Você está na página 1de 9

Português 4 – Prof.

ª Mara Gonçalves

CADAR 2015
Português 4

“Mesmo se as chances forem uma em um milhão, lembre-se há uma!”

MCA concursos - PAIXÃO PELO SEU FUTURO!

1
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

ESTUDO DOS PERÍODOS

TIPO CARACTERÍSTICAS
Orações sintaticamente independentes (nenhuma corresponde a função
Por coordenação
sintática de outra)

Por Orações sintaticamente dependentes (a subordinada equivale a uma


Subordinação função sintática da outra oração, chamada principal)

Por coordenação e
Onde estão presentes os dois tipos anteriores.
subordinação

 Orações coordenadas – são classificadas em assindéticas e sindéticas (aditivas, adversativas, alternativas,


conclusivas e explicativas).

Observação: As orações coordenadas sindéticas são introduzidas por conjunções coordenativas classificadas
como:
1) aditivas = e, nem, não só... mas também, não só.... como também, tampouco...(soma)
2) adversativas = mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante, entrementes, senão...
(oposição)
3) alternativas = ou, ora...ora, seja... seja, quer...quer, nem...nem, já...já...(alternância, opção)
4) explicativas = pois(antes do verbo), porque, que...
5) conclusiva = logo, portanto, pois (depois do verbo), por isso, então, assim, destarte...

 Orações subordinadas substantivas – são iniciadas por uma conjunção integrante QUE ou SE (=isso), possuem
oração principal incompleta e a oração subordinada substantiva é o termo que completa a oração principal para
formar sujeito + verbo = complemento. São classificadas em subjetivas, objetivas diretas, objetivas indiretas,
objetivas indiretas, completivas nominais, predicativas e apositivas.

Obs.: Só existem duas subordinadas substantivas preposicionadas; a objetiva indireta e a completiva nominal.

Observação:
As orações subordinadas substantivas podem ser introduzidas pelos seguintes conectivos:
a) conjunções integrantes que e se. (desenvolvidas)
b) pronome indefinido quem. (justapostas)
c) pronomes e advérbios interrogativos na chamada interrogação indireta (quem, qual, que, como, onde,
quando, por que, quanto, etc.) – justapostas.

Ex: Não sei se isto dará certo. (Objetiva direta)


Não gosto de que faças isto.(Objetiva indireta)
Quem procura acha. (subjetiva)
Ignoro quando ele chegará. (objetiva direta)
Eles querem saber por que o Fluminense não venceu. (objetiva direta)
Só exigia uma explicação: como se chegou àquela conclusão. (apositiva)

 as orações subordinadas substantivas podem aparecer reduzidas de infinitivo.


São reduzidas quando não apresentam o conectivo e seu verbo se encontra no infinitivo.

Ex: Basta ele pedir silêncio. = Basta que eles peçam silêncio. (subjetiva)
Mandei-a sentar. = Mandei que ela sentasse. (objetiva direta)
Viram-nas fechar a janela. = Viram que elas fecharam a janela. (objetiva direta)
Obrigou-o a chegar mais cedo. = Obrigou a que ele chegasse mais cedo. (objetiva indireta)

 Orações subordinadas adjetivas - são introduzidas pelo pronome relativo, termo anafórico que exerce todas
as funções sintáticas de um substantivo. As orações subordinadas adjetivas apresentam oração principal
completa. São classificadas como explicativas e restritivas. Essas orações às vezes são substituíveis por um
adjetivo e, geralmente, equivalem a um verdadeiro adjunto adnominal de um termo da oração principal.
2
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

Ex:
“Preso a canções
Entregue a paixões que nunca tiveram fim,
Vou me encontrar longe do meu lugar
Eu, caçador de mim”. (Sergio Magrão/Luiz Carlos Sá - “Caçador de Mim”)

Veja: A oração “que nunca tiveram fim” equivale ao adjetivo infinda, infindáveis, intermináveis, e funciona
como adjunto adnominal de paixões, que pertence à oração principal.

