Você está na página 1de 26

CONTRATO Nº 008/2014

CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM A


SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA E A
EMPRESA 5 ESTRELAS SISTEMAS SE SEGURANÇA
LTDA nas formas e condições a seguir::

Aos 19 dias do mês de maio de dois mil e quatorze (2014), de


um lado, o ESTADO DE GOIÁS, pessoa jurídica de direito público interno, neste ato
representado pelo Procurador do Estado, CLEULER BARBOSA DAS NEVES, inscrito na
OAB/Goiás sob o 17.137 nº e no CPF/MF sob o nº 336.764.371/88, por intermédio da
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA, inscrita no CNPJ sob o nº 03.574.676/0001-
87, com sede à Praça Cívica nº 26, Centro, doravante denominada CONTRATANTE,
representada pelo seu titular, GILVANE FELIPE, portador da RG nº 1209092 SSPGO, e
CPF/MF nº 280.912.131/15, e de outro lado a empresa, 5 ESTRELAS SISTEMA DE
SEGURANÇA LTDA, daqui por diante denominada CONTRATADA, pessoa jurídica de
direito privado, inscrita no CNPJ sob o n.º 72.591.894/0002-23, neste ato representado
pelo o Sr. LUIZ DERLANE GONÇALVES FARIAS, portador da RG n.º 701470 SSPDF e
do C.P.F/MF. nº 295.936.461/91, em consequência da Licitação na modalidade Pregão
Eletrônico nº 029/2013, e tendo em vista o que consta do Processo Administrativo nº.
201300026001896, firmam o presente contrato de Prestação de Serviços de Vigilância
Armada/Desarmada e Eletrônica, que se regerá pelas Leis Federais n.º 10.520, de 17 de
julho de 2002, n.º 8.666, de 21 de junho de 1993, Lei Estadual nº 17.928 de 27 de
dezembro de 2012, e alterações, pela Lei Complementar n.º 123, de 14 de dezembro de
2006, mediante as Cláusulas e condições seguintes:

CLÁUSULA PRIMEIRA - OBJETO DO CONTRATO


Constitui o objeto deste, Contratação de empresa especializada
em serviços de vigilância armada/desarmada e eletrônica para atender os edifícios onde
estão instalados os órgãos que compõem a Secretaria de Estado da Cultura – SECULT
(em quatorze unidades), conforme abaixo relacionado e os anexos I e II:

Ite Quant DISCRIMINAÇÃO


m
01 11 Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de Segunda a Domingo, envolvendo
monitoramento de câmeras e alarme para as seguintes Unidades: Sede
da Secult, Arquivo Histórico,Museu Zoroastro, Museu Pedro Ludovico
Teixeira, Teatro Goiânia, Teatro São Joaquim, Museu Ferroviário Pires do
Rio e Centro Culturais: Marieta Telles Machado, Martim Cererê,Octo
Marques, Gustav Ritter .
02 03 Cerca Elétrica, para as seguintes unidades: Museu Pedro Ludovico
Teixeira e Centros Cultural: Martim Cerere e Gustav Ritter
03 04 Posto de Vigilância Armada Noturno (Segunda a Domingo) envolvendo 02
vigilantes, em escala 12x36 para as seguintes unidades Teatro Goiânia, e
Centro Culturais Marieta Telles Machado, Martim Cerere e Gustav Ritter,
04 01 Posto de Vigilância Armada Diurno (Segunda a Domingo) envolvendo 02
vigilantes, em escala 12x36 para as seguintes unidades: Centro Cultural
Martim Cerere.
05 02 Posto de Vigilância Desarmada Diurno (Segunda a Domingo) envolvendo
02 vigilantes, em escala 12x36 para as seguintes unidades, Centro
Cultural Gustav Ritter e Teatro Goiânia

I - Integram este contrato, para todos os fins de direito,


independente de transcrição, os seguintes documentos: a Proposta da CONTRATADA, o
Edital do Pregão Eletrônico nº 029/2013, a Homologação do Secretário as fls. 882 e o
Processo n° 201300026001896.
II – O serviços referente ao “caput” desta cláusula, serão
prestados pela CONTRATADA e por seus prepostos tecnicamente qualificados e
devidamente credenciados ;
III – A coordenação, supervisão e fiscalização realizadas pela
CONTRATANTE, estão relacionadas exclusivamente à natureza dos serviços e ao seu
resultado;
IV - Em caso de divergência entre as condições mencionadas na
Proposta da CONTRATADA e as expressas neste contrato, prevalecerão as deste último;.

CLÁUSULA SEGUNDA - FONTES DE RECURSOS

Os recursos financeiros para pagamento do objeto deste contrato


são classificados da seguinte forma:
PROGRAMA e AÇÃO: 3101 04 122 4001 4001 – 03
FONTE: 00 – Receitas Ordinárias

CLÁUSULA TERCEIRA – PREÇOS


O preço do presente contrato é de R$ 2.281.397,76 (dois
milhões duzentos e oitenta um mil trezentos e noventa sete reais e setenta seis centavos)
I – Fica expressamente estabelecido que no preços ofertados
estão inclusos todas despesas que incidam ou venham a incidir, tais como, materiais,
equipamentos, fretes, impostos, taxas, encargos, enfim, todos os custos diretos e
indiretos necessários ao cumprimento do objeto ora licitado, de acordo com as
especificações e demais documentos da licitação e a Proposta da CONTRATADA;

CLAUSULA QUARTA – DAS ALTERAÇÕES


A CONTRATADA fica obrigada a aceitar nas mesmas condições
de sua proposta, acréscimos ou reduções até o limite de 25 % (vinte e cinco por cento) do
montante deste contrato.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
2
I - Tais acréscimos ou reduções decorrerão da necessidade de
aumentar ou diminuir o quantitativo de profissionais utilizados, visando à plena satisfação
do cumprimento do objeto, ocorrendo, portanto, somente mediante justificativa da
Secretaria de Estado da Cultura.

CLÁUSULA QUINTA- PRAZO


O Contrato terá vigência por 18 (dezoito ) meses contados a
partir da outorga do presente instrumento, podendo ser prorrogado de conformidade com
o inciso II, art. 57, Lei 8.666/93..
I – A Contratada se obriga a cumprir rigorosamente as
condições de execução estipulada neste Contrato. Os atrasos, quando admitido,
processar-se-á mediante termo por escrito dirigido à CONTRATANTE, precedida da
indispensável justificativa comercial, técnica e jurídica

CLÁUSULA SEXTA - DO REAJUSTE


I – Os preços poderão ser repactuados pelo percentual de
variação salarial resultante do Acordo, Convenção ou Dissídio Coletivo de Trabalho no
mês da categoria considerada.
II – Caberá à contratada a iniciativa e o encargo do cálculo
minucioso de cada repactuação a ser aprovada pela SECULT, juntando-se a respectiva
discriminação dos serviços e o memorial de cálculo com planilha de custos e formação de
preços, e demais documentos comprobatórios do aumento concedido a Categoria
Profissional correspondente a fim de comprovar o aumento salarial da Categoria.
III – A variação do valor contratual para fazer face à repactuação
de preços, conforme alínea “d”, inciso II, do art. 65 da Lei nº 8.666/93 será, se aplicável,
processada mediante a celebração de aditamento.
IV – A primeira repactuação só poderá ser requerida após o
prazo de um ano, contado a partir da data da assinatura do contrato. Nas repactuações
subseqüentes, o prazo de um ano será contado a partir da data dos efeitos financeiros da
ultima repactuação

