Você está na página 1de 8

APÊNDICE

UNIDADE 1

Cálculo
Diferencial e
Integral IV
Apêndice
Gabaritos comentados com resposta-padrão

UNIDADE 1: Séries

Gabarito 1. Faça valer a pena - Seção 1.1

1. Alternativa correta: C.
Resposta comentada:
Temos que
N

å
n =1
n - n +1 = ( 1- 2 + ) ( 2- 3 + ) ( )
3 - 4 ++ n - n +1+ =

å
n =1
n - n + 1 = 1- n + 1 .

Então
¥

å
n =1
n - n + 1 = lim 1- n + 1 .
n ®¥

¥
Como o limite lim 1- n + 1 não é finito, a série
n ®¥
ån =1
n - n + 1 é divergente.

2. Alternativa correta: D.
Resposta comentada: A alternativa a) é falsa, pois lim an = 0
n ®¥

æ ö÷ æ ö÷ æ ö÷
ç
ç ÷÷ ç
ç ÷÷ ç
ç ÷÷
æ n ö÷ ç
çç n ÷÷ ç
çç 1 ÷÷ = ln çç ç 1 ÷÷ æ1ö
lim ln çç ÷ = lim ln = lim ln = ln çç ÷÷÷ = 0
n ®¥ çè n + 1ø÷ n®¥ çç æ 1 ö÷÷÷÷ n®¥ ççæ 1 ö÷÷÷÷ çç æ 1 ö÷÷÷÷ çè1ø
ç ç ç1+ ÷÷÷
çèçç n ççè1+ n ÷÷ø÷ø÷÷ çèççççè1+ n ÷÷øø÷÷÷ çèçç nlim ç
ç
®¥ è ÷
n øø÷
n
¥
(-1)
A alternativa b) é falsa. É verdade que a série å 5n + 2 é convergente
n =1
pelo teste de Leibniz.
n
(-1)
Contudo, nlim =0.
®¥ 5n + 2

¥ ¥
1
A alternativa c) é falsa, pois a série å2
n =1
-n

n =1 2n
é uma PG de razão

2 U1 - Séries
2-n
r, com r < 1, e, portanto, convergente. Como £ 2-n pelo teste da
n +1
¥
2-n
comparação, a série å n + 1 é convergente.
n =1
¥
1
A alternativa d) é verdadeira, pois sen3(n ) £ 13 e a série ån 3
n n n =1

é convergente porque é uma p-série com p ³ 1. Como a série


é absolutamente convergente, então ela é condicionalmente
convergente.
A alternativa e) é falsa, pois pelo teste da Integral p-séries com p < 1
são divergentes.

3. Alternativa correta: B.
Resposta comentada: Poderíamos obter a Série de MacLaurin da
função f ( x ) = 7 x 2 cos( x ) diretamente. Mas é mais simples determinarmos
a série de MacLaurin para o cos( x ) e depois multiplicarmos por 7x 2 .
A série de MacLaurin para f ( x ) = cos( x ) é
¥
f ( n ) (0) x2 x4 x6
( x - 0) = 1- + - +  .
n
cos( x ) = å
n =0 n! 2! 4! 6!
Para obtermos a série de MacLaurin para f ( x ) = 7 x 2 cos( x ) , basta
multiplicarmos a série de MacLaurin para f ( x ) = cos( x ) por 7x 2 :
7x 4 7x 6 7x8
7 x 2 cos( x ) = 7 x 2 - + - + .
2! 4! 6!

Gabarito 2. Faça valer a pena - Seção 1.2

1. Alternativa correta: C.
Resposta comentada: O gráfico da função dada é:

3 U1 - Séries
A extensão periódica par é dada pelo gráfico:

E a extensão periódica ímpar é dada pelo gráfico:

2. Alternativa correta: D.
Resposta comentada:
Como o período é 8, então teremos 2L = 8 e, daí, L = 4 . Os coeficientes
an serão dados pelas integrais:
1 L  np x  1 4  np x 
L ∫−L
an = f ( x ) cos  dx = ∫ f ( x ) cos  dx =
 L  4 −4  4 

1
 0  np x  4  np x   
= ∫ 0 ⋅ cos  dx + ∫ C ⋅ cos  dx 
=
4
 −4
  4  0  4   


C
 4  np x   
∫ cos  dx 
=
4

 0 
 4 
 


4
C  4  np x  
 sen    = 0, para n ≠ 0 .
4  np  4  0
C 4  0p x  C 4
Se n = 0 , teremos a0 =
4 ∫
0
cos 
 L 
dx =
4 ∫
0
dx = C .

Os coeficientes bn serão dados pelas integrais:


1 L  np x  1 4  np x 
bn =
L ∫− L
f ( x )sen 

 L 
dx = ∫ f ( x )sen 
 4 − 4  4 
dx =


1
 0  np x  4  np x     4
C  np x   
= ∫ 0 ⋅ sen  dx + ∫ C ⋅ sen  dx 
= 
∫ sen  dx 
=

4
 −4  4  0  4   
 4
 0
  4   

f1 ( x ) .

