Você está na página 1de 22

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM

Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007


barragens de perenização Nº Contrato:

INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTRUMENTOS NAS


BARRAGENS DE PERENIZAÇÃO

BARRAGEM DE BANANAL
BARRAGEM DE SALINAS
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A.


GERÊNCIA DE SEGURANÇA DE BARRAGENS E MANUTENÇÃO CIVIL – GA/SM
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

1. OBJETO

Instalação de piezômetro no saprolito, limpeza e teste de todos os piezômetros da


barragem de Bananal; Instalação de dois novos piezômetros na seção central da
barragem de Salinas.

2. FINALIDADE

Os piezômetros são instrumentos de grande importância para o monitoramento da


segurança de barragens, conseqüentemente suas leituras devem ser confiáveis.

A limpeza dos piezômetros da Barragem de Bananal tem por objetivo confirmar que
as leituras obtidas traduzem o real comportamento da estrutura; a instalação de um
novo piezômetro no saprolito é de fundamental importância para o conhecimento do
comportamento da barragem naquela seção, que vem apresentando cargas
piezométricas elevadas na fundação.

A instalação de dois novos piezômetros na seção central da Barragem de Salinas


tem o objetivo de medir a posição do nível piezométrico no tapete drenante, pouco a
jusante do filtro vertical, e possibilitará o cálculo do gradiente hidráulico, ainda
desconhecido, melhorando significativamente o monitoramento da estrutura.

Esta especificação tem por objetivo normalizar os serviços e indicar as normas e


processos de trabalho que devem ser observados na execução, apresentando
instruções, recomendações, diretrizes e demais exigências.

3. LOCALIZAÇÃO

Barragem de Bananal: Localizada no rio Bananal, no município de Salinas, MG. O


acesso ao local se dá por estrada não pavimentada em direção à localidade de Laje
Velha, num percurso de aproximadamente 30km a partir de Salinas.

Barragem de Salinas: Localizada no rio Salinas, no município de Salinas, MG. A


instalação dista 4km do centro da cidade de Salinas.

4. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

4.1 Primeiro Ensaio de Dissipação

Serão testados e limpos os dezesseis piezômetros do tipo Casagrande na barragem


Bananal. O serviço deverá seguir a seqüência abaixo:

 Proceder à leitura do nível d’água e da profundidade de cada instrumento.


Anotar os dados.

 Caso o instrumento esteja seco, promover a saturação do solo em torno do


bulbo drenante através da injeção de água por um período mínimo de 10
minutos. O acréscimo de coluna de água injetada não deve ultrapassar 40%
da profundidade do tubo.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

 Colocar, através de um funil, o volume de água L (especificado para cada


piezômetro na tabela abaixo) necessário para o ensaio utilizando uma
proveta graduada de modo que a sobrecarga não exceda 40% da
profundidade do piezômetro.

 Os valores constantes da coluna “Última Leitura” da tabela abaixo servem


apenas como orientação, devendo ser atualizados na data da execução do
serviço.

Cota Volume de
Data da Última Leitura Local de Comprimento Sobrecarga
Instrumento Piezômétrica Sobrecarga
Última Leitura (m) Instalação do Tubo (m) de 40% (m)
(m) (L)
Aterro
BNBTPC001 29/11/2006 11,61 587,000 14,870 5,948 0,757
compactado
Aterro
BNBTPC002 29/11/2006 24,980 576,15 25,742 10,297 1,310
Comp./Aluv.
Fund. Aluv/
BNBTPC003 28/6/2006 13,13 570,130 31,779 12,712 1,617
saprolito
Tapete
BNBTPC004 29/11/2006 18,000 576,170 24,483 9,793 1,246
drenante
Fund. Aluv/
BNBTPC005 29/11/2006 22,370 570,150 30,486 12,194 1,551
saprolito
Tapete
BNBTPC006 29/11/2006 15,020 576,600 15,240 6,096 0,776
drenante
Fund. Aluv/
BNBTPC007 29/11/2006 15,090 570,530 21,312 8,525 1,084
saprolito
Aterro
BNBTPC008 29/11/2006 11,600 587,50 14,434 5,774 0,734
compactado
Aterro
BNBTPC009 29/11/2006 21,820 578,24 23,69 9,476 1,206
compactado
Fundação
BNBTPC010 29/11/2006 20,730 571,08 30,794 12,318 1,567
saprolito
Tapete
BNBTPC011 29/11/2006 23,680 576,35 24,35 9,740 1,239
drenante
Fundação
BNBTPC012 29/11/2006 21,150 572,84 27,844 11,138 1,417
aluvião
Tapete
BNBTPC013 29/11/2006 15,080 576,10 15,871 6,348 0,808
drenante
Fundação
BNBTPC014 29/11/2006 12,090 570,73 21,217 8,487 1,080
saprolito
Aterro
BNBTPC015 29/11/2006 11,590 576,00 25,921 10,368 1,319
compactado
BNBTPC016 29/11/2006 21,090 578,45 Aluvião 23,061 9,224 1,173

 A água utilizada no teste deverá ser limpa e isenta de partículas sólidas em


suspensão. Se a água da barragem estiver contaminada não poderá ser
utilizada, devendo ser providenciado o transporte de água livre de impurezas
para a realização deste serviço.

