Você está na página 1de 32

Volksbus 5.

140
Volksbus 8.150
Dicas de Manutenção e Operação
Caminhões e Ônibus

Treinamento - Assistência Técnica


Introdução 3
Painel de Instrumentos 4
• Descrição do painel de instrumentos 4
• Luzes de aviso e alarme sonoro 5
Instrumentos de leitura 7
• Velocímetro 7
• Tacômetro (contagiros) 7
• Indicador de temperatura 8
• Indicador de combustível 8
• Interruptor das luzes de emergência 8
Proteção do motor 9
• Cuidados com o Módulo de Gerenciamento Eletrônico (ECM) 11
Tacógrafo eletrônico 12
• Descrição do disco de diagrama 13
Volkslog 14
Caixa de mudanças 15
Freio de estacionamento 16
• Volksbus 5.140 16
• Volksbus 8.150 16
Reboque do veículo 18
Manutenção 19
• Nível do óleo lubrificante 19
• Fluido de direção hidráulica 20
• Fluido dos freios e embreagem (5.140) 20
• Fluido da embreagem (8.150) 21
• Filtro separador de água 21
• Filtro de ar 22
• Sistema de arrefecimento 22
• Sistema de freios a ar (8.150) 23
• Caixa de fusíveis 23
• Calibragem de pneus 24

Treinamento 1
Assistência Técnica
Durante a leitura deste fascículo fique atento a este símbolo
que identifica informações importantes.

2
INTRODUÇÃO

Liderança de mercado, tradição e tecnologia de primeiro mundo.

Os veículos da marca Volkswagen têm transmitido a seus Clientes, segurança e


confiabilidade nas atividades do dia a dia.

Para assegurar que esta qualidade se prolongue pela vida útil do veículo, elaboramos este
manual que tem como objetivo transmitir informações importantes, quanto a manutenção
e operação dos veículos Volksbus 5.140 e Volksbus 8.150.

As informações contidas nesta apostila têm seu uso exclusivo para efeito
de treinamento e estão sujeitas a alterações sem prévio aviso. Consulte
sempre a Literatura Técnica atualizada.

Treinamento 3
Assistência Técnica
PAINEL DE INSTRUMENTOS

1 7 3 5
6 4

Descrição do painel de instrumentos:


1 - Tacômetro (contagiros)
2 - Luzes de aviso
3 - Indicador da temperatura do líquido de arrefecimento
4 - Interruptor de luzes de emergência
5 - Indicador do nível de combustível
6 - Velocímetro
7 - Hodômetro parcial, total e relógio

4
Luzes de aviso e alarme sonoro

Sím bolo Indic aç ão Obser v aç ão

In d i c a a a t i v a ç ã o d o s i s t e m a d o m o t o r . Oc o r r e
Par ada obr igat ór ia q u a n d o e x i st e u m a f a l h a g r a v e . A p ó s 3 0 se g u n d o s o
m o t o r i n i c i a o p r o c e sso d e d e sp o t e n c i a l i za ç ã o .

Indic a a ex ist ênc ia de um a f alha lev e no m ot or . Não


h á n e c e s s i d a d e d e p a r a r o v e íc u l o . A s s i m q u e
L â m p a d a d e a v i so
p o s s ív e l , p r o c u r e u m a Co n c e s s i o n á r i a p a r a
v er i f i c aç ão.

In d i c a q u e o f i l t r o s e p a r a d o r d e á g u a d e v e s e r
Pr esenç a de água no c om bust ív el
dr enado.

Baix a pr essão de ar no f r eio de ser v iç o


A c ende-se c aso a pr essão c aia abaix o de 4 , 5 bar .
(V olk sbus 8 -1 5 0 )

Baix o nív el do f luido de f r eio (V olk sbus Indic a que o nív el do f luído de f r eio est á baix o. Dev e-
5 .1 4 0 ) se c o m p l e t a r .

Indic a baix a pr essão do óleo do m ot or , dev e-se par ar


Baix a pr essão do óleo do m ot or
o v eíc ulo.

Indic a que o mot or est á superaquec ido, dev e-se parar


Super aquec im ent o do m ot or
o v eíc ulo.

Fr eio de est ac ionam ent o ac ionado Indic a que o f r eio de est ac ionam ent o est á aplic ado.

Treinamento 5
Assistência Técnica
Luzes de aviso e alarme sonoro

Símbolo Indicação Observação

Indica que o nível de água do reservatório de expansão


Baixo nível do líquido de arrefecimento
está baixo, deve-se completar o nível.

Luz de direção esquerda

Farol alto acionado

Filtro de ar obstruído Indica que o filtro de ar deve ser substituído.

Indi c a que a bat er i a est á c om o si st em a de c ar ga


Falta de carga na bateria
def i c i ent e.