CLÁUSULA SETIMA – DA DESCRIÇÃODO SERVIÇOS


1º- DE VIGILÂNCIA ARMADO-DESARMADA
I- Fazer rondas internas e externas do edifício durante o dia e
noite;
II-Comunicar imediatamente a Gerência de Administração da
SECULT, bem como ao responsável pelo Posto, qualquer anormalidade verificada,
inclusive de ordem funcional, para que sejam adotadas as providências de regularização
necessária;
III- Controlar entrada e saída de pessoas nos edifícios fora do
horário normal de expediente, conferindo listagem de funcionários que tem livre acesso ao
local;
IV- Dar segurança aos funcionários durante o horário do
expediente;

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
3
V- Possibilitar o máximo de segurança possível contra
roubo/furto e sabotagens em materiais, equipamentos, veículos e outros;
VI- Fiscalizar saídas de objetos e equipamentos dos edifícios;
Controlar o sistema de alarme dos edifícios ativando-os e desativando-os;
VII- Manter constante verificação de entrada e saída de público e
contribuintes nos diversos setores destes edifícios durante o período diurno e noturno;
VIII- Restringir a circulação de pessoas alheias ao serviço em
edifícios de serviços internos, sem a circulação de público ou contribuintes;
IX- Conferir listagem de funcionários que tem livre acesso ao
edifício a qualquer hora, dentro ou fora do horário de expediente;
X- Não permitir o ingresso de vendedores ambulantes e
assemelhados às instalações, bem como todas as atividades comerciais;
XI- Recolher qualquer objeto encontrado nas dependências dos
edifícios e entregá-lo ao setor competente;
XII- Manter seus equipamentos de trabalho e armamento em
perfeitas condições de uso;
XIII- Seguir os horários fixados na escala de trabalho pelo setor
competente, baseada nos postos de vigilância estabelecidos;
IXV- Manter afixado no posto, em local visível, o número de
telefone da Delegacia de Polícia da Região, do Corpo de Bombeiros, da Central Elétrica,
da SANEAGO, dos técnicos responsáveis pela assistência técnica e dos responsáveis
pela administração do prédio;
XV- Observar a movimentação de indivíduos suspeitos nas
imediações do posto, adotando as medidas de segurança para evitar qualquer
eventualidade anormal;
XVI- Permitir o ingresso nas dependências internas somente de
pessoas previamente identificadas e autorizadas;
XVII- Comunicar ao responsável e registrar em Livro de Registro
de Ocorrências da unidade todo acontecimento irregular e que atente contra a segurança
dos postos de trabalho;
XVIII- Colaborar com as polícias civil e militar nas ocorrências de
ordem policial dentro das instalações dos postos de trabalho, facilitando, o melhor
possível, a atuação daquelas, inclusive na indicação de testemunhas presenciais de
eventual acontecimento;
XIX- O vigilante deverá manter-se no posto, não devendo se
afastar de seus afazeres, principalmente para atender chamados e cumprir tarefas
solicitadas por terceiros não autorizados;
XX- A arma deverá ser utilizada somente em defesa própria ou
de terceiros e na guarda do patrimônio, depois de esgotados todos os meios para solução
eventual do problema.
XXI- Executar os serviços de vigilância armado-desarmada.

2º DA VIGILANCIA ELETRÔNICA E DO SEGURO


I- Instalação e manutenção do sistema de vigilância eletrônica
(CFTV e alarme) nos postos e nos horários pré-fixados pela Administração, se
responsabilizando pela segurança integral do posto.
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
4
II- Sempre que houver sinistro de qualquer natureza, comunicar
imediatamente a CONTRATANTE.
III- Em caso de arrombamento ou invasão de unidades através
do seu apoio tático, deverá deslocar-se imediatamente até o local, acionando o órgão
policial competente, se for o caso, adotando todas as providências necessárias, inclusive
disponibilizando vigilante até que o problema seja solucionado, sem ônus adicional para a
SECULT-GO;
IV- Instalação, manutenção e monitoramento da ativação e
desativação do sistema de alarme quando efetuado por servidor previamente habilitado.
V- Instalação, manutenção e monitoramento o acionamento do
sistema nos horários pré-estabelecidos, verificando as razões de possíveis não
acionamentos, corrigindo de imediato as falhas detectadas.
VI- Em razão de eventuais alterações estruturais nas unidades,
poderá haver modificações nos locais de prestação dos serviços de que trata o presente
Termo, caso em que a Contratada será notificada a promover as mudanças necessárias,
sem ônus para o CONTRATANTE.
VII- Em virtude do monitoramento em tempo real a contratada
deverá disponibilizar, rede de dados via internet, inclusive disponibilizando a mesma para
uso das próprias unidades.
VIII- REALIZAR O “BACK UP” MENSAL DAS IMAGENS DA
REDE DE CFTV EM DVD E REPASSAR A CONTRATANTE PARA ARQUIVAMENTO,
SENDO CONDICIONANTE PARA A LIBERAÇÃO DO PAGAMENTO DAS FATURAS
MENSAIS.
IX- Os serviços para implantação do SICPP a serem executados
compreenderão a realização de relatório de Análise de Riscos para cada local
trimestralmente, indicando para o administrador onde podem ocorrer perdas patrimoniais
e treinamento dos usuários para evitar ações que possam ocasionar perdas para o órgão,
através de:
X- Manutenção e gerenciamento, com inteira
responsabilidade da contratada, de sistemas de segurança eletrônica nos imóveis
descritos no item 3.1, 24 (vinte e quatro) horas diárias, de segunda-feira a domingo,
incluindo feriados.
O sistema deverá apresentar, no mínimo, os seguintes
recursos:
a) Checagem integral em horários programáveis das centrais de
controle responsáveis pela monitoração dos sensores de alarme;
b) Identificação de panes e/ou sabotagens;
c) Programação dinâmica com variáveis de programação e
reprogramação automática por linha telefônica comum;
d) Possuir flexibilidade de horários sem interferência de operador
da central caracterizando a ativação e desativação automática;
e) Permitir verificação de status com várias rotinas de
programação distintas, em caso de suspeitas de sabotagem ou adulteração de
programação original.
XI- Durante a execução do contrato, a contratada deverá:
a) Monitorar o sistema e registrar todas as ocorrências em sua
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
5
base de dados e emitir relatórios mensais a ser entregue à Administração;

b) Fornecer senha, com explícita autorização da Administração,


aos usuários designados para ativar e desativar o sistema de segurança;
c) Manter o sistema interligado com a central da contratada para
qualquer ocorrência;
XII- Em caso de acionamento do alarme, sem se tratar de
simulação ou de autorizações prévias das pessoas habilitadas, a empresa adotará as
seguintes medidas na ordem que se segue:
a. Deslocar viatura da empresa para verificar no local o motivo
do acionamento do alarme;
b. Verificada a invasão, ou mesmo de tentativa de invasão do
imóvel por pessoa(s) não autorizada(s), comunicar a Polícia Militar, detalhando o ocorrido;
c. Acionar a Delegacia de Polícia Civil mais próxima do local de
ocorrência;
d. No caso de incêndio acionar, imediatamente, o Corpo de
Bombeiros Militar do Estado de Goiás.
XIII- Quando o acionamento do alarme ocorrer por simulação
ou através de pessoas habilitadas, a contratada deverá solicitar a identificação do
responsável, através da senha, e comunicará imediatamente ao fiscal do contrato ou a um
dos responsáveis pelo patrimônio, conforme relação a ser fornecida pela Administração.
XIV- Após assinatura do contrato a contratante deverá
contratar apólice de seguro com limite de prêmio no valor de R$15.000,00 (Quinze mil
reais) contra arrombamentos, R$20.000,00 (vinte mil reais) contra roubos e incêndio,
sob pena de absorver os prejuízos ocasionados até os limites acima estipulados

