Você está na página 1de 2

FICHA DE TRABALHO – LÍNGUA PORTUGUESA – 9º ANO

1. Ouve com atenção o seguinte poema e preenche os espaços em branco:

Ser poeta é ser mais_______, é ser _________


Do que os homens!__________ como quem beija!
É ser __________ e dar como quem seja
Rei do Reino de __________ e de Além _______!

É ter de mil desejos o ___________


E não saber _________ que se deseja!
É ter cá dentro um astro que ___________,
É ter _________ e asas de __________!

É ter _______, é ter sede de ________!


Por ________, as manhãs de oiro e de _________...
É condensar o __________ num só grito!

E é __________, assim, perdidamente...


É seres ________, e ________, e ______ em mim
E _________ cantando a toda a _______!
Florbela Espanca
2- Responde, agora, ao seguinte questionário:

2.1- Neste poema, o sujeito poético propõe-se definir o ofício de poeta. Para
tal, distingue este artista do homem comum. Aponta as características do
poeta.

2.2- Na primeira estrofe, o poeta é visto como um “mendigo” e como um


“Rei” ao mesmo tempo. Interpreta essas aproximações.

2.3- Explica o sentido dos versos: “É ter cá dentro um astro que flameja/ É
ter garras e asas de condor!”.

2.4- Os elementos “astro”, “garras” e “asas” apelam para um desejo muito


próprio dos poetas, segundo este texto – o desejo de superação, de
ultrapassar todos os limites. Justifica a afirmação.

2.5- Na tua opinião, as palavras foram bem escolhidas? Porquê?

2.6- Ao longo do poema encontras um verso que exprime de forma ainda


mais intensa esse desejo fundamental de algo para além dos limites do
humano, do visível e do conhecido. Identifica esse verso.

2.7- O sujeito poético afirma ainda que ser poeta “É condensar o mundo
num só grito!”.
2.7.1- Explica qual o sentido da expressão “condensar o mundo”.
2.7.2- O que representará a palavra “grito” no universo metafórico do
poema?
2.8- Na última estrofe do poema, podemos dizer que o ofício de poeta é
perspectivado de um ângulo mais pessoal. Porquê? Justifica com elementos
textuais.

2.9- O poema termina com a explicitação de uma atitude do poeta que nos
indica que este também se abre ao seu semelhante, ao exterior. Qual o
verbo utilizado para designar essa atitude? Justifica a sua utilização.

2.0- Quantas estrofes tem este poema? Classifica-as quanto ao número de


versos.

FUNCIONAMENTO DA LÍNGUA

1- Ao longo do texto de Florbela Espanca, predominam dois tempos


verbais: o infinitivo e o presente. Dá exemplos de um e de outro.
2- Em que grau se encontram os adjectivos “alto” e “maior” no primeiro
verso?
3- As palavras “cá”, “assim” e “perdidamente” pertencem à mesma
classe morfológica mas a subclasses diferentes. Identifica uma e
outras.

EXPRESSÃO ORAL

1- Prepara e realiza a leitura o poema da seguinte forma: