Você está na página 1de 16

UMUM

UNIVERSIDADE METODISTA UNIDA DE MOÇAMBIQUE

Inhambane, Morrumbene, Cambine

Curso de Licenciatura em Ciências de Administração e Gestão

Ano: 2o Ano:2o Semestre

Unidade Curricular:Metodologia de Investigação Científica - II

Gestão e Administração dos Recursos Humanos nos hospitais

Discente: José Elias Júnior

Docentes: PhD. Estela Lamas e Dr. Felix Mazive

Cambine, Novembro de 2018


Índice
I. Agradecimentos..................................................................................................................... 3
II. Resumo ................................................................................................................................. 4
III. Introdução ......................................................................... Error! Bookmark not defined.
IV. Objectivo Geral .................................................................................................................. 5
V. Objectivos Específicos ........................................................................................................... 5
VI. Metodologias usadas ......................................................................................................... 5
1. Conceitos básicos .............................................................................................................. 7
1.1. Gestão de pessoas ..................................................................................................... 7
1.2. Motivação ................................................................................................................. 8
1.3. Hospital..................................................................................................................... 9
1.4. Importância da Gestão de Recursos Humanos ................................................. 10
1.4.1. Contribuições e avaliações de um Gestor de Recursos Humano ................................ 11
1.5. Departamento provincial dos recursos humanos ............................................. 12
1.6. Processo de Gestao de Recursos Humanos ....................................................... 13
1.7. A gestão de recursos humanos tem os seguintes propósitos: ....................... 14
VII. Conclusão ........................................................................................................................ 15
VIII. Bibliografia ....................................................................................................................... 16
I. Agradecimentos
A Deus que me ajudou a ultrapassar os obstáculos e me deu forcas suficientes
para que conseguisse realizar o meu trabalho.

Ao meu Docente Felix Mazive, Docente Fernando Guida, meus orientadores


que me ajudaram tanto, durante a realização da minha pesquisa.

A minha professora Dra Estela Lamas, que foi um grande facilitar dessa
cadeira.

Ao corpo docente e aos meus amigos, colegas, familia que participaram


directa ou indirectamente na elaboração deste trabalho.

A todos cujos nomes não foram mencionados, mas que sempre estiveram do
meu lado.

3
II. Resumo
Este artigo cientifico tem como propósito entender o processo de Gestão e
Administração dos Recursos Humanos a nível hospitalar, tendo em principio
os desafios que esses enfrentam devido a persistência da insuficiência de
recursos humanos para suprir as necessidades de trabalho na maior parte
das instituições de saúde, bem como a necessidade de alocar quadros
competentes para prestação dos melhores cuidados da saúde aos utentes.
Sendo assim, este artigo tem o objectivo de compreender os princípios de
Gestão, e Administração dos Recursos Humanos nos Hospitais baseando-se
na metodologia Investigativa, e Descritiva, onde conclui-se que é
indispensável que um Gestor de Recursos Humanos em particular esteja
munido de conhecimentos, competências, comprometimento, para uma
efectiva gestão do pessoal afecto na unidade sanitária; como forma de
garantir o melhor funcionamento da unidade sanitária. Salientar que a
gestão dos recursos humanos é uma das actividades de gestão mais
importantes de uma instituição, visto que se refere à gestão do principal
recurso de trabalho, que são as pessoas.

Palavras-chave: Gestão, Administração, Recursos Humanos.

4
III. Introdução.
O presente artigo, tem como objectivo compreender o processo de gestão e
administração dos recursos humanos nos hospitais como Instituições viradas a
assistência de doentes, constituem uma das formas mais complexas e
sensíveis de organização humana, pois se lidam directamente com a vida e a
morte. Distingue -se por serem unidades prestadoras de serviços com 24 horas
de assistência, que possuem em um mesmo espaço um conjunto de
actividades, tais como: clínicas médicas, cirúrgicas, e sectores especializados
com demandas diversidades, exames laboratoriais, diagnósticos por imagem e
cuidado directo ao paciente, entre outros.

No entanto, defende-se a flexibilidade dialogação de quadros qualificados


como elemento crucial para melhor funcionamento e prestação de serviços na
organização de saúde. Como forma de garantir a melhor prestação dos
serviços de saúde a população é preciso que o gestor da Unidade Sanitária
esteja munido de conhecimentos no que diz respeito a gestão e Administração
de pessoal, como forma de tornar cada vez mais o dinamismo e qualidade dos
serviços.