 Imediatamente após a colocação da sobrecarga, executar as leituras das


profundidades do nível d’água no interior do tubo de leitura até a posição de
equilíbrio, nos seguintes intervalos de tempo: 30 segundos, 1, 2, 4, 6, 8, 15,
30 e 45 minutos, 1, 2, 4, 6 e 8 horas.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

 Considerar o ensaio concluído quando o nível d’água atingir a posição de


equilíbrio (leituras constantes com valor próximo à leitura executada antes do
teste) em 8 horas.

 Após o término do primeiro teste deverá ser feita uma circulação de água
dentro do tubo do piezômetro; utilizando uma mangueira com água corrente,
colocada próximo à célula piezométrica. A água deve ser lançada até que
comece a sair pelo topo do tubo. O tempo de circulação será o suficiente para
que sejam expelidos pelo topo dos tubos possíveis pequenos detritos que
possam estar presos nas paredes do tubo.

Observações:

 Caso o tempo do ensaio seja insuficiente para atingir o nível anterior,


prosseguir as leituras com 12, 24 e 48 horas, ou até que a fiscalização
autorize a interrupção do teste.

 Para aqueles PCs que não apresentarem dissipação alguma (ou muito lentos)
interromper o ensaio e providenciar sua limpeza, na tentativa de recuperá-lo.

 Nos piezômetros que apresentarem dissipação excessivamente rápida,


efetuar leituras em intervalos menores dos que os indicados acima até
atingirem o equilíbrio. Estes não terão necessidade de limpeza.

 As fichas ORIGINAIS preenchidas nos ensaios de dissipação deverão ser


passadas para a fiscalização da CEMIG GT, devendo também ser entregues
as fichas em meio magnético.

 A pressão utilizada para fazer a circulação de água não deve ser excessiva
para que não cause ruptura hidráulica.

 A circulação de água não deve ser feita nos piezômetros instalados no tapete
drenante. Naqueles que apresentarem dissipação excessivamente rápida e
naqueles em que a água demorar muito para sair pelo topo do tubo deve-se
interromper a circulação.

4.2 Limpeza dos Piezômetros

Para limpeza, proceder da seguinte forma:

 Injetar água (livre de impurezas) no tubo do piezômetro, utilizando uma


mangueira colocada próxima à célula piezométrica. Se a água da barragem
estiver contaminada não poderá ser utilizada devendo ser providenciado o
transporte de água livre de impurezas para a realização deste serviço.

 Com alguma ferramenta longa, varetar o interior tubo do piezômetro em toda


a sua extensão, da extremidade superior até o topo da célula, com o intuito de
remover toda a sujeira eventualmente depositada. Realizar essa operação
com cuidado para não danificar a célula do instrumento.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

 Continuar o processo até que a água injetada esteja saindo límpida pelo topo
do instrumento;

ATENÇÃO: A pressão da água injetada para a limpeza será a suficiente para a


retirada dos materiais em suspensão durante a limpeza, tomando o cuidado de não
se remover areia do interior da célula. A pressão máxima para cada instrumento será
determinada pela fiscalização da CEMIG GT no local da execução dos serviços.
Essa medida tem por fim eficientizar a limpeza e evitar o risco de ruptura hidráulica.

Após o fim da limpeza, aguardar que a água injetada dissipe para o interior do solo.

Caso não haja dissipação no período de 24 horas após a limpeza, a operação


deverá ser repetida.

4.3 Segundo Ensaio de Dissipação

Esse segundo ensaio tem como objetivo verificar a eficácia da limpeza ou


desobstrução executadas, portanto será executado exatamente como no primeiro
ensaio.

As fichas do segundo ensaio também deverão ser passadas para a fiscalização.

A contratada deverá apresentar todos os dados relativos à limpeza e testes dos


piezômetros Casagrande consolidados em um único documento em meio físico e
magnético.

