Você está na página 1de 13

A CLÍNICA PSICANALÍTICA FRENTE

A IMERSÃO DOS SUJEITOS NO


MUNDO VIRTUAL
Aluna: Stephanie Pires Conti

Orientador: Ary Santos de Farias


INTRODUÇÃO
■ Inovações e benefícios a humanidade.

■ Divisão de mundos.

■ Promessas x Angústias

■ Autodiagnóstico

■ Falência de narrativas x Prática clínica


POSSIBILIDADES
■ Em um mundo previamente
interpretado, cabal e sem equívocos,
como ficam as formas de subjetivação
dos sujeitos?

■ De que maneira fazem suas


elaborações de determinados
conteúdos?

■ E a sua originalidade, sua


compreensão daquilo que é visto,
ouvido?

■ Rasas interpretações.
■ A linguagem e as marcas do sujeito.

■ SUJEITO – PRODUTO DO DISCURSO


DO OUTRO
■ Atualizações na prática clínica.

■ Manejo nas questões atuais dos


sujeitos.

■ Patologização e Estabelecimento
da Transferência.
TRANSFERÊNCIA
■ O modo como as tecnologias interferem.

■ O contato com o analista

■ Reinvenção da prática e formas de


manejo clínico.
“Que antes renuncie a isso, portanto, quem
não conseguir alcançar em seu horizonte
a subjetividade de sua época.”

Lacan
QUESTÃO
DIAGNÓSTICA
■ A análise como último recurso.

■ Cura

■ Problemática dos manuais


diagnósticos e o uso de
psicofármacos. (Vitrines virtuais
de medicamentos)

■ Marginalização da subjetividade.
A CLÍNICA PSICANALÍTICA

■ Singularidade dos sujeitos

■ Instagram X Subtração do tempo para “Reconstrução de uma


compreender. forma de vida.”
Dunker (2015)

■ Sintoma da moda

■ Caso a caso na clínica.


REFLEXÕES FINAIS

■ Formas de manejo clínico no dia-a-dia.

■ O incurável do sintoma de cada um.


REFERÊNCIAS
■ BARBOSA, A. M. C. et al. As novas tecnologias de comunicação: questões para a
clínica psicanalítica. Cad. Psicanál.-CPRJ, Rio de Janeiro, v. 35, n. 29, p. 59-75,
jul./dez. 2013

■ BARRETO, F. P; IANNINI G. Introdução à psicopatologia lacaniana. In: TEIXEIRA, A.;


CALDAS, H. Psicopatologia Lacaniana I: semiologia. Belo Horizonte: Autêntica,
2017.

■ DUNKER, C. I. L. Mal-estar, sofrimento e sintoma: uma psicopatologia do Brasil entre


muros. 1 ed. – São Paulo: Boitempo, 2015. (Estado de Sítio)

■ FINK, B. Introdução clínica a psicanálise lacaniana. 1 ed. – Rio de Janeiro: Zahar,


2018.
■ LACAN, J. (1953/1998). Função e campo da fala e da linguagem. Escritos. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar.

■ LACAN, J. (1957/1998). A instância da letra no inconsciente ou a razão desde
Freud. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

■ LACAN, J. (1955-1956/1998) O Seminário. Livro 3. As psicoses. Rio de Janeiro:


Jorge Zahar.

■ QUINET, A. A transmissão no ensino de Lacan. In: QUINET, Antônio. A estranheza da


psicanálise: a escola de Lacan e seus analistas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

■ RUBIÃO, L. L. O sintoma para além do catalogo das doenças: a ética da psicanalise


frente às novas nomeações diagnósticas. Revista Curinga – EBP – MG, Belo
Horizonte, n. 29, p. 69-74, jul./dez. 2009.