CLÁUSULA OITAVA– DOS EQUIPAMENTOS E ACESSORIOS


DA VIGILANCIA SANITARIA
I- A empresa contratada fica obrigada a instalar nas unidades
desta Secretaria, a quantidade mínima de equipamentos e acessórios, relacionados no
Anexo II, e a realizar a atualização tecnológica sempre que houver disponível no
mercado.
II- Os equipamentos a serem instalados serão fornecidos em
regime de comodato, em atendimento a portaria nº 3.233/2012, portaria 17, § 2º.

CLÁUSULA NONA – RESPONSABILIDADES DA


CONTRATANTE
Além das obrigações resultantes da observância das Leis n.º
8.666/93 e n.º 17.928/12, são obrigações da CONTRATANTE:
I. retirada do local, bem como a substituição de empregado da
contratada que estiver sem uniforme ou crachá, que embaraçar ou dificultar a fiscalização
ou cuja permanência Exercer a fiscalização dos serviços por servidores especialmente
designados, na forma prevista pela Lei 8666/93;
II. Definir os horários e escalas de trabalho para os postos
especificados;
III.Disponibilizar instalações sanitárias;
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
6
IV. Não obstante a contratada seja a única e exclusiva
responsável pela execução de todos os serviços, a SECULT se reserva no direito de, sem
que de qualquer forma restrinja a plenitude desta responsabilidade, exercer a mais ampla
e completa fiscalização sobre os serviços, diretamente ou por meio de preposto
designado, podendo para isso solicitar a imediata na área, a seu exclusivo critério, julgar
inconveniente.
V- Efetuar o pagamento até o vigésimo dia após o recebimento
da nota fiscal, observando a regularidade fiscal da empresa

CLÁUSULA DECIMA – RESPONSABILIDADES E


OBRIGAÇÃO DA CONTRATADA
É obrigação da CONTRATADA executar o objeto, obedecendo
às especificações, itens, subitens, elementos e instruções fornecidas pela
CONTRATANTE e condições gerais específicas do processo nº 201200026001896 e da
Proposta da CONTRATADA, e ainda:
I- Fornecer todo material necessário e compatível à mão-
de-obra envolvida conforme descrição abaixo e de acordo com o disposto no respectivo
Acordo, Convenção ou Dissídio Coletivo de Trabalho mais recente: calças; camisas; cinto;
quepe ou boné; jaqueta de frio ou japona; capa de chuva; crachá; revolver calibre 38;
cinto com coldre e baleiro; munição calibre 38; cacetete e porta cacetete; apito; lanterna e
pilhas.
II- Comprovar a formação técnica específica da mão de obra
oferecida, com certificado de Curso de Formação de Vigilantes, expedidos por Instituições
devidamente habilitadas e reconhecidas;
III- Selecionar e preparar rigorosamente os empregados que irão
prestar o serviço, encaminhando elementos portadores de atestados de boa conduta e
demais referencias, tendo funções profissionais legalmente registradas em suas carteiras
de trabalho;
IV- Apresentar atestado de antecedentes civil e criminal de toda
a mão de obra que irá atuar nos postos;
V- Implantar a mão de obra devidamente equipada em até 10
(dez) dias, contados a partir da publicação do extrato do contrato no jornal Diário Oficial
do Estado de Goiás, nos horários fixados na escala de trabalho definida pelo setor
competente;
VI- Responsabilizar-se integralmente pelos serviços contratados,
nos termos da legislação vigente;
VII- Manter disciplina nos locais de serviços, retirando no
prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas após notificação, qualquer empregado
considerado com conduta inconveniente pela Administração;
VIII- Manter seu pessoal uniformizado, identificado através de
crachás, com fotografia recente, e provido de equipamentos e materiais;
IX- Submeter-se à fiscalização da SECULT, através do
Gestor do Contrato ou alguém indicado por ele, que acompanhará a execução dos
serviços, orientando, fiscalizando e intervindo ao seu exclusivo interesse, com a finalidade
de garantir o exato cumprimento das condições pactuadas;

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
7
X- Apresentar sempre que solicitado pelo gestor do
contrato, a relação das armas e cópias autenticadas dos respectivos registros das armas
que serão utilizadas pelos vigilantes nos postos;
XI- Fornecer as armas, munições e respectivos acessórios
aos vigilantes no momento que assumir o posto;
XII- Prever toda a mão de obra necessária para garantir a
boa execução dos serviços;
XIII- Efetuar em caráter imediato, a reposição dos vigilantes,
não sendo permitida a prorrogação da jornada de trabalho;
XIV- Manter disponibilidade de pessoal dentro dos padrões
desejados, para atender eventuais remanejamentos solicitados pela SECULT,
XV- Responsabilizar-se pelo cumprimento das normas
disciplinares determinadas pela SECULT por parte de seus empregados;
XVI- Assumir todas as responsabilidades e tomar as
medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados acidentados ou com mal
súbito, por meio de seus encarregados;
XVII- Cumprir, além dos postulados legais vigentes no
âmbito federal, estadual e municipal, as normas de segurança da SECULT;
XVIII- Instruir os seus empregados quanto à prevenção
de incêndios nos edifícios e áreas comuns externas nos postos de trabalho;
XIX- Responsabilizar-se por quaisquer danos e
prejuízos pessoais ou materiais causados por seus empregados, quando em serviço, ao
patrimônio da SECULT ou a terceiros, sendo por ação ou omissão dos mesmos no
desempenho de suas atividades;
XX- Assumir todas as responsabilidades e ônus, no que se
referem aos seus empregados, tais como: salários, encargos sociais, assistência médica,
seguros, auxílios transporte e alimentação, impostos e demais obrigações trabalhistas,
ficando a SECULT isenta de qualquer despesa desse tipo;
XXI- Coordenar e supervisionar os serviços prestados
pelos seus empregados devendo inspecionar os postos no mínimo 01 (uma) vez por
semana em horários alternados;
XXII- Cumprir, além dos postulados legais vigentes no
âmbito federal, estadual e municipal, as normas de segurança da SECULT;
XXIII- Atender a SECULTJ imediatamente quanto a
solicitações de substituição de mão de obra, considerada inadequada para a prestação do
serviço ou qualquer outro fator relevante, bem como impedir que a mão de obra que
cometer falta disciplinar, qualificada como natureza grave, seja mantida ou retorne ao
posto;
XXIV- Manter a regularidade fiscal com as receitas
federal, estadual e municipal, bem como os encargos previdenciários e trabalhistas;
XXV- Demais obrigações e responsabilidades previstas
pela Lei 8666/93 e demais legislações pertinentes, mantendo durante a vigência do
contrato todas as condições acima descritas.
XXVI- A contratada devera apresentar juntamente
com a primeira fatura, o projeto de instalação e memorial descritivo, bem como a

