Você está na página 1de 2

#Espaço Jurídico

ESQUEMA DO CÚMULO JURÍDICO

1º Passo: Determinação das penalidades e dos crimes cometidos com base nos tipos legais de
crimes (art. 102.º n.º 1 e 2 Código Penal)

2º Passo: Determinação da Moldura Penal Abstracta do Cúmulo Jurídico (MPACJ):

2.1 – Para penalidades iguais de 8-12, 12-16, 16-20 anos, aplica-se a pena imediatamente superior
(art. 102.º n.º 1 do Código Penal)

2.2- Para as penalidades iguais de 20-24 anos, aplica-se a mesma pena agravada em atenção a
acumulação de crimes, isto é, uma das penalidades passa a ser a do cúmulo e a outra (s) servem
de agravantes gerais (art. 102.º n.º 2 + 102.º n.º 1, 3ª parte do Código Penal).

2.3 – Para penalidades iguais de 2-8 anos aplica-se a mesma pena agravada em metade da sua
duração máxima (4-8 anos) – art. 102.º n.º 1, 3ª e última parte do Código Penal.

2.4 – Para as penalidades diferentes, aplica-se a pena mais grave em atenção a acumulação de
crimes, isto é, as penas menos graves servem de agravantes (art. 102.º do Código Penal).

3º Passo: Aplicação das penas parcelares a cada crime cometido (art. 102.º § 2º do Código Penal)

3.1 – Graduação da pena (art. 84.º do Código Penal)

3.2 – Agravação/Atenuação – regra prevista no art. 91.º do Código Penal.

• Previsão da Agravantes Gerais (art- 34.º do Código Penal)

• Previsão da Atenuantes Gerais (art. 39.º do Código Penal)

4º Passo: Soma das penas parcelares

• Última parte do § 2º do art. 102.º do Código Penal

5º Passo: Determinação da Moldura Penal Concreta do Cúmulo Jurídico (MPCCJ):


5.1 – Regra explícita/expressa – a pena única não poderá exceder a soma das penas parcelares
aplicadas. Daqui deriva o limite máximo da MPCCJ.

5.2 – Regra implícita/lógica – o limite mínimo de uma soma não pode ser inferior a qualquer uma
das suas parcelas, ou seja, a pena única (derivada da soma das parcelas) não pode ser inferior a
maior das penas parcelares aplicadas. Daí resulta que o limite mínimo da MPCCJ seja igual a pena
mais grave

6º Passo: Determinação da Nova Moldura Penal Concreta do Cúmulo Jurídico (NMPCCJ):

6.1- Comparação da MPACJ com a MPCCJ.

6.2 – Determinação do Limite Mínimo da NMPCCJ:

• Regra – resulta da escolha do limite mínimo mais gravoso/alto das duas molduras em
comparação

6.3 – Determinação do Limite Máximo:

Regra – resulta da escolha do Limite Máximo mais baixo das duas molduras em comparação-

7º Passo: Aplicação da Pena Única resultante da NMPCCJ.

Critérios: número de crimes em concurso (circunstância 34ª do art. 34.º do Código Penal),
gravidade dos crimes em concurso e consideração dos fins das penas.