Você está na página 1de 20

OPERAÇÃO ACOLHIDA: A MAIOR OPERAÇÃO

CONJUNTA-INTERAGÊNCIAS E DE NATUREZA
HUMANITÁRIA NO BRASIL
Coronel Georges Feres Kanaan

O Coronel de Infantaria Kanaan é o Coordenador Operacional Venezuela, provocou perseguições políticas,


Adjunto da Força Tarefa Logística Humanitária no Estado de Roraima. ameaças e violência por grupos armados e
Foi declarado aspirante a oficial em 1990 pela Academia Militar das
Agulhas Negras (AMAN), onde foi instrutor do
deserções das Forças Armadas Bolivarianas.
Curso de Infantaria e da Seção de Instrução No campo econômico, a queda do preço
Especial (SIEsp). Foi instrutor da Escola de do petróleo no mercado internacional causou
Aperfeiçoamento de Oficiais, do Centro a perda do poder aquisitivo do país, devido à
de Instrução de Guerra na Selva e da baixa produção interna de gêneros de primeira
Academia de Guerra do Chile. Realizou os
necessidade, tornando o país extremamente
cursos Básico e Avançado de Montanhismo;
Operações na Selva; Segurança Presidencial; dependente da importação.
Básico e Avançado de Montanha Invernal Tais crises afetaram significativamente
na Argentina; Infantaria Avançada nos EUA; o plano social, pois o governo passou a não
Estado-Maior no Chile; e Política, Estratégia e Alta atender as necessidades da população em
Administração do Exército na ECEME. Foi Oficial de Operações da 1ª
serviços e gêneros básicos, principalmente
Bda Inf Sl, Analista de Política e Estratégia da 3ª SCh/EME e comandou
o 11º Batalhão de Infantaria de Montanha (gfkanaan@hotmail.com). alimentos e remédios, contribuindo para um
aumento dos índices de criminalidade.
VENEZUELA Em consequência, por uma simples
Quais as causas de uma migração em questão de sobrevivência, a população se
massa forçada? Historicamente, observa- viu forçosamente a sair da Venezuela, como
se, dentre muitas, perseguições étnicas e imigrantes ou refugiados, em direção a países
políticas; catástrofes naturais e conflitos vizinhos, outros países da região ou, até
armados. Todavia, o caso da migração da mesmo, mais distantes.
Venezuela não se enquadra nesses clássicos Segundo o Alto Comissariado das
cenários. Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e a
No final do século XX, a Venezuela Organização Internacional para as Migrações
apresentava um Índice de Desenvolvimento (OIM), mais de 3,4 milhões de venezuelanos
Humano (IDH) alto (0,634), superior ao dos estão vivendo no exterior, 2 milhões deixaram
países vizinhos na América do Sul, mantendo- o país desde 2015 (90% estão na América do
se estável e sustentado pela indústria Sul). Os principais destinos são a Colômbia,
petrolífera. Porém, essa estabilidade foi com uma fatia de um pouco mais de 1 milhão,
duramente abalada por graves crises políticas, seguida pelo Peru, Equador, Argentina, Chile e
econômicas e sociais. Brasil, nesta ordem. Países da América Central
No campo político, o governo venezuelano, e do Caribe também recebem venezuelanos
de orientação socialista, foi acometido por uma em massa, com destaque para o Panamá.
série de ingerências e desequilíbrios entre os Na Europa, a Espanha aponta como o
três poderes. A falta da alternância de poder principal destino. Em suma, cerca de 5 mil
retirou dos poderes legislativo e judiciário a venezuelanos deixam o país diariamente,
capacidade de atuar sobre as ações do braço configurando o maior movimento populacional
executivo. O recente aparecimento de uma da história da América Latina. Cerca de
forte oposição ao governo atual, liderada 414.000 solicitações de refúgio registradas e
pelo presidente da Assembleia Nacional da 7.000 refugiados reconhecidos.

10 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


 no aspecto cultural, o
mesmo idioma falado entre Ve-
nezuela e Colômbia faz com que
o português seja uma restrição
à vinda e / ou permanência do
venezuelano no Brasil; e
 visto algumas diferen-
ças, apresentamos os números,
segundo a Polícia Federal, do
fluxo migratório no Brasil. Em
2018, houve uma entrada, por
Pacaraima, de 184.388; e uma
saída de 47.708, obtendo uma
Venezuela – grave crise política, econômica e social
média de entrada de 505 ve-
AS FRONTEIRAS DA VENEZUELA nezuelanos. Em 2019, até o final
A Venezuela possui, como países vizinhos, de abril, considerando ainda a fronteira fecha-
a Guiana a leste, a Colômbia a oeste e o Brasil da em 23 de fevereiro, a entrada foi de 50.944,
ao sul. Enquanto falamos de centenas de enquanto 10.273 saíram, com uma média diá-
venezuelanos entrando no Brasil, milhares ria de entrada de 428.
atravessam em direção à Colômbia. Vejamos as Com a Operação Acolhida, os números
principais diferenças: passaram a ser mais bem avaliados: considerando
 por uma questão geográfica, nos 2.219 a média de entrada de 500 por dia, observa-se
km de fronteira com a Colômbia, existem sete que 50% dos venezuelanos utilizam o Brasil
pontos legais de passagem, além dessa frontei- como passagem para os demais países. Dos que
ra permitir de 500 a 1000 passagens ilegais, de- permanecem no país, aproximadamente 40%
nominadas “trochas”. Já com o Brasil, com uma têm condições de imigrar por si próprio e 10%
extensão de 1.645 km, existe apenas um ponto são totalmente desassistidos. Esses imigrantes
oficial, localizado no município de Pacaraima. recebem, necessariamente, toda a assistência
A fronteira seca permite algumas dezenas de da estrutura da Operação Acolhida, a fim de
“trochas”, denominadas no Brasil de “cabritei- serem abrigados e, caso queiram, auxiliados a
ras”; prosseguir para os demais estados brasileiros
 em termos de tamanho territorial, como ou para os países vizinhos.
exemplo, a distância da cidade fronteiriça co-
lombiana de Cúcuta até Tulcán, no Equador, é
de 1.424 km. Um imigrante/refugiado venezue-
lano atravessa a Colômbia a pé ou apoiado por
meios terrestres em semanas, atingindo outros
países, como o Equador e o Peru. Isso não ocor-
re no Brasil. Pacaraima dista 215 km da capi-
tal roraimense Boa Vista, e esta para Manaus,
aproximadamente 800 km;
 devido ao grande fluxo migratório ocor-
rido na década de 80 do século passado, da Co-
lômbia para a Venezuela, houve uma grande
integração entre esses povos, originando laços
familiares. Atualmente, muitos venezuelanos
possuem parentes na Colômbia, permitindo
uma maior absorção.
Imigrantes venezuelanos entrando no Brasil por Roraima

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 11


OS INDÍGENAS VENEZUELANOS
Há que considerar que uma
parte desses venezuelanos
é composta por indígenas,
particularmente das etnias
Warao, E’ñepá e Pemon. Os dois
primeiros grupos são originados
do Delta do Amacuro, distando
aproximadamente de 800 km de
Pacaraima. Já os Pemon habitam
a parte sudeste da Gran Sabana,
no estado de Bolívar, limite com
Roraima.
Os Warao e E’ñepá saíram de
seu país fugindo da fome e da falta
Nutricionista atendendo indígena Warao no Abrigo Janokoida
de acessos aos serviços básicos.
Ocupam um abrigo em Pacaraima e NA FRONTEIRA DE RORAIMA
um em Boa Vista, ambos gerenciados pela O estado de Roraima está praticamente
Operação Acolhida. Muitos já se dirigiram todo inserido em uma faixa de fronteira
para o estado do Amazonas e do Pará. de 1.922 km, com países sul-americanos,
Já os Pemons fogem de perseguições, sendo a Venezuela ao norte e noroeste e a
Guiana à leste.
após terem entrado em conflitos com
De acordo com a Lei nº 6.634, de
militares venezuelanos. Em decorrência
2 de maio de 1979, é considerada área
desses conflitos, muitos feridos foram
indispensável à Segurança Nacional a faixa
evacuados para o Brasil e alguns vieram interna de 150 Km de largura, paralela
a falecer. Hoje eles ocupam algumas à linha divisória terrestre do território
comunidades indígenas brasileiras da nacional (Faixa de Fronteira).
etnia Taurepang, que é a equivalente à Há um “isolamento” de Roraima,
Pemon, aqui no Brasil. tendo em vista a existência de apenas um
A Operação Acolhida realiza todas as estado brasileiro (Amazonas) como limite
ações humanitárias de acolhimento, com ao sul; uma rodovia federal de expressão,
destaque para: alimentação, atendimento cortando-o de norte a sul (BR 174); e rede
de saúde, imunização, segurança, hidroviária precária (baixa navegabilidade
acessibilidade ao sistema de ensino e do Rio Branco). Em relação ao transporte
manutenção dos costumes culturais. aéreo, só existe um voo de dia e dois à
A despeito da discussão, em vários noite.
níveis, sobre a situação dos indígenas O Estado é o único do país que não é
venezuelanos é importante compreender a interligado ao SIN (Sistema Interligado
Nacional), sistema de produção e
real condição desses grupos (são refugiados
transmissão de energia elétrica do Brasil.
ou simples nômades que cruzaram a
Com a mudança recente do Governo
fronteira por necessidade, fruto da crise
Estadual, existe uma intenção pró-
política e econômica de seu país de ativa de reestruturar o Estado, sanear
origem?). Atualmente, os indígenas Warao suas contas públicas e realizar reformas
e E’ñepá são abrigados em Pacaraima – administrativas profundas em todos os
Abrigo Janokoida, e em Boa Vista – Abrigo setores (econômico, social, educacional,
Pintolândia. infraestrutura, segurança pública etc.).