IV. Objectivo Geral.


 Compreender o processo de Gestão e Administração dos Recursos
Humanos nos hospitais.

V. Objectivos Específicos.
 Descrever o objectivo de gestão de recursos humanos;
 Compreender a interligação e os propósitos da administração e gestão
de recursos humanos;
 Descrever a importância dos Recursos Humanos, e contribuições dentro
da organização.

VI. Metodologias usadas.


Para o alcance dos objectivos deste trabalho recorreu se nos métodos
Investigativo, e Descritivo por descrever a realidade que despertou o

5
interesse, que se pretende investigar e a finalidade é fazer o levantamento
das características positivas, negativas e potencialidades, necessidades mas
validas, e também useis os métodos bibliográfica, por abranger a leitura, análise e
interpretação de livros, publicações periódicas, artigos, e a pesquisa mista, abrange
conhecimentos teóricas e práticas, nesse sentido foi também usado a pesquisa aplicada,
que busca gerar conhecimentos para a aplicação prática.

6
1. Conceitos básicos

1.1.Gestão de pessoas
Segundo Chiavenato (2004, Citado por Salvador, S/d) “gestão de
pessoas, ou recursos humano é um conjunto de colaboradores de uma
organização e as técnicas, estratégias administrativas, utilizada pelas
organizações em prol do desenvolvimento de seu capital humano. Ela
actua na maioria em situações e contingências, dependendo dos
aspectos organizacionais, tais como, estrutura, cultura e tecnologia, o
autor ainda afirma que cada uma das partes, as empresas e os seus
colaboradores depende uma da outra, o que cria a existência de
interdependência na qual ocorrem benefícios recíprocos. Sem as
organizações não existiriam funcionários, e sem as pessoas não
existiriam organizações, são justamente as pessoas que controlam,
gerências e executam processos de tarefas é por isso, precisam de um
departamento de recursos humanos consistente de qualidade
excepcional, para que realizem suas tarefas no máximo de sua
capacidade”.

Segundo o autor acima citado, a gestão de pessoas é a área que constrói


talentos por meio de um conjunto integrado de pessoas e cuida do capital
humano das organizações, o elemento fundamental do seu capital intelectual
e a base do seu sucesso.

Quem gere pessoas utiliza esses e outros recursos em acções que valorizam os
colaboradores e funcionários da organização. Dessa forma, a gestão de
pessoas em uma organização, deve ser realizada pelos próprios gestores,
administradores e líderes, utilizando os recursos humanos apenas como
ferramenta para alcançar resultados mais assertivo e alcançar os objectivos
definidos.

Administração de recursos humanos, é o conjunto de políticas e normas,


actividades e procedimentos realizados em um hospital é que permite a
selecção e recrutamento, treinamento, bem-estar e crescimento profissional
e emocional, assim como a disciplina das pessoas que trabalham na
organização com atribuição de actividades que permitem cumprir os
objectivos da instituição.
7
1.2. Motivação.
Para Pereira&Favero, (2001,Citadopor,Patias&Wambier, 2015,S/d) " a
motivação dos funcionários nos hospitais, são os pressuposto básicos , o
relacionamento interpessoal e a organização do trabalho. O desejo dos
profissionais quanto as mudanças em relação a esses aspectos do trabalho
merece atenção, pois apensar de externo, a garantia desses aspectos
proporcionam oportunidades para que a motivação do profissional seja
reflectida, para o alcance dos objectivos da organização".

Segundo o autor, a motivação é dar condições para que as pessoas possam se


desenvolver e explorar o máximo do seu potencial, isto é influenciar os
colaboradores para que realiza as suas actividades, deste modo, um gestor
dos recursos humanos deve unir a sua equipa, envolver as pessoas ao trabalho
em grupo, reconhecer as particularidades de cada um, buscando compreender
seus valores e crenças pessoais, e orientar, dar condições para o equilíbrio
pessoal e profissional do colaborador.

