Você está na página 1de 1

Encontro das Famílias

Hoje é o dia que escolhemos para este encontro, o Encontro de todas as Famílias que compõem a
família Maria Almeida, iremos compartilhar momentos de carinho, admiração e muito amor. E na
oportunidade não podemos deixar de agradecer a DEUS pelas nossas famílias e por ser o nosso
sustento de cada dia, por ser a nossa alegria e a nossa fortaleza. Em um encontro como esse, é
importante repensar o sentido da família nas nossas vidas e na sociedade que estamos inseridos. A
família desempenha um papel fundamental na nossa vida. É o primeiro grupo social do qual fazemos
parte. Dela, vêm os nossos primeiros exemplos: aprendemos a ver o mundo e reconhecer que temos
uma identidade. É no seio familiar que valores morais e sociais serão formados e sustentarão as
relações sociais de toda a vida. O ambiente familiar é aquele onde desejamos estar e para o qual
ansiamos retornar, por exemplo, quando saímos do trabalho ou quando retornamos de uma viajem, pois
neste ambiente estão as pessoas que nos fazem sentir seguros e amados. Em casa é onde queremos
encontrar harmonia, afeto, proteção e todo o tipo de apoio necessário para a resolução de conflitos e
problemas. Construir esse ambiente para nossos filhos é um grande desafio, pois lidamos com
diferentes pessoas e várias adversidades. Contudo, temos grandes aliados para superar esse desafio: o
maior deles é o amor, o amor é capaz de unir as pessoas e transformá-las no melhor que podem ser.
Porém, o amor não pode nos cegar para aquilo que é necessário e importante para nossos filhos. Para
isso, usamos nossa sabedoria, e com ela devemos prepará-los para enfrentar o mundo de forma segura,
dando lhes autonomia, respeitando seu tempo, permitindo que eles errem e, ao mesmo tempo, dando
suporte para que aprendam com os erros. Rubem Alves dizia: “a vida tem sua própria sabedoria. Quem
tenta ajudar uma borboleta a sair do casulo a mata. Quem tenta ajudar o broto a sair da semente o
destrói. Há certas coisas que têm que acontecer de dentro para fora”. Outra virtude importante é a
Paciência que permite ao tempo nos indicar sempre o melhor caminho e o melhor momento para as
coisas acontecerem. Sem dúvida, o tempo é o instrutor da razão. O sentido das nossas vidas é encontrar
a felicidade. Ela é tão acessível que muitas vezes nem a percebemos. Ela está ao nosso lado, nos gestos
mais simples. Um abraço, um elogio, um sorriso, que fazem tanta diferença... “Os filhos não precisam
de pais gigantes, mas de seres humanos que falem a sua linguagem e sejam capazes de penetrar-se o
coração”, diz o grande escritor Augusto Cury. E, para finalizar, quero compartilhar um poema de
Eugênia Puebla intitulado Mensagem à Família Na educação de nossos filhos Todo exagero é negativo.
Responda-lhe, não o instrua. Proteja-o, não o cubra. Ajude-o, não o substitua. Abrigue-o, não o
esconda. Ame-o, não o idolatre. Acompanhe-o, não o leve. Mostre-lhe o perigo, não o atemorize.
Inclua-o, não o isole. Alimente suas esperanças, não as descarte. Não exija que seja o melhor, peça-lhe
para ser bom e dê exemplo. Não o mime em demasia, rodeie-o de amor. Não o mande estudar, prepare-
lhe um clima de estudo. Não fabrique um castelo para ele, vivam todos com naturalidade. Não lhe
ensine a ser, seja você como quer que ele seja. Não lhe dedique à vida, vivam todos. Lembre-se de que
seu filho não o escuta, ele o olha. E, finalmente, quando a gaiola do canário se quebrar, não compre
outra... Ensina-lhe a viver sem portas. Um ótimo evento a todos!