Você está na página 1de 4

As Vantagens da Utilização da Linha de Balanço no

planejamento de obras
Publicado em: 05/07/2019
Ferramenta para Geração da Linha de Balanço Automática
– O que é linha de balanço?
A Linha de Balanço (LB) é uma técnica utilizada para o planejamento de projetos
repetitivos que tem por objetivo realizar uma programação de trabalho com a
utilização contínua e ininterrupta dos seus recursos (DAMCI; ARDITI; POLAT,
2013).
Desenvolvida para ilustrar o cronograma de atividades a serem realizadas em
unidades repetitivas, a Linha de Balanço (LB) é uma ferramenta que ganhou
espaço dentro da construção civil através do planejamento de obras de edificações
de múltiplos pavimentos, onde cada pavimento se comporta como uma unidade de
repetição. Há relatos ainda de sua aplicação, inicialmente, em projetos
habitacionais repetitivos. No entanto, devido aos benefícios decorrentes da sua
utilização, a LB está ganhando cada vez mais espaço dentro do planejamento de
obras com outras tipologias.
– Quais as vantagens de se utilizar a LB?
A LB destaca-se por ser uma ferramenta visual que permite a visualização do fluxo
e outras características relevantes de um projeto repetitivo, tais como: tempo, local
de trabalho, tipo de atividade, lead time, tempo de ciclo, sincronia, paralelismo,
trabalho em progresso, sequência, trajetória, buffer, interferências e trabalho
completo (LUCKO; ALVES; ANGELIM, 2013).
Ao permitir a visualização do aproveitamento de equipes produtivas, bem como
dos seus respectivos ritmos de produção, a LB facilita a programação da
continuidade de trabalho das equipes ao longo das unidades, gerando uma certa
estabilidade na aplicação dos recursos e nivelando a produção. Além disso, ao
otimizar o gerenciamento visual da construção, torna-se mais fácil evitar
interferências entre atividades, assegurando a sequência executiva conforme deve
ser executada. Somado a isso, considerando que uma unidade de produção pode se
repetir, surge, com isso, a oportunidade de aprendizado contínuo, com
consequente aumento de qualidade e de produtividade no canteiro de obras.
– Como encontrar a repetição no meu projeto?
Em alguns casos, a unidade de repetição é bem definida, como em edifícios
verticais que apresentam um pavimento tipo, ou seja, uma mesma arquitetura que
se repete em todos os pavimentos da construção. Nesses casos, pode-se concluir
que, para uma mesma equipe produtiva, cada uma das atividades de uma mesma
célula de produção deverá possuir a mesma duração em todas as unidades de
repetição.
Em outros casos, no entanto, não é tão fácil de identificar essa repetição. Deve-se
partir da definição da Estrutura Analítica de Projeto macro, com determinação das
atividades que serão executadas naquele projeto, seguida pela identificação dos
locais em que cada uma das atividades se repete. Deve ser feito, então, o
loteamento das áreas, criando, as unidades de repetição, caracterizadas por
possuírem as mesmas atividades. Em edifícios verticais, esse artifício é utilizado,
normalmente, nas áreas comuns. O loteamento é feito de modo que áreas como
guarita, recepção e deck se comportem como unidades de repetição, uma vez que
temos uma quantidade considerável de atividades em comum nesses locais
(revestimentos, esquadrias, instalações, etc).
A figura abaixo ilustra o planejamento da construção de três tanques de
armazenamento de Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP), feito utilizando o método
da LB. É possível observar que a unidade de repetição pode estar dentro de uma
mesma estrutura, neste caso um tanque, ou não. Assim, o aproveitamento de
equipes de uma unidade de repetição para outra foi feito tanto no mesmo tanque,
quanto de um tanque para o outro.
Figura 1 – LB de execução de três tanques de armazenamento de Cimento Asfáltico
de Petróleo (CAP).

– Aplicações em obras sem repetição


A Nova Sede da 3 Corações está sendo executada pela CMM Engenharia e é um
empreendimento de múltiplos pavimentos. Cada um de seus pavimentos, no
entanto, possui suas particularidades, de modo que não há um pavimento tipo.
Como a estrutura metálica lateral é um exemplo de particularidade, uma vez que,
em cada pavimento, ela apresenta um layout diferente.
Desse modo, os pavimentos não são considerados como unidades repetitivas
propriamente ditas. Apesar disso, durante a elaboração do planejamento da obra
pela equipe da Aval Engenharia, optou-se pela utilização da LB, considerando cada
pavimento como uma unidade cujas atividades se repetem em outros pavimentos,
mas com suas próprias características, como duração, em cada um deles.
Destacando que podem existir ainda atividades que não se repetem em outros
pavimentos.
Figura 2 – Nova torre corporativa da 3 Figura 3 – Detalhe da estrutura metálica da
corações, em execução. nova torre corporativa da 3 corações.

Outro exemplo é o Quartel da Polícia do Ceará, um empreendimento que está


sendo executado na Praia do Futuro, pela Construtora IDIBRA. Uma obra de
caráter horizontal, constituída por 6 blocos diferentes, cujo planejamento foi feito
considerando cada bloco como uma unidade de repetição. Dessa maneira, foi
possível visualizar o aproveitamento dos recursos de um bloco para o outro.
Figura 4 – Quartel da Polícia em execução.
Rafaela Barbosa Torres Bitu
Estagiária de Engenharia Civil
na Aval Engenharia