Você está na página 1de 7

Manual para reparação de ar

condicionado
0
inShare

Todas as indicações presentes neste guia de


reparação de ar condicionado em automóveis aplica-se a qualquer sistema de ar condicionado.

Quando o ar condicionado do seu automóvel ou carrinha não produz ar frio, a primeira reacção é
entrar em pânico. Os sinais $$$$$$ começam a surgir na sua mente. O seu ar condicionado está
avariado e a reparação será cara.

Este artigo elimina o mistério do ar condicionado em automóveis e serve como guia para reparações
feitas por você mesmo e para poupar DINHEIRO em reparações profissionais.

Princípios

Existem livros e publicações que contêm volumes de informação sobre a reparação de sistemas de ar
condicionado em automóveis. Esta informação é a maioria das vezes demasiado técnica.

No fundo, aqui vai tudo o que necessita saber sobre os fundamentos da refrigeração para que possa
reparar o seu sistema.

Este constitui um processo no qual o ar dentro do habitáculo do carro é refrigerado, seco, e posto a
circular. O calor é removido de dentro do veículo e transferido para fora. Todos os sistemas de ar
condicionado, sejam de automóveis ou de escritórios ou casas, trabalham segundo os mesmos
princípios.

Nomeadamente, um refrigerante liquido é transformado em gás e depois novamente em liquido.

As duas regras que se aplicam ao refrigerante são:

1- o refrigerante no seu estado gasoso recolhe, absorve e armazena calor;

2- o refrigerante em estado liquido liberta o calor.

Operações e componentes: para que o seu ar condicionado liberte ar frio, o refrigerante R- 134 deve
passar através de e mudar o seu estado em 3 componentes, 1 secador e 1 válvula de expansão.
Componentes do sistema

1. Compressor – um aparelho que pressiona o refrigerante aquecido;

2. Condensador – um radiador do refrigerante que transforma o calor absorvido em ar frio;

3. Evaporador – é um pequeno radiador colocado sob o painel do carro. O refrigerante líquido entra
no evaporador, criando uma perda de pressão. O refrigerante líquido absorve o calor do ar localizado
no evaporador. Depois, transforma-se em vapor para entrar no compressor.

4. Secador – é uma vasilha que armazena o refrigerante líquido quando o compressor não está a
funcionar. Contem um dessecante que remove a humidade do sistema.

5. Válvula de expansão – é um aparelho que controla a quantidade de refrigerante no evaporador.

Verificação rápida do ar condicionado em automóveis: esta verificação pode ser feita fácil e
rapidamente. Com o motor a trabalhar, ligue o ar condicionado em automóveis e o ventilador no
máximo. Dê uma volta à rua para aquecer o motor até a pressão do ar estabilizar.

Com o AC ligado, localize os tubos largos que ligam o compressor (linha de baixa pressão) à válvula
de expansão do evaporador (linha de grande pressão). De seguida, localize os tubos pequenos que
ligam o lado de descarga do compressor com o evaporador.

Quando encontrar estas duas linhas, deverá observar o seguinte:

1- a linha de baixa pressão deve ser fresca ao toque;

2 – a linha de grande pressão deve ser quente ao toque. Se isto não acontecer, devem ser feitos mais
testes pois o sistema não está a funcionar correctamente. Poderá existir um problema interno, como,
por exemplo, uma avaria de um dos componentes ou uma falha no sistema.

Testar o sistema de ar condicionado em automóveis: antes de serem feitos os testes de temperatura,


deve ser seguida uma lista de verificações para testar o sistema:

1 – ligue o ar condicionado;

2 – regule a temperatura na refrigeração máxima;

3 – ligue o ventilador no máximo;

4 – a temperatura no habitáculo deve estar a estabilizar nesta altura, tornando-se mais fresca;

5 – a velocidade do motor deve estar num mínimo de 1500 rpms; 6 – todas as janelas devem estar
fechadas.

Verificar a temperatura: o seu carro ou carrinha possui um ar condicionado de baixa capacidade,


sendo que a perda de poder de refrescamento é mais facilmente percebida do que em ar
condicionado de automóveis com grande capacidade.
Se for percebida uma perda de poder de refrescamento, deve ser feita uma verificação de
temperatura. Esta verificação pode ser feita com um termómetro digital. A descarga de ar deve variar
entre os 38 e os 42 graus F.

Diagnostico de Sistemas de Ar condicionado em automóveis: assumindo que o teste acusou uma


descarga de ar fora da escala normal, terá de ser feito um teste à pressão do sistema. Os técnicos de
ar condicionado ligam uma ferramenta às válvulas de baixa e elevada pressão.