Identificação das orações adjetivas


 iniciadas pelo pronome relativo que e quem equivalentes a o qual e flexões.
 os pronomes relativos desempenham todas as funções sintáticas de um substantivo, pois são pronomes
substantivos.

QUE  pode vir ou não antecedido de preposição; desempenha diversas funções sintáticas.
O QUAL, A QUAL, OS QUAIS, AS QUAIS  valem, para estes pronomes, as mesmas observações formuladas para o
que.
QUEM  a exemplo do que, é reconhecido como pronome relativo quando equivale a o qual e flexões. É sempre
preposicionado e pode ter diversas funções sintáticas. Só se aplica a pessoas.
COMO  sendo pronome relativo, seu antecedente será sempre vocábulo do tipo meio, modo, maneira, jeito,
etc. Pode ser adjunto adverbial de modo ou meio.
CUJO e flexões  é pronome relativo que traduz normalmente a noção de posse. Na frase, aparece entre dois
substantivos e concorda com o segundo. Pode vir ou não antecedido de preposição, mas tem quase sempre a
função sintática de adjunto adnominal e raramente de complemento nominal.
ONDE  como pronome relativo, é equivalente a no qual e flexões. Sempre funcionará como adjunto adverbial.
QUANTO(S)  sem antecedente é sempre TUDO ou TODOS, respectivamente. Sua função é determinada da forma
como o fazemos para o que.

 Função sintática dos pronomes relativos


Os pronomes relativos têm sempre uma função sintática. Dessa forma, além de serem os conectivos de
uma oração subordinada adjetiva, eles são um termo dessa oração, sintaticamente analisável. Observe o
procedimento para encontrar a função sintática dos pronomes relativos.

a) separar a oração principal da oração subordinada adjetiva;


b) identificar na oração principal o substantivo a que o pronome relativo se refere;
c) substituir o pronome relativo por esse substantivo;
d) ignorar a oração principal;
e) analisar sintaticamente o substantivo que ocupou o lugar do pronome relativo;
f) a função sintática encontrada será, na verdade, a função sintática do pronome relativo.

Ex: A primeira pessoa que encontrei era turista.


Nesse exemplo, o pronome relativo que tem como antecedente pessoa. E se a palavra pessoa estivesse no lugar
do que teríamos “pessoas encontre” = “encontrei pessoas”. Pessoas seria objeto direto; logo, que é objeto
direto.

Tipos de orações adjetivas

1) Restritiva  restringe o conceito expresso pelo antecedente a que se refere. Não vem antecedida por vírgula.
Por serem restritivas, não podem ser retiradas do período, pois prejudicam a comunicação desejada.
Ex: Os homens [que tratam as mulheres como objetos] são todos machistas.
 A oração adjetiva é necessária, pois não se pretende dizer que os homens são todos machistas.

2) Explicativas  Fornece uma explicação sobre o termo antecedente. Vem sempre antecedida por vírgula. Por
ser explicativa, não é imprescindível para a compreensão da mensagem final.
Ex: Os homens, que são seres racionais, superam os animais.
 O significado pretendido não é alterado se retirarmos a oração adjetiva.

As orações subordinadas adjetivas podem também estar na forma reduzida – sem conectivo.
Ex: Pegou a panela com água fervendo e jogou o líquido na pia. (= que fervia)
Aquela mulher foi a primeira a chegar. (= que chegou)

3
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

Em casos excepcionais, há orações adjetivas não introduzias por pronomes relativos, mas por pronomes
indefinidos preposicionados. Elas indicam posse ou agente e, portanto, equivalem a adjuntos adnominais da
oração principal e, por isso são adjetivas.

Ex: A redação de quem ganhou foi lida na reunião. ( = do que ganhou) ou ( do ganhador)
Foi inesperada a reação de quem foi acusado. ( = do que foi acusado)

 Orações subordinadas adverbiais - são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas adverbiais que
dão nome às orações que introduzem. Apresentam oração principal completa e a oração adverbial é uma
circunstância da principal.

