Você está na página 1de 4

ARGENTINA – PRIMEIRA VEZ

Bem, antes de falarmos da Argentina propriamente trataremos primeiro do percurso até


lá.

Primeiro de tudo o país faz parte do MERCOSUL, portanto não necessita de passaporte,
muito menos visto, precisando apenas de um RG com menos de 10 anos de expedição,
todavia se você pretende fazer outros passeios a outros países que precisam de visto é
bem interessante já tirar o passaporte, pois alguns “carimbos” podem ajudar em um
possível pedido de visto.

PASSAPORTE

A retirada do passaporte é bem simples, pode ser solicitado pela internet, mas deve ser
feito com antecedência, pois os agendamentos para a foto e comprovação de
documentos são em datas bem distantes. O valor é de R$ 156,07 e você pode solicitá-lo
no link a seguir:

https://www7.dpf.gov.br/sinpa/inicializacaoSolicitacao.do?dispatch=inicializarSolicitacaoPass
aporte&UF=DF&CD_MUNICIPIO=9701&CD_LOTACAO=274

VOO

Um dos quesitos importantes é a compra de passagens, como moramos no Nordeste,


tudo fica mais caro, a própria distancia daqui a Argentina é bem maior que saindo de SP
ou RJ por exemplo. Um dica bem legal é esperar as grandes promoções TAM e GOL,
(já viajei para lá por R$ 400,00 IDA, R$ 39, 00 VOLTA, é raro mas acontece) elas
normalmente ocorrem de dois em dois meses no primeiro ou último final de semana do
mês. Sempre ocorrem entre as noites de sexta-feira até as madrugadas da segunda. Uma
vantagem de viajar pela GOL, é o voo direto entre Fortaleza - Buenos Aires. Se você,
assim como eu, detesta conexões, não há coisa melhor. No entanto se for desde de São
Paulo ou Rio, a TAM tem sempre um melhor serviço de bordo.

Caso não consiga um voo direto e for partir de Fortaleza, prepare biscoitos ou o bolso,
pois as conexões chegam a ser de até 10h, dependendo do voo.

É bem importante observar para qual aeroporto estará indo. Na região de Buenos Aires
existem dois, o Aeroparque, bem próximo a tudo, é excelente para pousar e decolar de
lá, no entanto, normalmente, é mais caro vôos de lá. A outra opção é o EZEIZA, fica na
província (como se fosse nossos estados) de Buenos Aires, não na cidade. Ele é bem
distante, mas não chega a ser um problema.

Outro detalhe importante é não levar líquidos com mais de 100 ml na bagagem de mão.
Aliás, falando em bolsa de mão, atente bastante para o próximo tópico bagagem, poderá
ser de grande valia.
BAGAGEM

Uma dica essencial para quem vai viajar é a bagagem correta. E para escolhe-la
corretamente deve-se observar alguns pontos importantes como:

Época do ano – Em que época do ano você vai? Se nos meses de maio à agosto, deve ir
preparado com roupas de frio, pois só a saída do aeroporto até o hotel já é um tormento.
Se vai entre os meses de setembro a novembro, o frio não será um grande problema,
pois o clima fica em cerca de 18°, o que é bem agradável.

Se for entre dezembro e abril, roupas de frio serão quase dispensáveis. Falo muito a
respeito das roupas de frio, pois elas tomam muito espaço e podem comprometer a
bagagem. Outro detalhe importante é o Tempo de permanência - Vai ficar quantos
dias? Lembre-se, você tem 5 kg de bagagem de mão, o que dá pra aumentar um pouco
se você tiver uma malinha pequena. O fato de você não precisar despachar a bagagem
ajuda muito no tempo, principalmente se for pegar conexões, pois aquelas esteiras de
bagagem testam a paciência de qualquer um.

Normalmente programo minhas viagens com 5 dias, 1 dia para ida e volta. E outros
quatro para conhecer o país. Sendo nessas circunstâncias creio que uma bagagem de
mão para cada passageiro é suficiente. (As mulheres odeiam essa parte) Mas roupas
íntimas e uma peça de roupa para cada um dos dias é suficiente. Lembre-se que você
provavelmente voltará com uma bagagem bem maior, já que os preços serão bem
atrativos por lá, mas sobre isso trataremos em um outro tópico.