1.2.1. Administração de recursos humanos


Dessler (2003,p.58) “Administração de Recursos Humanos refere-se as práticas
e as políticas necessárias para conduzir os aspectos relacionados com as
pessoas no trabalho de agenciamento, especialmente a contratações, ao
treinamento, a avaliação, a remuneração e ao oferecimento de um ambiente
bom e seguro aos funcionários da organização”.

Segundo o autor acima citado, Administração dos Recursos humanos é o


conjuntos empregado dessa organização que tem como principal objectivo
maximizar o retorno de capital investido na contratação de pessoal e
minimizar o risco financeiras, combinando as necessidades individuas as
pessoas como da organizações.

1.2.2. Administração dos Recursos Humanos


Chiavenato (2009,p.14 Citado por Oliveira,) “Administração dos Recursos
Humanos, consiste em planejar, organizar, desenvolver, coordenar, e
controlar os métodos capazes de promover o desempenho eficiente do
pessoal”

8
Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Pessoas ou Administração de
Recursos Humanos, é a aplicação de um conjunto de conhecimentos e
técnicas administrativas especializadas no agenciamento das relações das
pessoas com as organizações, com o objectivo de atingir os objectivos
organizacionais, bem como proporcionar a satisfação e a realização das
pessoas envolvidas.

1.3. Hospital
Druker (1999 Citado por Oliveira, 2004,P.62) “ um hospital é uma organização
mais complexa para administração, pois nele há vários serviços envolvidos,
como por exemplo: a área da hotelaria, o de lavandaria, o de serviços
médicos e de relacionamento com o consumidor. Dessa forma a gestão de
pessoas pode facilitar ou dificultar a evolução do processo de mudanças nas
organizações como um todo, inclusive no ambiente hospitalar, toda via a
atenção devida as redes informais sociais e de poder dentro da organização e
tem fundamentos importantes no sucesso de programas de mudanças
organizacional”.

Segundo o autor acima citado, toda a empresa, órgão politico ou fabrica


necessita de pessoa para existir, o bom constatação na maioria das
organizações; o grande diferencial a principal vantagem competitiva das
organizações, decorre das pessoas que nelas trabalho.

1.3.1. Surgimento da Gestão dos Recursos Humanos.


Segundo Chiavenato (2008,P.18 citado por Salvador, 2014), afirma que a
partir da década de 70, surgiu o conceito de Administração de recursos
humanos, embora ainda havendo problemas por não conseguir mudar
completamente a ideia da importância das pessoas dentro da organização e
ainda continuar vendo os trabalhadores como apenas recursos produtivos, no
entanto é sempre necessário resgatar a inserção histórico para entender o seu
papel operacional nas organizações e o que isso representa em termos de
impacto. A administração de recurso humano nas organizações, segundo
Albuquerque (1987) tem sua evolução marcada pelas limitações da legislação
trabalhista, pela ausência e, manipulação no movimento sindical durante
muitos anos e pela influência de variáveis ambientais, externas a organização

9
1.4. Importância da Gestão de Recursos Humanos
Chiavenato, (2005,p.11, citado por Da Silva, Souza & Alcaides/d) ‘quando uma
organização necessita directamente da contribuição de cada um dos
indivíduos que compõem o corpo empresarial, se faz necessária a
implementação da GRH, utilizar apenas administração de recrutamento, de
selecção e demissão, surge para gerências a entrada dos trabalhadores, bem
como suas experiencias e formação que proporcionaram um melhor
desempenho nas actividades realizada no local de trabalho, alem de
proporcionar valorização de cada um dos indivíduos no processo dos seus
serviços.

Ainda o mesmo autor, destaca que a importancia da GRH, numa organizacao


esta voltado para as pessoas, a sua filosofia glogal e a cultura organizacional
passam a refleter essa crenca. A gestão de pessoas é a função que permite a
colaboração eficaz das pessoas para alcançar seus objectivos individuais. Os
nomes como departamrntopessoas,relacaes industriais, recursos humanos e a
gestao de pessoa, cada qual reflete uma maneira de li dar com as
pessoas,(Ibid,p.12).

Segundo o autor acima citado, a importância dos recusos humanos é muito


relevante nas organizações , pois necessita para conduzir os aspectos
relacionados as pessoas no trabalho de gerenciamento, especialmente a
contratações, ao treinamento, a avaliação, a remuneração e ao oferecimento
de um ambiente bom e seguro aos funcionários da organização, e também os
recursos humanos conduz os funcionários para o bom relacionamento dentro
e fora da organização, apresentado os deveres e os direitos que um
trabalhador tem, para conseguir alcançar os seus objectivos com sucesso, e
tem como finalidade seleccionar, gerir e nortear os colaboradores na direcção
dos objectivos e metas da organização.

