Você está na página 1de 15

Depósito de Defensivos agrícolas

Conforme o Decreto Nº 1.651, de 11 de marçode 2013 denomina-se:

ARMAZÉM: local onde são armazenados os Agrotóxicos e Afins para comercialização;


DEPÓSITO: local onde são armazenados os Agrotóxicos e Afins para o uso próprio;

Art. 10 O armazenamento de Agrotóxicos, seus Componentes e Afins em propriedades rurais


deverá submeter-se às regras e procedimentos de depósito estabelecidos em Atos
Normativos.

AVISO: CONSULTAR A ABNT NBR 9843-3


OBS: SERÁ DISPONIBILIZADO UM MANUAL PELA CONSULTORIA COM AS ESPECIFICAÇÕES E
DETALHAMENTO RELATIVO AOS PARÂMETROS CONSTRUTIVOS.
O Decreto Nº 1.651, de 11 de março de 2013, Art. 44item XXVII define como
infração:
Não fornecer, não exigir do trabalhador o uso, ou não fazer a manutenção dos
equipamentos de proteção coletiva e/ou individual, necessários para o transporte, manuseio ou
utilização dos Agrotóxicos seus Componentes e Afins.

A NR-31 no seu item 31.8.9 na alínea “b” descreve que o empregador rural ou equiparado,
deve adotar, no mínimo, as seguintes medidas:
b) fornecer os equipamentos de proteção individual e vestimentas de trabalho em perfeitas
condições de uso e devidamente higienizados, responsabilizando-se pela descontaminação
dos mesmos ao final de cada jornada de trabalho, e substituindo-os sempre que necessário;
Situação encontrada
Imagem ilustrativa para orientação
Verifica-se grande dificuldade entre os gestores de cada propriedade em manter a
correta descontaminação e manutenção dos itens e vestimentas de proteção
individual utilizado pelo setor da pulverização.
Também não evidenciamos registros de controle que comprovem a efetividade das
lavagens.

Essa ineficiencia é gerada em sua maioria pelo fato de ser delegado esse papel aos
proprios trabalhadores do setor. Considerando que a legislação prevê que o
empregador se encarregue por essa manutenção e limpeza, a consultoria recomenda o
seguinte:
# Contratar lavanderia externa para manutenção e substituição do materia de
segurança;
# Disponibilizar colaborador exclusivo para realizar a lavagem, manutenção e regisros.

Embalagens vazias

O tempo de permanência destas embalagens no local deverá ser monitorado, programando


datas periódicas de entregas das mesmas nas centrais de recebimento de embalagens mais
próximas.
Observar sempre a acomodação e organização das embalagens no depósito, evitando
transbordamento e nunca ultrapassar de 1 ano o período de entrega.

Embalagens vazias fora do deposito adequado.


Modelo Ilustrativo

ORGANIZAÇÃO
Líquidos com potencial de contaminação ambiental armazenados em recipientes sem sistema
para contenção em caso de vazamentos acidentais.
Verificou-se a presença de bomba costal utilizada para pulverização de agrotóxicos
armazenada juntamente com óleos e lubrificantes. Os locais para guarda de defensivos
agrícolas e dos equipamentos destinados a este fim devem ser armazenados em locais
separados exclusivos para o setor da pulverização.

Imagem ilustrativa
Instalações como essas são ideais para armazenar tintas, solventes e material utilizado
na pulverização manual como as bombas costais.
Local com materiais e equipamentos diversos, armazenados de forma incorreta, EPIs,
bomba costal, tintas, solventes, papel higiênico, etc.

PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS


Os locais destinados aos extintores devem ser sinalizados e demarcados. Nenhum
dispositivo de combate a incendio pode ser obstruido. Alguns extintores encontram-se
obstruidos por objetos e ferramentas de trabalho.

1 dos Extintores do Alojamento esta atras da geladeira. Alguns também possuem


objetos pendurados.
ARMAZÉM

Extintor do Armazém: Sem demarcação no piso.

INSTALAÇÕES ELETRICAS EM GERAL


TRANSPORTE DE DIESEL
O transporte de diesel ou qualquer outro combustível fora do tanque do veículo só
pode ser realizada por meio de recipientes rígidos, certificados e fabricados para esse
fim. Algo que reforça a importância do respeito a essas normas é que esses recipientes
específicos permitem o escoamento da eletricidade estática gerada durante o
abastecimento, evitando, portanto, possíveis acidentes.
No campo, os produtores costumam adquirir diesel (e gasolina) em pequenas
quantidades para abastecer motosserras, equipamentos de irrigação e as máquinas
agrícolas das propriedades (tratores e colheitadeiras).
A ABNT não possui um modelo específico para esses recipientes, mas as bombonas de
plástico devem vir com selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e
Tecnologia (Inmetro) em alto relevo e as tampas mais recomendadas são as de rosca,
que possuem auto lacre para vedar o conteúdo.
Vale ressaltar que no caso da gasolina os riscos são ainda maiores, pois a gasolina é um
produto altamente inflamável e o seu transporte é ilegal. O transporte de combustível
em galões em carros e motos é proibido.
Muitos acidentes que envolvem incêndios estão relacionados ao uso indevido de
combustíveis inflamáveis, como a gasolina ou o diesel quando estes ficam sujeitos às
altas temperaturas ou pressões.
Outro ponto muito importante é que o vazamento de combustíveis, dependendo do
local em que ocorrer, pode ser enquadrado como crime ambiental e o responsável
pode ser punido na esfera cível e penal, com multas tão altas quanto as aplicadas aos
postos.

Container IBC sobre a carroceria do caminhão Munck para transportar Diesel.


Orientação
Veículo tipo comboio:
O caminhão comboio é um veiculo equipado com conjunto de lubrificação e abastecimento
(comboio) tipo fechado (blindado), aprovado pelo INMETRO, composto por Tanque para óleo
diesel, compressor de ar e sistema de lubrificação acoplado.

Contentores em polietileno
Transferência de combustível
A transferência de combustível para fracionamento requer equipamentos adequados e
seguro.
Bidões em metal
Recomendamos o uso de bidões em aço resistente aos raios U.V. com tratamento
anticorrosivo interno e pintura epóxi externa. Tampa em metal imóvel com
encerramento progressivo e total de encastre.

20 l 10 l 5l

ALOJAMENTO

Recipiente de agrotóxicos junto aos caçados no alojamento.