Ex: Não nos encontramos, visto que tinham saído. Visto que = porque  causal
Logo que cheguei, ele me olhou com admiração.
Logo que = quando  temporal

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS
(ligam duas orações, subordinando uma à outra)

Causais → que, pois, porque, como (início do período e igual a já que), visto como, desde que, porquanto, pois
que, visto que, já que, uma vez que, em razão /em virtude de que;
Comparativas→como,(mais/maior/menor/pior/melhor/menos) que/do que, (tal) qual/como, que nem, feito
(como, do mesmo modo que);
Concessivas → embora, conquanto, (ainda, apesar de, dado, mesmo, nem, posto, sem, por mais) que, visto que,
se bem que, em que pese;
Condicionais → caso, se, contanto que, salvo se, a menos que, sem que, desde que, exceto se, a não ser que,
uma vez que;
Conformativas → como, conforme, consoante, da mesma maneira que, segundo;
Consecutivas → (tão, tal, tamanho, tanto) que, de modo que, de sorte que, de forma que, de maneira que;
Finais → que, porque, para que, a fim de que;
Proporcionais → quanto (mais / menos / maior / menor/melhor/pior), à medida que, à proporção que, ao passo
que;
Temporais → apenas, enquanto, mal, quanto, logo que, assim que, desde que, sempre que, até que, depois que,
antes que.

 As orações subordinadas adverbiais podem ser reduzidas de infinitivo, gerúndio e particípio.


Ex: Por estar doente, não compareceu à aula. = já que = causa
Estudando com vontade, será aprovado. = se = condição
Querendo passar no concurso, estudou demais. = Porque queria = causa

EXERCÍCIOS – PARTE 1

Divida e classifique as orações substantivas dos períodos abaixo:

a) Fizeram a seguinte advertência: que o trabalho fosso secreto.


b) É possível que as provas sejam anuladas.
c) A boa notícia do dia seria que descobrissem a cura da AIDS.
d) Alguém lhe perguntou de onde vinha.
e) Ninguém soube se morrera de desgosto.
f) Inteirei-me de que ela havia mentido.
g) Queríamos saber onde estava o proprietário do veículo.
h) Foi permitido que se estacionasse na calçada.
i) Seria conveniente que a empresa contivesse os gastos.
j) Ninguém sabe quem são os assaltantes.
l) Compreende-se que o ponto da lição era difícil.
m) Estou convencido de que ninguém mais verá esse convite.
n) É obrigatório que se ande de camisa aqui dentro.
o) O necessário é que se tenha a quantia solicitada para a realização do evento.
p) É uma pena que não existisse transmissão direta de tevê naquela época.
q) Tenho dúvida de que você venha hoje.
r) Lembre-se de que todos somos pó.
s) Quando uma mulher não te ama cada dia mais, podes ficar certo de que ela te ama cada dia menos.
4
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

EXERCÍCIOS – PARTE 2

1. A opção em que a oração subordinada pode ser considerada adverbial condicional é:


a) Desde que o vi, me apaixonei.
b) Desde que tenho muito trabalho hoje, não poderei sair.
c) Permanecerei aqui, desde que você permaneça.
d) Diga-me se a proposta lhe interessa.
e) Falou sem que nos convencesse.

2. As orações subordinadas adverbiais assinaladas estão classificadas. assinale a alternativa cuja classificação
esteja errada:
a) “Nunca chegará ao fim por mais depressa que ande.” (oração subordinada adverbial concessiva)
b) “Era tal a serenidade da tarde que se percebia o sino de uma freguesia distante, dobrando a
finados.” (oração subordinada adverbial consecutiva).
c) Mesmo que faça calor, não poderemos nadar. (oração subordinada adverbial concessiva)
d) Ela era tão medrosa, que não saía de casa. (oração subordinada adverbial comparativa)
e) Se tudo correr bem, levar-te-ei à Europa. (oração subordinada adverbial condicional)