Abaixo é apresentado o modelo da ficha que deve ser preenchida durante os


ensaios.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

INSTALAÇÃO: Barragem de Bananal


PIEZÔMETRO DE TUBO ABERTO
TEMPO DE RESPOSTA – ENSAIO DE RECUPERAÇÃO
Instrumento:
Data: Cotas Data: Cotas
Célula Topo Célula Topo

Hora Tempo Variação Cota Hora Tempo Variação Cota


Acumulado N.A. N.A. Acumulado N.A. N.A.
(m) (m)
30 segundos 30 segundos
1 minuto 1 minuto
2 minutos 2 minutos
4 minutos 4 minutos
6 minutos 6 minutos
8 minutos 8 minutos
15 minutos 15 minutos
30 minutos 30 minutos
45 minutos 45 minutos
1 hora 1 hora
2 horas 2 horas
4 horas 4 horas
6 horas 6 horas
8 horas 8 horas
12 horas 12 horas
24 horas 24 horas

Leitura antes do primeiro ensaio: Leitura antes do segundo ensaio:


Observações:

Responsável:
Data:

4.4 Instalação de Piezômetros Casagrande


ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

Serão instalados três piezômetros tipo Casagrande modificado, sendo dois na


Barragem Salinas e um na Barragem Bananal. Os furos serão de 4”, abertos através
de sondagem a percussão ou outro método que se fizer necessário, devendo o
método ser informado pela contratada.

Todas as sondagens e ensaios deverão seguir o Manual de Sondagens - boletim nº


3 – 4ª edição - São Paulo 1999 - da ABGE - Associação Brasileira de Geologia de
Engenharia.

Todo o trabalho de campo deverá ser amarrado ao sistema de coordenadas das


barragens e dos pontos característicos do eixo (estaca e afastamento).

Deverá ser feita análise tátil-visual e coletada amostra para realização de ensaios
em cada horizonte atravessado. Os resultados da análise tátil-visual deverão ser
entregues à fiscalização em meio físico e magnético.

Deverão ser fornecidos os croquis de instalação de todos os instrumentos


contendo local, data, estaca, afastamento do eixo da barragem, cota de instalação e
cota de topo dos instrumentos.

4.4.1 Furos na Barragem de Salinas

As perfurações serão executadas a partir da superfície do talude de jusante, na


seção mais central da barragem, na estaca 30+05, sobre o antigo leito do rio,
devendo transpor o tapete drenante.

O piezômetro SLBTPC003 será instalado a 15m do eixo da barragem e terá


profundidade aproximada de 30m. O SLBTPC004 será instalado a aproximadamente
55m do eixo e terá profundidade aproximada de 10m. Ambos devem ser instalados
na mesma cota, no tapete drenante.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

Nos desenhos abaixo temos a planta e a seção onde serão instalados os


piezômetros.

SLBTPC004

SLBTPC003

4.4.2 Furos na Barragem de Bananal

A perfuração será executada a partir da superfície da berma de elevação 582,60, na


seção 2 da barragem, onde já existem outros instrumentos instalados. O furo terá
aproximadamente 13m de profundidade. O piezômetro será instalado na
fundação/saprolito, aproximadamente na cota 571.

Nos desenhos abaixo temos a planta chave da barragem e a seção onde será
instalado o BNBTPC017.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

4.4.3 Execução

A instalação dos piezômetros deverá ser iniciada logo após o término da furação. A
instalação das células deverá seguir os passos descritos abaixo:

 Retirar TODA a água barrenta e outros materiais do interior do furo


através de lavagem ou bombeamento para evitar a colmatação da célula;

 Todo o material de enchimento do furo deverá ser introduzido através de uma


mangueira colocada próximo ao fundo do furo;

 Lançar areia de modo a formar uma base de 25 cm de altura;


ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

 A célula piezométrica saturada, conectada aos tubos de leitura ( ½”) e de


proteção ( 1 ¼”), será introduzida no furo, rosqueando-se e baixando-se
esses tubos até as cotas determinadas nos itens 4.4.1 e 4.4.2. As emendas
devem ser feitas em comprimentos de 3m e deixando-se o tubo de ½”
sempre alteado de 0,5m em relação ao tubo de  1¼”, para possibilitar a
execução das emendas à medida que os tubos sejam introduzidos no furo;

 Deve-se manter a verticalidade dos tubos;

 Preencher com areia lavada com granulometria para filtro o espaço anular
entre a célula e o furo e também o espaço de 25 cm acima do topo da célula,
de modo a formar o bulbo drenante. A areia deve ser lançada com água para
garantir sua compactação;

 Para os piezômetros instalados no tapete horizontal drenante, executar


o selo acima do topo do tapete, ou seja, o bulbo drenante terá a
espessura do filtro horizontal;

 Isolar a célula e seu bulbo drenante do restante do furo com o lançamento de


calda de cimento e bentonita, formando um selo de 0,50m;

 Preencher o restante do furo com mistura bem compactada, composta por


solo, da própria composição da barragem, e bentonita;

 Instalar, no topo do piezômetro, uma proteção com tubo de ferro galvanizado


de  4”, de 80 cm de altura, com tampa rosqueável, porta-cadeado e
cadeado;

 Fazer uma base de concreto magro de 0,40m x 0,40m e espessura de 0,30m


conforme croqui abaixo;

 Instalar placa com a identificação do instrumento, em material acrílico na cor


amarela, com letras pretas e dimensões de 15x7cm, fixada com cola à base
de epóxi.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

Abaixo temos um croqui de como devem ser instalados os piezômetros.