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
8
relação dos equipamentos do monitoramento de câmeras e alarmes , sendo
condicionante para liberação do pagamento.
a) Realização de relatório de Análise de Riscos para cada
local semestralmente, indicando para o administrador onde podem ocorrer perdas
patrimoniais;
b) Treinamento dos usuários para evitar ações que possam
ocasionar perdas para o órgão;
c) Instalação dos equipamentos indicados na análise de
risco: Sistemas de Alarmes e Circuito Fechado de TV em regime de locação dos
equipamentos;
d) Monitoramento e Pronto Atendimento do Sistema de
Segurança;
e) Manutenção preventiva mensal nos equipamentos de
segurança eletrônica;
f) Disponibilização de apoio técnico/operacional de uso ao
SICPP para atendimento da Secretaria de Cultura em suas diversas unidades, com
sistema de rádio comunicação e rastreamento e um fiscal de alarmes;
g) Contratação de seguro patrimonial contra roubos e
incêndio com cobertura indicadas no item anterior.
h) Em caso de eventuais perdas, reposição do material em
no máximo 10 dias para não paralisar o funcionamento do órgão, ficando a Contratante
responsável do recebimento pela seguradora.
XXVII- A empresa contratada deverá se submeter às normas e
regras estabelecidas pela Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças via
Gerência de Administrativa da SECULT.

CLÁUSULA DECIMA PRIMEIRA - FISCALIZAÇÃO


A CONTRATANTE exercerá a fiscalização geral do objeto deste
contrato,através da Superintendência de Gestão Planejamento e Finanças,podendo, para
esse fim, designar prepostos, aos quais a CONTRATADA ficará obrigada a permitir e
facilitar, a qualquer tempo, a fiscalização do objeto, facultando-lhes o livre acesso a suas
empresas, depósitos e instalações, e áreas onde serão executados os serviços, bem
como a todos os registros e documentos pertinentes com o negócio ora contratado, sem
que essa fiscalização importe, a qualquer título, em responsabilidade por parte do
CONTRATANTE.
I - A fiscalização verificará o cumprimento das especificações e
aplicação dos métodos exigidos, bem como a quantidade e qualidade dos materiais
utilizados e aceitabilidade dos serviços.
II - Fica concordado que a fiscalização não terá nenhum poder
para eximir a CONTRATADA de qualquer obrigação prevista neste contrato.

CLÁUSULA DECIMA SEGUNDA - DA GARANTIA DE


EXECUÇÃO CONTRATUAL
A CONTRATADA prestou garantia no valor de R$ ___________
correspondente a 5% do valor do Contrato, na modalidade de
_______________________________________________________________________.
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
9
I - A CONTRATANTE fica autorizada a utilizar a garantia, para
corrigir imperfeições na execução do objeto deste Contrato ou para reparar danos
decorrentes da ação ou omissão da CONTRATADA ou de preposto seu ou, ainda, para
satisfazer qualquer obrigação resultante ou decorrente de suas ações ou omissões.
II - A autorização contida no parágrafo anterior é extensiva aos
casos de multas aplicadas, após esgotado o prazo recursal.
III - A CONTRATADA se obriga a repor, no prazo de 48
(quarenta e oito) horas, o valor da garantia que vier a ser utilizado pela CONTRATANTE.
IV - A garantia prestada será retida definitivamente,
integralmente ou pelo saldo que apresentar, no caso de rescisão por culpa da
CONTRATADA, sem prejuízo das penalidades cabíveis.
V - A garantia será restituída, automaticamente, ou por
solicitação, em até 60 (sessenta) dias, somente após o integral cumprimento de todas as
obrigações contratuais, inclusive recolhimento de multas e satisfação de prejuízos
causados à CONTRATANTE
VI – A garantia deverá ser prorrogada em caso de aditivo ao
contrato.

CLÁUSULA DECIMA TERCEIRA - PAGAMENTOS E


SUSTAÇÃO
Os pagamentos serão efetuados na Gerência de Planejamento
e Finanças da CONTRATANTE, em Goiânia-GO, obedecidas as seguintes condições:
a - Os pagamentos serão efetuados conforme prestação dos
serviços, em moeda corrente nacional, em até 20 (vigésimo) dias úteis após o
recebimento das notas fiscais devidamente atestadas pelo(s) Gestor(es) do contrato e
acompanhada(s) do “back up” das imagens da rede de CFTV nas extensões DAT, AVI ou
MPEG-4 gravadas em CD ou DVD para arquivamento, sendo condicionante a
apresentação deste “back up” para a liberação do pagamento das faturas mensais.
b - as notas fiscais relativas ao a prestação de serviços, terão
um prazo de 05 (cinco) dias úteis para conferência e aprovação, contado das datas das
suas protocolizações, e serão pagas mensalmente, no prazo de até 20 (vinte) dias úteis,
após o mês vencido.
I - A CONTRATADA deverá apresentar ao setor competente da
CONTRATANTE, por ocasião dos pagamentos, cópia autenticada dos seguintes
documentos:
a) – Prova de regularidade com a Fazenda Federal, Estadual e
Municipal, do domicílio ou da sede do licitante;
b) prova de regularidade perante a Fazenda Pública do Estado
de Goiás
b) – Prova de regularidade relativa à Seguridade Social e ao
Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS);
c) Certidão Negativa de Débito Trabalhista (CNDT)
II - O Estado pagará mensalmente a CONTRATADA, a
importância de R$ 126.744,32 (cento e vinte seis mil setecentos e quarenta quatro reais e
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
10
trinta dois centavos) até o 20º (vigésimo) dia útil após o vencimento, mediante a
apresentação de conta
III - Fica a CONTRATANTE autorizada a deduzir dos
pagamentos devidos à CONTRATADA, as importâncias correspondentes a todos os
valores de natureza trabalhista e tributária, encargos, indenizações, etc, na ocorrência de
condenação em processo judicial ou administrativo em que a CONTRATADA seja
sucumbente. A retenção será efetivada e mantida em favor da CONTRATANTE, até que a
CONTRATADA prove o cumprimento da obrigação, por ocasião da competente quitação
do débito.
IV - A CONTRATANTE poderá deduzir dos pagamentos
importâncias que, a qualquer título, lhe forem devidas pela CONTRATADA, no caso de
inadimplemento deste ou de outros contratos.
V - Poderá a CONTRATANTE sustar o pagamento de qualquer
nota fiscal, nos seguintes casos:
a - incoerência na execução do objeto, de responsabilidade da
CONTRATADA;
b - descumprimento das obrigações da CONTRATADA para com
terceiros, que possa, de qualquer forma, prejudicar a Secretaria da Cultura;
c - inadimplência de obrigações da CONTRATADA para com a
CONTRATANTE, que provenha da execução deste ou de outros contratos;

d - execução dos serviços, em desacordo com as condições


estabelecidas neste contrato;
e - erros, omissões ou vícios nas notas fiscais.