3. No período: "Era tal a serenidade da tarde, que se percebia o sino de uma freguesia distante, dobrando a
finados.", a segunda oração é:
a) subordinada adverbial causal
b) subordinada adverbial consecutiva
c) subordinada adverbial concessiva
d) subordinada adverbial comparativa
e) subordinada adverbial subjetiva

4. Assinale o período em que há oração subordinada adverbial consecutiva:


a) Diz-se que você não estuda. .
b) Falam que você não estuda.
c) Fala-se tanto que você não estuda.
d) Comeu tanto que ficou doente
e) Quando saíres, irei contigo.

5. Qual das orações subordinadas pode ser considerada adverbial causal?


a) Mesmo que partas antes, precisarei do resultado das provas.
b) Chegamos tão cedo, que o portão da faculdade ainda estava fechado.
c) Já que possuo pouco dinheiro tomarei apenas um lanche.
d) O público aplaudia euforicamente para que o circense bisasse o número.
e) Realizou os exercícios de acordo com as instruções.

6. No período - “E quanto mais andava mais tinha vontade”, ocorre ideia de proporção.
Assinale a opção em que tal ideia NÃO ocorre:
a) quanto mais leio este autor menos o entendo;
b) choveu tanto, que não pudemos sair;
c) à medida que corria o ano, o nosso trabalho era maior;
d) quanto menos vontade, mais negligência;
e) quanto mais se lê, mais se aprende.

7. Em: "O moço ficou tão emocionado que chorou", a segunda oração é subordinada adverbial:
a) comparativa;
b) proporcional;
c) consecutiva;
d) causal;
e) temporal.

8. Em: “ Ele planejou tudo segundo combinamos”, a segunda oração é uma subordinada adverbial:
a) final
b) concessiva
c) condicional
d) conformativa
e) temporal
5
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

9. A oração destacada no período: “ ... mesmo que eu juntasse, um por um, os cacos todos, nunca mais o espelho
seria como antes.” ( Lygia Fagundes Telles ) expressa um aspecto:
a) temporal
b) concessivo
c) causal
d) conformativo
e) condicional

10. Assinale a alternativa CORRETA quanto à classificação da oração adverbial, destacada no período abaixo:
“ Era tão pequena a cidade, que um grito ou gargalhada forte a atravessava de ponta a ponta.”
a) Subordinada adverbial causal
b) Subordinada adverbial final
c) Subordinada adverbial temporal
d) Subordinada adverbial consecutiva
e) Subordinada adverbial conformativa

11. Assinale a oração classificada corretamente.


a) Como diz o povo, tristezas não pagam dívidas. (subordinada adverbial comparativa)
b) Não serás bom advogado, sem que estudes muito. (subordinada adverbial consecutiva)
c) Cumprirei minhas tarefas mesmo que a oposição critique. (subordinada adverbial concessiva)
d) Quanto mais se tem, mais se deseja. (subordinada adverbial causal)
e) Aproximei-me a fim de que pudesse ouvi-la. (subordinada adverbial proporcional)

12. Numa das frases abaixo, não se encontra exemplo da conjunção anunciada. Assinale-a:
a) subordinativa concessiva -” Conquanto estivesse cansado, concordou em prosseguir”;
b) subordinativa condicional - “Digam o que quiserem contanto que não me ofendam”;
c) subordinativa temporal - “Mal anoiteceu, iniciou-se a festa com grande entusiasmo” ;
d) subordinativa final - “Saiu sem que ninguém percebesse”;
e) subordinativa causal - “Como estou doente, não comparecerei”.