Tampão de aço carbono galvanizado


com rosca
e porta-cadeado.

Tubo de PVC Ø 1 ¼”

0,80 Tubo de aço carbono galvanizado Ø 4”

Tubo de PVC Ø ½”

Bloco de concreto magro suficiente para


0,30 garantir a fixação do tubo de proteção externa.

Argila com bentonita (compactada) na proporção


de 6:1 (argila:Bentonita); permeabilidade menor
que a do maciço.

Selo de calda de cimento e


bentonita (1:1).

Célula piezométrica diâmetro de 3”

Areia lavada – boa distribuição


granulométrica – (Filtro)

As conexões (luvas) deverão ser em PVC rígido rosqueáveis.


ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

Importante

Qualquer solução ou método alternativo a ser adotado diferente do projeto deverá


ser aprovado previamente pela CEMIG GT e, após sua conclusão, ser devidamente
documentado através de memória de cálculo, desenhos “como construído” e outros
que se fizerem necessários.

Caso os projetos/desenhos referentes a esta especificação sejam revisados, a


contratada deverá inutilizar imediatamente a versão anterior.

5. CONDIÇÕES GERAIS PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS

5.1 Saúde e Segurança no trabalho

A contratada deverá atender a todos os itens abaixo:

Antes do início dos serviços, deverá ser realizada uma Reunião de Segurança entre
um representante da CEMIG GT, o preposto da contratada e os empregados que
irão trabalhar na obra para a realização de um treinamento de integração, visando o
conhecimento das normas internas e de segurança do trabalho da instalação,
adequação durante a execução dos serviços e a determinação dos locais onde os
serviços deverão ser iniciados. Esta reunião deverá constar no cronograma de
execução da obra.

A Análise de Risco deverá ser feita com a participação de todos os envolvidos, antes
do início do serviço, e deverá ser assinada por todos os empregados da contratada,
permanecendo disponível para consulta a qualquer momento.

Participar de eventos de segurança eventualmente solicitados pela instalação onde


o serviço está sendo executado, sem ônus para a CEMIG GT.

Manter quadro de horário de trabalho, contendo relação de empregados, função e


horário detalhado de trabalho.

Comunicar, obrigatoriamente, à Delegacia Regional do Trabalho da região onde


serão realizados os serviços, da previsão do início e tipo do serviço, informando o
endereço, a data de término e o número máximo previsto de trabalhadores,
conforme estabelecido na NR-18.

Elaborar o PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) de


acordo com o disposto na NR-07.

Sinalizar os locais de serviço de acordo com a orientação da fiscalização da CEMIG


GT, delimitando áreas de trabalho, alertando para o trânsito de veículos e pedestres,
adotando proteções em áreas energizadas etc.

Canteiro de obras

A contratada deverá fornecer água potável aos empregados, em condições


higiênicas, servida por meio de copos individuais, em recipientes hermeticamente
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

fechados e térmicos, de material adequado e construídos de maneira a permitir fácil


limpeza.

Não será permitido, sob hipótese alguma, o alojamento de pessoal na área industrial
da barragem.

Equipamentos e ferramentas

As máquinas, veículos, equipamentos, ferramentas e materiais utilizados devem ser


inspecionados/mantidos de acordo com orientação do fabricante.

As máquinas ou equipamentos utilizados em área de risco elétrico devem ter as


carcaças aterradas.

Para a realização de serviços com equipamentos energizados deverá ser realizada


proteção dos circuitos de alimentação com relés de detecção de corrente de fuga e
aterramento. As distâncias de segurança determinadas deverão ser rigorosamente
respeitadas.

Deverá ser confirmada a ausência de tensão nos pontos desenergizados.

Transporte de pessoas e materiais

A contratada deverá a atender a todos os itens abaixo:

O transporte de pessoas deverá ser previamente autorizado pela autoridade


competente. Esta autorização deverá ser mantida no veículo durante todo o tempo.
Poderão ser utilizados ônibus, Kombi, vans ou caminhões com cabine extra. Não é
permitido o uso de toldo.

Não é permitido o transporte de pessoas por equipamento de guindar, salvo as


condições especiais previstas na NR-11 e NR-18.14.2. O operador do equipamento
terá sua função anotada em Carteira de Trabalho.

Equipamentos e procedimentos de segurança

A contratada deverá a atender a todos os itens abaixo:

Fornecer gratuitamente uniforme de trabalho aos empregados e executar sua


reposição, quando danificado.

Fornecer todo ferramental necessário ao desenvolvimento seguro de cada serviço


executado.

