Você está na página 1de 2

RESUMO

CLASSIFICAÇÃO DO GRAU DA PERDA ( Llouyd E Kaplan,1978) AVALIANOS POR 500,1,2Hkz

≤ 25 dB Audição Normal
26 – 40 dB Perda Auditiva Leve
41- 55 dB Perda Auditiva Moderada
56 – 70 dB Perda Auditiva Moderadamente Severa
71 – 90 dB Perda Auditiva Severa
≥ 90 dB Perda Auditiva Profunda

CONFIGURAÇÃO AUDIOMETRICA (Carhart, 1945)

Conf. Ascendente Igual ou maior que 5dB em direção aos agudos


Conf. Horizontal Alternando melhora e piora de 5dB
Conf. Descendente Leve Piora de 5 a 10 dB em direção aos agudos
Conf. Descendente Acentuada Piora de 15 a 20 dB em direção aos agudos
Conf. Descendente em Rampa Piora de ≥ 25 dB em direção aos agudos
Conf. Em U Freq.Externas MELHORES que as medias ≥20dB
Conf. Em U Invertido Freq.Externas PIORES que as medias em ≥20dB
Conf. Em Entalhe Queda em 1 frequência ISOLADA
O TERMO ENTALHE USAMOS EM ATÉ 3 FREQUÊNCIAS EXEMPLO: 3,4,6,ALTERADOS E 8 NORMAL USO
ENTALHE. SE 8 TIVESSE ALTERADO TAMBÉ USADA DESCENDENTE.

ENTALHE E DESCENDENTE SÃO AS CONFIRURAÇÕES QUE MAIS USAMOS. NÃO COLOCO SE É


DESCENDENTE LEVE, ACENTUADO OU RAMPA USO SOMENTE DESCENDENTE.

LOGOAUDIOMETRIA- IPRF (Jerger, Speaks e Trammell, 1968)

100% a 92% Nenhuma Dificuldade


88% a 80% Ligeira/Discreta Dificuldade
76% a 60% Moderada Dificuldade
56% a 52% Acentuada Dificuldade
Abaixo de 50% Provavelmente Incapaz

LAUDOS AUDIOLOGICOS

EXEMPLOS DE LAUDOS:

NESSES LAUDOS USAMOS O TERMO SIMÉTRICA OU ASSIMÉTRICA:

Simétrica: ORELHA DIREITA E ESQUERDA TEM Q TER O MESMO LAUDO.

EXEMPLO AMBOS NORMAIS, OU AMBOS COM O TIPO DE PERDA, GRAU E CONFIGURAÇÃO IGUAIS.

Assimétrica: uma orelha normal e outra alterada ou quando diferem em tipo de perda, grau e
configuração.
ORELHA DIREITA: 250: 20 - 500:25 - 1KHz: 20 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 25 – 6Khz: 40 – 8Khz – 20
ORELHA ESQUERDA: 250: 20 - 500:25 - 1KHz: 20 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 25 – 6Khz: 20– 8Khz – 20

O laudo aqui seria: CURVA AUDIOMÉTRICA ASSIMÉTRICA (POIS OD TA ALTERADA E OE NORMAL) COM
ALTERAÇÃO AUDITIVA EM 6KHz E CONFIGURAÇÃO ENTALHE (CAI 1,2 OU 3 FREQUÊNCIA E A PROXIMA
ESTA UNS 15 DB MELHOR) EM OD E LIMIARES AUDITIVOS DENTRO DOS PADRÕES DE NORMALIDADE EM
OE (SILMAN E SILVERMAN,1997).

ORELHA DIREITA: 250: 20 - 500:25 - 1KHz: 20 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 40 – 6Khz: 40 – 8Khz – 20
ORELHA ESQUERDA: 250: 20 - 500:25 - 1KHz: 20 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 25 – 6Khz: 20– 8Khz – 50
O LAUDO AQUI SERIA CURVA AUDIOMÉTRICA ASSIMÉTRICA DO TIPO SENSORIONEURAL (SILMAN E
SILVERMAN,1997) DE GRAU NORMAL (LLOYD E KAPLAN,1978) E CONFIGURAÇÃO EM ENTALHE (POIS
4,6 ALTEROU E 8 NORMAL) EM OD E ALTERAÇÃO AUIDITIVA EM 8KHz E CONFIGURAÇÃO
DESCENDENTE (CARHART,1945) EM OE.

CURVA AUDIOMÉTRICA ASSIMÉTRICA DO TIPO MISTA, DE GRAU NORMAL E


CONFIGURAÇÃO EM ENTALHE NA ORELHA DIREITA, E ALTERAÇÃO AUDITIVA EM
6 E 8KHz, COM CONFIGURAÇÃO DESCENDENTE NA ORELHA ESQUERDA.

LAUDO NORMAL : CURVA AUDIOMÉTRICA SIMÉTRICA COM LIMIARES AUDITIVOS DENTRO DOS
PADRÕES DE NORMALIDADE BILATERALMENTE (SILMAN E SILVERMAN, 1997)

ORELHA DIREITA: 250: 20 - 500:30 - 1KHz: 40 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 40 – 6Khz: 40 – 8Khz – 20
ORELHA ESQUERDA: 250: 20 - 500:25 - 1KHz: 20 - 2khZ:10 - 3Khz:25 – 4Khz: 25 – 6Khz: 50– 8Khz – 50
O laudo aqui seria: CURVA AUDIOMÉTRICA ASSIMÉTRICA DO TIPO SENSORIONEURAL (SILMAN E
SILVERMAN,1997) DE GRAU LEVE (LLOYD EK APLAN,1978) E CONFIGURAÇÃO EM ENTALHE
(CARHART,1945) EM OD E ALTERAÇÃO AUDITIVA EM 6,8KHz E CONFIGURAÇÃO DESCENDENTE
(CARHART,1945) EM OE.