Você está na página 1de 20

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO

Compact Genset Controller, CGC 400

• Montagem
• Visão geral dos terminais
• Fiação elétrica
• Cabos de comunicação
• Dimensões e recortes da unidade

DEIF A/S · Frisenborgvej 33 · DK-7800 Skive


Tel.: +45 9614 9614 · Fax: +45 9614 9615 Document no.: 4189340785D
info@deif.com · www.deif.com SW version: 1.00
1. Informações gerais
1.1 Avisos, informações legais e segurança...................................................................................................................................................................... 3
1.1.1 Avisos e notas..................................................................................................................................................................................................................... 3
1.1.2 Informações legais e aviso legal................................................................................................................................................................................. 3
1.1.3 Questões de segurança.................................................................................................................................................................................................. 3
1.1.4 Atenção quanto à descarga eletrostática................................................................................................................................................................ 3
1.1.5 Configurações de fábrica................................................................................................................................................................................................ 4
1.2 Sobre as instruções de instalação................................................................................................................................................................................... 4
1.2.1 Objetivo geral....................................................................................................................................................................................................................... 4
1.2.2 A quem se destina o produto........................................................................................................................................................................................ 4
1.2.3 Conteúdo e estrutura geral............................................................................................................................................................................................ 4

2. Montagem
2.1 Montagem do CGC 400........................................................................................................................................................................................................... 5
2.1.1 Montagem da unidade..................................................................................................................................................................................................... 5
2.1.2 Dimensões da unidade e recorte do painel............................................................................................................................................................ 5
2.1.3 Torques de aperto.............................................................................................................................................................................................................. 5

3. Terminais
3.1 Descrição e visão geral dos terminais........................................................................................................................................................................... 6
3.1.1 Visão geral dos terminais............................................................................................................................................................................................... 6
3.1.2 Descrição dos terminais.................................................................................................................................................................................................. 6

4. Fiação
4.1 Diagrama da fiação elétrica............................................................................................................................................................................................... 10
4.2 Conexões em CC..................................................................................................................................................................................................................... 11
4.2.1 Instruções para fiação elétrica de comunicação, multi-input e do taquímetro (tacho)....................................................................... 11
4.2.2 Entradas binárias............................................................................................................................................................................................................. 11
4.3 Seleção do disjuntor..............................................................................................................................................................................................................12
4.3.1 Seleção do disjuntor....................................................................................................................................................................................................... 12
4.4 Conexão de tensão e corrente trifásica...................................................................................................................................................................... 12
4.4.1 Conexão de tensão e corrente trifásica................................................................................................................................................................. 12
4.4.2 Fiação trifásica para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”.................................................................................................... 14
4.5 Conexão de tensão e corrente monofásica.............................................................................................................................................................. 15
4.5.1 Fiação monofásica.......................................................................................................................................................................................................... 15
4.5.2 Fiação monofásica para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”............................................................................................ 16
4.6 Conexão de tensão e corrente em fase dividida.................................................................................................................................................... 17
4.6.1 Fiação para fase dividida............................................................................................................................................................................................. 17
4.6.2 Fiação para fase dividida para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”............................................................................... 18

5. Comunicação
5.1 Instruções de conexão......................................................................................................................................................................................................... 19
5.2 Modbus RTU...............................................................................................................................................................................................................................19
5.2.1 Exemplo com duas unidades de CGC................................................................................................................................................................... 19
5.3 Comunicação do motor via CAN bus........................................................................................................................................................................... 20
5.3.1 Exemplo com uma unidade de CGC.......................................................................................................................................................................20

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 2 de 20


1. Informações gerais

1.1 Avisos, informações legais e segurança


1.1.1 Avisos e notas

Ao longo deste documento, apresentaremos uma série de avisos e notas com informações úteis para o usuário. Para assegurar
que eles sejam percebidos, esses textos estarão indicados como se vê abaixo, para que se destaquem do texto geral.

Avisos

PERIGO!
Os avisos servem para indicar uma situação possivelmente perigosa, que poderia resultar em morte, ferimentos às
pessoas ou danos aos equipamentos, caso certas diretrizes deixarem de ser seguidas.

Notas

INFORMAÇÃO
As notas oferecem informações gerais que serão úteis para o leitor ter em mente.

1.1.2 Informações legais e aviso legal

A DEIF não se responsabiliza pela instalação ou operação do grupo gerador. Em caso de dúvidas sobre como instalar ou operar o
motor-gerador controlado pela unidade, a empresa responsável pela instalação ou o funcionamento do conjunto deverá ser
consultada.