12 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


Face ao cenário apresentado, a Operação Em 2016, durante a recessão vivida pelo
Acolhida não vê o fluxo migratório Brasil, apenas um estado obteve crescimento
como mais um agravante e entrave na econômico: Roraima. Motivo? Imigração
busca da reestruturação de Roraima. Ao venezuelana. Várias são as formas de
contrário, a Operação visualiza como uma incentivo à absorção do venezuelano no
excelente janela de oportunidade para o desenvolvimento do estado, e porque não do
desenvolvimento. Para fundamentar essa país, uma vez que melhores práticas podem
assertiva, trataremos de alguns aspectos. e devem ser replicadas. São diversos os
A posição geográfica do estado de Ro- campos: agronegócio, agricultura familiar e
raima, ao norte do Amazonas, que o aca- indígena, gerenciamento de resíduos sólidos,
ba separando dos demais estados, princi- comércio, turismo, indústria, educação e
palmente devido à floresta Amazônica, ensino, mineração, serviços e meio ambiente,
incluindo aí os seus rios, dificulta o pros- entre outros.
seguimento de muitos
imigrantes, que dese-
jam seguir para o inte-
rior do país. Por isso há
a necessidade imperiosa
de adotar políticas que
possam gerar trabalho e
renda, principalmente,
para aqueles que per-
manecem no Estado.
Em relação aos trâ-
mites legais de regula-
rização migratória, a
resposta brasileira está
sendo rápida. O Con-
selho Nacional de Imi-
gração (CNIg) publicou
a Resolução Normativa
126, de 2 de março de
2017, que permitiu a
concessão de residên-
cia temporária aos ve-
nezuelanos. Pessoas que
não possuem recursos
financeiros são isentas
das taxas do processo,
pela nova Lei de Migra-
ções. O processo de soli-
citação de refúgio tam-
bém se tornou mais ágil Rotas de ligação entre Roraima e Vanezuela
e eficiente. A emissão de
CPF na hora e os acessos facilitados para a A ATUAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL
obtenção da Carteira de Trabalho são fun- NA OPERAÇÃO ACOLHIDA
damentais. Este conjunto de ações permite O fluxo migratório da Venezuela para
aos venezuelanos a possibilidade de traba- o Brasil se intensificou a partir de 2016. A
lhar no país. resposta a esse fluxo cabe ao Governo Estadual.

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 13


Porém, devido às dificuldades de acordo com  Ministério da Educação;
as esferas federal, estadual e municipal,  Ministério da Cidadania;
para o estabelecimento de uma política de  Ministério da Mulher, Família e Direi-
acolhimento, dificultando e, até mesmo, tos Humanos;
impedindo o repasse de recursos previstos  Ministério da Economia;
nas políticas existentes, como por exemplo, a  Ministério do Desenvolvimento Re-
Política Nacional de Assistência Social (PNAS), gional; e
houve um considerável impacto negativo  Gabinete de Segurança Institucional.
em Roraima, principalmente nas cidades de Para operacionalizar as ações determina-
Pacaraima e Boa Vista. Ruas e praças públicas das pelo Comitê, o MD criou a Força Tarefa
Logística Humanitária para o estado de Ro-
foram ocupadas, desordenadamente, por
raima (FT Log Hum), indicando um Oficial
venezuelanos desassistidos, em acentuada
General para Coordenador Operacional, que
situação de vulnerabilidade. A rede de saúde
foi designado na Resolução nº 1, da Presidên-
hospitalar e diversos serviços chegaram à
cia da República/Casa Civil, de 21 de feve-
beira do colapso. Devido à caótica situação, reiro de 2018. Outras resoluções instituíram
sem a perspectiva de soluções a curto e médio os subcomitês federais
prazos, o Governo
Federal interveio.
O planejamento da para interiorização dos

Foi editada a Me- Operação Acolhida foi imigrantes, provenien-


tes da Venezuela, que
dida Provisória (MP) nº calcado em três grandes se encontram no estado
820, de 15 de fevereiro eixos: ordenamento da de Roraima; subcomitês
de 2018, instituindo o fronteira, abrigamento para recepção, identifi-
Comitê Federal de As- e interiorização. Fluxos cação e triagem; para as
sistência Emergencial,
que decretou emergên-
migratórios semelhantes, ações de saúde; e para
acolhimento dos que es-
cia social e dispôs de ocorridos em outras partes tão em situação de vul-
medidas de assistência do mundo, mostraram que nerabilidade social.
para acolhimento a esse a interiorização é fator
segmento-alvo. crítico de sucesso, em A CAPACIDADE DAS
Na mesma data uma operação de ajuda FORÇAS A Lei
ARMADAS
Complementar
da MP, também foram
assinados os Decretos
humanitária. nº 97/99 dispõe sobre
nº 9.285 e nº 9.286, que constituem parte da as normas gerais para
legalidade e da amplitude impostas aos atores a organização, o preparo e o emprego das
comprometidos com essa ação. O primeiro Forças Armadas. Esse diploma legal atribui
às Forças Armadas, sem comprometimento de
decreto reconheceu a situação crítica do país,
sua destinação constitucional, o cumprimento
enquanto o segundo definiu a composição, as
de atribuições subsidiárias explicitadas
competências e as normas de funcionamento
em lei complementar, a cooperação com o
do Comitê.
desenvolvimento nacional e a defesa civil,
O Comitê é presidido pela Casa Civil e na forma determinada pelo Presidente da
possui como componentes: República e a participação em campanhas
 Ministério da Defesa (MD), como Se- institucionais de utilidade pública ou de
cretaria-Executiva; interesse social.
 Ministérios da Justiça e Segurança Para o cumprimento das ações
Pública; subsidiárias, as Forças Armadas, possuidoras
 Ministério das Relações Exteriores; dos requisitos: prontidão (pronta resposta),
 Ministério da Saúde; mobilidade (transporte), suporte logístico

14 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


(permanência) e comando e controle (ação fronteira, abrigamento e interiorização. Fluxos
coordenada), são capacitadas a: migratórios semelhantes, ocorridos em outras
 evacuar vítimas e constituir equipes de partes do mundo, mostraram que a Interiorização
busca e salvamento; é fator crítico de sucesso em uma operação de
 restabelecer, em caráter emergencial, as ajuda humanitária.
linhas de comunicações; Porém, a necessidade imediata de controlar e
 realizar tratamento e suprimento de ordenar o único local de acesso terrestre ao país
água e confecção e fornecimento de alimenta- pela Venezuela, bem como retirar centenas de
ção; pessoas desassistidas das ruas, visivelmente em
 apoio à saúde; uma cidade de pequeno porte, como Pacaraima,
 combate a incêndios florestais; e também, na capital, exigiu uma concentração
 acolhimento emergencial de desalojados grande de energia no planejamento, nos dois
e desabrigados (sustentação); primeiros eixos, permanecendo o estudo de como
 desobstrução de vias e reconstrução (En- realizar eficazmente a interiorização, partindo de
genharia); um estado no extremo norte do país, a cargo do
 transporte; e Subcomitê de interiorização, cuja constituição,
 descontaminação/desinfecção (Defesa inicialmente, não contemplava o Ministério da
Química, Biológica, Radiológica e Nuclear). Defesa como membro.