CLÁUSULA DECIMA QUARTA – SANÇÕES


Sem prejuízo das demais sanções legais cabíveis, pelo não
cumprimento dos compromissos acordados poderão ser aplicadas, a critério da SECULT,
as seguintes penalidades:
I- Aquele que, convocado dentro do prazo de validade de sua
proposta, nãocelebrar o contrato, deixar de entregar ou apresentar documentação falsa
exigidapara o certame, ensejar o retardamento da execução do seu objeto, não mantiver
a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de modo inidôneo ou
cometer fraude fiscal, garantido o direito à ampla defesa, ficará impedido de licitar e de
contratar com a Administração e será descredenciado do CADFOR, pelo prazo de até 05
(cinco) anos, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja
promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade sem
prejuízo das multas previstas nesse Edital e das demais cominações legais;
II- A inexecução contratual inclusive por atraso injustificado
na execução do contrato sujeitará o contratado, a multa de mora, de acordo com a
gravidade da infração, obedecidos os seguintes limites máximos:
a - 10% (dez por cento) sobre o valor da nota de empenho ou do
contrato, em caso de descumprimento total da obrigação, inclusive no de recusa do
adjudicatário em firmar o contrato, ou ainda na hipótese de negar-se a efetuar o reforço
da caução, dentro de 10 (dez) dias contados da data de sua convocação;
b - 0,3% (três décimos por cento) ao dia, até o trigésimo dia de
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
11
atraso, sobre o valor da parte do fornecimento ou serviço não realizado ou sobre a parte
da etapa do cronograma físico de obras não cumprido;
c - 0,7% (sete décimos por cento) sobre o valor da parte do
fornecimento ou serviço não realizado ou sobre a parte da etapa do cronograma físico de
obras não cumprido, por cada dia subseqüente ao trigésimo.
I - As multas serão descontadas "ex-ofício", de qualquer crédito
da CONTRATADA existente na Secretaria de Estado da Cultura, em favor desta última.
Na inexistência de créditos que respondam pelas multas, a CONTRATADA deverá
recolhê-las nos prazos que a CONTRATANTE determinar, sob pena de cobrança judicial.

CLÁUSULA DECIMA QUINTA – RESCISÃO


A inexecução total ou parcial deste contrato enseja a sua
rescisão, com as conseqüências contratuais e as previstas na Lei 8.666/93, reconhecidas
os direitos da CONTRATANTE, especialmente quanto a lucros cessantes e perdas e
danos.
I - À CONTRATANTE reserva-se o direito de rescindir ou
revogar, de pleno direito, este contrato, independentemente de interpelação judicial ou
extrajudicial, sem que caiba à CONTRATADA direito a indenização de qualquer espécie,
quando ocorrer:
a - falência, concordata ou dissolução da CONTRATADA;
b - inadimplência de qualquer cláusula e/ou condição deste
contrato, por parte da CONTRATADA;
c - subcontratação, cessão ou transferência do presente
contrato;
d - atraso, sem justificativa aceita pela CONTRATANTE, superior
a 05 (cinco) dias corridos, nos prazos estabelecidos para início, da execução do objeto;
e - o não recolhimento, nos prazos previstos, das multas
impostas à CONTRATADA;
f - o disposto no parágrafo primeiro da cláusula sexta deste
contrato;
g - descumprimento, pela CONTRATADA, das determinações da
fiscalização da CONTRATANTE;
h - caução ou utilização deste contrato para qualquer operação
financeira, sem a prévia e expressa autorização da CONTRATANTE;
i - outros, conforme previsto no art. 78 da Lei Federal n° 8.666,
de 21/06/93 e suas modificações.
II – A SECRETARIA DE STADO DA CULTURA poderá, também,
rescindir este contrato, independente dos motivos relacionados no "caput" e no parágrafo
primeiro desta cláusula, por sua conveniência exclusiva e/ou por mútuo acordo, mediante
aviso com 30 (trinta) dias de antecedência, desde que efetue os pagamentos do objeto
executado até a data da sua rescisão.
III - Se a CONTRATADA der causa à rescisão deste contrato
ficará sujeita às multas estipuladas na cláusula sexta, que será deduzida dos pagamentos
a que tiver direito a CONTRATADA, respondendo ainda por perdas e danos decorrentes
da rescisão contratual.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
12
CLÁUSULA DECIMA SEXTA - SUSPENSÃO DO
FORNECIMENTO
A CONTRATANTE poderá, em qualquer ocasião desde que com
pré-aviso de 15 (quinze) dias, suspender temporariamente, no todo ou em parte, a
execução do objeto deste contrato. Neste caso, serão acordados novos prazos para a sua
retomada e estudadas as implicações decorrentes desta interrupção.
I - Se a suspensão da execução vier a impor-se como definitiva,
este contrato será rescindido, na forma estabelecida no parágrafo segundo da sua
cláusula sétima.

CLÁUSULA DÉCIMA SETIMA - TRANSFERÊNCIA DO


CONTRATO
São vedadas a subcontratação, a cessão e a transferência
deste contrato, sob pena de sua rescisão de pleno direito, sujeita a CONTRATADA às
cominações nele previstas.

CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - DOCUMENTOS ANTERIORES


O presente contrato é o único instrumento legal e regulador da
execução do objeto e supervisão ora contratados, substituindo, de conseqüência, toda e
qualquer documentação anteriormente trocada entre a CONTRATANTE e a
CONTRATADA e que, direta ou indiretamente, contrarie as disposições dele constantes.
As despesas de registro deste contrato e de suas eventuais alterações, correrão por conta
da CONTRATADA.

CLÁUSULA DÉCIMA NONA- TAXAS E IMPOSTOS


Qualquer alteração, criação ou extinção de benefícios fiscais ou
de tributos (impostos, taxas ou encargos legais), de comprovada repercussão nos preços
ora contratados, impossibilitando a execução deste instrumento, facultará às partes a sua
revisão, para mais ou para menos, por mútuo e expresso acordo.

CLÁUSULA VIGESIMA – APRESENTAÇÃO DE


DOCUMENTOS.
O encaminhamento de cartas e documentos pela
CONTRATADA deverá ser efetuado através do Protocolo do setor responsável da
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA, não se considerando nenhuma outra forma
como prova de entrega.

CLÁUSULA VIGESIMA PRIMEIRA – FORO


A interpretação e aplicação dos termos contratuais, serão
regidas pelas leis brasileiras e o juízo da cidade de Goiânia, Estado de Goiás, terá
jurisdição e competência sobre qualquer controvérsia resultante deste contrato,
constituindo assim o foro de eleição, prevalecendo sobre qualquer outro, por mais
privilegiado que seja.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
13
E, por estarem assim justas e contratadas, assinam o presente,
por si e seus sucessores em 03 (três) vias iguais e rubricadas, para todos os fins de
direito, na presença das duas testemunhas abaixo.

GABINETE DO SECRETARIO DE ESTADO DA CULTURA


em Goiânia (GO), aos 19 dias do mês de maio de 2014.