Luz de direção direita

6
INSTRUMENTOS DE LEITURA

Velocímetro

Tem como função informar a velocidade instantânea do veículo em km/h.

Na parte inferior do display, um marcador digital informa a quilometragem total percorrida,


ou parcial ou a função relógio. Para alternar as funções, basta apertar o botão (A). Para
zerar a quilometragem parcial, mantenha o botão pressionado por dois segundos.

Tacômetro (contagiros)

Informa o número de rotações por minuto do motor. Possui faixas coloridas para facilitar e
possibilitar ao motorista conduzir o veículo com melhor desempenho e menor consumo de
combustível.

A faixa verde (A) indica que o veículo está numa rotação ideal de trabalho. Procure manter
a rotação nesta faixa o maior tempo possível.

Para fazer a troca de marchas, acelere o veículo até atingir o início da faixa listrada em
vermelho (B), evitando que, ao fazer a troca, a rotação do motor caia abaixo da faixa
verde.

A faixa vermelha (C) indica que o motor está em rotação muito alta, e deve ser evitada
para não elevar o consumo de combustível ou expor o motor a riscos.

O ajuste da hora será possível através do tacógrafo eletrônico.


Para realizar esta operação, consulte o Manual de Instruções
do Tacógrafo.

Treinamento 7
Assistência Técnica
Indicador de temperatura
Informa a temperatura no sistema de arrefecimento do motor. Caso o ponteiro do indicador
atinja a faixa vermelha, a luz de advertência acenderá e o alarme sonoro será acionado.
Não sendo tomada nenhuma providência o sistema de proteção despotencializará o motor.

Indicador de combustível
Informa a quantidade de combustível existente no reservatório.

Interruptor das luzes de emergência


Utilizado quando o motorista necessita parar o veículo em vias públicas por acidente ou
manutenção, alertando a outros motoristas sobre a condição de cuidado ao transitar pelo
local.

Evite o esgotamento total do combustível no reservatório, pois o


sistema de alimentação poderá absorver impurezas, prejudicando o
bom funcionamento do motor.

8
PROTEÇÃO DO MOTOR

Os motores com Sistema de Gerenciamento Eletrônico, além de atender as normas vigentes


de emissões de poluentes, disponibilizar maior desempenho e possibitar menor consumo
de combustível, possuem um sistema de proteção, que atua conforme descrito abaixo:

Advertência: Indica que o motor está apresentando uma falha leve. Não há necessidade de
parar o veículo, entretanto, assim que possível procure uma Concessionária Volkswagen
para realizar o reparo.

Luz amarela

Parada obrigatória: Indica que o motor está apresentando uma falha grave. Procure um
local seguro, pare o veículo e desligue o motor.

Luz vermelha

A falha grave pode ser:

• Pressão de óleo baixa


• Nível do líquido de arrefecimento baixo
• Temperatura do motor elevada
• Temperatura do óleo elevada
• Temperatura do coletor de admissão alta

No momento que a luz de falha grave acende ,o sistema de proteção do motor é


ativado.

Caso o motor não seja desligado, a luz de parada obrigatória ,permanecerá acesa
continuamente por 30 segundos. Após 30 segundos acesa, a luz de parada obrigatória
começará a piscar e o motor perderá potência, numa estratégia da ECM para protegê-lo.

Mesmo com a redução da potência do motor, o motorista tem condições de estacionar o


veículo com segurança.

Caso a luz de falha grave e a luz de falha leve ascendam simultaneamente,


significa que a ECM detectou e gravou uma falha em seu sistema.

Treinamento 9
Assistência Técnica
Esta falha pode ser identificada pelo usuário através do “código de piscada” usando o
seguinte procedimento:

Código de Falhas:

Para cada tipo de falha no motor, existe um código. Esse código é informado pela ECM
através do número de piscadas no painel.

• Pare o veículo e desligue o motor.

• Gire a chave de partida para a posição “ligada”.

• Localize o “jump” de acesso ao código de falhas existente próximo da central elétrica.

• Conecte e desconecte o “jump”.

• A luz de falha grave começará a piscar.

• Exemplo: Código 21:

A luz de falha grave pisca 2 vezes, há uma pausa e na seqüência, pisca 1 vez.

Quando solicitar auxílio por telefone, informe o código de


falhas encontrado à Concessionária. Isso poderá agilizar o
reparo de seu veículo.
Cuidados com o Módulo de Gerenciamento Eletrônico (ECM)

• Ao lavar o veículo, evite que a água atinja diretamente a ECM ou os sensores que
estão localizados no motor.

• Se for necessário algum reparo com solda elétrica no veículo ou carroceria, desconecte
os cabos da bateria e da ECM, evitando danos nos circuitos elétricos.