PERIGO!
A unidade não deve ser aberta por pessoal não autorizado. Caso seja aberto, a garantia será perdida.

Aviso legal

A DEIF A/S se reserva o direito de alterar o conteúdo deste documento sem aviso prévio.

A versão em inglês deste documento contém sempre as informações mais recentes e atualizadas sobre o produto. A DEIF não se
responsabiliza pela acuidade das traduções. Além disso, as traduções podem não ser atualizadas ao mesmo tempo que o
documento em inglês. Se houver discrepâncias, a versão em inglês prevalecerá.

1.1.3 Questões de segurança

A instalação e a operação da unidade podem implicar em trabalho com correntes e tensões perigosas. Portanto, a instalação deve
ser feita por pessoal autorizado, que conheça os riscos envolvidos no trabalho com equipamentos elétricos energizados.

PERIGO!
Esteja ciente sobre o perigo tensões e correntes em circuitos energizados. Não toque em nenhuma entrada de medição
de CA, pois isso pode causar ferimentos ou morte.

PERIGO!
A DEIF não recomenda o uso da entrada USB como a fonte de alimentação principal da unidade.

1.1.4 Atenção quanto à descarga eletrostática

Durante a instalação, é necessário o devido cuidado para proteger os terminais contra descargas estáticas. Asso, que a unidade
estiver instalada e conectada, essas precauções não serão mais necessárias.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 3 de 20


1.1.5 Configurações de fábrica

O equipamento sai de fábrica com certas configurações padrão. Estas configurações baseiam-se em valores médios e não são,
necessariamente, as configurações certas para se adequarem ao conjunto de motor-gerador em questão. É necessário que se
tomem precauções na verificação das configurações, antes de colocar o conjunto motor-gerador em funcionamento.

1.2 Sobre as instruções de instalação


1.2.1 Objetivo geral

Estas instruções de instalação incluem, principalmente, informações gerais sobre o produto e o hardware, as instruções de
montagem, a descrição da tira de terminais, as listas de I/O e a descrição da fiação elétrica.

O objetivo geral deste documento é dar ao usuário informações importantes para uso na instalação da unidade.

PERIGO!
Leia este documento com atenção antes de começar a trabalhar com a unidade e o genset (grupo gerador) a serem
controlados. Deixar de seguir esta recomendação pode resultar em ferimentos ao pessoal envolvido ou danos ao
equipamento.

1.2.2 A quem se destina o produto

Estas instruções de instalação se destinam, principalmente, ao responsável pelo projeto e pela instalação. Na maioria dos casos,
isto equivaleria a um projetista que constrói painéis. Naturalmente, outros usuários também podem encontrar informações úteis no
documento.

1.2.3 Conteúdo e estrutura geral

Este documento foi dividido em capítulos, com o intuito de tornar a estrutura simples e fácil de usar. Cada capítulo começa no alto
de uma nova página.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 4 de 20


2. Montagem

2.1 Montagem do CGC 400


2.1.1 Montagem da unidade

A unidade foi projetada para a montagem por meio de seis abraçadeiras (ganchos) de fixação, incluídas no produto.

2.1.2 Dimensões da unidade e recorte do painel

A unidade foi projetada para montagem na parte frontal do painel.

Para assegurar a montagem ideal, a porta do painel deve ser recortada nas seguintes medidas:

A × L (mm) = 160.0 × 220.0 (+0.4/-0.0)

A × L (pol) = 6.30" × 8.66" (+0.01575/-0.0)

2.1.3 Torques de aperto

Montagem na porta do painel da unidade: 0,3 Nm (consulte o diagrama em “Dimensões da unidade e recorte do painel”
Conexões de plugue (terminais): 0,5 Nm

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 5 de 20


3. Terminais

3.1 Descrição e visão geral dos terminais


3.1.1 Visão geral dos terminais

Vista traseira da unidade do CGC 400

28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48
L1 N L2 NA L3 L1 N NA L2 NA L3 s1 s2 s1 s2 s1 s2
L1 L2 L3 GB MB
Mains voltage Generator voltage
Generator current

49 B(-)
RS485
50 GND Modbus
USB
51 A(+)
53 CAN H
54 GND CAN J1939
55 CAN L

Emer.
stop
Power Multi-functional Binary inputs RPM inputs
Status inputs Relays
supply
MPU
Com

Com
W/L

+ -
1 2 3 4 5 6 7 8 58 59 10 11 12 13 14 15 56 57 16 17 18 20 21 22 23 24 25 26 27

INFORMAÇÃO
Os terminais 28-32, 56-57 e 58-59 não estão disponíveis no CGC 412.