____________________________ __________________________
Cleuler Barbosa das Neves Gilvane Felipe
Procurador Secretário

_______________________________
Luiz Derlane Gonçalves Farias
Procurador

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
14
ANEXO I

RELACÃO DAS UNIDADES E SERVIÇOS

R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
1 SEDE DA SECULT
Praça Ludovico Teixeira (Praça Cívica), 26, Setor Central.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
2 CENTRO CULTURAL MARIETA TELLES MACHADO
Praça Pedro Ludovico Teixeira (Praça Cívica) nº 02, Setor Central.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
Posto de Vigilância Armada Noturno (Segunda
a Domingo) envolvendo 02 vigilantes, em 01 9.580,25 9.580,25 172.444,50
escala 12x36
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
3 MUSEU ZOROASTRO ARTIAGA
Praça Pedro Ludovico Teixeira (Praça Civica) – Setor Central.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,50
monitoramento de câmeras e alarme.
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
4 MUSEU PEDRO LUDOVICO TEIXEIRA
Rua D. Gercina Borges Teixeira, Setor Central
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de 01 5.564,45 5.562,45 100.124,50
Segunda a Domingo, envolvendo
monitoramento de câmeras e alarme.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
15
Cerca Elétrica 01 792,80 792,80 14.270,40
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
POST de CADA R$ 18
DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
O TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
5 CENTRO CULTURAL MARTIM CERERÊ
Rua 94-A, Travessa Bezerra de Menezes, Setor Sul
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
Cerca Elétrica 01 792.80 792,80 14.270,40
Posto de Vigilância Armada Diurno (Segunda a
Domingo) envolvendo 02 vigilantes, em escala 01 8.343.69 8.343,69 150.186,42
12x36
Posto de Vigilância Armada Noturno (Segunda
a Domingo) envolvendo 02 vigilantes, em 01 9.580,25 9.580,25 172.444,50
escala 12x36
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
6 CENTRO CULTURAL OCTO MARQUES
Rua 04 c/07 Ed. Partenon Center – Centro – Sobreloja.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,00
monitoramento de câmeras e alarme.
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
7 CENTRO CULTURAL GUSTAV RITTER
Rua Marechal Deodoro da Fonseca – Praça da Matriz, Campinas – Goiânia -Go.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
Cerca Elétrica 01 792,80 792,80 14.270,40
Posto de Vigilância Desarmada Diurno
(Segunda a Domingo) envolvendo 02 01 8.257,14 8.257,14 150.624,52
vigilantes, em escala 12x36
Posto de Vigilância Armada Noturno (Segunda
a Domingo) envolvendo 02 vigilantes, em 01 9.580,25 9.580,25 172.444,50
escala 12x36
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT R$ UNIT. R$ GLOBAL R$ 18
de CADA MENSAL do MESES
TIPO de POSTO
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
16
SEVIÇO

8 TEATRO GOIÂNIA
Av. Tocantins com Rua 23 – Setor Central.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
Posto de Vigilância Desarmada Diurno
(Segunda a Domingo) envolvendo 02 01 8.257,14 8.257,14 148.628,52
vigilantes, em escala 12x36
Posto de Vigilância Armada Noturno (Segunda
a Domingo) envolvendo 02 vigilantes, em 01 9.580,25 9.580,25 172.444,50
escala 12x36
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
09 TEATRO SÃO JOAQUIM
Rua Moretti Foggia nº 17, Centro-Cidade de Goiás
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
10 MUSEU FERROVIÁRIO DE PIRES DO RIO
Avenida Coronel Lino Teixeira de Sampaio, s/n. – Cidade de Pires do Rio – Goiás.
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.
R$ UNIT.
R$ GLOBAL
de CADA R$ 18
POSTO DESCRIÇÃO dos SERVIÇOS QUANT MENSAL do
TIPO de MESES
POSTO
SEVIÇO
11 ARQUIVO HSITÓRICO
Rua Dona Gercina Borges Teixeira, 02 – Praça Pedro Ludovico Teixeira, Setor Central – Goiânia - GO
Posto de Vigilância Eletrônica 24hs de
Segunda a Domingo, envolvendo 01 5.562,45 5.562,45 100.124,10
monitoramento de câmeras e alarme.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
17
ANEXO II

DOS DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS:


DESCRIÇÃO DOS QUANTITATIVOS MÍNIMOS DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS:

DESCRIÇÃO POR LOCALIDADE


Item Equipamentos Quantidade
1 Stand alone 16 canais 480 fps x 480 fps 1
2 Rack para o servidor 1
3 No-break 1
4 Câmera infravermelha lente 4 a 9 mm 16
5 Cabo coaxial 1000
6 Cabo paralelo 700
7 Fonte alimentação 12 volts 2 A 16
8 Conectores Bnc 32
9 Kit Central de alarme 1
10 Caixa para Câmera externa 4
11 Sensor magnético 4
12 Sensor infravermelho 4
13 Kit fonte auxiliar 1
14 Comunicador GPRS 1

POR UNIDADE
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16 canais 2
Câmeras de Infra 15 metros 30
CENTRO CULTURAL MARIETA Fonte de 12 vlts 10 ampere 30
TELLES MACHADO Rack 19 8vs,570 mm de profundidade c/ régua de
energia 1
MAIS ARQUIVO HISTORICO
Nobreak 1
Monitor 1
Central de Alarme 1
Sensores 18
Bateria 18
Sirene 2

LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.


DVR de 16 canais 1
Câmeras Infra 15 metros 16
Rack 19 8vs,570 mm de profundidade c/ régua de 1
energia
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
18
Nobreak 1
Fonte de 12vlts 10 ampere 16
Monitor 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16. Canais 1
Câmeras Infra 15 mts 16
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
MUSEU PEDRO LUDOVICO energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 16
Monitor 1
Central de alarme 2
Sensores 20
Bateria 2
Sirene 2
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16 Canais 16
Câmeras Infra 15 mts 10
TEATRO MARTIN CERERRE Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 10
Monitor 1
1
Central de alarme
Sensores 10

Bateria 1
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16. Canais 1
Câmeras Infra 15 mts 16
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
TEATRO GOIÂNIA energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 16
Monitor 1
Central de alarme 2
Sensores 15
Bateria 1
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
GUSTAVO RITTER DVR de 16. Canais 2
Câmeras Infra 15 mts 32

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
19
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 32
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 15
Bateria 1
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16. Canais 3
Câmeras Infra 15 mts 16
CENTRO CULTURAL OCTO Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
MARQUES energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 16
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 15
Bateria 1
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16. Canais 1
Câmeras Infra 15 mts 8
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
SEDE DA SECULT energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 8
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 12
Bateria 1
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
MUSEU FERROVIÁRIO DE PIRES DVR de 16. Canais 1
DO RIO
Câmeras Infra 15 mts 16
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 16
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 12
Bateria 1

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
20
Sirene 1
LOCAL DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO QUANT.
DVR de 16. Canais 1
Câmeras Infra 15 mts 16
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
TEATRO SÃO JOAQUIM (GOIÁS) energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 16
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 12
Bateria 1
Sirene 1
Câmeras Infra 15 mts 8
Rack 19", 8U's,570mm de profundidade c/ régua de
energia e chave 1
Nobreak 1
Fonte de 12 vlts 10 ampere 8
Monitor 1
Central de alarme 1
Sensores 10
Bateria 1
Sirene 1

FICA A EMPRESA CONTRATADA OBRIGADA A REALIZAR A ATUALIZAÇÃO TECNOLÓGICA


SEMPRE QUE HOUVER UMA DISPONÍVEL NO MERCADO.