(Se não tiver uma mala boa, vá de mochila e compre uma por lá para trazer presentes e
lembrancinhas, são bem baratas.)

CHEGADA

Chegando a cidade, a primeira coisa que você vai fazer é passar pela aduaneira
argentina onde terá de informar onde vai ficar e por quantos dias (aproveite para colocar
seu espanhol em prática). Depois de liberado desta parte burocrática, deverá trocar
alguns reais por pesos argentinos em uma das Casas de Câmbio do aeroporto. Não
troque muito, pois o câmbio do aeroporto é altamente desfavorável. Atualmente cada
Real equivale entorno de 4 pesos, isso no CAMBIO NEGRO, que já falaremos, mas no
aeroporto 1 real equivale a mais ou menos 2,30 pesos (isso varia muito, pois a economia
argentina, assim como a nossa, vive em colapso). Portanto, no aeroporto mesmo, só
deve ser trocado o dinheiro do taxi, o que uns 50 reais devem ser suficientes, mesmo
que você vá para o EZEIZA. Por isso disse acima que ir ao EZEIZA não é problema,
pois os taxis são muito baratos. Você pode andar de taxis a cidade inteira e vai se
surpreender com o preço. Mas lembre-se, pergunte antes ao motorista quanto é mais ou
menos (mas ô menos) até o endereço que você quer, faça uma pesquisa. E jamais pegue
taxis que não sejam os amarelinhos que ficam do lado de fora do aeroporto. Existem
muitos carros comuns, mas jamais aceite, acredite lá é pior que aqui em
“malandragem”.
DINHEIRO

Como falamos em dinheiro, é outro assunto importante. Até ano passado, era vantagem
viajar com dinheiro em conta corrente ou em cartão pré-pago e sacar por lá, mas desde
janeiro desse ano o governo aumentou o IOF nesse tipo de transação de 0,38% para
6,38% o que retirou todas as vantagens. Cartão de credito também não é bom, a não ser
para emergências (por isso leve, mas só use em caso de emergências), pois tem esse
mesmo valor de IOF, 6,38%, e você jamais saberá quanto virá a fatura, pois ela fecha
conforme a taxa do dólar no dia do fechamento. A melhor maneira mesmo é levar
dinheiro vivo, REAL ou DOLAR se você tiver, e trocar por peso por lá. Aliás, a
esmagadora maioria dos lugares aceita os dois, dólar e real, não sendo preciso nem fazer
o câmbio. Mas falando em cambio, não há lugar melhor para fazê-lo do que na Rua/
Calle Florida (Rua em espanhol é Calle, se diz: Cache Florida em espanhol argentino.
Também não deve confundir Florida com Flórida). Lá o famoso Câmbio Negro é bem
favorável, só não pode ser visto por nenhum policial fazendo isso (rsrsrs). Não se
preocupe, chegando a essa rua você ouvirá muitas pessoas dizendo: cambio, cambio. Vá
até um deles, eles te levaram a um “cantinho” e troque um parte do seu dinheiro.

Falando em “parte do seu dinheiro”, nunca ande com ele todo. Se for levar reais ou
dólares. Divida-os em lugares diferentes, com pessoas diferentes (se for você e seu
esposo, você fica com uma parte, ele com uma parte e uma parte no hotel). Troque em
partes, nunca todo. Você está indo a Argentina, não a Europa. Alguns dos “Los
hemanos” são iguais ou piores a alguns brasileiros no quesito “enrolação”. Além do que
a cidade não é de um todo segura.

Caso queira levar alguns dólares, o que é sempre bom, pode falar com a Gleyce, moça
bem simpática que trabalha em uma casa de câmbio aqui em Fortaleza que vai te
arranjar a um preço justo (eu disse justo, não bom) o telefone dela é 88848611.