NB: Um gestor hospital, ele organizar e controla as compras e custos, área de


apoio e logística hospitalar, bem como acompanha s supervisiona os contratos
e convénios, pelos principio da gestão da qualidade e da viabilidade dos
serviços, presta suporte aos sectores fim do hospital garantindo a assistência
ao paciente.

10
1.4.1Contribuições e avaliações de um Gestor de Recursos Humano.
Senguno Laverde (2009,p.167), um gestor de recursos humanos também actua
no panejamento e agenciamento das atribuições de gestão de pessoas:

Recrutamento e Selecção, é actividade que busca o ingresso de novos


empregados no hospital, e inclui as oportunidades de trabalho actuais e
futuras, assim como a divulgação dos benefícios que a instituição oferece, e
também abrangem diferentes actividades que estão enquadrados na
instituição (Ibid, p.167).

Avaliação do desempenho, os bons chefes avaliam periodicamente o


desempenho no trabalho das pessoas que estão sob sua responsabilidade. Elas
devem supervisionar durante todo o tempo, o desempenho das actividades
desenvolvidas para que seja uma continuação do treinamento recebido e
ajudar o funcionário a melhorar seus conhecimentos e habilidades (Ibid,
p.169).

Treinamento e desenvolvimento, neste tópico fizemos referências


unicamente à pessoal contratada pelo hospital especialmente para cumprir
seus objectivos, por tanto não se faz menção aos estudos ou aos médicos em
programa de pós-graduação. O treinamento em um hospital, significa ensinar
determinadas tarefas. Pode-se instruir ou orientar o funcionamento sobre
novos conhecimentos (actividades e procedimentos, habilidades necessárias
para seu desempenho ao trabalho ou atitude voltadas para o cuidado da
organização, (Ibid, p.170).

Remuneração e benefício, quando um novo funcionário presta a sua


contratação em uma organização é preciso que o contratante calcule
previamente os gastos necessários para manter esse profissional na
organização, essas tarefas são atribuídos ao Gestor de Recursos Humanos,
para auxiliar folha de pagamento (Ibid, p.171).

Segundo o autor acima citado, as contribuições de um Gestor de Recursos


Humanos, é importante para a organização, e promove a criatividade dos
colaboradores e apoiar o processo que transforma em inovação, e também
constatamos que as contribuições da Gestão de Recursos Humanos

11
proporcionam um ambiente bem seguro para que os colaboradores exercem as
suas actividades livres.

1.5. Departamento provincial dos recursos humanos.


O departamento dos recursos humanos de uma organização, é o conjuntos
empregado dessa organização que tem como principal objectivo maximizar o
retorno de capital investido na contratação de pessoal e minimizar o risco
financeiras, combinando as necessidades individuas as pessoas como da
organizações. O departamento provincial de recursos humanos é liderado por
um técnico (geralmente superior) da área de recursos humanos. Este
departamento coordena todas as actividades ligadas a gestão de recursos
humanos do sector de saúde na província

São funções do departamento de recursos humanos, os seguintes: Planificar,


administrar e gerir os recursos humanos do sector dentro das competências
que lhe são atribuídas;
 Gerir o Sistema de Informação do pessoal, mantendo actualizado e
fornecendo aos Órgãos Centrais os dados necessários e previstos no
Sistema;
 Exercer as competências que forem delegadas pelo Governador
Provincial no âmbito da administração e gestão de pessoal do nível
básico, elementar e dos serviços gerais, nomeadamente os processos de
nomeação, contratação, aposentação e outros;
 Elaborar o plano de formação do sector na Província em coordenação
com os outros departamentos;
 Promover a formação contínua dos profissionais de Saúde da Província;
 Apoiar e controlar o funcionamento das Instituições de Formação do
ponto de vista pedagógico, técnico e administrativo garantindo o
cumprimento das normas e regulamentos,
 Monitorar o pagamento de salários aos funcionários do quadro e
contratados.
O gestor deve conhecer as características de sua equipa no geral, e sempre
que possível as características individuais, pontos fracos e fortes de cada

12
membro dela, de forma a definir de forma mais apropriada quem deve fazer o
quê? O que deve fazer? Quantos devem fazer.

