Você está na página 1de 4

ESTUDO DA SINTAXE

 SUJEITO: termo sobre o qual se faz uma declaração, termo que estabelece relação de
concordância com o verbo.

TIPOS DE SUJEITO:

1. SIMPLES: apresenta um só núcleo.


A menina comprou um vestido novo.
Carlos visitou a avó no hospital.

2. COMPOSTO: apresenta dois ou mais núcleos.


Ana e Maria compraram vestidos novos.
Carlos e seu irmão Paulo visitaram a avó no hospital.

3. OCULTO/DESINENCIAL OU ELÍPTICO: embora não venha explícito na frase, pode ser identificado
pela desinência verbal.
Viajarei amanhã.
Iremos à festa sábado?

4. INDETERMINADO: não pode ser identificado nem pelo contexto nem pela desinência verbal.
Atropelaram uma senhora na esquina. (verbo na 3ª pessoa plural)
Vive-se bem aqui. (verbo intransitivo + se)

ATENÇÃO!
VL, VI, VTI + se = indeterminação do sujeito. VTD + se = HÁ SUJEITO NA FRASE!
Precisa-se de muita ajuda. Contrata-se funcionário especializado.
Pensa-se em uma solução para a crise. Digitou-se a carta.
Luta-se constantemente contra a injustiça.

5. ORAÇÃO SEM SUJEITO: ocorre com verbos impessoais, que são sempre flexionados na 3ª pessoa do
singular (não há flexão nas demais pessoas do discurso).

 Verbo haver = existir


Havia pessoas descontentes na fila do banco.

 Verbo ser = tempo


É tarde. Era noite fechada quando sai.

 Fazer, ir, haver = tempo


Faz anos que trabalho aqui.
Há dias não vejo meus primos.
Vai para dez anos que moro aqui nessa cidade.

 Fenômenos naturais
Escureceu cedo hoje.
Faz calor a tarde toda!

ATITUDE DO SUJEITO EM RELAÇÃO AO PROCESSO VERBAL:

SUJEITO AGENTE > verbo na voz ativa SUJEITO AGENTE E PACIENTE > verbo na voz
A secretária digitou a carta. reflexiva
Cortei-me com a faca.
SUJEITO PACIENTE > verbo na voz passiva
A carta foi digitada pela secretária.
 PREDICADO: termo que contém uma declaração feita sobre o sujeito, “o que resta quando se
retira o sujeito da frase”.

PREDICAÇÃO VERBAL
Os verbos podem ser: intransitivos, transitivos ou de ligação.

Diego fez a lição.


Joana deu um presente a sua mãe.
O menino caiu da bicicleta.
A menina é bonita.

TIPOS DE PREDICADO
Verbal
Nominal
Verbo-nominal

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

 Oração Sindética (tem conjunção)

1) ADITIVA: (e, nem)

Maria estuda. (1) / Maria trabalha. (2)


Maria estuda /e trabalha. = oração coordenada sindética aditiva
José não estuda / nem trabalha. = oração coordena sindética aditiva.

2) ADVERSATIVA: (mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto)

A garota é estudiosa. (1) / A garota falta muito às aulas. (2)


A garota é estudiosa, / mas falta muito às aulas. = or. coord. sindética adversativa.

3) ALTERNATIVA: (ou... ou, ora... ora, quer... quer)

Estude mais / ou não será aprovado. = or. coord. sindética alternativa.


Ora estudava / ora trabalhava. = or. coord. sindética alternativa.

4) EXPLICATIVA: (que, pois, porque...)

Não saí de casa ontem à noite. (1) / Estava chovendo. (2)


Não saí de casa ontem à noite / porque estava chovendo. = or. coord. sindética explicativa
Falem baixo / que ele está dormindo. = or. coord. sindética explicativa

5) CONCLUSIVA: (logo, portanto, pois (depois do verbo), por isso, por conseguinte...)