3.1.2 Descrição dos terminais

INFORMAÇÃO
Descrição da terminologia

Para as saídas de relé, serão usados os seguintes termos:

NO significa “Normally Open” (normalmente aberto).

NC significa “Normally Closed” (normalmente fechado).

COM significa “common terminal” (terminal comum) em relação ao relé individual.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 6 de 20


Termo Dados técnicos Descrição

1 Fonte de alimentação + Alimentação auxiliar

2 Fonte de alimentação -

3-4* Saída de status: 2 AMP a 35 V CC Saída de status geral/configurável

Entrada digital

10 Entrada digital Partida remota/configurável

11 Entrada digital Parada remota/configurável

12 Entrada digital Reconhecimento remoto de alarme (ACK.) / configurável

13 Entrada digital Sobrepor desligamento manual (shutdown override)/configurável

14 Entrada digital Configurável

15 Entrada digital Configurável

56** Entrada digital Configurável

57** Entrada digital Configurável

Saída

Comum para os relés de preparo de partida, arranque e bobina


20 Parada de emergência e comum para 21-23
atuadora, além de entrada para parada de emergência

21 Saída de relé 21 Preparo de partida/configurável, função NO (normalmente aberta)

22 Saída de relé 22 Arranque / configurável, função NO (normalmente aberta)

23 Saída de relé 23 Bobina atuadora/configurável, função NO (normalmente aberta)

24-25 Saída de relé 24 Buzina/configurável, função NO (normalmente aberta)

26-27 Saída de relé 26 Configurável, função NO (normalmente aberta)

Entradas multifuncionais

5 Comum Comum para os terminais 6-8 e 58-59

6 RMI6 de 4-20 mA/ Entrada binária Nível de combustível/configurável

7 RMI7 de 4-20 mA/ Entrada binária Pressão do óleo/ configurável

8 RMI8 de 4-20 mA/ Entrada binária Temperatura da água/configurável

• Entrada de carga resistiva ou


• 4-20 mA a partir de transdutor ativo ou
RMI58 de 4-20 mA/ Carga resistiva/ Entrada
58** • Entrada binária com (resistor) teste seccionável
binária
• Pt100
• Pt1000

• Entrada de carga resistiva ou


• 4-20 mA a partir de transdutor ativo ou
RMI59 de 4-20 mA/ Carga resistiva/ Entrada
59** • Entrada binária com (resistor) teste seccionável
binária
• Pt100
• Pt1000

Entrada do tacômetro (RPM)

16 Entrada RPM (MPU) Pickup magnético/ tacho-gerador

17 RPM-GND Comum para entrada de RPM. Conectada internamente ao terminal 2

18 Entrada RPM (W/L) Pickup magnético. PNP, NPN ou terminal W do alternador de carga

Entrada de tensão trifásica do gerador

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 7 de 20


Termo Dados técnicos Descrição

33 L1 - tensão do gerador

34 Neutro do gerador

35 Não usada, não deve ser conectada


TENSÃO DO GERADOR
36 L2 - tensão do gerador

37 Não usada, não deve ser conectada

38 L3 - tensão do gerador

Entrada de corrente trifásica do gerador

39 L1, s1 - corrente do gerador

40 L1, s2 - corrente do gerador

41 L2, s1 - corrente do gerador


CORRENTE DO GERADOR
42 L2, s2 - corrente do gerador

43 L3, s1 - corrente do gerador

44 L3, s2 - corrente do gerador

Entradas de tensão trifásica da rede

28** L1 - tensão da rede

29** Neutro da tensão da rede

30** L2 - tensão da rede TENSÃO DA REDE

31** Não usada, não deve ser conectada

32** L3 - tensão da rede

Relés (de proteção) do disjuntor

45 R45 - relé Disjuntor de circuito do gerador/configurável, função NO (normalmente


46 R45 - relé aberta)

Relé opcional para fechar o disjuntor da rede

47 R47 - relé Disjuntor de circuito da rede/configurável, função NC (normalmente


48 R47 - relé fechada)

Modbus RS 485

49 B(-)

50 GND Modbus RS-485 RTU. Velocidade fixa a 9600 bits/s.

51 A (+)

Porta da CAN bus: interface com o motor

53 CAN-H
Interface da CAN bus com o (protocolo) J1939. O resistor da
54 CAN-GND terminação de 120 ohm é ligado internamente. Não é necessário
adicionar um resistor externo.
55 CAN-L

INFORMAÇÃO
*O relé de status é a saída de monitoramento (watchdog) do uP. Este relé é normalmente energizado e o contato é
fechado após a energização do módulo. Se o uP falhar ou se a energia acabar, o relé será desenergizado e o contato se
abrirá. Se a unidade não conseguir ligar no momento da energização, então o interruptor do relé permanecerá aberto.