O PLANEJAMENTO DA OPERAÇÃO A FORÇA TAREFA LOGÍSTICA HUMANI-


ACOLHIDA TÁRIA (FT Log Hum)
Houve uma dificuldade inicial e natural A FT Log Hum tem a missão de cooperar
no planejamento da operação, tendo em vista com os governos federal, estadual e municipal
o seu ineditismo. As experiências adquiridas com as medidas de assistência emergencial
em operações anteriores, como missões de paz, para acolhimento de imigrantes (residentes
e refugiados) provenientes da Venezuela,
garantia da lei e da ordem e, principalmente,
em situação de vulnerabilidade (pessoas
o Exercício AMAZONLOG, realizado no ano de
desassistidas), decorrente de fluxo migratório
2017, em Tabatinga, permitiram delinear uma
provocado por crise humanitária.
direção, considerando ainda o curto tempo
O coordenador operacional apresentou sua
disponível, uma vez que a crise já estava
intenção de trabalhar com sinergia com os órgãos
instaurada, impactando consideravelmente o
governamentais (OG), organismos internacionais
estado de Roraima.
de apoio humanitário (OIAH) e organizações
O AMAZONLOG/2017 envolveu quatro
Não Governamentais (ONG), na preparação,
países com tropa (Brasil, EUA, Colômbia e Peru), montagem, ações de ajuda humanitária e
mais outros 23 países como observadores. interiorização.
Participaram 19 agências e 56 empresas da área O estado final desejado (EFD) da Operação
de defesa com produtos de emprego dual. Teve Acolhida é o ordenamento da fronteira, com
como foco ações humanitárias, com o emprego um fluxo migratório controlado, com todos os
de sistema logístico para apoiar civis e militares imigrantes (residentes e refugiados) assistidos nos
em regiões remotas, desassistidas e com pouca diversos abrigos, estando em condições de serem
infraestrutura. absorvidos pelo sistema de ensino e mercado
Atas prontas utilizadas no exercício de trabalho local, participando do processo de
possibilitaram maior celeridade nos diversos interiorização ou retornando voluntariamente ao
processos licitatórios para o emprego dos seu país de origem.
recursos destinados à operação. Para isso, a FT Log Hum foi organizada
O planejamento da Operação Acolhida foi em células, seguindo a metodologia do manual
calcado em três grandes eixos: ordenamento da MD30-M-01 – Doutrina de Operações Conjuntas.

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 15


 Célula de Operações: responsável ambiente interagências, para proporcio-
por congregar as Seções de Inteligência nar consciência situacional ao coordena-
(D-2), de Operações (D-3), de Operações dor operacional e EMCj. É chefiada pelo
Futuras (D-5), de Operações Psicológicas D-6.
(D-8) e de Assuntos Civis (D-9). É res-  Célula de Saúde: responsável pela
ponsável, ainda, por ações relacionadas coordenação de todas as atividades de
à coordenação, ao controle e à sincroni- apoio de saúde a serem prestadas na
zação de todas as ações conduzidas pe- Op Acolhida aos imigrantes venezuela-
los vetores (civil e militar) envolvidos. A nos pelas Forças Armadas e agências. É
Célula de Operações é chefiada pelo D-3, chefiada pelo D-11.
com competência para o gerenciamen-  Célula de Comunicação Social:
to das situações de ajuda humanitária e responsável por preservar e fortalecer a
coordenação interagências. imagem de todos os participantes, parti-
 Célula de Logística: responsável cularmente das Forças Armadas, perante
pela coordenação, o controle e a sincroni- a sociedade brasileira e diante da comu-
zação da logística no ambiente interagên- nidade internacional, destacando os as-
cias. Congrega as atividades logísticas de pectos positivos da ação humanitária no
pessoal e de finanças da operação. É che- decorrer da Operação Acolhida. Permeia
fiada pelo D-4, que é o responsável pelo todas as estratégias de emprego, catali-
assessoramento ao Coor Op e Ch EMCj, no sando a opinião pública local, regional e,
que tange ao Ap Log e à gestão financeira. dentro do possível, a nacional e a interna-
 Célula de Comando e Controle: cional. É chefiada pelo D-7.
responsável por estruturar o sistema de  Célula de Interiorização: respon-
coordenação, comunicações, controle e sável pela coordenação do processo de
inteligência. Tem a missão de gerenciar o transferência dos venezuelanos para ou-
sistema e os meios de tecnologia da infor- tros estados e cidades brasileiros, por
mação e comunicações (TIC) empregados meio de um cadastramento (banco de
na coordenação das ações conduzidas no dados) e uma triagem final, permitindo,

16 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


assim, sua inclusão socioeconômica na Federal; Universidade Federal de Roraima
sociedade brasileira. Este processo de (UFRR); Fundação Nacional de Saúde (FUNA-
transferência voluntária dos venezuela- SA); Eletrobrás Distribuição Roraima (ELE-
nos foi denominado de interiorização e é TROBRAS).
planejado e executado com os demais ór-  OG Estaduais - Secretaria de Esta-
gãos e agências. A Célula de Interioriza- do do Trabalho e Bem-Estar Social (SETRA-
ção é chefiada pelo BES); Secretaria de
Chefe da Interiori- A Operação Acolhida consagra Saúde; Coordena-
zação. o valor humanitário das doria Geral de Vi-
As Células D2,
D7 e D8 possuem
Forças Armadas em uma gilância em Saúde,
Epidemiológica e
uma estreita liga- total sinergia com todos os Sanitária; Secre-
ção, totalmente in- organismos envolvidos, dando taria Nacional de
seridas no concei- atendimento e dignidade Aprendizagem Co-
to das Operações
de Informação (Op
aos imigrantes e refugiados mercial (SENAC);
Info). oriundos da Venezuela que Corpo de Bombei-
Pela primeira chegam ao país em estado de ros Militar; Secre-
taria Nacional de
vez, está sendo em- vulnerabilidade. Ordena e Aprendizagem In-
pregada uma Seção controla o fluxo de pessoas no
dustrial (SENAI);
do Serviço de As-
sistência Social que estado de Roraima para evitar Universidade Es-
duran- o colapso dos serviços públicos
tadual de Roraima
permanece
(UERR); Serviço
te toda a Operação, e o agravamento da crise Social do Comércio
composta por um humanitária na região. (SESC); Companhia
psicólogo e um as-
sistente social pres- de Água e Esgoto
tando apoio psicológico e social à tropa. Em de Roraima (CAERR), Defensoria Pública Es-
casos de necessidade, atuam junto aos imi- tadual (DPE), Ministério Público do Estado
grantes e refugiados venezuelanos, uma vez (MPE) e Justiça Estadual (Vara da Criança).
que estes são assistidos por profissionais da  OG Municipais - Prefeitura Muni-
área, integrantes de diversas agências. cipal de Boa Vista; Secretaria Municipal de
Obras; Secretaria Municipal de Saúde; Secre-
A ATUAÇÃO DAS AGÊNCIAS NA OPE- taria Municipal de Gestão Social; Secretaria
RAÇÃO ACOLHIDA Municipal de Serviços Público e Meio Am-
Um dos maiores desafios em uma opera- biente; Secretaria Municipal de Agricultura
ção interagências, principalmente se esta en- e Assuntos Indígenas; Guarda Municipal; e
volve mais de cem, é a obtenção e manuten- Conselho Tutelar.
ção da sinergia, entre todos os órgãos gover-  Órgãos de Segurança - Polícia Fede-
namentais federais, estaduais e municipais; ral; Polícia Rodoviária Federal; Força Nacio-
organismos internacionais; organizações nal de Segurança Pública; Polícia Militar; e
não-governamentais nacionais e estrangei- Polícia Civil.
ras; entidades religiosas e entidades filantró-  Agências da ONU - Alto Comissa-
picas. As principais participantes são: riado das Nações Unidas para os Refugiados
 Órgãos Governamentais (OG) (ACNUR); Organização Internacional para as
Federais - Receita Federal; Ministério Pú- Migrações (OIM); Fundo das Nações Unidas
blico do Trabalho; Agência Brasileira de In- para a População (UNFPA); Fundo das Nações
teligência (ABIN); Advocacia Geral da União Unidas para a Infância (UNICEF); ONU Mu-
(AGU); Defensoria Pública da União (DPU); lheres; e Programa das Nações Unidas para o
Ministério Público da União (MPU); Justiça Desenvolvimento (PNUD).

