Você está na página 1de 5

Grupo G3

Nome: Davi Álefe da Costa Carneiro


Felipe Marchaukoski Cordeiro
Luiz Paulo Zanchetta Pampu

Análise de Dados
Experimento: Colisões Bidimensionais

- Choque elástico

Antes da colisão:

Alturas de lançamento: H = 0,60 m e h = 0,35 m

Massa da esfera 1 (Projétil): M1 = 0,00837 kg

Distância OP = 0,485 m Velocidade V1i = 1,81 m/s

(i) Colisão Frontal com massas iguais:

Depois da colisão:

Para a esfera 1:

Distância OA = 0 m θ1 = 0 °

Velocidade V1f = 0 m/s

Para a esfera 2:

Massa da esfera 2 (Alvo): M2 = 0,00837 kg

Distância O’B = 0,485 m θ2 = 0 °

Velocidade V2f = 1,81 m/s

Análise do Momento Linear - Colisão frontal com massas iguais:


Análise do Momento Linear - Colisão Frontal com Massas Iguais
Pxi [kg Pxf [kg Pyi [kg Pyf [kg |Pti| [kg |Ptf| [kg
Esfera m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] ΔP/Pti %
Projétil (1) 0,015 0,000 0,000 0,000

Alvo (2) 0,000 0,015 0,000 0,000 0,015 0,015 0,000

Análise da Energia Cinética - Colisão frontal com massas iguais:

Análise da Energia Cinética - Colisão Frontal com Massas Iguais


Esfera Ki [J] Kf [J] Kti [J] Ktf [J] ΔK/Kti %
Projétil (1) 0,014 0,000

Alvo (2) 0,000 0,014 0,014 0,014 0,000

(ii) Colisão Oblíqua com massas iguais:

Depois da colisão:

Para a esfera 1:

Distância OA = 0,073 m θ1 = 68 °

Velocidade V1f = 0,273 m/s

Para a esfera 2:

Massa da esfera 2 (Alvo): M2 = 0,00837 kg

Distância O’B = 0,467 m θ2 = -10 °

Velocidade V2f = 1,75 m/s

Análise do Momento Linear - Colisão oblíqua com massas iguais:

Análise do Momento Linear - Colisão Oblíqua com Massas Iguais


Pxi [kg Pxf [kg Pyi [kg Pyf [kg |Pti| [kg |Ptf| [kg
Esfera m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] ΔP/Pti %
Projétil (1) 0,015 0,001 0,000 0,002

Alvo (2) 0,000 0,014 0,000 -0,003 0,015 0,015 0,502


Análise da Energia Cinética - Colisão Oblíqua com massas iguais:

Análise da Energia Cinética - Oblíqua com Massas Iguais


Esfera Ki [J] Kf [J] Kti [J] Ktf [J] ΔK/Kti %
Projétil (1) 0,014 0,000

Alvo (2) 0,000 0,013 0,014 0,013 5,019

(iii) Colisão Oblíqua com massas diferentes:

Antes da Colisão:

Massa da esfera 1 (Projétil): M1 = 0,02809 kg

Distância OP = 0,485 m Velocidade V1i = 1,81 m/s

Depois da colisão:

Para a esfera 1:

Distância OA = 0,460 m θ1 = 0.5°

Velocidade V1f = 1,72 m/s

Para a esfera 2:

Massa da esfera 2 (Alvo): M2 = 0,00837 kg

Distância O’B = 0,085 m θ2 = -8,5 °

Velocidade V2f = 0,319 m/s

Análise do Momento Linear - Colisão oblíqua com massas diferentes:

Análise do Momento Linear - Colisão Oblíqua com Massas Diferentes


Pxi [kg Pxf [kg Pyi [kg Pyf [kg |Pti| [kg |Ptf| [kg
Esfera m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] ΔP/Pti %
Projétil (1) 0,051 0,048 0,000 0,000

Alvo (2) 0,000 0,003 0,000 0,000 0,051 0,051 0,000


Análise da Energia Cinética - Colisão Oblíqua com massas diferentes:

Análise da Energia Cinética - Oblíqua com Massas Diferentes


Esfera Ki [J] Kf [J] Kti [J] Ktf [J] ΔK/Kti %
Projétil (1) 0,046 0,041

Alvo (2) 0,000 0,000 0,046 0,042 9,294

- Choque Inelástico

Antes da colisão:

Alturas de lançamento: H = 0,607 m e h = 0,359 m

Massa da esfera 1 (Projétil): M1 = 0,00837 kg

Distância OP = 0,485 m Velocidade V1i = 1,81 m/s

Depois da colisão:

Para a esfera 1:

Distância OA = 0,216 m θ1 = 3 °

Velocidade V1f = 0,808 m/s

Para a esfera 2:

Massa da esfera 2 (Alvo): M2 = 0,00850 kg

Distância O’B = 0,219 m θ2 = -4 °

Velocidade V2f = 0,819 m/s

Análise do Momento Linear - Colisão inelástica frontal com massas iguais:

Análise do Momento Linear - Colisão Inelástica Frontal com Massas Iguais


Pxi [kg Pxf [kg Pyi [kg Pyf [kg |Pti| [kg |Ptf| [kg
Esfera m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] m/s] ΔP/Pti %
Projétil (1) 0,015 0,007 0,000 0,000

Alvo (2) 0,000 0,007 0,000 0,000 0,015 0,014 10,477


Análise da Energia Cinética - Colisão inelástica frontal com massas iguais:

Análise da Energia Cinética - Colisão Inelástica Frontal com Massas Iguais


Esfera Ki [J] Kf [J] Kti [J] Ktf [J] ΔK/Kti %
Projétil (1) 0,014 0,003

Alvo (2) 0,000 0,003 0,014 0,005 60,331

1) Aplicando a conservação de energia mecânica, temos que:

𝑉 = √ 2𝑔𝛥ℎ
Sabendo que Δh = H - h :

A velocidade V que a esfera deixa a rampa é V = 2,21 m/s.

2) Sim, a forma da canaleta é importante para a análise do experimento pois, devido à baixa
inclinação da rampa, a esfera rola sem deslizar. Sendo este um dos motivos da
conservação de energia mecânica.

3) As colisões elásticas são caracterizadas principalmente pela conservação da energia


cinética antes e depois do choque, e também, a velocidade do centro de massa permanece
constante. Já as inelásticas, não há a conservação da energia cinética.

4) Em colisões elásticas, os ângulos θ1 e θ2 pós colisões somam 90°.

5)Considerando os erros experimentais que variaram de 0 a 9,29% as colisões podem ser


consideradas elásticas.

6)Gráficos em papel milimetrado anexado no fim do mini relatório, foi escolhida a condição
de massa iguais pois, nesse caso específico, pode-se eliminar as massas dos cálculos de
quantidade de movimento.

7)Considerando a colisão frontal com massas iguais, o centro de massa está localizado no
ponto médio entre as duas massa, ou seja 0,2425 m no eixo x e 0 no eixo y, isso só ocorre
porque as massa são iguais, se elas fossem diferentes o centro de massa estaria localizado
mais próximo da massa maior.

8) Neste experimento concluímos que a conservação de energia mecânica também


acontece em mais de uma dimensão, porém em forma vetorial.