13. As orações subordinadas adverbiais, exercem função de adjunto adverbial. Analise os períodos abaixo
identificando a circunstância de cada um. Em seguida assinale a opção CORRETA:
I. Só fui ter consciência disso, quando mais tarde percebi que poderia perder outro filho.
II. A reação da mãe foi tamanha que procurou recuperar o tempo perdido.
As orações em destaque são respectivamente:
a) Subordinada adverbial temporal e conformativa.
b) Subordinada adverbial causal e concessiva.
c) Subordinada adverbial temporal e consecutiva.
d) Subordinada adverbial causal e proporcional

14. "A reação do adversário foi tamanha que assustou o campeão". A oração em destaque é:
a) subordinada adverbial causal;
b) subordinada adverbial proporcional;
c) subordinada adverbial consecutiva;
d) subordinada adverbial concessiva;
e) subordinada adverbial comparativa.

GABARITO
Exercícios – Parte 1
a) apositiva g) objetiva direta n) subjetiva
b) subjetiva h) subjetiva o) predicativa
c) predicativa i) subjetiva p) subjetiva
d) objetiva direta j) objetiva direta q) completiva nominal
e) objetiva direta l) subjetiva r) objetiva indireta
f) objetiva indireta m) completiva nominal s) completiva nominal

Exercícios – Parte 2
1- C 2- D 3- B 4- D 5- C 6- B 7- C
8- D 9- B 10- D 11- C 12- C 13- C 14- C

6
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

EXERCÍCIOS – PARTE 3

I- Transforme os adjuntos adverbiais grifados em orações subordinadas adverbiais iniciadas por conjunções de
igual valor.
1) Aqueles graves acontecimentos surgiram inopinadamente.

2) O ladrão fugiu da prisão sem a resistência dos policiais.

3) Estudará Odontologia após a conclusão do curso de graduação.

4) Pelo sucesso da última noite, a festa se repetirá toda semana.

5) O aluno chegou com o início das aulas.

6) Gastaram-se muitas noites para a arrumação do apartamento.

II – Classifique as orações sublinhadas abaixo:


1) Urge que todos estudem de verdade.

2) Informou-se que as inscrições foram adiadas.

3) Não sabemos se eles vêm hoje.

4) O bom seria que ela mandasse notícias.

5) O sucesso depende de que trabalhes com afinco.

6) A pátria é onde se vive bem.

7) Ficou provado que a vida vale a pena.

8) Nós jamais haveríamos desobedecer a quem nos quer bem.

9) Que venham todos é preciso.

10) “Quem tudo quer tudo perde”.

7
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

III – Depois de classificar as orações adjetivas, analise sintaticamente o pronome relativo.

1) A pessoa por quem fui apaixonada foi embora do país.

2) A pessoa por quem fui assaltada está na cadeia.

3) O cargo para o qual estava indicado acabara de ser criado.

4) Tinha carinho pelas pessoas por quem era ajudado.

5) A casa onde morava será demolida em breve.

6) A raiva com que falava espantou a plateia.

7) Há pessoas que a gente nunca esquece.

8) Há pessoas de quem a gente nunca se esquece.

9) Falava dos casais que se amavam de verdade.

10) O hotel aonde fomos foi vendido ontem.


_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________

Parte II
1- Classifique os períodos, de acordo com o seguinte código:
a) simples
b) composto por coordenação
c) composto por subordinação
d) misto

1) ( ) Respeito o sossego alheio em qualquer hora da noite e do dia.


2) ( ) Proferindo o orador as palavras, a assembléia deu-lhe vivas.
3) ( ) Por causa do medo, não ficou só àquela hora da noite.
4) ( ) Sentou-se no tamborete, fincou os cotovelos nos joelhos, apoiou o queixo nas mãos e ficou olhando a
mãe, que chorava copiosamente.
5) ( ) Trabalha ou estuda a fim de agradar a Deus.
6) ( ) Após tua partida, deverão já ter passado verões e invernos.
7) ( ) Tal circunstância não obriga os amigos a efetuarem a devolução ou a pagarem mais caro.
8) ( ) A porta de um "dancing", homens conversavam, mulheres entravam e saíam, o porteiro espiava sonolento.