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 17


 Organismos Inter-
nacionais - Agência dos
Estados Unidos para o De-
senvolvimento Internacio-
nal (USAID) / Office of U.S.
Foreign Disaster Assistance
(OFDA, na sigla em inglês);
Comitê Internacional da Cruz
Vermelha (CICV); e REACH
Initiative.
 Organismos Não Go-
vernamentais (ONG) - Fra-
ternidade-Federação Huma-
nitária Internacional (FFHI);
Associação de Voluntários
para o Serviço Internacional
(AVSI); Norwegian Refugee Sinergia entre as Forças Armadas e todas as agências envolvidas
Council (NRC); Fraternida-
de sem Fronteiras (FSF); Télécoms Sans O ORDENAMENTO DE PESSOAS NA
Frontières (TSF); Engenheiros sem Fron- FRONTEIRA
teiras (ESF); Serviço Jesuíta a Imigrantes Antes do fluxo migratório, o controle de
e Refugiados (SJIR); Visão Mundial (WV); entrada e saída era feito nas instalações da
Associação de Bem com a Vida (ABV); Pi- Polícia Federal (PF). Com o desencadeamento
rilampos; Associação Fala Mulher; Jovens da Operação Acolhida, houve a necessidade de
com uma Missão (JOCUM); Mises Brasil; ordenar a fronteira, onde um número enorme
Palhaços sem Fronteira; Ação do Coração; de pessoas permaneciam em longas filas, nas
Agência Adventista de Desenvolvimento de ruas e locais públicos de Pacaraima, esperando
Recursos Assistenciais (ADRA); e Associa- para serem atendidas e vacinadas.
ção Missão Esperança (AME). Foi instalado um Posto de Recepção e
 Entidades Filantrópicas - Rotary Identificação (PRI), onde os venezuelanos são
Club; Núcleo de Estudos da Criança e do recepcionados, identificados e imunizados.
Adolescente (NECA); Associação dos Pais e Um oficial superior das Forças Armadas é o
Amigos dos Excepcionais (APAE); Compa- coordenador do posto.
nhia Cultural Bola de Meia; Grande Loja Na recepção, trabalham as Forças Armadas,
Maçônica do Estado de Roraima; Fundação ACNUR e OIM, dando as boas vindas e as
Fé e Alegria do Brasil (FFAB); Centro de Mi- orientações necessárias.
gração e Direitos Humanos (CMDH); Exér- A identificação cabe à PF, emitindo os
cito da Salvação; e Instituto de Migração e protocolos de acordo com os motivos de entrada
Direitos Humanos (IMDH). e saída. Junto à PF, atua a DPU, garantindo a
 Entidades Religiosas - Igreja Cató- entrada segura, regular e ordenada de pessoas
lica (Paróquia Nossa Senhora da CONSOLA- em território brasileiro, bem como buscando
TA); Igreja Metodista; Igreja de Jesus Cris- prevenir, especialmente, quanto a crianças e
to dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons); adolescentes sem documentos ou separados de
Igreja Batista do Calvário; Cáritas Diocese seus pais, situações de tráfico de pessoas, por
de Roraima; Pastoral Universitária; Pasto- meio da aplicação da Resolução Normativa
ral do Imigrante; e Pastoral da Criança. Conjunta CONANDA/CONARE/CNIg/DPU.
 Empresas Privadas - Linhas Aéreas Quanto à imunização, de acordo com as leis
brasileiras, não há uma obrigação de vacinação,
Azul; Gol Linhas Aéreas Inteligentes; LATAM
apenas uma recomendação. Todavia, aqueles
Airlines Brasil; e M3 Comunicação e Marketing.
que solicitam residência temporária (RT) ou

18 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


refúgio (Refu), para seguirem no fluxo, têm que existem vagas. Aqueles que têm condições para
vacinar (febre amarela e tríplice viral). Cabe ao prosseguir por si próprio, mas não terminaram
Ministério da Saúde (MS) esta responsabilidade. o processo de regularização, podem pernoitar
Porém, o MS solicitou ao Ministério da Defesa no alojamento de passagem.
que assumisse essa vacinação, por meio de No alojamento, é proporcionada
um contrato de um ano. As Forças Armadas alimentação (café, almoço e jantar), instalações
assumiram toda a vacinação no PRI. Cabe à sanitárias, tanques de lavar roupa, atendimento
ANVISA a emissão da carteira internacional de de saúde e segurança. Casos graves de saúde
vacinação, para aqueles que solicitarem. são encaminhados para o Posto de Atendimento
No PRI, os imigrantes recebem um lanche Avançado do Hospital de Campanha do Exército.
e uma sopa. Nesses locais existem bebedouros, Paralelamente à Operação Acolhida, a
instalações sanitárias, bancos, guarda volumes 1ª Brigada de Infantaria de Selva conduz a
e um serviço de restabelecimento de laços Operação Controle, cuja finalidade é prevenir e
familiares (RLF), por meio de ligações telefônicas, combater os ilícitos transfronteiriços, por meio
proporcionado pelo Comitê Internacional da de postos de bloqueio e controle de estradas
Cruz Vermelha (CICV). (PBCE) e patrulhamentos. O trabalho da
Aqueles que solicitam residência temporária Brigada é fundamental para permitir segurança
ou refúgio são conduzidos para outra instalação e eficiência à Operação Acolhida.
da Operação Acolhida, denominada Posto de Para casos de militares desertores, existe
Triagem (P Trg), cujo Coordenador é um oficial um protocolo específico, respeitando a Lei
superior. Na entrada, há um guarda volumes nº 9.474, de 22 de julho de 1997, que define
e uma triagem inicial, de acordo com as mecanismos para a implementação do Estatuto
solicitações. No caso de refúgio, o ACNUR auxilia dos Refugiados de 1951, a Lei nº 13.445, de 24
no preenchimento do formulário realizado de maio de 2017, que institui a Lei de Migração
à mão. Caso seja residência temporária, a e os documentos da ONU: Legal and Protection
OIM é a responsável pelo preenchimento do Policy Research Series - Maintaining the Civilian
formulário on-line. Após isso, a Polícia Federal and Humanitarian Character of Asylum, e
faz a identificação biométrica e a emissão do Guidelines on Maintaining the Civilian and
protocolo de pedido de RT ou Refu. O imigrante Humanitarian Character of Asylum - United
ou refugiado segue para a sala da Receita Nations High Commissioner for Refugees.
Federal, onde são emitidos CPF, na hora. Existe uma base de apoio para a Força-
Ainda no P Trg, existem outras agências com Tarefa e para as agências, na região do 3º
seus serviços: CICV (similar ao PRI); UNICEF e Pelotão Especial de Fronteira (PEF). Nesse
ONG Visão Mundial, na operação de um espaço local existem alojamentos e banheiros
amigável para crianças; UNFPA, atendendo pú- contêineres, refeitórios, área de recreação,
blicos considerados mais vulneráveis, como grá- salas de briefing e depósitos.
vidas, doentes e LGBTI; Ministério
da Cidadania (MC); e Ministério da
Mulher, Família e Direitos Huma-
nos, atendendo casos de vulnerabi-
lidade mais acentuados.
Ao final do processo, aqueles
que não possuem condições de
prosseguir para Boa Vista ou outro
destino por si só (desassistidos) são
encaminhados a um alojamento de
passagem, com capacidade para
500 pessoas. Nesse local, aguardam
vagas nos abrigos existentes em Boa
Vista, sendo transferidos, quando
Base de apoio para a Força-Tarefa localizada na região do 3º PEF