• Evite manipular os conectores e terminais sem necessidade.

• Evite mudar a capacidade (amperagem) dos fusíveis ao trocá-los, bem como cortar ou
emendar qualquer fiação elétrica.

• Não inverta os pólos da bateria.

• Não tente fazer o motor pegar no “tranco”.

• Não utilize auxiliares de partida (chupeta) no motor.

• Não desconecte a bateria com o motor ligado.

• Quando desconectar ou conectar a ECM, certifique-se que a chave de partida esteja na


posição “desligada”.

Treinamento 11
Assistência Técnica
TACÓGRAFO ELETRÔNICO

Os veículos Volkswagen vêm equipados com Tacógrafo Eletrônico, que tem a função de
registrar, em um disco de diagrama, as informações operacionais do veículo como:
velocidade, quilometragem percorrida, tempo de trabalho, etc.

12
DESCRIÇÃO DO DISCO DE DIAGRAMA

3
4

2
8

1 - Escala horária
2 - Marcador de abertura: toda abertura da gaveta é registrada no disco de diagrama
3 - Indicação de velocidade em km/h
4 - Registro do tempo de trabalho
5 - Registro de informações no campo central do disco de diagrama como:

 nome do motorista
 número da placa do veículo
 data do início da operação
 quilometragem inicial e final

6 - Encaixe do pacote de diagrama, inserção no suporte do relógio


7 - Distância percorrida: linha grafada em diagonal e compreendida entre a primeira e
quarta linha tracejada, correspondente a 5 km de distância percorrida
8 - Linha que identifica as horas de trabalho

Para maiores detalhes e informações, consulte o Manual


de Operações do Tacógrafo Eletrônico, que acompanha
o veículo.

Treinamento 13
Assistência Técnica
VOLKSLOG

Trata-se de um computador de bordo, onde o motorista pode monitorar instantaneamente


todos os sistemas do seu veículo, podendo acessá-los simultaneamente.

Este equipamento é opcional.


Maiores informações, consulte o Manual de Operações Volkslog.

14
CAIXA DE MUDANÇAS

Estes veículos possuem caixa de mudanças de cinco velocidades à frente e uma para trás,
sincronizadas, garantindo um acoplamento suave e preciso nas trocas de marchas.

R 2 4

Volksbus 5.140

1 3 5

1 3 5

Volksbus 8.150

2 4 R

Treinamento 15
Assistência Técnica
FREIO DE ESTACIONAMENTO

Volksbus 5.140
Freio de ação mecânica, acionado por alavanca e cabos, com atuação nas rodas traseiras.

Para aplicar o freio de estacionamento, movimente a alavanca para cima.

 Para liberar o freio de estacionamento, pressione o botão da alavanca e movimente-a


para baixo.

Voksbus 8.150
Freio do tipo câmara de mola acumuladora, que atua nas rodas traseiras, garantindo eficiência
e segurança quando o veículo está estacionado ou em situações de emergência.

Para liberar o freio de estacionamento, puxe a alavanca e movimente-a para cima.

Para aplicar o freio de estacionamento, movimente a alavanca para baixo.

16
Liberação manual do freio de estacionamento

• retire o parafuso de recolhimento da mola, localizado no corpo da câmara.


• remova a tampa protetora.
• introduza o parafuso de liberação da câmara.
• introduza a bucha guia e a porca.
• gire a porca para recolher a mola, até liberar o freio.
• repita a operação na outra roda.

Lembre-se: Para rebocar o veículo deve-se utilizar um “cambão”,


para evitar risco de acidente.

Treinamento 17
Assistência Técnica
REBOQUE DO VEÍCULO

Caso necessite rebocar o veículo, siga as instruções:

• Introduza o pino rebocador no orifício de engate.

• Levante as duas rodas traseiras e desconecte a árvore de transmissão, evitando danificar


a caixa de mudanças por falta de lubrificação.

• Se possível, mantenha o motor em funcionamento, para garantir o sistema de ar


abastecido, caso contrário, desaplique mecanicamente o freio de estacionamento,
conforme instruções contidas neste manual.

• Os motoristas dos veículos rebocador e rebocado, devem ter


experiência nesse tipo de situação.

• Nunca utilize cordas ou cabos flexíveis para rebocar o veículo.

18
MANUTENÇÃO

O que deve ser inspecionado antes da operação do veículo:


Nível do óleo lubrificante
O nível do óleo deve estar entre as marcas de máximo e mínimo.

Caso necessite completar o nível, deve ser utilizado o mesmo tipo e marca do óleo já
existente no motor.