1.6. Processo de Gestão de Recursos Humanos.


A gestão dos recursos humanos é uma das actividades de gestão mais
importantes de uma instituição, visto que se refere à gestão do principal
recurso de trabalho, que são as pessoas. Entre tanto tem os seguintes
objectivos: estimular o envolvimento de todos os funcionários, para que todos
se sintam responsáveis pelo alcance dos objectivos da instituição; identificar
as pessoas mais apropriadas para realizar tarefas específicas ou exercer
funções em determinados cargos.

Neste contexto existem algumas particularidades relacionadas aos recursos


humanos que cada gestor deve ter em conta são:

 Gerir recursos humanos é diferente de gerir coisas, e implica entre


outros, a gestão de comportamentos de cada pessoa em função dos
objectivos da instituição;

 As pessoas não devem ser vistas apenas como recursos de trabalho,


mas sim como seres humanos, com sentimentos, personalidades,
convicções diferentes, e é importante que os funcionários sintam o
apoio da instituição relativo às suas questões particulares como
problemas de saúde, problemas sociais, familiares, etc;

 Gerir recursos humanos não significa apenas proceder com os


processos administrativos a eles relacionados (pagamento de salários,
transferências, atribuição de funções, etc), mas sim estimular o
envolvimento e o progresso dos funcionários, para que cada um
desempenhe da melhor forma as suas actividades;

 Cada pessoa tem diferentes níveis de competências, de expectativas,


de personalidades, de pontos vista sobre os diversos assuntos, apesar
de todas essas diferenças, é importante que tanto o gestor como os
demais membros da equipa, se esforcem para manter um ambiente
de trabalho positivo;

13
1.7. A gestão de recursos humanos tem os seguintes propósitos:
 Estimular o envolvimento de todos os funcionários, para que todos se
sintam responsáveis pelo alcance dos objectivos da instituição;

 Identificar as pessoas mais apropriadas para realizar tarefas específicas


(supervisor de enfermagem, responsável pelo serviço de urgências,
responsável por assuntos sociais), ou exercer funções em determinados
cargos.

14
VII. Conclusão
Em suma, Concluiu-se que a partir dos resultados obtidos por meio desta
pesquisa, por meio de uma visão estratégica da área de recursos humanos,
esta centraliza-se na gestão de conhecimentos. E constatou-se que é possível
analisar os desafios da gestão de recursos humanos.

Dessa forma, um dos desafios da gestão de recursos humanos gira em torno de


descodificar o hospital e também estimular o envolvimento de todos os
funcionários, para que todos se sintam responsáveis pelo alcance dos
objectivos da instituição, como um local frio e transforma-lo num espaço da
construção de saúde e de cooperação, são tarefa que não cabe somente aos
médicos e enfermeiros, esse desafio é de todos aqueles que lidam com gente,
psicólogos, administradores, assistentes sócias, recepcionista, médicos e
diversos e direitos de outros trabalhadores que transaccionam no ambiente
hospitalar.

15
VIII. Bibliografia

 Chiavenato, I. (2004). Introducao a teiora geral de administracao (7


edicao ed.). (E. e. Lda, Ed.) Rio de Janeiro ;

 Jessica Thais Lima da Silva, M. H. (2017). Importancia da Gestao de


Recursos Humanos nas Organizacoes. 14 . Sao Paulo;

 Jesus, C. S. (2014). Analise e desafios da gestao de pessoas no


ambiente hospitalar. Sao paulo;

 Jovani Patias, C. E. (Maio de 2015). Gestao Hospitalar. Sao paulo;

 Laverde, G. P. (2009). Administracao Hospitalar (3 edicao ed.). Brasil;

 Oliveria. (2003). Gestao de Recuros Humanos na Administracao Publica


(3edicao ed.). Sao Caetano;

 Rocha, O. (2003). Gestao e Administarcao dos Recursos Humanos na


Administracao Publica. Sao Cetano do sul: 3 edicao;

 Salvador, C. S. (2014). Analise e Desafios da Gestao de Recursos


Humano no ambiente Hospitalar. Sao Paulo.

16