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 19


O ABRIGAMENTO Voluntários para o Serviço Internacional e o
Considerando os três eixos – Ordenamento Conselho Norueguês de Refugiados. Cabem às
da Fronteira, Abrigamento e Interiorização –, Forças Armadas a alimentação, atendimento
o funcionamento deste último é fator crítico de saúde, segurança, melhorias e reformas na
de sucesso, sobretudo, quando a principal infraestrutura e apoio à gestão.
entrada do fluxo migratório é um estado com O ingresso aos abrigos dá-se de duas formas:
as características de Roraima. transferência do alojamento BV-8 ou passagem
Todavia, a pressão pelo abrigamento, pelo Posto de Triagem em Boa Vista. Este Posto
tendo em vista a situação de vulnerabilidade foi criado com a finalidade de centralizar os
das pessoas desassistidas nas ruas e o impacto principais serviços necessários a um refugiado
na sociedade local, fez com que a Operação ou residente temporário. Nele funcionam todos
Acolhida dispensasse uma grande energia a os serviços existentes no P Trg de Pacaraima,
fim de dar uma resposta rápida à situação acrescido da vacinação, emissão de Carteira de
caótica em que se encontravam as cidades de Trabalho e Interiorização. Além disso, serve
Pacaraima e Boa Vista. para renovação de documentos migratórios.
Ao longo de oito meses, foram reformados Antes da criação do P Trg de Boa Vista,
quatro abrigos já existentes e criados mais a movimentação de pessoas das ruas e locais
nove. Diferentemente do que ocorre em outros públicos ocupados para os abrigos era realizada
países, todos os abrigos foram construídos com operações planejadas, coordenadas e
na área urbana. Tal fato, apesar de criar um executadas pela FT, juntamente com diversas
desconforto para a população vizinha aos agências, à medida que os abrigos eram
abrigos, situação esta mitigada pela atuação construídos. A média diária de entrada de
da Célula de Operações Psicológicas, permite pessoas no Posto é de 800, com uma média de
aos abrigados maior absorção no mercado de 2.000 atendimentos.
trabalho, seja formal ou informal, e ao sistema Com a finalidade de dar o mínimo de
de ensino. dignidade às pessoas desassistidas que aguardam
Para cada abrigo, foi observado o status vagas nos abrigos, a FT realizou o ordenamento
das pessoas a ocupar. Os abrigos Janokoida da Rodoviária Internacional de Boa Vista,
e Pintolândia são destinados aos indígenas. principal ponto de reunião dos venezuelanos.
Os abrigos Nova Canaã, Jardim Floresta, São No entorno da rodoviária, foram montadas
Vicente, São Vicente 2, Rondon 1 e Rondon 3 várias instalações provisórias. Um Posto de
são destinados às famílias. O abrigo Tancredo Informações, guarnecido por funcionários da
Neves destina-se a adultos sem filhos menores. OIM, ACNUR e Télécoms Sans Frontières, que
O abrigo Santa Tereza é ocupado apenas por permite o restabelecimento de laços familiares,
homens sozinhos e o abrigo Latife Salomão por por meio de ligações telefônicas, à semelhança
casais sem filhos, LGBT e, recentemente, pela do que realiza o CICV na fronteira. Um guarda
necessidade e aumento de crianças nas ruas, volumes, gerenciado pelas Forças Armadas
teve uma parte destinada às famílias. Por fim, o e dois espaços para crianças, coordenados
alojamento BV8, em Pacaraima, é um abrigo de pelo UNICEF e Visão Mundial. Há um espaço
trânsito, enquanto o abrigo Rondon 2 destina- destinado para doações de voluntários, onde
se às pessoas que estão prontas para serem as Forças Armadas garantem a distribuição
interiorizadas. A capacidade dessas instalações com segurança. Chuveiros para banho, tanques
varia de 250 a 1.100 vagas, podendo alguns para lavar roupa, água potável, banheiros
serem ampliados. químicos e um local coberto para pernoite, em
Cada abrigo possui uma ONG contratada que barracas “tipo iglu” são emprestadas às
pelo ACNUR que é responsável pela gestão. crianças e aos adultos vulneráveis. Finalmente,
Atualmente trabalham nos abrigos as ONG um campo de futebol e vôlei, com a realização
Fraternidade Internacional Humanitária, de um projeto social para crianças de rua,
Fraternidade sem Fronteiras, Associação de inclusive com a participação de brasileiros.

20 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


assistência social e segurança,
dos quais não somente os
venezuelanos usufruem, mas
também os roraimenses.
Dessa forma, o
deslocamento consentido e
planejado dos venezuelanos,
para outros estados do
país, é um ponto crucial
para o sucesso da Operação
Acolhida. Considera-se que,
deslocar parte do contingente
de venezuelanos, atualmente
Abrigo Rondon 3 para 1.110 pessoas localizados em Roraima, para
outros estados, proporciona
O PROCESSO DE INTERIORIZAÇÃO uma melhor condição de empregabilidade e
A interiorização consiste no deslocamento de inclusão socioeconômica junto à sociedade
voluntário dos venezuelanos para outras brasileira, bem como proporciona melhores
unidades federativas, conforme diretrizes condições de funcionamento dos serviços
elaboradas pelo governo federal e articuladas públicos de Roraima.
com governos estaduais e municipais, bem A primeira interiorização da Op
como com as organizações da sociedade civil Acolhida ocorreu em 5 de abril de 2018.
e os organismos internacionais. É a principal Hoje o processo tem o envolvimento direto
ação da resposta do poder público brasileiro da Casa Civil, da Presidência da República;
às situações decorrentes do atípico fluxo de Ministério da Cidadania, Ministério da
venezuelanos para o território brasileiro. Defesa, Ministério da Justiça e Segurança
A Célula de Interiorização tem como Pública, Ministério da Mulher, Família e
missão criar as condições necessárias para Direitos Humanos, Ministério da Economia,
interiorizar os refugiados para outros com as funções herdadas do antigo Ministério
estados e cidades brasileiros, por meio de do Trabalho, Ministério da Saúde, Ministério
um cadastramento dos perfis, ampliação das das Relações Exteriores, Prefeitura de Boa
possibilidades de inclusão socioeconômica e Vista – RR; Governo do Estado de Roraima;
deslocamento para destino final. Alto Comissariado nas Nações Unidas para
O grande fluxo de venezuelanos chegando Refugiados; Organização Internacional para
a Roraima tem sido constante e ininterrupto, as Migrações, Fundo de Populações das Nações
ocasionando saturação na capacidade de Unidas, governos estaduais e municipais
atendimento dos mais diversos serviços nas receptores de imigrantes e sociedade civil
cidades do estado, embora as medidas de organizada.
assistência emergencial para acolhimento, Seguindo as diretrizes abaixo, foi
abrigamento e alimentação dos refugiados elaborado o plano de interiorização:
e imigrantes venezuelanos em situação  atuação integrada entre união, esta-
de vulnerabilidade tenham mitigado esta dos e municípios na disponibilização de ser-
situação. viços públicos aos refugiados e imigrantes;
À medida que cresce o número de  proteção dos refugiados e imigrantes,
venezuelanos no estado de Roraima, afastando-os de situações desumanas e de-
particularmente na cidade de Boa Vista, gradantes;
aumenta a dificuldade para a integração  respeito aos tratados, acordos e con-
socioeconômica e diminui a oferta regular venções internacionais dos quais o Brasil é
dos serviços públicos, como saúde, educação, signatário;

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 21


 reconhecimento de migrantes e refu- Essa mobilização é essencial para
giados como sujeito de direitos; e sensibilizar quanto ao tema e à acolhida
 reconhecimento da diversidade das dos refugiados e imigrantes. Se por um lado,
necessidades sociais e econômicas dos refu- reconhece-se o papel histórico e a expertise da
giados e imigrantes. sociedade civil no acolhimento e no tratamento
das demandas dos refugiados e imigrantes no
O PLANO DE INTERIORIZAÇÃO país, também se reconhece a necessidade do
Diante da situação existente dos envolvimento de todos os atores relativos ao
refugiados oriundos da Venezuela, no tema, de modo a fortalecer a rede de atenção
estado de Roraima, delineou-se o plano aos refugiados e imigrantes. Tal ação parte
de interiorização, com o estabelecimento da premissa de que a sociedade receptora
de regras e metodologia de trabalho para precisa ser envolvida na interiorização, já
a seleção, deslocamento, abrigamento que é parte essencial do processo de inclusão
temporário e inserção socioeconômica dos dos refugiados e imigrantes.
solicitantes de residência temporária ou A segunda ação é a realização, em parceria
refúgio e que se encontram em situação de com as Federações da Indústria, do Comércio,
vulnerabilidade no estado de Roraima. da Agricultura e Sistema “S”, de seminários
Importante ressaltar que o público alvo da para apresentar a nova Lei de Migração e
interiorização são aqueles venezuelanos que dirimir dúvidas relacionadas à contratação
se encontram em situação de vulnerabilidade de trabalhadores imigrantes e refugiados. O
social e, por isso, necessitam do apoio do intuito do seminário é sensibilizar e capacitar
poder público. Muitos venezuelanos cruzam o setor empresarial para contratação
a fronteira todos os dias e empreendem suas desse tipo de mão-de-obra, ressaltando a
viagens por conta própria, seja dentro do simplificação trazida pelo novo marco legal
território brasileiro, ou usando o Brasil como migratório e as vantagens desse público.
corredor para acessar outros países, como No evento, também é apresentado o perfil
Argentina, Chile ou Peru. laboral e sócio demográfico dos venezuelanos
Dessa forma, a interiorização prioriza os que se encontram em Roraima, a partir de
refugiados e imigrantes que estejam acolhidos estudo realizado pelo CNIg. O resultado da
nos abrigos federais, em Roraima, já que isso pesquisa indicou que o principal motivo pelo
sinaliza suas vulnerabilidades e necessidade qual os venezuelanos emigram é a atual crise
de apoio para acolhimento e alimentação. econômica que vivencia seu país. A pesquisa
Não obstante, há venezuelanos que vivem apontou, ainda, que o fluxo migratório é
em casas alugadas ou nas ruas, em condições composto basicamente de jovens (72%),
muito precárias e dependentes de doações e do sexo masculino (63%) e solteiros (54%).
apoio da sociedade civil, que também poderão Possuem bom nível de escolaridade, com 78%
se beneficiar desta estratégia. tendo nível médio completo e 32% ensino
Antes de efetivar a estratégia de superior completo ou pós-graduação. No
interiorização, o governo federal faz a entanto, o idioma tem sido considerado como
articulação política com possíveis estados uma barreira. Apenas 23% falam português
e cidades de destino para refugiados e e 16% estavam aprendendo formalmente
imigrantes interiorizados, a fim de identificar o idioma. O grupo também possui pouco
seu interesse e as redes de serviços conhecimento em outros idiomas, uma vez
disponíveis, sejam públicas ou privadas. que 62% dominam somente o espanhol. Entre
Além das articulações governamentais, as mulheres, 42% cruzam a fronteira com seus
para provimento de abrigo temporário e filhos ou gestantes. No entanto, a maioria
inclusão nas políticas públicas existentes, há (54%) vem para o Brasil desacompanhada.
mobilização de entidades da sociedade civil e Dessa forma, a realização dos seminários
do empresariado. sobre a nova lei de migração e a realização das