Respeitar rigorosamente as distâncias de segurança determinadas para execução


de serviços próximos a equipamentos energizados.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

Fornecer gratuitamente aos empregados todos os equipamentos de proteção


individual (EPI) e coletiva (EPC) com o respectivo número do certificado de
aprovação – CA emitido pelo fabricante. A contratada deverá apresentar ficha
individual de controle de EPIs ao iniciar o serviço. Esta ficha deve conter o nº de CA
e descrição dos EPIs fornecidos, termo de responsabilidade e evidência de
treinamento no uso dos EPIs assinada pelos empregados, conforme NR-6. Fica a
contratada obrigada a fiscalizar o uso desses equipamentos de proteção.

Utilizar capacete com jugular sempre que o serviço estiver sendo desenvolvido em
altura e/ou a céu aberto.

Em trabalhos realizados em altura e nos deslocamentos em desnível os


trabalhadores deverão fazer uso do conjunto de cinto de segurança tipo pára-
quedista e trava-quedas.

Sempre que um trabalho exigir o uso de escada essa deverá estar amarrada em um
ponto fixo ou segura por outra pessoa.

Utilizar luvas quando da execução de trabalhos em canaletas.

Atestar que todos os envolvidos na execução da tarefa estão física, psicológica e


tecnicamente aptos. Apresentar o Atestado de Saúde Ocupacional – ASO dos
empregados envolvidos.

Nos trabalhos a serem realizados nas proximidades de instalações elétricas, nas


zonas de risco e nas zonas controladas, definidas conforme anexo 1 da NR-10,
vedar aos trabalhadores o uso de adornos pessoais tais como: anéis, alianças,
pulseiras, correntes, gargantilhas, brincos, “piercings”, óculos e cintos que não os de
segurança, relógios, chapéus, bonés, isqueiros, carteiras, pochetes, chaveiros e
aparelhos eletrônicos.

Manter no canteiro da obra o formulário CAT (Comunicação de Acidente de


Trabalho) e, em caso de acidente, comunicar imediatamente ao coordenador da
área do órgão, providenciar o preenchimento da CAT em 4 vias, enviar para o
médico que atender o acidentado, providenciar protocolo da CAT junto ao INSS no
máximo no primeiro dia subseqüente ao acidente (levar carteira de trabalho do
acidentado), enviar CAT protocolada para órgão responsável da CEMIG logo após a
mesma ter sido protocolada pelo INSS e enviar cópia da CAT para o Ministério do
Trabalho.

Durante as execuções das obras descritas nessa especificação, a contratada deverá


obedecer todas às normas de segurança exigidas pela CEMIG GT.

A ocorrência de qualquer acidente grave ou fatal com empregados da contratada


implicará em abertura de processos administrativos e, caso seja considerado na
análise do acidente culpa ou omissão por parte da contratada pelo descumprimento
da legislação relacionada à segurança do trabalho, esta ocorrência será tratada
como inadimplemento contratual.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

5.2 Meio Ambiente

Cuidados especiais deverão ser tomados com a manipulação e armazenagem de


produtos químicos, poluentes ou inflamáveis, que deverá ser feita em local
apropriado (local coberto e abrigado, de acesso restrito, com piso impermeabilizado
e com sistema de contenção) e aprovado pela fiscalização da CEMIG GT, a fim de
evitar derramamento, danos ao meio ambiente e incêndios.

É de responsabilidade da contratada a retirada de todo o entulho e resíduo de


qualquer natureza gerado durante a execução dos serviços e o seu descarte em
local apropriado, aprovado previamente pela fiscalização da CEMIG GT, conforme a
NBR 10.004 e Resolução 307/2002 do CONAMA.
O lixo doméstico gerado durante a execução deverá ser acondicionado em sacos
plásticos descartáveis convenientemente fechados e em perfeitas condições de
conservação e higiene.

O lixo doméstico gerado durante a execução deverá ser acondicionado em sacos


plásticos descartáveis convenientemente fechados e em perfeitas condições de
conservação e higiene.

É proibida, em qualquer instalação da CEMIG GT, a queima de resíduos


provenientes de construções, reformas, reparos e demolições de obras de
construção civil e dos resultantes da preparação e da escavação de terrenos, tais
como: tijolos, blocos cerâmicos, concreto em geral, solos, rochas, madeiras e
compensados, forros, argamassa, gesso, telhas etc, comumente chamados de
entulhos de obras, devendo esses ser encaminhados preferencialmente para aterros
sanitários ou aterros controlados licenciados ou para aterros operados por
Prefeituras, com anuência formal das mesmas.

Após o término da obra toda a área envolvida na execução dos serviços deverá ser
recomposta, desobstruída e limpa. Deverão ser removidas todas as instalações
provisórias, inclusive acessos e sobras de materiais, ficando o local em perfeitas
condições de utilização e de limpeza.