Para você poder diagnosticar o ar condicionado, deverá tornar-se proficiente no uso das ferramentas,
que podem ser compradas na maioria das lojas de produtos de automóveis ou na Internet, por menos
de %50,00. Localize as válvulas de baixa e elevada pressão.

Ligue as mangueiras às válvulas da seguinte maneira:

1. Ligue a mangueira azul à válvula de baixa pressão do compressor,

2. Ligue a mangueira vermelha à válvula de elevada pressão do compressor,

3. A mangueira amarela deve ser ligada a uma bomba de vácuo ou à lata de refrigerante para o
adicionar ao sistema.

Esta mangueira não deve estar ligada ao sistema no teste.

Teste de Estática: se vir que a temperatura, ar condicionado do automóvel, não se encontra na escala
normal, deve ligar as mangueiras às válvulas como explicado.

Com o motor desligado e o compressor e a embraiagem não engatada, as mangueiras azul e


vermelha devem ambas mostrar valores entre 80 e 120 psi. Estes valores irão indicar que existe
carga de refrigerante no sistema ar condicionado.

Se os valores forem 50 psi em cada mangueira, isto indica que existe refrigerante no sistema mas
com POUCA CARGA.

Se os valores estiverem entre 10 e 20 psi em cada mangueira, isto indica que existe pouco ou
nenhum refrigerante no sistema de AC.

Teste com funcionamento do motor: ligue o motor, ligue o ar condicionado do automóvel e o


ventilador no máximo e conduza durante pelo menos 15 minutos. Observe o valor apresentado na
mangueira.

DICA: uma mangueira com um visor de vidro permitirá poupar tempo no diagnóstico, uma vez que
poderá ver mais facilmente o vapor e o líquido do refrigerante.

Pouca carga: com o motor a trabalhar, o ar condicionado ligado e a mangueira instalada, uma
pressão na zona de baixa pressão entre os 20 e os 150 psi indica que o AC está com POUCA
CARGA. O valor de 150 psi na zona de elevada pressão indica que o sistema está a trabalhar com
muito pouca pressão.

POUCA CARGA é normalmente um indicador de existência de uma fuga de um dos componentes


do ar condicionado em automóveis. A fuga de refrigerante no sistema deve ser reparada para que o
ar condicionado funcione correctamente.
DICA: O REFRIGERANTE NÃO SE GASTA, PODE É HAVER UMA FUGA.

Alguns sintomas de POUCA CARGA são:

1. Curto ciclo de funcionamento do compressor,

2. Embraiagem não engatar;

3. Pouco ou nenhum ar fresco;

4. Resíduos de óleo nas mangueiras e componentes.

Verificação de fugas: para que o seu ar condicionado gere ar frio, todas as fugas de refrigerante
devem ser encontradas e reparadas. Normalmente, as fugas são menores e podem ser reparadas com
uma chave de fendas ou outra ferramenta. A maioria dos sistemas de ar condicionado utilizam
válvulas Schrader para uma ligação mais fácil às mangueiras.

Ao verificar o sistema, as válvulas são o primeiro sitio onde procurar fugas. Outras coisas, como
resíduos de óleo, devem ser verificadas logo a seguir. Ao apertar os parafusos das portas de sucção e
descarga com ferramentas manuais, não aperte demasiado.

São utilizados anéis de borracha nas portas de sucção e de descarga do compressor para as selar.
Estes anéis criarão uma fuga se forem demasiado apertados.

Quando o seu ar condicionado tem POUCA CARGA, deve ser adicionado refrigerante para verificar
a fuga. Para este propósito, é utilizado um refrigerante com colorante que permite encontrar a fuga.
Serão necessárias mangueiras, refrigerante e uma válvula adaptadora para procurar a fuga no
sistema.

Ligue as mangueiras como já foi explicado. Ligue a mangueira amarela à válvula adaptadora e gire-a
no sentido dos ponteiros do relógio. Feche a mangueira azul. Abra a válvula adaptadora. Abra
devagar a válvula azul e deixe o refrigerante fluir da lata para o sistema enquanto o valor de 60 psi é
mostrado no visor da mangueira.

DICA: Colocar a lata de refrigerante numa panela com água quente irá permitir que o vapor do
refrigerante entre no sistema de ar condicionado mais rapidamente.

ATENÇÃO: Não inverta a lata de refrigerante. Isto irá fazer com que o refrigerante líquido entre no
sistema e danifique o compressor.

Os técnicos profissionais utilizam um detector de fugas electrónico para procurar fugas no sistema.
Utilize um kit de detecção de luz UV e óculos especiais UV. Este kit pode ser comprado em lojas de
produtos para automóveis e na Internet. Coloque a ponta do detector na ligação entre cada
componente para procurar a fuga. Quando encontrar uma fuga, deve ser vista através dos óculos uma
luz clara e esverdeada.