Caí da bicicleta. (1)


Quebrei o braço. (2)
Não poderei participar do campeonato. (3)
Cai da bicicleta /e quebrei o braço, /portanto não poderei participar do campeonato. = or. coord.
sindética conclusiva.
Ele fará vestibular amanhã, / está, pois, muito agitado. = or. coord. sind. conclusiva.
PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

1) SUBJETIVA (função de sujeito)


 Oração principal = verbos constar, convir, importar, parecer acontecer... 3ª pessoa singular
Convém / a entrega do Trabalho de Recuperação na data prevista. = sujeito

Convém / que entregues o Trabalho de Recuperação na data prevista. = or. subordinada substantiva
subjetiva.

 Verbos de ligação + predicativo (É bom, É necessário...)


É importante / que todos prestem atenção. = or. sub. subst. subjetiva

 Verbos na voz passiva (Sabe-se, É sabido...)


Sabe-se / que as mudanças climáticas afetam diretamente a vida no planeta. = or. sub. subst.
subjetiva

2) OBJETIVA DIRETA (função de O.D)


Desejo-lhe / sucesso. = objeto direto

Desejo-lhe / que tenha sucesso. = or. sub. subst. objetiva direta

Peço / que saia. = or. sub. subst. objetiva direta.

3) OBJETIVA INDIRETA (função de O.I)


Preciso / de sua ajuda.= objeto direto

Preciso / de que me ajude. = or. sub. subst. objetiva indireta

A criança necessita / de que cuidemos bem dela. = or. sub. subst. objetiva indireta

4) COMPLETIVA NOMINAL (função de complemento nominal)


Estava certo / de sua vitória. = C.N.

Estava certo/ de que venceria. = or. sub. subst. completiva nominal

A criança tem necessidade / de que cuidemos bem dela. = or. sub. subst. completiva nominal

5) PREDICATIVA (função de predicativo)


O belo é / a vitória com honestidade. = predicativo do sujeito

O belo é / vencer com honestidade. = or. sub. subst. predicativa

A verdade é / que o povo está insatisfeito com o governo. = or. sub. subst. predicativa

6) APOSITIVA (função de aposto)


Desejo-lhe isto:/ sua felicidade. = aposto

Desejo-lhe isto: / que seja feliz. = or. sub. subst. apositiva

Quero pedir-lhe uma coisa: / que tenha paciência comigo. = or. sub. subst. apositiva
ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS

São classificadas em:

1) RESTRITIVAS
A água é um líquido / que não tem cor. = (que não tem cor = incolor)
Aluno / que estuda / vence na vida. (que estuda = estudioso)

2) EXPLICATIVAS
O Brasil, / quinto maior país do mundo em extensão territorial, / ocupa 47% do território da América
do Sul.

ANÁLISE SEMÂNTICA:

Os alunos / que fizeram trabalho / foram dispensados da prova. = or. sub. adj. restritiva
Os alunos, / que fizeram trabalho, / foram dispensados da prova. = or. sub. adj. explicativa

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

1) CAUSAL: (porque, visto que, uma vez que...)


As ruas estão alagadas / porque o rio transbordou.
Como o rio transbordou, / as ruas ficaram alagadas.

2) CONSECUTIVA: (tão que, tanto que, tamanho (a) que, de modo que, etc).
Choveu tanto / que o rio transbordou.
Sua ansiedade era tamanha / que ficou acordado a noite toda.

3) COMPARATIVA: (como, tal qual...)


Agia / como um louco (age).

4) CONCESSIVA: (embora, ainda que, mesmo que...)


Embora não concorde com você, / eu a apoiarei.

5) CONDICIONAL: (se, caso, desde que...)


Eu viajarei amanhã / desde que não chova.

6) CONFORMATIVA: (conforme, segundo, como...)


Eu fiz tudo / conforme você pediu.

7) PROPORCIONAL: (à proporção que, à medida que, quanto mais... mais (menos)...)


Quanto mais o tempo passa / mais bonita ela fica.
À medida que o tempo passa / ela fica mais bonita.

8) FINAL: (para que, a fim de que...)


Ela está estudando / para que seja aprovada num concurso.

9) TEMPORAL: (quando, desde que, sempre que, enquanto que, assim que...)
Quando cheguei em casa / não encontrei ninguém.
Ele está assim / desde que chegou.