5.3 Equipe

A equipe deverá ser dimensionada de modo que os trabalhos sejam realizados com
uma produção uniforme e contínua e com a qualidade requerida, dentro dos prazos
estabelecidos. O supervisor dos serviços de campo deverá comprovar experiência
em serviços da mesma natureza.

5.4 Regime de Trabalho

Os serviços deverão ser executados conforme o horário de trabalho da instalação da


CEMIG GT. A prorrogação do horário de trabalho ou trabalho durante os fins de
semana e feriados deverá ser aprovado pela fiscalização da CEMIG GT.

Será assegurado a todo empregado um descanso semanal de 24 horas


consecutivas, o qual, salvo motivo de conveniência pública ou necessidade
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

imperiosa do serviço, deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte (Art. 67


da CLT).

O trabalho em domingo, seja total ou parcial, será sempre subordinado à permissão


prévia da autoridade competente em matéria de trabalho (Ministério do Trabalho e
Emprego), conforme a Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

5.5 Materiais

Todos os materiais necessários à perfeita execução dos serviços (exceto as células


piezométricas, que serão fornecidas pela CEMIG GT), bem como seu transporte e
manuseio, deverão ser fornecidos pela contratada.

Os materiais necessários à execução dos serviços deverão estar sempre em


conformidade com o especificado e com as normas da ABNT, sendo inspecionados
e liberados pela fiscalização da CEMIG GT, devendo ainda ser observado que todo e
qualquer material necessário para a execução dos serviços será de
responsabilidade da contratada.

A utilização de qualquer produto equivalente aos especificados ficará sujeita à


aprovação da fiscalização da CEMIG GT desde que sejam apresentados dados e/ou
documentos técnicos, provenientes de empresa/instituição qualificada, suficientes
para a comprovação da equivalência.

Em se tratando de materiais poluentes, cuidados especiais deverão ser tomados


para com o meio ambiente e para com os operários (EPIs e EPCs específicos).

5.6 Equipamentos

Todo e qualquer equipamento e ferramenta necessário à perfeita execução dos


serviços deverá estar em conformidade com as normas de fabricação e utilização e
ser fornecido pela contratada, sendo que o seu transporte, manuseio e meios de
funcionamento serão de responsabilidade da contratada.

Os equipamentos deverão ser operados por pessoa habilitada e a sua manutenção


deverá estar atualizada conforme especificação do fabricante.

Deverão ser utilizados equipamentos em número suficiente para manter uma


produção uniforme, contínua e na quantidade requerida para a execução dos
serviços nos prazos estabelecidos.

Em se tratando de equipamentos poluentes, cuidados especiais deverão ser


tomados para com o meio ambiente e para com os operários (EPIs e EPCs
específicos). Para utilização de equipamentos que emitam gases poluentes/tóxicos
deverão ser previstos sistemas de condução dos gases para o ambiente externo,
como exaustores e/ou condutos. Equipamentos que utilizam combustíveis, óleos ou
graxas deverão ser dotados de dispositivos de contenção que impeçam a
contaminação do ambiente em caso de vazamento. Caso ocorra vazamento que não
seja contido, a contratada deverá tomar imediatamente todas as providências para
minoração e reparação dos impactos ambientais.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

5.7 Normas e regulamentações internas aplicáveis

Durante a execução dos serviços descritos nesta especificação a contratada deverá


obedecer a todas as normas internas de segurança da CEMIG GT e às listadas
abaixo:

NR 6 – Equipamentos de Proteção Individual – EPI


NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
NR 8 – Edificações
NR 10 – Instalações e Serviços em Eletricidade
NR 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais
NR 12 – Máquinas e Equipamentos
NR 17 – Ergonomia
NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção
NR 24 – Condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho
NR 25 – Resíduos industriais
NR 26 – Sinalização de segurança

A contratada deverá obedecer e atender a todos os requisitos necessários do


Sistema Integrado de Gestão (Qualidade, Saúde e Segurança) da CEMIG GT.

Todos os empregados e veículos da contratada estão sujeitos a revista na entrada e


na saída das instalações da CEMIG GT.

6. QUANTITATIVOS E CUSTOS

Na ocasião da composição de preços para a execução dos serviços, a proponente


deverá fazer visita ao local para pleno conhecimento das condições locais e dos
trabalhos a serem executados.

Deverá ser apresentada proposta com preço unitário, incluindo todas as atividades
descritas na especificação técnica e desenhos de projeto.

Caberá à proponente a total responsabilidade pelo levantamento dos quantitativos.

O item mobilização/desmobilização não deverá exceder a 25% do valor total da


proposta.