22 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


reuniões preparatórias tem colocado foco nas aceitado recebê-los. Ele pode ocorrer por meio
ações para promoção da empregabilidade dos das Forças Armadas (FAB e Exército), voos
refugiados e imigrantes e geração de renda, comerciais ou por via terrestre, a depender do
além do abrigamento e da integração na rede tamanho do grupo, do tipo de abrigo/moradia
de políticas públicas, que é condição essencial ou do beneficiário.
para o deslocamento dos venezuelanos. São diversos os arranjos possíveis para a
implantação de um abrigo sob gestão federal,
A OPERACIONALIZAÇÃO DO PLANO DE variando de acordo com as oportunidades
INTERIORIZAÇÃO e restrições de cada localidade. Essas
A estratégia divide-se em quatro etapas: possibilidades variam desde um abrigo,
a preparação dos refugiados e dos imigrantes no formato dos existentes em Roraima,
para o deslocamento, o deslocamento em que a infraestrutura é mantida pelo
para outros estados, o abrigamento desses Ministério da Defesa e a gestão é realizada
refugiados e imigrantes nas cidades de destino pelo ACNUR e por seus parceiros, até uma
e, por fim, a promoção de condições para a estrutura de responsabilidades conjugadas
sua inclusão socioeconômica na sociedade e compartilhadas entre governos – federal,
brasileira. estadual, municipal –, sociedade civil
Ademais, a depender do tipo de transporte e organismos internacionais. Há outra
utilizado – voos da Força Aérea Brasileira ou diferença essencial entre os abrigos federais
voos comerciais – e do destino do beneficiário/ e os convencionais, enquanto estes são
apoio fornecido – residência familiar, abrigo perenes e podem acolher diversos ciclos de
público, abrigo da sociedade civil, casa abrigo interiorização, aqueles são estruturados
para casos de proteção, aluguel social, bolsa para terem existência temporária, deixando
subsistência por tempo determinado ou de existir quando a emergência do fluxo
vinculação com trabalho – algumas etapas ou migratório em Roraima arrefecer.
critérios podem variar.
Este processo foi construído com base AS MORADIAS FORNECIDAS POR EN-
em procedimentos e em critérios aplicados TIDADE DA SOCIEDADE CIVIL
mundialmente nos programas de retorno As moradias fornecidas por entidade
voluntário, operados pela OIM, e de da sociedade civil é uma modalidade de
reassentamento, operados em parceria entre interiorização realizada em conjunto
ACNUR e OIM. com entidades da sociedade civil ou com
A declaração de voluntariedade é o organizações religiosas, que oferecem
documento no qual os refugiados e imigrantes moradia na cidade de destino. Nesses
atestam sua vontade de participar da casos, o governo federal proverá apoio para
estratégia de interiorização. deslocamento, documentação e preparação
A avaliação clínica é realizada com, no para viagem, além de articulação das redes
máximo, 72 horas de antecedência da viagem locais de serviço público (assistência social,
de interiorização. Ela tem o objetivo de saúde, educação etc.) da cidade de destino.
identificar problemas de saúde que sejam um O processo de preparação e deslocamento
empecilho à viagem. É o caso, por exemplo, de será feito de maneira semelhante ao descrito
mulheres em estágio avançado de gravidez. na operacionalização da interiorização,
Ela também ajuda a identificar condições incluindo o deslocamento prévio para
de saúde que exijam que o refugiado e o abrigo de trânsito em Boa Vista para quem
imigrante sejam acompanhados com maior se deslocará nos voos da FAB. Todos os
cuidado durante o processo de interiorização. critérios da interiorização se aplicam para
Para o deslocamento dos refugiados e os imigrantes e refugiados selecionados por
imigrantes, é operacionalizado o transporte essas entidades. Contudo, além da declaração
aéreo e terrestre para as UF que tenham de voluntariedade, a entidade disposta a

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 23


receber o imigrante e refugiado deverá A identificação dos possíveis beneficiários
firmar termo de responsabilidade sobre o será realizada pelo ACNUR ou pela sociedade
fornecimento de moradia. civil entre os imigrantes residentes em
Roraima. O contato com a família que reside
CONCESSÃO DE BOLSAS DE SUBSIS- em outra cidade será realizado pela OIM, com
TÊNCIA o objetivo de confirmar contatos, verificar os
A concessão de bolsas de subsistência é vínculos e a real disponibilidade para receber
uma estratégia temporária utilizada tanto imigrantes. Também poderá ser usado o apoio
para imigrantes e refugiados que já estão num da Cruz Vermelha do Brasil, para a localização
abrigo, mas que devem sair e ainda não possuem dos familiares residentes no país.
autonomia financeira para arcar com todas Todo o processo de preparação e de
as despesas de sua família em decorrência deslocamento será feito da mesma forma
de vulnerabilidades específicas, quanto que o descrito na operacionalização da
como primeira alternativa de abrigamento interiorização, com a possibilidade também
para venezuelanos interiorizados. Cada caso de utilização de voos comerciais para o
tem uma avaliação específica. deslocamento de grupos pequenos e de
A concessão da bolsa auxiliará no indivíduos.
pagamento do aluguel e na alimentação
do venezuelano e sua família, por até A INTERIORIZAÇÃO VINCULADA AO
três meses, após a sua saída do abrigo.
TRABALHO
As bolsas de subsistência poderão ser
Trata-se de modalidade de interiorização
fornecidas pelo ACNUR.
vinculada à possibilidade de vaga de emprego
sinalizada (PVES). Tal modalidade visa a
AS CASAS ABRIGO PARA MULHERES E
possibilitar o transporte de imigrantes e
PÚBLICO LGBTI
de refugiados abrigados em Roraima e que
Modalidade que beneficia mulheres,
possuam proposta de emprego em outra
crianças e público LGBTI (lésbicas, gays,
bissexuais, travestis, transexuais, pessoas unidade da federação. Os mesmos critérios
trans e intersex) em situação de extrema de documentação e de saúde das outras
vulnerabilidade e risco (tais como violência modalidades de interiorização se aplicam a
sexual, doméstica, intrafamiliar, submetidos esses casos.
a tráfico humano e ameaças de morte), que A FT Log Hum RR, por meio de célula de
já estejam na casa abrigo em Roraima ou interiorização, desenvolve um procedimento
identificados nos postos de triagem. O objetivo específico para esta modalidade, promovendo
é transferir este público de uma casa abrigo a sensibilização de empresas e indústrias,
ou posto de triagem a outras casas abrigos, das quais mantém um banco de dados
em diferentes cidades do país, promovendo contendo os interessados em participar do
maior proteção e integração com a rede plano, bem como as vagas disponibilizadas.
nacional de casas abrigos e rede de proteção. Também manterá um banco de dados dos
imigrantes, de acordo com suas capacidades
A REUNIFICAÇÃO FAMILIAR e experiências profissionais.
Esta modalidade visa facilitar a reunião Esta célula realiza a integração dos
entre imigrantes e seus familiares que já dados e as articulações necessárias, para a
residem regularmente no Brasil e estejam efetivação da internalização dos imigrantes
dispostos a fornecer apoio de moradia. Os selecionados, de acordo com as vagas
mesmos critérios de documentação e saúde propostas. No curso do processo, após a
das outras modalidades se aplicam, somando- entrevista, será firmado um pré-contrato,
se à comprovação do vínculo, da residência, onde ficarão estabelecidas as condições de
e da disponibilidade de acolhimento por trabalho (cargo, salário, jornada de trabalho,
parte da família receptora. benefícios etc.). Dessa forma, todo o processo

