Você está na página 1de 7

“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”

ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

ESTATUTO SOCIAL

CAPITULO I
NATUREZA, FINS E OBJETIVOS SOCIAIS

Art. 1º - A organização da sociedade civil “EL SHADAY - AÇÃO, ATITUDE,


SOLIDARIEDADE”, fundada em 18/07/2019, na cidade de São Jerônimo,
Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, é uma associação, com personalidade
jurídica de direito privado, sem caráter econômico, sem fins lucrativos, com
duração por tempo indeterminado e sede na rua Isaias Barreto de Lima, nº
159, Bairro Chananeco, na cidade de São Jerônimo, RS, abrangendo o
município onde está sediada e o Estado do Rio Grande do Sul.

§ 1º - A organização poderá estabelecer representação institucional em


diferentes locais para cumprir ou facilitar o exercício de suas atividades
sociais.

§ 2º - A organização poderá requerer qualificação e certificar-se como OSCIP –


Organização da Sociedade Civil de Interesse Público ou OS – Organização
Social, atendendo os termos da legislação específica, Lei Federal nº 9.790/99,
e no Decreto Federal nº 3.100/99, Lei nº 13.019/2014, Lei Federal nº
9.637/98 e suas alterações.

§ 3º - A organização não distribui entre os seus associados, conselheiro,


diretores, empregados ou doadores eventuais excedentes operacionais,
brutos ou líquidos, dividendos, bonificações, participação ou parcela do seu
patrimônio, auferidos mediante o exercício de suas atividades e os aplica
integralmente na consecução do seu objetivo social.

§ - Eventuais serviços de educação ou de saúde a que a organização se dedique


serão promovidos gratuitamente e com recursos próprios, observando-se a
forma complementar de participação das organizações de que trata a Lei
9790/99, sendo vedado o condicionamento da prestação de serviço ao
recebimento de doação, contrapartida ou equivalente.

Art. 2º - A associação tem como finalidade de promover a cooperação e a vida


social dos cidadãos, desenvolver, de forma direta, científica e/ou tecnológica
toda e qualquer atividade assistencial, alimentar, cultural, social, educacional,
defesa do meio ambiente e da saúde, objetivando assistir, integrar, incentivar,
apoiar, através de programas, projetos, estudos e planos de trabalho
voluntário da comunidade e dos seus associados.

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

§ 1º - A associação observará os princípios constitucionais da legalidade, da


impessoalidade, da moralidade, da publicidade, da eficiência, da
economicidade e promoverá a dignidade da pessoa humana, a solidariedade,
defendendo a cidadania, os direitos sociais, através de serviços voluntários,
respeito ao meio ambiente, à saúde e o bem estar da comunidade, atendendo
também os valores universais da cidadania e dos direitos humanos, sem fazer
qualquer discriminação de raça, cor, gênero ou religião.

§ 2º - Promover a soma de esforços para o desenvolvimento e cooperação


social, educacional, da saúde e do meio ambiente, para a melhoria da
qualidade de vida, através de planejamento e defesa:

I – da saúde alimentar, das práticas sociais, da conservação ambiental e o


desenvolvimento sustentável;
II – da educação alimentar, da erradicação da fome e da gestão de
conhecimento na área social, alimentar e assistencial;
III - da assistência social e alimentar, através do voluntariado e da educação
da comunidade;
IV – Para incentivar a agricultura ecológica, a criação de viveiros e os projetos
alimentares da comunidade, os sistemas agrícolas permanentes, o cultivo de
hortaliças e frutas, utilizando os conceitos da permacultura urbana e rural, os
projetos ecológicos e paisagísticos, a educação da ecologia, o respeito à
natureza e ao meio ambiente, a produção alimentar sustentável, para o
respeito aos ciclos naturais e o equilíbrio dos biomas, aproveitamento dos
espaços públicos ociosos;
V – da educação para o trabalho e cuidados da terra, responsabilidades no uso
dos recursos naturais e na produção de alimentos, adotando princípios de não
poluir, não gerar resíduo, mitigar e compensar, cultivar alimentos saudáveis,
captar e usar a água de forma responsável, utilizando os conceitos de
ambiência e sustentabilidade, o uso de energia renovável de fonte limpa,
fomentar o comércio justo e solidário, entre outras ações socioambientais.
VI – de projetos sociais em parcerias com o Poder Público;
VII – do consumo responsável e da economia solidária;
VIII – exercerá suas atividades pela execução direta de projetos, programas ou
plano de ações, por meio de doação de recursos físicos, humanos e financeiros
e poderá prestar serviços intermediários de apoio a outras organizações sem
fins lucrativos e a órgãos do setor público que atuam em áreas afins.