A proponente deverá incluir nos preços dos serviços da planilha o fornecimento de


materiais, ferramentas, equipamentos, mão-de-obra, energia elétrica, encargos,
EPIs, EPCs, transporte, alimentação, hospedagem e tudo mais que se fizer
necessário à perfeita execução dos serviços.

Os valores apresentados na planilha contemplarão todas as despesas envolvidas na


manutenção dos equipamentos a serem utilizados nos serviços, incluindo
combustíveis, lubrificantes, reparos, peças de reposição, mão-de-obra para
manutenção etc.

7. NORMAS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO

7.1 Mobilização
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

O valor do item mobilização é a compensação integral de todas as despesas


necessárias à instalação do canteiro de obra, execução de melhorias nas estradas
de acesso ao local das obras, construção de instalações provisórias como coleta de
lixo, sistema de iluminação, condições de alojamento e refeição para o pessoal
envolvido e transporte de materiais e equipamentos necessários para o início da
obra, incluindo materiais, ferramentas, equipamentos, mão-de-obra, encargos, EPIs,
EPCs, transporte, alimentação, hospedagem, energia elétrica e tudo mais que se
fizer necessário à perfeita execução deste item.

7.2 Item 2 da Planilha


Item 3 da Planilha

Estes itens serão medidos conforme a Planilha de Quantitativos e Preços, de acordo


com os quantitativos efetivamente executados durante o período da medição,
conforme a especificação técnica e normas pertinentes, aceite pela fiscalização,
apresentação de todos os documentos e cumprimento de todas as instruções para
preenchimento de notas fiscais.

O valor unitário do item é a compensação integral de todas as despesas necessárias


à sua perfeita execução conforme especificação técnica e normas aplicáveis e inclui
o fornecimento de todos os materiais, ferramentas, equipamentos, mão-de-obra,
encargos, EPIs, EPCs, transporte, alimentação, hospedagem e tudo mais que se
fizer necessário à execução dos serviços.

7.3 Desmobilização

O valor do item desmobilização é a compensação integral de todas as despesas


necessárias à remoção do canteiro de obras, recuperação de danos decorrentes das
atividades, desmontagem e transporte das instalações provisórias, retirada de
sistemas de iluminação e alojamentos, limpeza das áreas envolvidas na execução
dos serviços e retirada dos materiais e equipamentos utilizados, incluindo materiais,
ferramentas, equipamentos, mão-de-obra, encargos, EPIs, EPCs, transporte,
alimentação, hospedagem e tudo mais que se fizer necessário à perfeita execução
deste item.

Os valores correspondentes aos itens limpeza final e desmobilização somente serão


pagos após a remoção total do canteiro de obras e limpeza das áreas ocupadas pela
contratada e devidamente aceitas pela CEMIG GT.

8. FORNECIMENTO PELA CEMIG GT

As células piezométricas serão fornecidas pela CEMIG GT, devendo ser retiradas na
sede da empresa, em Belo Horizonte.

9. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

- Especificação Técnica
- Planilha de quantitativos
- Procedimentos e Requisitos para execução de serviços em instalações da CEMIG
GT certificadas pelo Sistema integrado de Gestão
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

- Instruções para emissão da nota fiscal e apresentação dos documentos


ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

ANEXO I
INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL
QUANDO SERÁ
ITEM DOCUMENTO DETALHAMENTO
EXIGIDO
SEGURANÇA
PCMSO - Programa de Controle Médico e de Saúde
Ocupacional
Ficha de Controle de EPI´s e EPC constando o C.A e
declaração de treinamento
Declaração de responsabilidade
Atestado de Saúde Ocupacional
Quadro de Horário de Trabalho
1 Habilitação para operação de equipamentos próprios para Documento original em papel timbrado Deve ser apresentado
manejo de carga no início do contrato e
Registro atualizado de manutenção dos equipamentos renovado anualmente
Declaração de responsável técnico pelo serviço com o
respectivo CREA
Declaração contendo o nome do supervisor que irá
acompanhar a obra em tempo integral e será responsável pela
documentação.
PCMAT - Programa de Condições e Meio Ambiente de
2 Documento original em papel timbrado
Trabalho na Indústria da Construção

Relação oficial dos funcionários que irão executar o serviço


3 Documento original em papel timbrado
assinado por representante legal da empresa

Cópia do contrato de trabalho individual e registro na carteira


de trabalho
4 Xerox legível
Cópia da guia de recolhimento da Previdência Social
Seguro de vida dos empregados

Os equipamentos elétricos deverão ser aterrados


Todo o transporte, movimentação e armazenamento de
material é de responsabilidade da CONTRATADA
5 O veículo da CONTRATADA deverá ser identificado, estar de
acordo com as normas de transporte de produtos perigosos
(se transportá-los), estar em condições de segurança
conforme código de trânsito Vigente

Todos os equipamentos, ferramentas e materiais inclusive


6 cintas, devem ser fornecidos pela CONTRATADA e é de sua
responsabilidade o manuseio e guarda dos mesmos.

