Você está na página 1de 2

Função horária do espaço

A função horária do espaço pode ser determinada usando a propriedade do gráfico v x t em que a área do
gráfico é numericamente igual ao deslocamento. Sendo do 1º. Grau a função horária da velocidade (v =
vo + a.t), o gráfico v x t será uma reta:

Exercícios
01.(Unimar-SP) Um automóvel, com uma velocidade escalar inicial de 10 m/s, acelera sua marcha a uma razão
constante de 1,0 m/s a cada segundo. A distância percorrida nos seis primeiros segundos é igual a : 78 m

02. (UFAL) A velocidade escalar de uma automóvel aumenta, de maneira uniforme, 2,4 m/s a cada 3,0 s. Em certo
instante, a velocidade escalar do móvel é de 12 m/s. A partir desse instante, nos próximos 5,0 s, a distância
percorrida pelo móvel será igual a: 70 m

03 . (Unicamp-SP) As faixas de aceleração das auto-estradas devem ser longas o suficiente para permitir que um
carro, partindo do repouso, atinja a velocidade escalar de 108 km/h em uma estrada horizontal. Uma carro popular é
capaz de acelerar de 0 a 108 km/h em 15 s. Suponha que a aceleração escalar seja constante.
a) Qual o valor da aceleração escalar? 2 m/s²
b) Qual a distância percorrida em 10 s? 100m
c) Qual deve ser o comprimento mínimo da faixa de aceleração? 225m

05. (AEU-DF) Se um automóvel passar por um ponto situado a 10 m da origem dos espaços, no semieixo positivo, no
instante t = 0, com velocidade escalar de 5 m/s e aceleração escalar constante de 4 m/s², a equação horária de seu
espaço, no SI, será: s = 10 + 5t + 2t2

06. (AFA) A tabela abaixo fixa os valores da velocidade escalar instantânea de um móvel em função do tempo:

A partir dos dados disponíveis determine:

a) O tipo de movimento;
b) A aceleração;
c) A função horaria do deslocamento;
d) A distancia percorrida após 25 segundos;

07. (Fuvest-SP) Um veículo parte do repouso em movimento retilíneo e acelera a 2 m/s2. Pode-se dizer que sua
velocidade e a distância percorrida, após 3 segundos, valem, respectivamente: 6 m/s e 9 m

08. (Cesgranrio-RJ) Um automóvel, partindo do repouso, leva 5,0 s para percorrer 25 m em movimento
uniformemente variado. A velocidade final do automóvel é de: 10 m/s
09. (Unimep-SP) Uma partícula com velocidade escalar igual a 10 m/s é acelerada na razão constante de 2 m/s 2. Para
atingir uma velocidade escalar igual a 30 m/s, será necessário percorrer: 200m

10. (UFPR) Um corpo tem, num ponto A de sua trajetória retilínea, a velocidade de 36 km/h e, em um ponto B, a 100
m de A, a velocidade de 54 km/h. O movimento é uniformemente variado.
a) Qual o tempo gasto em percorrer a distância AB? t = 8 s
b) A que distância se encontrará de A decorridos 10 s da passagem por B? s = 281,25 m
c) Qual a sua velocidade nesse instante? v = 21,25 m/s

11. (Mauá-SP) Um móvel parte do repouso de um ponto A executando um movimento retilíneo, uniformemente
acelerado, sobre uma reta AB. No mesmo instante parte do ponto B, rumo a A, um outro móvel, que percorre a reta
AB com velocidade constante. A distância entre os pontos A e B é ℓ = 50 m. Depois de 10 s da partida os móveis se
cruzam exatamente no meio da distância entre A e B. Determine:
a) a velocidade do móvel que partiu de B; vB = 2,5 m/s
b) a velocidade com que o móvel que partiu de A irá chegar em B. v = 5√𝟐 m/s

12. (FFUSP-SP) Dois pontos materiais P1 e P2 movem-se sobre a mesma reta, obedecendo às seguintes expressões:
s1 = − 10t + 5t² e s2 = 30 + 5t − 10t². Os símbolos s1 e s2 representam os espaços em centímetros a partir da origem
comum; o tempo é medido em segundos (t ≥ 0). Calcule:
a) o instante e a posição em que os dois móveis se encontram; s1 = 0 e t' = 2 s
b) as velocidades e acelerações escalares de ambos no instante de encontro; v1 = 10 m/s e v2 = − 35 m/s ... a1 = 10 m/s2
e a2 = − 20 m/s²
c) quando são iguais as velocidades escalares de P1 e P2; t = 0,5 s
d) os instantes em que os móveis mudam de sentido. t = 1 s e t = 0,25 s

13. (PUC-SP) Dois móveis, A e B, deslocam-se numa mesma estrada reta de acordo com as funções, tomadas em
relação a um mesmo referencial, em unidades do Sistema Internacional: sA = 50 + 20t e sB = 3t2. O móvel B estará 50
m à frente de A no instante? t' = 10 s

14. (UFRS) Um automóvel que anda com velocidade escalar de 72 km/h é freado de tal forma que, 6,0 s após o início
da freada, sua velocidade escalar é de 8,0 m/s. O tempo gasto pelo móvel até parar e a distância percorrida até
então valem, respectivamente: t = 10 s e d = 100 m

15. (F.M. Volta redonda-RJ) A equação horária do movimento de um móvel é dada por s = 12 − 2t + 4t2. A equação
da velocidade escalar desse móvel será: v = 8t − 2

16. (UFRJ) Um ponto material descreve uma trajetória retilínea em relação a um sistema de referência e sua função
horária é dada por s = 3 + 5t + t2 (s em metros, t em segundos). Qual o tempo necessário para que esse ponto atinja
21,75m? v0 = 5 m/s e a = 2 m/s²

17. (EFEI-MG) Em uma estrada de pista única um carro de 4,0 m de comprimento, cuja velocidade tem módulo igual
a 22,0 m/s, quer ultrapassar um caminhão longo, de 28,0 m, que está com velocidade constante de módulo igual a
10,0 m/s. O motorista do carro inicia a ultrapassagem quando a frente do caminhão encontra-se a 50 m de uma
ponte. Supondo-se que o carro faça a ultrapassagem com uma aceleração máxima de módulo igual 4,0 m/s 2, calcule:
a) o tempo que ele leva para ultrapassar o caminhão; t' = 2 s
b) a distância percorrida durante a ultrapassagem. O carro consegue fazer a ultrapassagem antes de entrar na
ponte?
O carro andará 52 m para ultrapassar o caminhão, mas no início do problema a frente do caminhão estava 32 m à frente dele,
ou seja, a ponte estava a 82 m do carro, portanto, o carro ultrapassará o caminhão antes de chegar à ponte.

18 . (PUC-SP) Um carro, partindo do repouso, assume movimento com aceleração escalar constante de 1 m/s 2
durante 5 s. Desliga-se então o motor e, devido ao atrito, o carro volta ao repouso com retardamento constante de
– 0,5 m/s². A duração total do movimento do carro foi de: 15 s.