INFORMAÇÃO
** Terminais indisponíveis no CGC 412.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 8 de 20


As funções da saída do relé podem ser configuradas, através do Utility Software para PC, para cobrir as seguintes funções:

• Alarme/limite
• Indicação de funcionamento do motor
• Buzina
• Saída da marcha lenta
• Não utilizada
• Preparação
• Bobina de combustível (run coil)
• Arranque
• Bobina de parada
• Aquecimento do motor
• Bomba de combustível

É possível escolher a bobina de funcionamento em um relé e a bobina de parada em outro, oferecendo, assim, suporte a motores
de sistemas duplos.

As entradas multifuncionais podem ser configuradas para cobrir as seguintes funções:

• Entrada de sensor RMI


• PT100 e Pt1000
• Entrada de 4-20 mA
• Entrada binária com (resistor) teste seccionável (função de interruptor)

A entrada de RPM do taquímetro (MPU) pode ser configurada para cobrir as seguintes funções:

• Pickup magnético (2 fios)


• Pickup de NPN ou PNP (estas entradas de RPM requerem equipamento externo)

A entrada de RPM do taquímetro com capacitor/condensador (W/L) pode ser configurada para cobrir as seguintes funções:

• Pickup magnético (2 fios)


• Terminal W no alternador (carregador)
• NPN (transístor com junção negativo-positivo-negativo) ou PNP (transístor com junção positivo-negativo-positivo) - estas
entradas de RPM requerem componentes externos

A tensão do gerador e a entrada de corrente podem ser configuradas conforme segue:

• Tensão primária: 100-25.000 V


• Corrente primária: 5-9.000 A

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 9 de 20


4. Fiação

4.1 Diagrama da fiação elétrica


O diagrama de fiação abaixo mostra as configurações padrão da fábrica, mas a utilização das entradas e saídas pode ser feita
livremente.

CGC 400
Programming
tool

USB

27 R26
Alarm
26 57
25 R24 56
Alarm horn
24 15
RUN coil
23 R23 14
Starter Shutd. override
22 13
R22
Start prep. Alarm ack.
21 12
R21
Emer. STOP Remote stop
20 11
Remote start
10
4
Status
3
- + - +
Fuse +
1 17 Common
Battery - Common
2 5

INFORMAÇÃO
É importante proteger a unidade contra os danos causados por altas tensões. Portanto, o fusível de ação retardada (slow-
blow) não deve ser usado para mais de 2 A.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 10 de 20


4.2 Conexões em CC
4.2.1 Instruções para fiação elétrica de comunicação, multi-input e do taquímetro (tacho)

Multi-functional inputs
Engine communication Modbus
PT100/1000 sensors
CGC
CGC CGC
PT 100 8
CAN H 53 B (-) 49
PT 100 7
GND 54 GND 50
PT 100 6
CAN L 55 A (+) 51
5

Multi-functional inputs Multi-functional inputs Multi-functional inputs


RMI sensors Analogue 4-20 mA Binary input w.wirebreak

CGC CGC CGC


- +
RMI 8 8 8
- + R
RMI 7 7 7
- + R
RMI 6 6 6
R
5 5 5

Tacho input Tacho input


Tacho input
Magnetic pickup/ W input from charger
NPN/PNP pickup
Tacho generator alternator
CGC +24V DC CGC CGC
B+ W
16 18 18
out 17 B-
17 17

A fiação de RMI 58 e 59 é feita da mesma forma que a do RMI 6-8

4.2.2 Entradas binárias

As entradas binárias 10-15 e 56-57 têm um positivo (+) interno comum, o que significa que são acionadas por uma conexão com o
negativo (-).

Dig. input
CGC 400
Term. 5

Com

INFORMAÇÃO
As entradas binárias utilizam sinais fixos. Somente a entrada de mudança de modo e a entrada de teste (se o
temporizador for usado) utilizam o sinal de pulso.