Art. 3º - A organização tem personalidade jurídica e patrimônio distinto em


relação aos seus associados, os quais não responderão, subsidiaria ou
solidariamente, pelas obrigações sociais por ela contraídas.

Art. 4º - O patrimônio da organização será constituído por bens móveis e/ou


imóveis decorrente de doações de pessoas físicas ou jurídicas de direito

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

público ou de direito privado, veículos, semoventes, ações e títulos de renda,


direitos e créditos bancários e contábeis, bem como patrimônio histórico,
composto pelo acervo de seus registros.

Art. 5º - A receita da organização constituir-se-á de contribuições ou doações


de associados, bem como de terceiros, pessoas físicas ou jurídicas de direito
público ou privado, rendas captadas de campanhas ou programas,
subvenções, que deverá ser aplicada nas despesas para atender suas
finalidades, tendo como exercício o ano fiscal legal.

CAPITULO II – QUADRO SOCIAL


Seção I

Art. 6º - A organização é constituída por número ilimitado de associados e


podem fazer parte do quadro social as pessoas domiciliadas no país, mediante
solicitação singular por escrito, sem distinção de idade, raça, cor, crença
religiosa, sexo, profissão, classe social ou atividade e que se disponham a
cumprir os direitos civis insculpidos na Constituição Republicana.

Art. 7º - Haverá duas categorias de sócios:


I – FUNDADOR - os que firmaram a criação da associação e sua constituição
legal;
II – EFETIVOS – os sócios propostos e aceitos.
III – CONTRIBUINTES – os sócios que desejarem voluntariamente contribuir
mensal ou esporadicamente para o atendimento das despesas de manutenção
e/ou dos fins sociais;

Seção II – DIREITOS DOS ASSOCIADOS

Art. 8 - Ao associado em pleno gozo de suas atividades é assegurado:


A) Frequentar a sede, participar das atividades administrativas, da
execução de programas, elaboração de planos e projetos para os fins
sociais;
B) Votar e ser votado para os cargos eletivos, bem como tomar parte nas
assembleias gerais, ordinária ou extraordinária;
C) Efetuar propostas, criação de programas, planos e projetos para
atendimento das finalidades sociais;
D) Recorrer dos atos da diretoria ao conselho deliberativo e à assembleia
geral;
E) Requerer a inclusão e exclusão de associado.

§ 1º - A saída ou demissão de associado far-se-á pela diretoria, mediante


provocação ou deliberação de assembleia ou por solicitação expressa do
interessado ou recomendação do conselho fiscal.

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

§ 2º - A readmissão de associado poderá ser aprovada pela diretoria, ouvido o


conselho de ética, constituído para o ato.

Seção III – DEVERES DOS ASSOCIADOS


Art. 9 - São deveres dos associados:
A) Acatar os atos, deliberações e as disposições estatutárias e regimentais
da assembleia geral, do conselho deliberativo, do conselho fiscal e da
diretoria;
B) Cooperar para o engrandecimento da associação;
C) Obedecer as disposições estatutárias;
D) pagar as contribuições a que estiverem obrigados, nas datas
estabelecidas;

SEÇÃO IV – INFRAÇÕES E PENALIDADES

ART. 10 - perderá a qualidade de associado sendo excluído do quadro social


aquele que:
A) Intencionalmente seja responsável por prejuízo da organização e dos
bens patrimoniais ou desrespeite estes estatutos;
B) Desacatar deliberações sociais;
§ 1º - Para a exclusão de associado é necessária votação de pelo menos 2/3
(dois terços) dos membros associados em assembleia geral, sendo-lhe
garantido o direito a ampla defesa e o contraditório, podendo recorrer da
decisão de exclusão à Assembleia;
§ - A exclusão somente poderá ocorrer quando houver justa causa

