Você está na página 1de 2

DETERMINAÇÃO DE HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO NO LEITE DE MAGNÉSIA

Volumetria de neutralização – volumetria de retorno


Neutralização de um ácido forte por uma base forte e por uma base fraca

REAGENTES: Solução de ácido clorídrico ~ 0,1 mol L-1, Solução de hidróxido


de sódio ~ 0,1 mol L-1, Indicador vermelho de metila

AMOSTRA ANALISADA: Leite de magnésia.

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Parte I - Análise da amostra de leite de magnésia

1. Numa balança analítica, colocar um béquer de 100 mL e proceder a tara


do mesmo.
2. Agitar bem a amostra de leite de magnésia e como o auxílio de um
conta-gotas medir 0,5 g(anotando até ± 0,1 mg) da amostra no béquer.
3. Transferir a amostra com 50 mL de água destilada, cuidadosamente,
para um erlenmeyer de 250 mL.
4. Adicionar exatamente 25 mL da solução de HCl padronizada na aula
anterior e 5 gotas do indicador vermelho de metila.
5. Tomar uma alíquota de aproximadamente 5mL da solução de NaOH e
proceder a rinsagem da bureta, descartando a solução logo em seguida.
6. Encher a bureta com a solução de NaOH, de modo a não haver bolhas
de ar na parte da bureta abaixo da torneira, e aferir o volume de solução
na marca do zero.
7. Colocar o erlenmeyer contendo a amostra de leite de magnésia, o
excesso de solução de HCl, a água destilada e o indicador vermelho de
metila embaixo da torneira da bureta, abrir lentamente a torneira da
mesma e gotejar a solução de NaOH.
8. Seguir com a adição da solução de NaOH até a viragem de cor do
indicador de vermelho para amarelo da solução contida no erlenmeyer.
Neste instante, fechar rapidamente a torneira da bureta, fazer a leitura
do volume de solução de NaOH gasto nas escalas da bureta e anotar.
9. Repetir a operação para mais uma massa de leite de magnésia (com
valor próximo ao utilizado anteriormente). Para cada massa de leite de
magnésia utilizada calcular a concentração de Mg(OH)2em termos de
porcentagem massa-massa (% m m-1)utilizando a equação:

Mg(OH)2 (% m m−1 )
MMMg(OH)2 (g mol−1 ) ∙ [MHCl (mol L−1 ) ∙ VHCl (L) − MNaOH (mol L−1 ) ∙ VNaOH (L)]
=
2 ∙ mamostra (g)
× 100

onde: MHCl = concentração da solução de HCl, MNaOH = concentração da


solução de NaOH,VNaOH = volume gasto de solução de NaOH (leitura da
bureta), VHCl = 10 mL, MMMg(OH)2 = 58,34 g mol−1 e mamostra = massa da
amostra.
10. Para cada massa de leite de magnésia utilizada calcular a concentração
de Mg(OH)2 e a partir destes dois valores de concentração obtidos
calcular o valor médio.

TRATAMENTO E DESCARTE DOS RESÍDUOS QUÍMICOS:


Na segunda parte o resíduo aquoso é constituído pelos íons Na +, Cl- e
por H3BO3 (ácido muito fraco) e indicador vermelho de metila (em concentração
muito baixa). Uma vez que o resíduo já está neutralizado, o mesmo pode ser
descartado diretamente na pia sob forte corrente de água.
Na terceira parte o resíduo aquoso é constituído pelos íons Na +e Cl- e
indicador fenolftaleína (em concentração muito baixa). Por também estar
neutralizado, o mesmo também pode ser descartado diretamente na pia sob
forte corrente de água.
Na quarta parte o resíduo aquoso é constituído pelos íons Na +, Mg2+ e
Cl- e indicador vermelho de metila (em concentração muito baixa). Assim como
na segunda e na terceira parte o mesmo já foi neutralizado durante a marcha
analítica, podendo ser descartado diretamente na pia sob forte corrente de
água.