Com o passar do tempo de funcionamento do motor, o óleo lubrificante, tende a apresentar


uma coloração escura. Se esta coloração tiver algum tipo de alteração deverá ser verificada
a possível causa:

• Coloração marrom = pequena infiltração de água


• Coloração leitosa = grande infiltração de água
Podemos também, identificar algum problema no motor através da viscosidade do óleo:
• Consistência fina = infiltração de combustível no cárter
• Consistência grossa = infiltração de gases queimados no cárter

Se o óleo estiver apresentando partículas sólidas, examine:

• Partículas metálicas = desgaste dos componentes móveis internos do motor


• Partículas arenosas = filtro de ar inoperante

Treinamento 19
Assistência Técnica
Fluido de direção hidráulica

O nível do fluido da direção hidráulica deve ser verificado sempre com o motor em
funcionamento.

O nível deve estar entre as marcas, máximo e mínimo. Se necessário complete com o
mesmo tipo e marca do fluido existente no reservatório.

Fluido dos freios e embreagem (5.140)

É um único reservatório e está localizado sob o painel, onde deve-se observar se o nível
está compreendido entre as marcas máximo e mínimo.

20
Fluido da embreagem (8.150)

O reservatório do fluido da embreagem está localizado no painel frontal. O nível deve estar
entre as marcas máximo e míninimo.

Filtro separador de água

Quando a luz do painel acender ou quando se verificar presença de água no filtro


separador, o mesmo deverá ser drenado.

A drenagem do filtro separador de água deve ser feita com o


motor desligado.

Treinamento 21
Assistência Técnica
Filtro de ar
Tem a função de purificar o ar admitido pelo motor, influenciando em seu desempenho e
sua vida útil.

Deve ser substituído, sempre que a luz no painel acender.

Nunca limpe o filtro de ar. Deve ser sempre substituído.

Sistema de arrefecimento
O nível do líquido de arrefecimento deve estar entre as marcas máximo e mínimo.

A verificação deve ser feita sempre com o motor frio.

Sempre que a luz do painel acender, o nível deverá ser completado com água limpa.

O abastecimento deverá ser realizado pela tampa lateral.

Ao abrir o sistema de arrefecimento:


• Nunca remova a tampa do reservatório com o motor quente.
• Aguarde a temperatura baixar.
• Cubra a tampa com um pano grosso para proteger-se do
vapor.
• Utilize aditivo conforme recomendação do Manual do
Proprietário.

22
Sistema de freios a ar (Volksbus 8.150)
Drene os reservatórios de ar comprimido diariamente, evitando acúmulo de água e óleo do
circuito, o que pode ser prejudicial ao sistema.

Para drenar, basta puxar o cabo existente abaixo do reservatório, eliminando a água
condensada.

Caixa de fusíveis
A central de fusíveis está posicionada na carroceria, segundo o projeto de cada fabricante.

Identifique no veículo, onde está posicionada a central de fusíveis que deverá encontrar-se
ao lado do conector de diagnóstico do Sistema de Gerenciamento Eletrônico.

Quando for substituir um fusível, faça-o sempre por outro da


mesma capacidade (amperagem) do fusível danificado.

Treinamento 23
Assistência Técnica
Calibragem dos pneus
A pressão dos pneus deve ser verificada diariamente, com um calibrador de precisão e
com os pneus frios.

Pneus com baixa pressão


Pneus com baixa pressão, tornam difícil a dirigibilidade do veículo, aumentam a resistência
à rolagem do pneu, passando a exigir mais impulsão e, consequentemente, gerando maior
consumo de combustível. O aumento da temperatura interna causa também um desgaste
prematuro dos pneus.

Pneus com excesso de pressão


Com excesso de pressão, a área de contato da banda de rodagem com o solo é diminuida,
concentrando todo o peso do veículo no centro da banda de rodagem, provocando desgaste
prematuro nessa região dos pneus.

Se, durante um percurso, for notado um aumento da pressão dos


pneus (os quais tenham sido previamente calibrados com pressão
correta), não os esvazie. O aumento de pressão é causado pelo calor
gerado no atrito dos pneus com o solo.

24
ANOTAÇÕES

Treinamento 25
Assistência Técnica
ANOTAÇÕES

26
ANOTAÇÕES

Treinamento 27
Assistência Técnica
ANOTAÇÕES

28
“A reprodução ou transcrição total ou parcial deste
material é proibida, salvo expressa autorização por
escrito da Volkswagen do Brasil Ltda.

As informações contidas nesta apostila são exclusivamente para efeito de


treinamento do pessoal da rede, estando sujeitas a alterações sem prévio aviso.
Novembro / 2004

Volkswagen do Brasil Ltda.


Indústria de Veículos Automotores
Treinamento de Pessoal da Rede
Via Anchieta, km 23,5
São Bernardo do Campo - SP
CEP 09823-901 CPI 1177

Você também pode gostar