CAPITULO III
ADMINISTRAÇÃO

Art. 11 - Para sua administração e direção a associação será constituída de:


I – Assembleia Geral;
II – Diretoria;
III – Conselho Fiscal, constituído por 3 membros associados;

§ 1º - Não haverá remuneração aos associados, definindo-se a associação como


de trabalho voluntário, sem fins lucrativos ou econômicos, nem tampouco
distribuição de rendimentos ou sobras.
§ 2º - A associação será dirigida pela Diretoria devidamente eleita em
assembleia geral, através de votação pessoal, por maioria absoluta, que terá
mandato de três anos, podendo ser reconduzida.
§ 3º - A assembleia geral poderá aprovar a criação de outros setores ou órgãos
de apoio.

Seção I – DIRETORIA

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

Art. 12 - A diretoria da associação será composta por Presidente, Vice-


Presidente, Secretário-Geral e Tesoureiro, eleitos para um mandato de três
anos, podendo ser reconduzida pela vontade da Assembléia Geral, em votação
por maioria absoluta de seus membros;
Art. 13 – O Presidente da organização representará a associação, ativa ou
passivamente, em juízo ou fora dele, não sendo remunerados os seus cargos;
Art. 14 – Caberá à Diretoria reunir-se, ordinariamente, uma vez por mês e
extraordinariamente sempre que for necessário, deliberando por maioria
absoluta de seus membros; fazer cumprir o estatuto; e convocar a Assembleia
Geral, ordinária ou extraordinariamente; ordenar o pagamento despesas
sociais; assinar as atas e documentos da associação; apresentar balanço social
de receitas e despesas.
Art. 15 – Em caso de vacância de qualquer cargo de diretoria, assumirá o
suplente indicado pela assembleia e em caso de inexistência poderá ser
aprovada convocação específica para eleição e reorganização da entidade.
Art. 16 – A Diretoria compete a elaboração e aprovação de regimento interno
para as deliberações da organização e disciplina de seu funcionamento,
devendo ser aprovado pela assembleia geral.
Art. 17 – É atribuição da diretoria eventual reforma ou emendas aos Estatutos.
Art. 18 – Compete, conjuntamente, ao Presidente e ao tesoureiro da
organização as operações bancárias de interesse social, podendo firmá-las,
fazendo movimentações financeiras necessárias à consecução dos objetivos
sociais.
§ 1º - A diretoria é responsável por elaborar e submeter a proposta de
programação anual; executar a programação prevista; elaborar e apresentar o
relatório anual e reunir-se com instituições públicas e privadas para mútua
colaboração em atividades de interesse comum.
Art. 19 – Para alienação ou oneração de bens da organização deverá haver
aprovação prévia da assembleia geral, pela maioria absoluta dos seus
associados, em reunião extraordinária especialmente convocada.
Art. 20 – Compete ao vice-presidente substituir o presidente em suas faltas ou
impedimentos, assumir o mandato em caso de vacância e prestar colaboração;
Art. 21 – Compete ao secretário geral secretariar as reuniões, redigir atas,
fazer publicações oficiais.
Art. 22 – Compete ao tesoureiro arrecadar e contabilizar as rendas, auxílios e
donativos mantendo em dia a sua escrituração; pagar as contas autorizadas;
apresentar relatório de receita e despesa; apresentar escrituração ao
conselho fiscal, incluindo relatórios de desempenho financeiro e contábil e de
operações patrimoniais; conservar a guarda de documentos e manter o
numerário em estabelecimento de crédito.

Seção II – CONSELHO FISCAL


Art. 23 - O Conselho Fiscal será composto de órgão autônomo, formado por
3(três) membros associados escolhidos por assembleia geral.