8
www.mcaconcursos.com
Português 4 – Prof.ª Mara Gonçalves

Classifique as orações coordenadas destacadas, marcando:


a) assindética d) sindética explicativa
b) sindética aditiva e) sindética conclusiva
c) sindética adversativa f) sindética alternativa

9) ( ) Sejamos rápidos, que já é tarde.


10) ( ) Estuda mais, ou não terás aprovação.
11) ( ) Já está escuro; vá, Pois, com cuidado.
12) ( ) Estudaram, entretanto poucos lograram aprovação.
13) ( ) Não só compareceu às provas como também justificou a ausência.
14) ( ) Pediu uma ajuda à professora, e logo se arrependeu.
15) ( ) Apressou-se, porém não chegou a tempo.
16) ( ) Estudamos, portanto não precisamos temer as provas.
17) ( ) Ou você estuda muito, ou acaba sendo reprovado.
18) ( ) Já é tarde, contarei, pois, apenas mais uma história.
19) ( ) Choveu muito; poucos, todavia, se molharam.
20) ( ) Chova ou faça sol, não tem tempo de ir à escola.
21) ( ) Esqueceu o dinheiro, então não pode comprar o presente.
22) ( ) Estuda, porquanto os concursos são muito concorridos.
23) ( ) Não somente a bondade é do homem, senão também da mulher.
24) ( ) Era um belo dia, contudo poucos banhistas nadavam.
25) ( ) Vá, traga o livro e volte depressa para a aula.

Classifique as subordinadas substantivas sublinhadas; de acordo como código:


a) apositiva b) objetiva direta c) predicativa
d) completiva nominal e) objetiva indireta f) subjetiva

26) ( ) O estudo e o tempo não me convenceram / de que as leis do cosmo sejam compatíveis com uma
suprema causa.
27) ( ) "Fabiano tinha a certeza / de que não se acabaria cedo".
28) ( ) Não penso / em que eles estejam dizendo mentiras para o pai
29) ( ) Quem avisa / amigo é.
30) ( ) A mulher objetou-lhe isto: / que não havia lugar em casa para mais um cachorro.
31) ( ) Não sou / quem você pensa.
32) ( ) Fui dizer a minha mãe / que a escrava é que o estragara.
33) ( ) Afirma-se / que não haverá aula amanhã.
34) ( ) "Logo correu / que havia chegado à terra um literato."(G. Ramos)
35) ( ) Para alguns a Pátria é / onde se está bem.

Classifique as subordinadas adverbiais sublinhadas, obedecendo ao código:


a) causal d) condicional g) final
b) comparativa e) conformativa h) proporcional
c) concessiva f) consecutiva i) temporal

36) ( ) Jeca era tão fraco / que, / guando ia lenhar, / vinha com um feixinho.
37) ( ) "Se madame não mudar seu penteado,/ seu marido mudará de madame".
38) ( ) Desde que ninguém se mexe, / temos que agir nós, cidadãos.
39) ( ) Mesmo que chova, / jamais adiaremos nossa viagem.
40) ( ) Caso te sintas intranqüilo, / toma uma aspirina rapidamente.
41) ( ) Sempre trabalhou / como um magnânimo asno de carreira.
42) ( ) Consoante opinam alguns, / fui feliz no meu primeiro encontro com ela.
43) ( ) Conquanto você discorde do meu parecer, / não titubeei em emiti-lo.
44) ( ) Logo após arrumar os móveis, / começou a preparar as refeições.
45) ( ) Cuida-te /para não te ocorrerem mais novas decepções nesta tua vida.
46) ( ) "Velho que sou, / apenas conheço as flores do meu tempo."
47) ( ) À medida que ouvia a voz do mestre, / crescia muito a sua fé.
48) ( ) Não conseguia escutar as aulas noturnas / porque vivia muito cansado.
49) ( ) Tão cansativo foi o trabalho / que desmaiei no leito conjugal.
50) ( ) Mesmo não trabalhando muito, / conseguiu economizar algum dinheiro.

9
www.mcaconcursos.com