Você está na página 1de 3

ENGENHEIROS DO HAWAII

descendo a serra
(Humberto Gessinger)

Introdu��o: 2x (E9 D9/E A9/E) E9

E E/G# A9

t� descendo a serra

E E/G# F#/A#

cego pela serra��o

E E/G# A9

salvo pela imagem

F#/A# B

pela imagina��o

E E/G# A9

de uma bailarina no asfalto

E B E

fazendo curvas sobre patins

E E/G# A9

t� descendo a serra

E F#/A# B

cego pela neblina

E E/G# A9

voc� nem imagina

F#/A# B

como tem curvas esta estrada

E E/G# A9

ela parece uma serpente morta

E B E

�s portas do para�so
A B A

o inferno ficou para tr�s

com as luzes l� em cima

G#m C#m

o c�u n�o seria rima

F# B E/G# A E B E

nem seria solu��o

E E/G# A9

um dia de c�o

E F#/A# B

um m�s de c�es danados

E E/G# A9

ordem no caos

F#/A# B

olhos nublados

E E/G# A9

um c�o anda em c�rculos

E B E

atr�s do pr�prio rabo

E E/G# A9

um dia de c�o

E F#/A# B

um m�s de c�es danados

E E/G# A9

ordem no caos

F#/A# B

olhos cansados
E E/G# A9

n�o h� nada de novo

E B E

no ovo da serpente

A9

� sempre a mesma st�ria

B9

(� t�o dif�cil partir)

A9

� sempre a mesma st�ria

B9

(� imposs�vel ficar)

G#m C#m

� sempre mais dif�cil dizer adeus

F# B A B A B

quando n�o h� nada mais pra se dizer

G#m C#m

� muito mais dif�cil dizer adeus

F# B E E/G# A9 E B E

quando n�o h� nada mais pra se dizer