Você está na página 1de 2

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

DIRETORIA DE GRADUAÇÃO

Engenharia Elétrica Campus: II – Belo Horizonte

Eletrotécnica I

Lista de exercícios 3 - Sistema pu - Entrega: 05/09/2019

Exercício 1: Calcular, considerando o circuito abaixo (a e b), a tensão necessária no gerador para manter a
tensão na carga em 200 V. Sabe-se que a carga absorve 100 kVA com cos ߮ = 0,8 indutivo e que a impedância da
linha é (0,024 + ݆0,080) Ω.

Exercício 2: Um gerador alimenta uma carga por meio de uma linha. Sabendo-se que:

(1) a tensão no gerador é 220 V – 60 Hz,


(2) a carga é de impedância constante e absorve 10 kW, fator de potência 0,7 indutivo, quando alimentada
por tensão de 200 V,
(3) a impedância da linha é (1,28+j0,80) Ω,

Utilizando o sistema pu, pede-se:

(a) a tensão na carga,


(b) a potência fornecida pelo gerador,
(c) a capacitância de um capacitor, ligado em paralelo com a carga, que torne unitário o fator de potência de
conjunto (carga + capacitor);
(d) a tensão na carga e a potência fornecida pelo gerador após a correção do fator de potência;
(e) diagrama de fasores do circuito.

Exercício 3: Um gerador monofásico alimenta, por meio de uma linha, um transformador, o qual alimenta, por
outra linha, uma carga. São conhecidas:

(1) a impedância da linha que liga o gerador ao transformador: (2+j4) Ω;


(2) a impedância da linha que liga o transformador à carga: (290+j970) Ω;
(3) a potência absorvida pela carga: 1 MVA, fator de potência 0,8 indutivo;
(4) a tensão aplicada à carga: 200 kV
(5) os dados de chapa do transformador: 13,8 – 220 kV, 1,5 MVA, req=3% e xeq=8%.

Determinar a tensão, corrente e potência em todos os pontos do circuito.

Exercício 4: Um alternador monofásico de 100 MVA, 13,8 kV, tem reatância subtransiente de 25%. Pede-se o
valor dessa reatância em ohm.
Exercício 5: Um motor síncrono de 1500 cv, 600 V, x”=10% funciona a plena carga com fator de potência unitário
e tem rendimento de 89,5%. Pede-se o valor em ohm da reatância.


Exercício 6: Três impedâncias de (30 60°)Ω são ligadas em triângulo e alimentadas por tensão de linha 220 V.
Determinar as correntes de fase e de linha e a potência complexa absorvida pela carga.

Exercício 7: Os valores nominais de um alternador trifásico são: 150 MVA, 13,8 kV, reatância transiente X”=20%.
Calcule:

(1) o valor da reatância em Ω;


(2) o valor da reatância, em pu, nas bases 100 MVA e 12 kV.

Exercício 8: Quatro motores, cuja tensão nominal é 13,8 kV, estão ligados num mesmo barramento. Conhecendo-
se:

(1) motor nº 1, de indução, 3000 cv, X”=20%;


(2) motor nº 2, síncrono, 4000 cv, fator de potência 0,85, X”=15%;
(3) motor nº 3, síncrono, 5000 cv, fator de potência 1,0, X”=20%;
(4) motor nº 4, síncrono, 6000 cv, X”=25%, quando funciona a plena carga, com fator de potência 0,8, tem
rendimento de 89%.
Calcule:

(a) os valores, em Ω, das reatâncias subtransientes;


(b) o valor da reatância equivalente, adotando-se Vbase=13,8 kV e Sbase=50 MVA.

Exercício 9 (DESAFIO): A figura mostra um sistema de potência no qual foram representados de maneira
simplificada os subsistemas de transmissão, de subtransmissão e de distribuição primária (partes de 500, 69 e
13,8 kV, respectivamente). Determinar a tensão em cada barra e a corrente em cada trecho do sistema.

Dados:

(a) Transformadores

T1: 13,8 : 500 KV 500 MVA x=3,5%


T2: 500 : 69 KV 100 MVA x=4%
T3: 69 : 13,8 KV 10 MVA x=6%
T4: 13,8 : 0,22 KV 50 KVA x=3%

(b) Linhas de transmissão

L1: 500 kV 100 km r=0,08 Ω/km x=0,60 Ω/km;


L2: 69 kV 20 km r=0,13 Ω/km x=0,52 Ω/km;
L3: 13,8 kV 2 km r=0,19 Ω/km x=0,38 Ω/Km;

(c) Cargas

Barra 005: potência constante 20 MVA cos ߮= 0,85 ind;


Barra 007: potência constante 3 MVA cos ߮= 0,8 ind;
Barra 008: potência constante 50 kVA cos ߮= 0,9 ind;

(d) Tensão na barra 001


13,8 kV.

Ref: Robba, E. João, Carlos. C.B. de Oliveira; Hernán P. Schmidt, Nelson Kagan; Introdução a Sistemas Elétricos de Potência - 2ª Edição. Componentes
Simétricas. Editora Edgard Blucher.