Você está na página 1de 4

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MI NI S T ÉR I O DA E D U CA ÇÃ O
UN IV E R SI DA D E F E D ER A L D O R IO G R A N D E - F UR G
FURG E S CO LA D E E NG E N H A R IA
MECÂNICA DOS SOLOS
LISTA DE EXERCÍCIOS 03/10 – Compactação e Estabilização granulométrica

1) Os dados obtidos em um ensaio de compactação na energia do Proctor Normal são


representados na folha de ensaio abaixo:
a) Desenhe a curva de compactação, indicando o peso específico aparente seco máximo e a
umidade ótima;
b) Determinar o grau de saturação no ponto máximo da curva (considerar o peso específico
real dos grãos do solo igual a 26,5 kN/m3);
c) Representar no mesmo gráfico a curva de saturação e a curva de mesmo grau de saturação
correspondente ao item anterior;
d) Represente de forma aproximada uma curva de compactação obtida se utilizada
propositadamente uma maior energia de compactação;
e) Indique entre que valores de umidade de compactação e que valor mínimo de densidade
devem ser obtidos para a construção de um aterro com este solo, cuja especificação de
projeto indica: GC = 95% e (wót – 2%) < wcomp. < (wót + 1%);
f) Com este mesmo solo foi executado um novo ensaio na energia do Proctor Modificado,
obtendo-se um valor de 15,4 kN/m3 para o peso específico aparente máximo. Estime a
umidade ótima que este solo deve apresentar.
g) Baseado numa correlação linear entre o logarítmo da energia de compactação e o peso
específico aparente seco, estime o valor máximo deste último para este solo se
compactado na energia do Proctor Intermediário e também o correspondente valor da
umidade ótima.
h) Deseja-se compactar um corpo de prova do solo em questão com umidade de 22%,
utilizando-se do cilindro e soquete pequenos, a fim de que atinja densidade máxima de
14,6 kN/m3. Estime quantos golpes do soquete devem ser aplicados em cada uma das três
camadas na moldagem do corpo de prova.

2) Calcular o ensaio de compactação efetuado na energia do Proctor Normal, cujos dados são
apresentados abaixo. Traçar a curvas de compactação e de saturação. Indicar γdmáx e wót.
Mantida a energia de campo equivalente a de laboratório e desejando-se um grau de
compactação > 95%, indique qual seria a variação de umidade de compactação aceitável.
Cilindro n.4 Peso: 2409g Volume: 997 cm3 γs = 26,5 kN/m3
PONTO 1 2 3 4 5
Peso cilindro 4421 4490 4550 4530 4500
+ solo (g)
Determinação do teor de umidade
Peso úmido (g) 111,58 123,97 116,94 120,72 105,90
Peso seco (g) 103,07 113,23 105,49 107,79 94,44
Tara (g) 37,88 39,64 37,85 38,35 38,68
1,9
peso espec. apar. seco (g/cm3)

1,85

1,8

1,75

1,7
12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

w (%)
3) Se no problema anterior, além de GC > 95%, fosse especificado w = wót ± 1% e os
resultados do controle de campo indicassem γd = 18,20 kN/m3 e w = 14%, quais as
implicações da aceitação deste aterro?

4) Deduzir, a partir de índices físicos, a fórmula para as curvas de mesmos valores de grau de
saturação representadas num gráfico de compactação.

5) Os seguintes resultados γd (g/cm3) x w (%) foram obtidos em ensaios de compactação


obtidos com um mesmo solo nas energias do Proctor Normal e Modificado. Avalie as
variações nos valores de γdmáx e wót e do índice de vazios e grau de saturação nas
condições de máxima densidade para cada energia.
PONTO 1 2 3 4 5
Proctor Normal 1,780 x 7,41 1,897 x 8,71 1,998 x 10,25 1,990 x 11,70 1,919 x 13,21
Proctor Modificado 1,957 x 6,42 2,097 x 7,96 2,123 x 9,46 2,041 x 10,95 1,957 x 12,57

6) Um solo compactado em laboratório apresentou os seguintes parâmetros: γdmáx = 17,4


kN/m3 e wót = 15%. Na construção de um aterro, o mesmo solo foi compactado segundo
as seguintes especificações: GC = 96% e w = wót – 2%. Considerando γs = 26,5 kN/m3,
calcular:
a) a relação entre o índice de vazios do ensaio e do campo;
b) o grau de saturação do aterro compactado

7) Especificar um ensaio de compactação na energia do Proctor Intermediário, empregando o


equipamento original do ensaio de Proctor (cilindro e soquete pequenos)

8) Um solo pedregulhoso apresentava uma porcentagem de material retido na peneira 4


(#4,8mm) de 30%. Não se dispondo do cilindro grande para o ensaio de compactação,
decidiu-se fazer um ensaio só com a fração do solo passante na peneira 4, utilizando-se o
cilindro pequeno. Neste ensaio foi determinado um peso específico aparente seco máximo
de 17,5 kN/m3 e uma umidade ótima de 15%. Estime quais devem ser os parâmetros de
compactação do solo como um todo, considerando que a fração retida na peneira 4 tem
um peso específico real dos grãos de 26,5 kN/m3 e um teor de absorção de água de 1,2%.

9) Determinar o Índice de Suporte California para um ensaio em que a força exercida pelo
pistão de 5 cm de diâmetro à amostra foi de 825 kgf e 1000 kgf para os valores de
penetração de 0,1” e 0,2”, respectivamente. Obs: desconsiderar uma possível correção da
curva do CBR.

10) A partir dos dados sobre a granulometria de solos de três jazidas, utilizando-se da
construção gráfica de Rothfuchs, determine as proporções dos materiais para obter uma
mistura com a curva média especificada.
11) Os pesos específicos secos máximo e mínimo determinados em laboratório para uma areia com
densidade dos grãos igual a 2,65 são 17,8 e 14,6 kN/m3, respectivamente. Qual o grau de
compactação em campo se a compacidade relativa é de 72%?

12) Os resultados e figura a seguir se referem a um ensaio de determinação do peso específico


aparente seco no campo de um solo compactado por meio do método do frasco de areia.
Determine o grau de compactação sabendo que o peso específico aparente seco máximo obtido em
laboratório era de 17,1 kN/m3.

• peso de solo úmido escavado no ensaio = 3340g;


• teor de umidade do solo escavado = 12,1%;
• peso específico da areia do frasco = 1,731g/cm3;
• peso do frasco + areia antes = 6080g;
• peso do frasco + areia depois = 2860g;
• peso de areia no cone = 118g.

13) O grau de compactação atingido com uma areia em campo é 94% e o teor de umidade de
compactação 8%. Se os pesos específicos aparentes secos máximo e mínimos de laboratório são
17,8 e 14,6 kN/m3, respectivamente, calcule para as condições de campo, o peso (em toneladas) de
solo úmido consumido para 100m3 de aterro compactado e a densidade relativa do aterro.

14) A densidade relativa atingida com uma areia em campo é 0,70 e o teor de umidade de
compactação 10%. Se os pesos específicos aparentes secos máximo e mínimos de
laboratório são 17,6 e 14,8 kN/m3, respectivamente, calcule, para as condições de campo:
a) o peso (em toneladas) de solo úmido consumido para 100 m de aterro de uma rodovia
com 10 m de largura e 30 cm de espessura da camada compactado;
b) o grau de compactação do aterro.