A Série de Fourier fica:


a0 ∞  np x   np x  C ∞
C  np x 
+ ∑ an cos   + bn sen  =
2
+∑ (1− cos (np )) sen  4  =
2 n =1
 L   L  n =1 np  

4 U1 - Séries
C 2C   px  1  3p x  1  5p x  
+ sen   + sen   + sen   +  .
2 p   4  3  4  5  4  

3. Alternativa correta: D.
Resposta comentada:
1 5 1 0 5  1 55 
Para f ( x ) dx = ∫  + x  dx + ∫  − x  dx = 0 .
5 ∫−5
a0 =
5 −5  2  5 0  2 

Os coeficientes an , n > 0 são dados por:


1 5  0 np x  1 55   np x 
an = ∫  + x  cos  dx + ∫  − x  cos  dx
5 −5  2   5  5 0  2   5 
0
 5   
  + x  sen  np x  
1   2   5   1 1 0  np x 
an =   − ∫ sen  dx +
5 np  5 np −5  5 
 
  −5
5
 5   
  − x  sen  np x  
1   2   5   1 1 5  np x 
+   − ∫ sen  dx =
5 np  5 np 0  5 
 
  0
0 5
  1 1   
− cos  np x  =
1 1 
= 0− − cos  np x  + 0 −
5 (np )2   5  5 (np )
2   5 
  −5  0

5 5 10
= 2 (1− cos (np )) + 2 (1− cos (np )) = 2 (1− cos (np ))
(np ) (np ) (np )
5


 + x, −5 ≤ x ≤ 0
2
Como f ( x ) = 
 é par, os coeficientes bn são
5
todos nulos.   − x, 0 ≤ x ≤ 5

2

Assim,

10  np x  20  p x  20  3p x  20  5p x 
f (x) = ∑ 2 (1− cos (np )) cos  5 
 = 2 cos 
p
+
 5  9p 2
cos  +
 5  25p 2
cos 
 5 
+
n =1 (np )

A título de ilustração, apresentamos a seguir os gráficos das


aproximações da Série de Fourier com n = 1, n = 3 e n = 5 .

5 U1 - Séries
Figura 1.14 | Gráfico com Série de Fourier n = 1

Fonte: elaborada pelo autor.

Figura 1.15 | Gráfico com Série de Fourier n = 3

Fonte: elaborada pelo autor.

Figura 1.16 | Gráfico com Série de Fourier n = 5

Fonte: elaborada pelo autor.

6 U1 - Séries
Gabarito 3. Faça valer a pena - Seção 1.3

1. Alternativa correta: C.
Resposta comentada:
∂u ∂ 2u
Em um Problema de Valor de Contorno =k 2
∂t ∂x
u ( x,0) = f ( x )

u (0, t ) = u (L, t ) = 0

A temperatura inicial da barra comparece na equação u ( x,0) = f ( x ) e o


comprimento da barra na equação u (0, t ) = u (L, t ) = 0 .
Para a letra (A), o problema associado é:
∂u ∂ 2u
=k 2
∂t ∂x
u ( x,0) = 30

u (0, t ) = u (120, t ) = 0 , correspondente ao item II.

Para a letra (B), o problema associado é:


∂u ∂ 2u
=k 2
∂t ∂x
u ( x,0) = 120

u (0, t ) = u (30, t ) = 0 , correspondente ao item III.

Para a letra (C), o problema associado é:


∂u ∂ 2u
=k 2
∂t ∂x
u ( x,0) = 40

u (0, t ) = u (80, t ) = 0 , correspondente ao item I.

E para a letra (D), o problema associado é:


∂u ∂ 2u
=k 2
∂t ∂x
u ( x,0) = 75

u (0, t ) = u (150, t ) = 0

2. Alternativa correta: D.
Resposta comentada: Neste problema temos L = 40 e f ( x ) = 120 .
Como o material da barra é o cobre, k = 114
, , a solução da equação

7 U1 - Séries
do calor com condições de contorno homogêneas é dada por:
∞ 40  np x 
u ( x, t ) = ∑c u ( x, t ) , em que cn = 2 ∫ 120sen   dx e
n =1
n n
40 0  40 
n 2 p 2t
,
−114  np x 
1600 sen 
un ( x, t ) = e , n
 = 1, 2, 3,... .
 40 

2 40  np x  40  np x  240
Então cn =
40 ∫ 0
120sen 
 40 
 dx = 6 ∫ 0
sen 
 40 
 dx =
np
(1− cos (np )) .
 480 ∞
, n ímpar
Logo, fica: cn =  np

. Finalmente, a solução u ( x, t ) = ∑c u n n ( x, t )
0, n par n =1

será dada por:


n 2 p 2t
∞ ∞ −114
,
480 1600  np x 
u ( x, t ) = ∑
n =13
, ,5,...
cn un ( x, t ) = ∑
n =13
, ,5,...
np
e sen 
 40 
.

3. Alternativa correta: A.
Resposta comentada: Este é um problema de equação do calor com
condições de contorno não homogêneas.
Utilizando a notação apresentada no texto-base, como u (0, t ) = 2, t > 0 e
u (6, t ) = 5, t > 0 , temos A = 2 e B = 5 e o comprimento da barra é L = 6 .

De u ( x, 0) = 2, 0 < x < 6 temos f ( x ) = 2 .


A solução do problema do calor com condições de contorno não
homogêneas é dada por
(5 − 2) 3 x
u ( x, t ) = v ( x, t ) + u * ( x, t ) , em que v ( x, t ) = 2 + x = 2+ x = 2+
6 6 2
∞ n2p2k
− t  np x 
e u * ( x, t ) = ∑c
n =1
n e L sen  

 L 
com os coeficientes cn dados por

L  6 
2 f ( x ) − A − (B − A) x  sen  np x  dx = 2  2 − 2 − (5 − 2) x  sen  np x  dx =
cn =
L ∫ 0

 L 

 L  6 ∫ 0

 6 

 6 

1 6  np x  6
=−
6 ∫
0
xsen 
 6 
 dx =
np
cos (np ) .

n2p 2k
x

6 cos (np ) − t  np x 
u ( x, t ) = v ( x, t ) + u * ( x, t ) = 2 +
2
+ ∑
n =1
np
e L sen 

 L 
.

8 U1 - Séries