ESTÁDIA

A estádia é parte essencial de qualquer viagem. Por isso existem algumas coisas que
devem ser notadas. A primeira delas é a localização, seguida pelo preço e conforto.
Sempre que viajo, gosto de ficar em Apart-hotéis, não oferecem café da manhã como a
maioria dos hotéis, mas tem a vantagem de ter tudo que uma casa tem: Quarto, sala,
cozinha equipada com fogão, liquidificador, micro-ondas etc.

Tenho uma dica excelente de lugar para você ficar, se concordar com minhas
prioridades. É um apart-hotel como esse que citei acima com ótima localização e preço
bons. MORENO 820 Design Apartments, no Bairro de San Telmo, é o nome, e o
endereço é esse também (mesmo nome hehe) La calle Moreno, 820.

Lá você será atendido por uma senhora muito simpática chamada Rachel, que não fala
nada em português, mas sempre ajuda do jeito que pode. O horário de check-in
(entrada) é 14h e de check-out (saída) é 12h. Você pode reservar por meio do
decolar.com ou outro site de reservas de sua confiança, para garantir a reserva, ou
diretamente no hotel quando chegar. Eu sempre prefiro o Decolar.com, o preço é um
pouco maior, mas pode ser parcelado sem juros e já garante com antecedência.

Esse apartamento, fica quase que de lado de um Carrefour-rápido, onde você pode
comprar biscoitos e outras coisas. Se assim como eu, você não gostar da comida
argentina, lá será uma opção para comprar algumas coisas até para fazer na sua cozinha.
Acredite, não gasto dinheiro com comida em minhas viagens. Sobrevivo com
macarrãozinho e uso o dinheiro com outras coisas.

ONDE IR

O hotel que indiquei fica perto de tudo na cidade, peça um mapa a Rachel (mapa em
espanhol e português é a mesma coisa) e vá andando, de dia é claro, para conhecer a
cidade. Lugares como Obelisco, Casa Rosada, Calle Florida, Feira de San Telmo. Tudo
fica perto para ir andando.

Já para outros lugares como a Flor Metálica, Caminito, Zoo Lujan, La bombonera,
Cemitério da Ricoleta (isso mesmo cemitério, ponto turístico), você dever procurar um
guia, acho melhor. Poderá encontrá-los na Calle Florida ou pode entrar em contato com
o Alejandro, uma guia que fala Português, eu particularmente não o conheço, pois
sempre me viro sozinho, mas alguns amigos me indicaram. O WhatsApp dele é
+5491167276510.

Outra coisa possível e bem legal é visitar o Uruguai, se tiver tempo e dinheiro é uma
ótima opção, você irá gastar em torno de R$ 110,00 por pessoa e poderá ir de barco
(quase um navio) até o Uruguai. Passará o Dia por lá e de tarde retorna a Buenos Aires.
A viagem é ótima e vale à pena. Qualquer guia poderá levá-los até o porto para isso. Só
não compre nada no Uruguai, além de lembrancinhas, pois tudo é muito caro e não
deixe de levar os documentos.

LEMBRANCINHAS

Quem faz uma viagem internacional terá sempre que trazer as benditas
“lembrancinhas”. Estás às vezes pesam no orçamento, portanto tenho algumas dicas.

Jamais compre coisas em Shoppings, são caras e normalmente vedem aqui no Brasil
também, até mais barato. Compre coisas no Caminito, lugar ótimo para lembrancinhas,
ou você pode inovar e trazer alguma coisa diferente de bugigangas. Os vinhos são
muitos baratos lá, até no Carrefour, e são uma opção para alguém que gosta. O Doce de
Leite é muito famoso e barato, mas nada se compara aos alfajos. São bons, bonitos e
baratos e são uma excelente opção de lembrança, comestível é claro. Só não compre os
de marcas famosas como o HAVANA, nem são tão bons e são caríssimos. Assim como
os vinhos, os alfajos do carrefour são ótimos.

POR FIM

Espero ter ajudado, fico a disposição para qualquer dúvida e boa viagem!!!