24 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


anterior ao embarque é desenvolvido pelo  intermediação de vagas de trabalho -
MD, por intermédio da FT Log Hum. O O Ministério da Economia é responsável por
processo de recepção e acompanhamento cadastrar todos os refugiados e imigrantes
no destino é realizado pelo Ministério do portal Emprega Brasil, com a inclusão
da Cidadania. Todas as fases têm o apoio das informações profissionais de cada
dos demais ministérios integrantes do um deles, para intermediação de vagas
subcomitê de interiorização, de acordo com de trabalho cadastradas na plataforma.
as suas necessidades. Com o cadastramento, será possível gerar
O Ministério da relatórios com
Economia apoia a FT O ordenamento da perfis profissionais
Log Hum na fiscaliza-
ção da idoneidade das
fronteira, as ações dos refugiados
imigrantes, identificar
e

empresas e do cum- de abrigamento e aqueles com maior


primento dos critérios a interiorização já empregabilidade etc. A
definidos nas tratati- retiraram mais de 15 partir dessas informa-
vas do pré-contrato de
trabalho, estabelecido
mil pessoas das ruas de ções, deve-se desen-
volver estratégias para
no curso do processo Pacaraima e de Boa Vista, identificar, sensibili-
desenvolvido pela FT fato que foi fundamental zar e engajar empresas
Log Hum. Por sua vez, para a redução que tenham interesse
em contratar refugia-
esse Ministério realiza
as medidas sociais de
drástica dos casos de dos e imigrantes com
apoio no ponto de che- xenofobia contra os aqueles perfis. A rea-
gada. Será dada priori- imigrantes venezuelanos lização dos seminários
sobre a nova lei de mi-
dade àqueles acolhidos em situação de gração é um exemplo
nos abrigos federais,
dada à situação de
vulnerabilidade. de ação que promove o
vulnerabilidade social tema da contratação de
desse público, mas não será restrito a estes. mão de obra migrante; e
 divulgação dos perfis profissionais
A PROMOÇÃO DA INCLUSÃO de refugiados e imigrantes e marco legal
SOCIOECONÔMICA DOS existente - Realização do seminário “nova
IMIGRANTES E REFUGIADOS lei de migração: uma janela de oportunida-
Diversas são as medidas desenvolvidas des” em diversas cidades do país, para pro-
para a inclusão dos imigrantes e refugiados moção do novo marco legal sobre migração
venezuelanos, como por exemplo: e sensibilização para o tema, além da rea-
 bolsas de subsistência - Para os ve- lização de reuniões com as federações da
nezuelanos interiorizados que, em razão indústria, comércio, serviços e agricultura
de sua vulnerabilidade especial, tenham e outras associações do setor produtivo, e
dificuldades de inserir-se laboralmente e entidades da sociedade civil que atuam no
permaneçam nos abrigos, após o tempo tema. Apoio ao refugiado e ao imigrante na
máximo de estada, o ACNUR poderá dispo- busca de vagas e preparação para o mundo
nibilizar, a ser avaliado em cada situação do trabalho.
individual, por um período de até três me- Algumas estratégias podem ser desenha-
ses, apoio financeiro para que o venezuela- das nesse âmbito, como por exemplo:
no possa deixar o abrigo e ter condições de  ofertas de capacitação profissional
se manter por mais tempo, enquanto busca em nível técnico. Serão ofertados cursos à
meios de subsistência; distância, a partir da identificação do perfil

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 25


profissional solicitado pelas empresas. Esse também haverá melhora nas condições de
trabalho de aproximação, entre as vagas vida daqueles que optarem por ficar no estado
ofertadas e os cursos oferecidos, pode ser e da própria população roraimense, já que
desenvolvido pelo Ministério da Indústria, haverá redução da concorrência no mercado
Comércio Exterior e Serviços MDIC, a partir laboral e no acesso aos serviços públicos.
de experiência bem-sucedida realizada no Desde abril de 2018, 8.759 venezuelanos
âmbito do Programa Nacional de Acesso já foram interiorizados pelo governo federal e
ao Ensino Técnico e Emprego
(PRONATEC);
 ofertas de cursos de língua
portuguesa;
 articulação de mutirões de
entrevistas - presencial e a distân-
cia;
 apoio na confecção e dis-
tribuição de currículos, orienta-
ções para entrevista de emprego; e
 articulação com o Ministé-
rio da Economia para implantação
de estratégias de economia solidá-
ria, para os imigrantes e solicitan-
tes de refúgio, tais como microcré-
Deslocamento de refugiados e/ou imigrante
dito na modalidade microempreen-
dedor individual. pela sociedade civil organizada.
Em resumo, a estratégia de interiorização
tem se apresentado como resposta a O PLANO DE CONTINGÊNCIA
um conjunto de fatores relacionados à A situação política e econômica da
crise humanitária da Venezuela e suas República Bolivariana da Venezuela
consequências no território nacional: foi agravada desde que o presidente da
a. esgotamento da capacidade de absorção Assembleia Nacional da Venezuela se
socioeconômica da cidade de Boa Vista e autoproclamou presidente interino do
do estado de Roraima, dado o crescimento país, em 23 de janeiro 2019, não existindo,
regular do contingente de refugiados e assim, perspectivas de melhoria em curto
imigrantes; prazo.
b. dificuldade da cidade de Boa Vista Após um estudo de cenários possíveis e
e do estado de Roraima na manutenção da prováveis, bem como uma análise de riscos,
prestação regular de serviços públicos, dado foi elaborado um plano de contingência.
a grande ampliação da demanda promovida A interrupção ou diminuição do fluxo
pela entrada de refugiados e imigrantes; migratório com destino à Colômbia, Peru
e Equador provavelmente ocasionaria
c. interesse dos próprios venezuelanos no
o aumento do fluxo de imigrantes
deslocamento para outros estados brasileiros,
direcionados ao Brasil. O agravamento da
segundo pesquisas realizadas pela OIM e
crise econômico-social e de segurança na
dados da Polícia Federal;
Venezuela pode motivar um aumento do
d. maiores chances de inclusão
fluxo migratório em direção ao Brasil. Tem
socioeconômica para os refugiados e
sido constatada uma 2ª “onda” de migração,
imigrantes em outros estados e municípios; e
em que muitos imigrantes, particularmente
e. Com a interiorização e a redução
homens, retornam a Venezuela e trazem
do número de venezuelanos em Roraima,

26 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


seus familiares e parentes para o Brasil. Coordenação da Reversão, composta por
Pontos de decisão para o acionamento integrantes das células do EM, visando
do Plano: aumento do fluxo migratório, realizar a reversão do material e do pessoal.
considerando como indicadores relevantes Um Grupo de Acompanhamento Executivo
a chegada de 1000 imigrantes por dia e 7000 permanecerá, com o objetivo de assessorar o
imigrantes por semana, simultaneamente, Comitê Federal de Assistência Emergencial
com uma considerável queda no fluxo da quanto ao andamento pós transição.
interiorização (não interiorizar acima de 700 O término desta fase ocorrerá quando os
imigrantes/mês). militares e o material estiverem nas guarnições
O plano tem como objetivos estratégicos: de origem e após o recolhimento dos produtos
interiorizar até 8.500 imigrantes em até 90 de defesa (PRODE) empregados; e as estruturas
dias; ampliar a capacidade de abrigamento; e militares utilizadas durante a operação forem
agilizar o fluxo de atendimento e de triagem. desvinculadas da atividade e as áreas ocupadas
restituídas (após o controle de danos, SFC).
O PLANO DE REVERSÃO
É importante entender que o fluxo O LEGADO DA OPERAÇÃO ACOLHIDA
migratório não é o motivo direto do emprego das A Operação Acolhida sempre procurou
Forças Armadas na Operação Acolhida. A falta considerar o legado e os pontos positivos
da capacidade do governo estadual fez com que que o fluxo migratório deixará para o estado
o governo federal interviesse, determinando a de Roraima e porque não para o Brasil. Esse
criação da Força-Tarefa Logística Humanitária. fluxo deve ser visto como uma janela de
Ao mesmo tempo em que existe um plano de oportunidade.
contingência, pronto para ser acionado quando A política externa está sendo fortalecida,
necessário, há um plano de reversão, que foi na medida em que o Brasil está sendo
elaborado para que haja uma transição para reconhecido como país exemplo no acolhimento
o governo estadual, de forma progressiva e de vulneráveis, sendo destacado pela sua
responsável. resposta exclusiva no trato e preocupação
Como premissas, o acolhimento aos com a dignidade dos imigrantes nas ações
venezuelanos continuará até normalização da humanitárias.
situação na República Bolivariana da Venezuela, Também, quanto às demandas de
normalizando assim o fluxo migratório para o organizações não governamentais e atores
Brasil. Neste sentido, ocorrerá a retirada de não estatais, o componente militar soube
boa parte do componente militar, de forma bem intermediar as necessidades daqueles e
ordenada e gradual; e a saída do componente o interesse do Estado Brasileiro, contribuindo
militar ocorrerá nas funções e atividades que com a herança de que as Forças Armadas
forem possíveis e necessárias, após substituição possuem agentes articulados para o
pelo componente civil. gerenciamento das eventuais crises que por
A reversão ocorrerá em duas fases: ventura venham a surgir.
preparação e execução. Na preparação, serão Os recursos descentralizados pelo
planejadas todas as medidas que permitam governo federal e pelas agências da ONU
a passagem das funções e das atividades, proporcionaram um grande aquecimento
desempenhadas pelos militares, para o na economia do estado, chegando a esgotar
componente civil. Na fase execução, serão vários itens do comercio local, circulando
colocadas em prática, de forma ordenada e mercadorias e serviços, havendo, inclusive,
gradativa, todas as atividades planejadas na a necessidade de importar de outros
fase do preparo. estados, a fim de atender às demandas da
Logo no início desta fase será criada/ Operação Acolhida.
ativada a Célula de Coordenação Geral da A Operação melhorou a organização
Missão constituída por um estado-maior da capacitação de mão de obra na região. A
reduzido. Também será criada a Célula de célula de interiorização ajustou a melhoria na

