onda
do fóton
● porque o fóton da luz visível tem pouca energia

2 e) alguma evidencia experimental que contradiza que o vacuo eh um mar de eletrons


em estado de energia negativa

Região do espaço onde se teria a menor energia possível, deixando de ser aquele espaço
totalmente ausente de matéria
Evidenciou que espaço e matéria não se excluem.
O vácuo então, na interpretação de Dirac, seria o estado de todos os níveis de energia negativa
ocupados por elétrons, tendo uma estrutura complexa com uma energia total negativa e infinita.
Contudo, um elétron do estado negativo poderia ser excitado passando para o estado positivo,
deixando no vácuo o que Dirac chamou de buraco. Esse buraco seria interpretado como uma
partícula positiva de energia positiva – MAR DE ELÉTRONS

2 f) pode ocorrer a aniquiliação de um par eletron - positron com a criação de um unico


foton, caso haja um nucleo atomico proximo para absorver o momento linear do
processo?

​Não,
pois não satisfaz a condição de conservação da energia linear do sistema,
essencial para que ocorra o anaquilamento.
falta a 5 d) tb

e a 4 inteira

Você também pode gostar