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

Art. 24 - Competirá ao Conselho Fiscal exercer a fiscalização dos atos da


diretoria da entidade, atendendo as consultas que lhe forem formuladas pelos
associados e autoridades públicas; examinar os livros, documentos e
correspondências da associação e lavrar relatórios à assembleia geral para
apreciação e aprovação, opinando sobre balanços e relatórios de desempenho
financeiro e contábil e sobre operações patrimoniais, emitindo pareceres para
os organismos superiores da entidade.
Art. 25 - Averiguar o estado do caixa, os livros fiscais, estudar o balancete se
houver, opinar e emitir parecer à Assembléia Geral.

Seção III – ASSEMBLÉIA-GERAL


Art. 26 – A Assembléia Geral é soberana em suas decisões e resoluções e será
constituída pelas categorias de associados fundadores e efetivos.
Art. 27 – A Assembleia Geral Ordinária reunir-se-á anualmente, no mês de
dezembro de cada ano, sob convocação da diretoria e deliberará em primeira
convocação pela maioria absoluta dos associados e, em segunda convocação,
com qualquer número de associados, podendo deliberar também pela maioria
absoluta dos presentes.
Art. 28 – A Assembleia Geral será convocada pela Diretoria, através de edital
fixado em sua sede ou por divulgação por forma eletrônica em mídias sociais
e/ou jornais de circulação local, com pelo menos 15 (quinze) dias de
antecedência.
§ 1º - Fica garantido o direito a 1/5 pelo menos dos associados de convocarem
e promoverem a assembleia.
Art. 29 – A organização adotará práticas de gestão administrativa, necessárias
e suficiente a coibir a obtenção de forma individual ou coletiva, de benefícios e
vantagens pessoais, em decorrência da participação nos processos decisórios.
§ 1º – Não poderão ser eleitos para os cargos de diretoria da entidade os
associados que exerçam cargos, empregos ou função pública junto aos órgãos
do poder público em todas as esferas.

PRESTAÇÃO DE CONTAS
Art. 30 - A prestação de contas da organização observará as seguintes normas:
a) Princípios fundamentais de contabilidade e as normas brasileiras de
contabilidade;
b) A publicidade, por qualquer meio eficaz, no encerramento do exercício
fiscal, ao relatório de atividades e das demonstrações financeiras da
entidade, incluindo as certidões negativas de débitos junto ao INSS e ao
FGTS, colocando à disposição para o exame de qualquer cidadão;
c) A realização de auditoria, inclusive por auditores externos
independentes se for o caso, da aplicação dos eventuais recursos objeto
de termo de parceria, conforme previsto em regulamento.

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS


“EL SHADAY – AÇÃO, ATITUDE, SOLIDARIEDADE”
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

d) A prestação de contas de todos os recursos e bens de origem pública


recebidos será feita, conforme determina o parágrafo único do art. 70
da Constituição Federal ou outra norma que vier alterá-lo.

DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS


Art. 31 – Nas reuniões, assembleias e congressos, bem como nas de órgãos
administrativos são vedadas manifestações de caráter político, bem como
discussões de ordem religiosa ou credo.
Art. 32 – A organização será extinta quando ocorrer absoluta impossibilidade
legal ou material de preencher suas finalidades sociais, sendo que sua
dissolução será efetivada com aprovação de no mínimo 2/3(dois terços) dos
associados em assembleia específica.
Art. 33 – Em caso de extinção da organização o eventual patrimônio líquido
remanescente será destinado a outra pessoa jurídica qualificada nos termos
da Lei 9790/99, preferencialmente que tenha o mesmo objetivo social.
Art. 34 – Na hipótese da organização obter e, posteriormente, perder a
qualificação instituída pela lei 9790/99, o acervo patrimonial disponível,
adquirido com recursos públicos durante o período em que perdurou aquela
qualificação, será contabilmente apurado e transferido a outra pessoa jurídica
qualificada nos termos da mesma lei, preferencialmente que tenha o mesmo
objetivo social.

São Jerônimo, 17 de julho de 2019.

Presidente

Secretário-Geral

rua Isaias Barreto de Lima, nº 159, Bairro Chananeco, São Jerônimo, RS