OS EQUIPAMENTOS A SEREM INSTALADOS SERÃO FORNECIDOS EM REGIME DE


COMODATO, EM ATENDIMENTO A PORTARIA N.º 3.233/2012, ARTIGO 17, §2º

ESPECIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS E DEMAIS ACESSÓRIOS

1 STAND ALONE 16 CANAIS 240 FPS X 240 FPS:


a. Sistemas de gravação digital com monitoramento de imagens digital 24 horas, com no mínimo 16
canais de vídeo, Algoritmo de compressão H.264, com capacidade para suportar no mínimo 8 HD (disco
rígido) de até 750GB;
b. Estação de monitoramento e gravação stand alone para até 16 canais de vídeo, base PC, com
mouse, pronto para monitoramento e gravação de imagens geradas pelas câmeras em rede operando
com câmeras analógicas/digitais e câmeras IP sobre rede TCP/IP.
c. Capacidade de processar exibição e gravação de imagens de 32 entradas canais de vídeo
simultaneamente, com exibição e gravação de pelo menos 960 fps;
d. Saída de vídeo compatível com conexão simultânea de até dois monitores LCD ou LED para
exibição de imagem em alta resolução;
e. Unidade central de Processamento, CPU, com processador Intel mínimo Processador: Intel Xeon
E5606;
f. Mínimo de memorai RAM 6GB DDR3-1333 Dual-Channel;
g. Dispositivo com capacidade inicial de armazenamento de no mínimo 4 TB, com capacidade com até 4
gavetas tipo SATA removíveis (hot swap);
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
21
h. Mínimo 4 canais de áudio; compressão AAC;
i. Sistema de armazenamento de imagens que não precise ser reinstalado na troca ou ampliação de
disco de armazenamento;

2- RACK PARA O SERVIDOR


a. O rack de equipamento a ser utilizado deverá ter as seguintes características básicas:
b. Confeccionado com estrutura em aço 1,5mm de espessura, soldada;
c. Possuir porta frontal embutida;
d. Deve possuir capacidade para acomodação do equipamento, com ventilação e chave para
trancamento;
Estrutura da armação em aço com no mínimo 1,5mm de espessura;
e. Deve possuir altura mínima de acordo com a necessidade local ou central, de até 44U;
f. Gabinete com ventilação e chave (trancamento) para acondicionamento dos equipamentos;

3- NO BREAK
a. Fonte de energia estável, com os seguintes requisitos mínimos:
b. Potência nominal mínima de 100KVA e fator de potência de no mínimo 0,70;
c. Proteção para subtensão, sobretensão, sobrecarga e curto-circuito;
d. Rendimento mínimo de 92% quando ligado à rede elétrica e de 86% quando funcionando no inversor;
e. Deve possuir o recurso de “DC-START” (partida mesmo sem energia).
f. Deve possuir tensão de saída estabilizada de 115V/220V;
g. Entrada/ conector para bateria auxiliar/adicional.
h. Possuir no mínimo 6 (seis) saídas (tomadas);
i. Bateria de no mínimo 7AH;
j. Tempo de acionamento de no máximo 1ms;
k. Porta de conexão serial RS232 ou similar;
l. Autonomia mínima 2h.

4- CÂMERA INFRAVERMELHA LENTE 4 A 9 MM


a. Câmera colorida pronta para uso;
b. Mínimo 520 TVL;
c. Grau de proteção mínimo IP66;
d. Caixa de proteção em: alumínio extrusado e anodisado, ABS de alta resistência ou aço inoxidável, em
tamanho suficiente para garantir espaço interno para instalar a câmera acompanhada pelas lentes,
conectores e fonte de alimentação;
e. Suporte em: alumínio extrusado e anodisado ou aço inoxidável;
f. Parafusos de fixação em aço inoxidável;
g. Pintura externa eletrostática para caixas e componentes em metal;
h. Protetor frontal em vidro com, no mínimo, 3mm de espessura;
i. Iris automática (autoriris);
j. Lente Varifocal: 4 - 9mm;
k. CCD 1/3 ou 1/4;
l. Mínimo 520 TVL;
m. Fonte de alimentação entrada 220 ou 127/220 automático, saída 12VDC/24VAC;

5- KITS CENTRAIS DE ALARME Neste termo são especificados componentes de tecnologia com fio
sendo, contudo admitido o uso e instalação de centrais e sensores de tecnologia sem fio que atendam a
mesma especificação técnica e funcionalidade exigidas para os componentes similares de uso com fio,
devendo, neste caso, serem fornecidos os aparelhos necessários para transmissão e recepção de sinais.

6 As centrais de gerenciamento local de alarmes devem ter as seguintes especificações técnicas, sendo
distinguidas segundo sua capacidade por quantidades de zonas (mínima) e partições, conforme descrito a
seguir.

7 As centrais ou painéis de alarme deverão ter as seguintes especificações mínimas comuns a qualquer
dos tipos, os quais deverão estar presentes no painel de alarme, nativo no painel ou em módulos
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
22
conectados:
a. Painel, com teclado, acionamento arme-desarme por controle remoto, entradas/módulos para
alarmes com fio e sem fio;
b. Teclado para interface com o painel para inserir programação, para no mínimo duas partições,
cadastrar usuários, arme, desarme, etc. deverá possuir indicação de no mínimo 32 zonas por LED ou
LCD, indicativo de status de arme, dormir, modo ficar (desarmado o sensoriamento par uma
determinada zona enquanto os demais permanecem ligados) e desarmado para cada partição;
c. Deverão possuir no mínimo 2 partições, entrada para no mínimo 8 zonas e ser expansível a no
mínimo 32 zonas;
d. Deverão monitoráveis; controladas a distância (no mínimo arme-desarme) à distância através de
linha telefônica ou comandos por mensagem de texto em SMS; atualizável via software compatível
com sistema Windows.
e. Caixa de acomodação e proteção dos equipamentos eletrônicos em pvc rígido, em alumínio ou
ferro com acabamento anodizado;
f. Fonte de alimentação entrada 127/220V AC automática com saída em 12, 24 ou 48 volts DC em
conformidade com a requerida para a central de alarme;
g. Sirene piezoelétrica com potência mínima 100 db a hum metro de altura interna para emissão de
alarme sonoro, com caixa de proteção.
h. Bateria selada de 12vDC 7AH;
i. Comunicação por linha telefônica fixa e por telefonia celular, para acionamento de números
telefônicos programáveis em caso de alarme, para no mínimo 04 números telefônicos programáveis;
j. Módulo GSM/GPRS, para chamada de acionamento por telefonia celular ou rádio com
funcionalidade para permitir utilização de uma segunda linha se a primeira falhar, entre linha
telefônica fixa e linha de celular GSM, de modo programável,
k. Deverá ter zonas programáveis tais como, instantânea, 24 horas audível ou não; seguidora nos
retardos de entrada e/ou saída e zona inteligente, isto é, que disponha de função de disparo do
sistema somente após o segundo sinal do sensor, dentro de um intervalo de tempo programado;