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 11 de 20


4.3 Seleção do disjuntor
4.3.1 Seleção do disjuntor

O controlador pode lidar com disjuntores de comando de pulso, contínuos e compactos. A seleção do tipo de disjuntor é feita com o
Utility Software para PC durante a configuração da aplicação. A saída para lidar com o disjuntor é escolhida na configuração de E/S
(I/O) do Utility Software para PC. Relacionamos na tabela abaixo quais são as saídas necessárias para lidar com o disjuntor,
dependendo do tipo de disjuntor usado.

Tipo de disjuntor GB on/MB on/TB on (ON= ligado) GB off/MB off/TB off (OFF = desligado)

Disjuntor de pulso X X

Disjuntor contínuo X

Disjuntor compacto X X

As fotos abaixo são exemplos de como configurar os disjuntores.

Seleção de saída para disjuntor (em regime) contínuo Seleção de saída para disjuntor (de relé) de pulso

4.4 Conexão de tensão e corrente trifásica


4.4.1 Conexão de tensão e corrente trifásica

Fiação elétrica, interface CA

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 12 de 20


Consumer
N L1 L2 L3 CGC 400

Supply

45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1
36 UL2 GENERATOR
34 N VOLTAGE

38 UL3

s2
40
I1
39
s1
s2
42
I2 GENERATOR
41 CURRENT
s1
s2
44
I3
43
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 13 de 20


4.4.2 Fiação trifásica para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”

MAINS CGC 400


N L1 L2 L3

28 UL1
29 N MAINS
30 UL2 VOLTAGE

32 UL3

Supply

15 MB OFF feedback

MB
47 MB ON
48 command

Consumers 45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1
36 UL2 GENERATOR
34 N VOLTAGE

38 UL3

s2
40
I1
39
s1
s2
42
I2 GENERATOR
41 CURRENT
s1
s2
44
I3
43
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 14 de 20


4.5 Conexão de tensão e corrente monofásica
4.5.1 Fiação monofásica

N L1 CGC 400

Supply

45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1

GENERATOR
34 N VOLTAGE

s2
40 GENERATOR
I1
39 CURRENT
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 15 de 20


4.5.2 Fiação monofásica para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”

MAINS CGC 400


N L1

28 UL1
MAINS
29 N VOLTAGE

Supply

15 MB OFF feedback

MB
47 MB ON
48 command
Consumers
45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1
34 N GENERATOR
VOLTAGE

s2
40
I1 GENERATOR
39 CURRENT
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 16 de 20


4.6 Conexão de tensão e corrente em fase dividida
4.6.1 Fiação para fase dividida

Consumer
N L1 L2 CGC 400

Supply

45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1
36 UL2 GENERATOR
34 N VOLTAGE

s2
40
I1
39
s1
s2
42
I2 GENERATOR
41 CURRENT
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 17 de 20


4.6.2 Fiação para fase dividida para AMF (Automatic Mains Failure) - “falha de rede”

MAINS CGC 400


N L1 L2

28 UL1
31 N MAINS
30 UL2 VOLTAGE

Supply

15 MB OFF feedback

MB
47 MB ON
48 command
Consumers
45 GB ON
46 command

GB
14 GB OFF feedback

33 UL1
36 UL2 GENERATOR
34 N VOLTAGE

s2
40
I1
39
s1
s2
42
I2 GENERATOR
41 CURRENT
s1

GENERATOR

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 18 de 20


5. Comunicação

5.1 Instruções de conexão


Cabo

Belden 3106 A ou equivalente. Bitola 22 AWG (0,324 mm 2), par trançado blindado, com cobertura de blindagem mínima de 95%.

Resistor de terminação do barramento da rede CAN

A resistência dos resistores terminais deve ser 120 Ω 1%, 0,5 W.

INFORMAÇÃO
Se o terminal GND for conectado a um PLC (Programmable Logic Controller, Controlador Lógico Programável) ou outro
dispositivo, a conexão do GND desse dispositivo deve ser isolada da terra!

INFORMAÇÃO
O comprimento máximo da linha do barramento da CAN é de 300 m.

5.2 Modbus RTU


5.2.1 Exemplo com duas unidades de CGC

CGC CGC
DATA - (B)

DATA (GND)

DATA + (A)

DATA - (B)

DATA (GND)

DATA + (A)

49 50 51 49 50 51
DATA + (A)

DATA (GND)

DATA - (B)

PLC or oth er device

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 19 de 20


5.3 Comunicação do motor via CAN bus
5.3.1 Exemplo com uma unidade de CGC

CGC
CAN-H

Com

CAN-L

53 54 55

R
CAN-L

Com

CAN-H

ECM
eng ine con tro l modu le

INSTALLATION INSTRUCTIONS 4189340785D BR Página 20 de 20