Todo serviço fora do horário de trabalho deverá ser precedido


da aprovação da contratante e comunicado ao setor de
7 segurança patrimonial. Só serão liberados para a entrada os
empregados que apresentarem crachá de identificação e
presença do nome na relação de funcionários

Toda mão-de-obra para execução do serviço será fornecida


8
pela CONTRATADA

Os empregados da CONTRATADA somente executarão


9
serviços indicados pelo supervisor de sua empresa
A empresa contratante não fornecerá EPI´S , Crachás,
10 uniformes ou quaisquer outros identificadores a
CONTRATADA
Será vetada à CONTRATADA a contratação de outras sub-
11 prestadoras de serviço além daquelas negociadas com a
contratante
Comprovante de registro da CIPA,
formação da CIPA conforme NR 05,
12 CIPA (para empresas com mais de 19 empregados) calendário de reuniões e atas,
comprovante de treinamento de
membros da CIPA
Em papel timbrado, documento original
Comprovante de treinamentos para funcionários ligados
13 e xerox descrevendo os cursos
diretamente à área de risco elétrico
realizados para cada empregado
conforme prazos
14 Atestado Médico Periódico Xerox legível e documento original estabelecidos no
PCMSO
INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Órgão: GA/SM
Instalação e manutenção de instrumentos nas Data: Fevereiro/2007
barragens de perenização Nº Contrato:

QUANDO SERÁ
ITEM DOCUMENTO DETALHAMENTO
EXIGIDO
PESSOAL
Prova do registro do contrato e suas alterações
1 Uma via original do documento registrado
no CREA, (ART carimbada)
Matrícula da obra no INSS (no primeiro
2 faturamento) e CND atualizada no último Xerox legível
faturamento
Relação oficial dos empregados que irão executar
3 o serviço assinado por representante legal da Documento original em papel timbrado Início da vigência do contrato
empresa e sempre que houver
Xerox legível da página com a foto do alterações
empregado (admissão/demissão) de
CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) Xerox legível da página com a identificação do empregados
4
- comprovando o registro do empregado empregado
Xerox legível da página com o registro do
empregado
Cópia do contrato de trabalho individual dos
5 Xerox legível
empregados que irão executar o serviço
Xerox legível da relação da seguradora, em
papel timbrado e documento original, com a
indicação dos empregados segurados naquele
mês, com as seguintes informações: nome No primeiro faturamento e
6 Apólice do seguro contra acidentes
completo do segurado, documento de anualmente
identificação, valores do capital segurado e do
prêmio mensal de cada um. Xerox legível da
guia de recolhimento e documento original
Folha de pagamento (contra-cheque) mês
7 Xerox legível
anterior
8 Guia de Previdência Social - GPS - mês anterior Xerox legível

Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do


Tempo de Serviço e Informações à Previdência
9 Xerox legível
Social – GFIP, com a respectiva folha de
pagamento, e o comprovante de entrega
Comprovante de quitação final, em caso de
10 Xerox legível
demissão
Guia de recolhimento rescisório do FGTS e Junto com a NF/Fatura
11 informações à Previdência Social – GRFP, com o Xerox legível
comprovante de entrega
Guia de arrecadação, devidamente quitada,
comprobatória do recolhimento do ISS relativo à
nota fiscal anterior, perante o município da
12 Xerox legível
prestação do serviço, ou, retenção na fonte, pela
CEMIG GT, observada a legislação municipal
específica
Relação dos trabalhadores constantes no
13 SEFIP
arquivo SEFIP - xerox legível
14 Relatório de Análise de Acidente de Trabalho Xerox legível e documento original
Após o acidente, se ocorrer
Comunicação Acidente do Trabalho (CAT) -
15 Xerox legível e documento original
carimbada
INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DAS NOTAS FISCAIS / FATURAS
16 Destacar o ISS
Destacar a retenção para Seguridade Social, conforme Instrução Normativa do INSS em vigor.As deduções com material ou
17
outro item deverão ser comprovadas mediante apresentação de documentos.

Em se tratando de prestação de serviços em áreas insalubres e perigosas, deverá ser emitida nota fiscal/fatura específica
18 destacando-se a base de cálculo para aplicação do percentual adicional da retenção relativa aos segurados envolvidos, nos
termos da Instrução Normativa nº 100, de 18/12/2003
19 Indicar o número do contrato e a descrição do evento a que corresponder o pagamento
A nota fiscal/fatura deverá ser apresentada, impreterivelmente, até o dia 21 do mês do exercício dos serviços, sob pena de, não
20 o fazendo, a contratada arcar com os ônus decorrentes de multas incidentes pelo não-recolhimento, pela CEMIG, na data
aprazada, da retenção para a Seguridade Social