.8 Deverá possuir funcionalidade para permitir o desligamento momentâneo de uma zona para entrada ou
saída de usuários e rearme automático após determinado período, garantido que não se esqueça
desarmado todo o sistema, bem como permitir que determinada zona permaneça desligada (modo ficar)
enquanto as demais estejam ativas, permitindo que o sistema seja configurado e utilizado de modo que o
usuário possa adentrar e permanecer no interior do prédio (determinada zona de monitoramento) sem que
as demais áreas (zonas) tenham que ser também desligadas.
a. Deverá ter Saída individual para sirene, reconhecimento de tamper programável, aviso sonoro na
sirene de arme e desarme programável liga-desliga (on/off);
b. Aviso sonoro no teclado de problemas, programável liga-desliga (on/off);
c. Beep no tempo de entrada e/ou saída, programável liga-desliga (on/off);
d. Aviso sonoro de alarme no teclado programável liga-desliga (on/off);
e. Saídas programáveis por horário ou evento, como arme, desarme, abertura de zona e outros.
f. Auto alarme programável por horário ou por não detecção de qualquer sinal do sensoriamento em
um determinado intervalo de tempo também programável;
g. Arme-Desarme por controle remoto (keyswitch) com os necessários circuitos receptores,
programável total ou parcial;
h. Supervisão de corte de linha;
i. Interação remota total com painel, para realização de download/upload de programação, arme,
desarme e outras;
j. Registro de pelo menos 96 (noventa e seis) eventos com data e hora;
k. Mínimo de 2 saídas programáveis por evento;
l. Saída auxiliar (+);
m. Função para não travar o teclado em qualquer situação de alarme ou ao carregar a memória,
ficando o sistema pronto para armar independentemente do ultimo evento registrado na memória;
n. Funções de controle de acesso primário, embutidas para até 32 portas;
o. Deverá ser capaz de reiniciar automaticamente caso haja algum problema (função hard
watchdog).

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
23
9 De acordo com sua aplicabilidade, as centrais de monitoramento deverão atender aos seguintes requisitos
específicos:
12- CENTRAL DE ALARME 1 - Expansível até 32 zonas, 2 saídas programáveis, suporte a até
32 códigos de usuário, registro de 256 eventos de memória, 2 partições, suporte a múltiplos controles
remotos;

13- CENTRAL DE ALARME 2 - Expansível até 48 zonas, 4 partições, 4 saídas programáveis;


suporte para até 96 códigos de usuário; registro de 1024 eventos de memória, suporte para até 96
controles
14- CENTRAL DE ALARME 3 - Expansível até 92 zonas; 8 partições; mínimo 4 saídas
programáveis; suporte para mais de cem (100 ou mais) códigos de usuário; suporte para registro de
até 2048 eventos de memória e mais de cem (100 ou mais) controles remotos.

SENSOR MAGNETICO : Sensor do tipo embutir ou sobrepor, de abertura mínima de 20mm; de


montagem adesivada o parafusada.
SENSOR INFRAVERMELHO: Sensor de dupla tecnologia, com método detecção por infravermelho e
micro-ondas (IVP e MW), com função para evitar disparo de alarmes por animais de até 45 (quarenta e
cinco) quilos, proteção tamper (detecção de violação do invólucro) e proteção contra luz branca.

10 COMUNICADOR GPRS: Deve ser compatível com a central de monitoramento e o receptor na central
de monitoramento remoto; firmware atualizável; módulo discador com função de monitoramento de linha
telefônica; funcionalidade de envio de mensagem SMS de monitoramento via rede GSM usando formatos
diversos de envio; aceita pelo menos um chip telefônico de operadora convencional; configurável como
discador primário, discador de backup ou ambos; deve ter funcionalidade de discagem e envio de
mensagem de texto SMS para no mínimo 04 (quatro) números telefônicos programáveis; funciona integrado
a central de alarme; permite arme-desarme da central por mensagem SMS; compatível com módulo de
comunicação por voz. Este sistema deverá nos locais que tenha acesso a telefone celular ou internet,
enviar todos os eventos da central de alarme mesmo que a linha telefônica esteja cortada, além de enviar
auto-teste de transmissão e equipamento a cada 24 (vinte e quatro) hora. Todo custo de comunicação do
sistema de alarme deverá ser suportado pela contratada, sendo a contratante obrigada a disponibilizar uma
linha telefônica para conexão do sistema.

ESPECIFICAÇÕES ESTIMADAS PARA INSTALAÇÕES DE CERCA ELETRICA .


Local : Museu Pedro Ludovico
Quant. Descrição do Equipamento

01 Central de Shock acr 8 Plus

01 Baterias Seladas 12 vt

01 Sirenes 12v

05 Rolos de arame de aço 70mm

01 Hastes de aterramento

02 Cabo alta isolação 100mt

150 Hastes de 04 isoladores

100 Placas de advertência

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
24
Local : Centro Cultural Martin Cererê
Quant. Descrição do Equipamento

02 Central de Shock acr 8 Plus

02 Baterias Seladas 12 vt

02 Sirenes 12v

25 Rolos de arame de aço 70mm

04 Hastes de aterramento

05 Cabo alta isolação 100mt

280 Hastes de 04 isoladores

200 Placas de advertência

Local : Gustavo Ritter


Quant. Descrição do Equipamento

02 Central de Shock acr 8 Plus

02 Baterias Seladas 12 vt

02 Sirenes 12v

35 Rolos de arame de aço 70mm

06 Hastes de aterramento

10 Cabo alta isolação 100mt

300 Hastes de 04 isoladores

200 Placas de advertência

1- Monitor LCD 42”: Monitor para visualização imagens com as seguintes configurações mínimas:
 Tela de LCD ou LED de no mínimo 42” (quarenta e duas polegadas) de área de visualização;
 Suporte de parede ou mesa;
 Resolução 1920x1080 – HD a 60Hz e mínimo 16 milhões de cores;
 Contraste mínimo 100000:1;
 Ângulo de visão H:176º min, V:170º min;
 Brilho min 250 cd/m2;
 Tempo de resposta máximo 5ms;
 Interface de Áudio - Line In, Áudio - Line Out, RS-232 -9 pin D-Sub (DB-9);
 Interface de Vídeo 15 pin High-Density D-shell (VGA), Vídeo 4 pin mini-DIN (S-Video), Vídeo 5 x
BNC Separated Sync; Video BNC Componente Video, DVI, Vídeo HDMI duas; RCA Composite
Vídeo;
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
25
 Alimentação 220 ou 110/220VAC automático.

2- A CENTRAL DE MONITORAMENTO: A empresa, na sua Central de Monitoramento deverá contar


com:
 No-break estático;
 Moto-Gerador com autonomia de funcionamento de 8 horas, no mínimo.
 Gravador de voz
 Impressora
 Back-up de todos os equipamentos, de modo a garantir segurança funcional.
 Software de gerenciamento com capacidade disponibilizar consulta on-line para no mínimo 3 locais
diferentes.
 Software de gerenciamento com cadastro completo da setorização da dependência; dos nomes dos
usuários; endereço das dependências; telefones dos responsáveis, do órgão policial, da gerência
regional da unidade, do fax; horários de ativação e desativação automática das partições; controle de
horários de acesso conforme nível de senha dos usuários; emissão de relatórios para impressão.
 Segurança física com acesso restrito, através de clausura (eclusa),com portas de aço e monitoradas
por câmeras, com permissão de acesso apenas por funcionário da central, após a devida
identificação.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA


Comissão Permanente de Licitação _ Fone 3201-4625 – E-mail - agepelpregao@hotmail.com
Praça Cívica nº 2 – Centro CEP: 74.003-010 - Goiânia - GO
26

Você também pode gostar