Fluxo de ar: uma frequente causa para o AC não gerar ar frio são os detritos que entopem o
condensador. Insectos, sacos de plástico e folhas de árvores poderão impedir o ar de passar pelo
condensador. Este deve ser limpo com um solvente. As braçadeiras do condensador devem ser
apertadas.
Restrições: uma restrição é uma condição que bloqueia. Normalmente, estão na parte de fora do
condensador. Algumas formas de detritos podem causar restrições do fluxo de refrigerante através
dos tubos do condensador. A maioria dos tubos utilizados em carros compactos e carrinhas são
muito pequenos.

Uma forma eficaz de diagnosticar restrições no seu sistema de ar condicionado automotivo é através
das mangueiras. A mangueira de elevada pressão (vermelha) deve ter um valor perto de 300 psi.

Reparações do sistema de ar condicionado em automóveis: quando o sistema é aberto e um


componente é removido, entra humidade para o sistema. Para o ar condicionado gerar ar frio, a
humidade deve ser removida com ajuda de uma bomba de vácuo. Nesta altura de reparação, terá
duas escolhas para a terminar.

A primeira consiste em levar o carro a um profissional, que poderá evacuar o sistema, verificar o seu
trabalho, e recarregar o sistema de ar condicionado.

A segunda opção é repará-lo você mesmo deverá pedir emprestada ou comprar uma bomba de vácuo
para terminar a reparação. Bombas de vácuo pequenas custam menos de $100. Depois de substituir
um componente, entra humidade no sistema. Para que o ar condicionado em automóveis, gere ar frio
esta deve ser removida. Instale as válvulas das mangueiras como já foi indicado.

Depois da reparação, o seu ar condicionado deve ser evacuado e recarregado seguindo os seguintes
passos:

1. Mangueira azul na válvula de baixa pressão;

2. Mangueira vermelha na válvula de elevada pressão;

3. Mangueira amarela na porta de sucção da bomba de vácuo;

4. Ligue a válvula à bomba de vácuo;

5. Abra as válvulas;

6. Ligue a bomba de vácuo à electricidade;

7. Abra a válvula da bomba;

8. Ligue a bomba durante três minutos;

9. A agulha da mangueira azul deve indicar um vácuo de 28.3 hg;

10. Um sistema sem falhas irá criar vácuo a 28.3 hg durante 3 minutos;

11. Se a agulha da mangueira azul não mostrar este valor, a evacuação deve ser abortada, pois existe
uma falha no sistema;

12. A falha deverá ser encontrada com recurso ao detector UV e aos óculos UV;

13. Uma vez que a fuga seja reparada e encontrada, continue com os passos de evacuação descritos
acima durante 25 minutos;
14. Feche as válvulas da mangueira vermelha e azul e observe a agulha na mangueira azul;

15. A agulha deve apontar um valor de 29 hg, indicando um sistema sem fugas;

16. Qualquer movimento da agulha perto do 0 na mangueira azul indica uma fuga no sistema e a
evacuação deverá ser abortada e a fuga encontrada;

17. Veja o manual de instruções para verificar qual a carga de refrigerante recomendada.
Normalmente varia entre 457 e 793 gramas; 17. Ligue a válvula adaptadora a uma lata de
refrigerante. Assegure-se de que a válvula está fechada;

18. Ligue o ar condicionado e o ventilador no máximo;

19. Ligue o motor a 1500 rpms;

20. Coloque a lata de refrigerante numa panela com água quente. Atenção: não inverta a lata durante
este processo, ou entrará liquido no sistema, o que pode danificar as válvulas do compressor;

21. Continue este processo até completar a carga recomendada (aproximadamente 1 ou 2 latas);

22. Desligue o motor e deixe o ar condicionado estabilizar;

23. Ligue de novo o motor e remova as mangueiras;

24. Conduza o carro durante um pouco para testar o ar condicionado;

25. Coloque um termómetro digital para registar a temperatura no ventilador;

26. A temperatura deve variar entre 38 a 42 graus F numa escalada de 90.

Ferramentas e materiais:

1. Conjunto de mangueiras;

2. Bomba de vácuo;

3. Ferramentas manuais;

4. Detector UV;

5. Válvula adaptadora;

6. Colorante de refrigerante R-134;

7. Refrigerante R-134;

8. Termómetro instantâneo;

9. Termómetro digital.
Todas as presentes neste guia de reparação de ar condicionado em automóveis aplica-se a qualquer
sistema de ar condicionado.