Você está na página 1de 2

RESUMO – O MANIFESTO COMUNISTA

Resumo redigido por Blenda Vieira de Oliveira.

MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. São Paulo:
Global, 1848.

MANIFESTO COMUNISTA

Haverá algum partido de oposição que não tenha sido acusado de comunista pelos
detentores do poder? Já houve algum partido de oposição que não tenha denegrido seus
adversários de direita ou de esquerda o infamando de comunista?

Os países já reconhecem que o comunismo existe e constitui força ponderável.

Os comunistas apresentam ao mundo inteiro suas ideias, objetivos e tendências


através de um manifesto do seu partido que descarte todas as lendas que correm a seu
respeito.

I – BURGUESES E PROLETÁRIOS

A história da Sociedade se confunde até hoje com a história das lutas de classes.
Opressores e oprimidos em permanente conflito entre si, luta aberta ou camuflada, luta
que, historicamente, terminou numa reestruturação revolucionária da Sociedade inteira
ou no aniquilamento das classes em choque.

Já nos primórdios da história podemos constatar a existência de uma nítida divisão


da Sociedade em Classes, obedecendo a uma gradativa variação nas condições de vida.

Roma Antiga: Patrícios, cavaleiros, plebeus, escravos;


Idade Média: Senhores, vassalos, mestres, companheiros, servos.

E dentro de cada uma destas classes constatamos ainda a existência de subdivisões


sociais.

A sociedade burguesa que emergiu dos escombros do feudalismo não eliminou os


conflitos de classe. O que fez foi apenas substituir as antigas formas de luta por outras
novas, com novas classes sociais e novos meios de opressão. A Sociedade vai se
reduzindo aos poucos a apenas dois campos opostos, duas classes rivais: a burguesia e o
proletariado.

Com a descoberta da América e a circunavegação da África abriram-se para a


burguesia, em ascensão, novas possibilidades