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 27


formação de imigrantes abrigados na cidade contra os imigrantes venezuelanos em
de Boa Vista, intermediando e coordenando situação de vulnerabilidade. A operação
logisticamente a execução de cursos do proporcionou dignidade da pessoa humana.
Sistema “S” para venezuelanos abrigados, Nesse contexto, a instalação de vulneráveis
potencializando a interiorização destes de em abrigos e a alocação das pessoas que
acordo com o interesse do empresariado das ocupavam as praças e ruas de Boa Vista, em
diversas regiões brasileiras, fornecendo mão de um ponto de pernoite, deixou como legado as
obra especializada para outros estados. estruturas e procedimentos que melhoraram
A presença de mais pessoas com capacidade a empatia da população roraimense para com
de consumo nas cidades de Boa Vista e os venezuelanos que antes prejudicavam a
Pacaraima, com a chegada dos militares e civis, organização urbana da capital.
e as necessidades de insumos de empresas Quanto à apresentação da urbanidade, a
contratadas nas licitações da Op Acolhida Op Acolhida realizou a manutenção e melhoria
para execução das missões no local, injetaram de locais públicos, permitindo a revitalização
considerável capital de giro no comércio local. de praças antes ocupadas desordenadamente
Ainda, a operação possibilitou que o por pessoas desassistidas.
empresariado local se mantivesse ativo. Nesse Auxilia na mitigação do impacto negativo
sentido, empresas particulares se adaptaram no sistema de saúde do estado, principalmente
para responder às necessidades logísticas da nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A
missão, mantendo-se ativas mesmo em períodos equipe de saúde atua nos abrigos de Boa Vista
de crise econômica, ajudando na manutenção e Pacaraima, nas especialidades médicas de
do emprego de cidadãos locais. pediatria, ginecologia, clínica médica; na
Também, a troca de contingente da área odontológica, principalmente atuando
operação possibilita que mais pessoas circulem na prevenção, com apoio nutricional em
e conheçam o estado de Roraima, divulgando conjunto com a pediatria nos casos de
pontos turísticos regionais. Assim, uma herança crianças com baixo peso, e também no pré-
da Op Acolhida é o melhoramento econômico natal de gestantes, aprimorando, desta forma,
do turismo local, embora de forma acanhada. o aspecto de salubridade e a manutenção
Obras significativas estão beneficiando o do saneamento básico da região. Com duas
estado, como manutenção de áreas sob controle equipes de vacinação em Pacaraima e uma em
da Secretaria de Estado do Trabalho e Bem-Estar Boa Vista, participa efetivamente no controle
Social – SETRABES (abrigo sócio educativo imunológico de diversas doenças existentes
feminino, sócio educativo masculino, abrigo no país fronteiriço, e assim proporciona uma
infantil, abrigo da melhor idade e abrigo do diminuição da ida dos venezuelanos nas UBS.
idoso); construção de poços artesianos em Boa Quanto à opinião pública, esta se mostrou
Vista e Pacaraima; serviços de terraplanagem, favorável à atuação das Forças Armadas
limpeza, rede elétrica e saneamento básico nos na região e também, com o prosseguimento
locais onde se encontram os abrigos e entornos; da operação, à presença dos cidadãos
e melhoria da fibra ótica em alguns pontos em venezuelanos, contribuindo, assim, para evitar
Boa Vista e implantação desta em Pacaraima. comportamentos de xenofobia.
Emprego de vultosa quantidade de recursos Além disso, as ações humanitárias na região
que movimenta de forma significativa a demonstraram a grande capacidade do povo
economia das cidades de Boa Vista e Pacaraima brasileiro se mobilizar em prol dos refugiados.
e do Estado de Roraima. Empregos diretos e Nesse sentido, a sociedade civil das regiões do
indiretos gerados. país se organiza e envia toneladas de doações
O ordenamento da fronteira, as ações de para Roraima, deixando um legado de projeção
abrigamento e a interiorização já retiraram de humanidade inerente à nação brasileira.
mais de 15 mil pessoas das ruas de Pacaraima A presença de organismos internacionais
e de Boa Vista, fato que foi fundamental para proporciona aos acadêmicos e estudantes de
a redução drástica dos casos de xenofobia todos os níveis, particularmente, na área de

28 DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019


relações internacionais e disciplinas sociais a maioria de grande expressão mundial,
um contato direto, muitas vezes sendo contribui para a projeção altamente positiva
contratados a trabalhar ou realizando das Forças Armadas, tanto no país, quanto no
pesquisa de campo. exterior.
O estado de Roraima está se tornando
bilíngue. A introdução do idioma espanhol é CONSIDERAÇÕES FINAIS
inevitável. É um aspecto cultural de grande As Forças Armadas, cumprindo seu papel
importância. desde sua criação, atua em mais uma operação
O reforço de efetivos da Força Nacional destinada a colaborar com a manutenção da
de Segurança Pública, Polícia Rodoviária ordem, da paz e de valores humanos, valendo-
Federal e Polícia Federal contribuíram se de princípios diplomáticos consagrados,
para que os índices de criminalidade como a não intervenção, a resolução pacífica
de controvérsias, a imparcialidade e o respeito
na região afetada pelo fluxo migratório
ao direito internacional.
permanecessem em níveis aceitáveis. As
A Operação Acolhida consagra o valor
ações da Polícia do Exército e FNSP (rondas
humanitário das Forças Armadas em uma total
e patrulhas) melhoram o sentimento de sinergia com todos os organismos envolvidos,
segurança na região. dando atendimento e dignidade aos imigrantes
A Op Acolhida, sendo conjunta, é mais e refugiados oriundos da Venezuela que
uma oportunidade de integração entre as chegam ao país em estado de vulnerabilidade.
Forças Armadas. As organizações militares Ordena e controla o fluxo de pessoas no estado
da região serão beneficiadas pela reversão de Roraima para evitar o colapso dos serviços
de inúmeros materiais, sejam de emprego públicos e o agravamento da crise humanitária
militar ou não. na região. Além disso, permite que pessoas
O contato cerrado com mais de cem comprometidas trabalhem com ética, altruísmo
agências, bem como a presença quase que e respeito às diferenças, marcas indeléveis da
diária de mídia nacional e internacional, Força-Tarefa Logística Humanitária.

REFERÊNCIAS
BRASIL. Ministério da Defesa. MD30-M-01 - Doutrina de Operações Conjuntas. 1. Ed. Brasília, DF, 2011.
COSTA, Rosa da. Legal and Protection Policy Research Series - Maintaining the Civilian and Humanitarian
Character of Asylum. Rosa da Costa. UNHCR Consultant. Department of International Protection. PPLA/2004/02.
June 2004.
______ Decreto nº 9.285, de 15 FEV 18. Reconhece a situação de vulnerabilidade decorrente de fluxo migratório
provocado por crise humanitária na República Bolivariana da Venezuela.
______ Decreto nº 9.286, de 15 FEV 18. Define a composição, as competências e as normas de funcionamento do
Comitê Federal de Assistência Emergencial para acolhimento a pessoas em situação de vulnerabilidade decorrente
de fluxo migratório provocado por crise humanitária.
______ Diretriz Ministerial Nº 03/2018, de 28 FEV 18 – Autoriza a execução da Operação Acolhida, sob coordenação
do MD, com o emprego de meios para o apoio logístico a órgãos públicos.
______ Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997. Define mecanismos para a implementação do Estatuto dos Refugiados
de 1951, e determina outras providências.
______ Lei nº 13.445, de 24 de maio de 2017. Dispõe sobre os direitos e os deveres do migrante e estabelece
princípios e diretrizes para as políticas públicas.
______ Medida Provisória nº 820, de 15 de fevereiro de 2018. Dispõe sobre medidas de assistência emergencial
para acolhimento a pessoas em situação de vulnerabilidade decorrente de fluxo migratório provocado por crise
humanitária.
United Nations High Commissioner for Refugees. Guidelines on Maintaining the Civilian and Humanitarian
Character of Asylum – September, 2006.

DOUTRINA militar TERRESTRE em revista Abril a Junho/2019 29