Você está na página 1de 28

ADALTO BRASS

APRESENTA

ROTINAS DE
ESTUDO
PARA DIAS
FORA DA
ROTINA
Dicas de exercícios rápidos
para manter a embocadura
saudável.

Exercícios desenvolvidos pelo professor


Bruno Soares

WWW.ADALTOBRASS.COM
BRUNO SOARES
Bruno Soares é trompetista há mais de 25
anos, é primeiro trompete da Big Band do
Hermeto Pascoal e do grupo Câmara Nova.
Luthier de instrumentos de metais há mais de
15 anos.

SHAY SOARES
Shay Soares é produtora, designer e escritora há mais de 10 anos.
Neste método trabalhou como escritora técnica, na elaboração e
organização dos conteúdos, conduzindo as informações de maneira
didática e orientando a atividade educativa para melhor
aprendizagem.

Em 2012, Bruno ingressou no ramo de musicais em São Paulo, em 2013 já estava no


seu terceiro musical e nesse espetáculo era proibido aquecer antes de entrar para tocar.
A surdina de estudo que usava na época tinha tanta pressão que tirava completamente
a referência do instrumento, além de extremamente desafinada.

Sem encontrar alguma surdina que atendesse suas necessidades ele usou seus
conhecimentos como músico e luthier e criou o primeiro modelo da surdina de estudo
para trompete. O protótipo foi um sucesso, então junto da produtora e luthier Shay
Soares, fundaram a Adalto Brass.

A marca traz nos seus pilares fundamentais originalidade, comprometimento com


qualidade e uma busca constante por ferramentas que acrescentem no dia-a-dia do
músico. Uma empresa familiar de músicos, para músicos.
INTRODUÇÃO
Todo músico sabe quão instável pode ser uma rotina de estudo, ela sempre fica a
mercê do cotidiano de cada um. São obrigações do dia-a-dia que vão se somando e
ocupando o tempo, idas ao banco, filhos, mercado ou até um pneu furado que
destruiu completamente a sua programação.

Juntando a semana lotada mais os imprevistos não é uma grande surpresa você
perceber que a semana passou e você não só mal conseguiu estudar como também
acabou regredindo em todo o trabalho que desenvolveu ao longo do mês.

O nosso objetivo com esse método é fazer com que você olhe para sua rotina e veja
que aquela meia hora livre que nem parece valer a pena o esforço de pegar o
instrumento é, na verdade, a sua chance de manter os seus estudos em dia.

Nesse método nós dividimos o estudo em três blocos, cada um dos blocos tem
duração de 15 minutos e devem respeitar sua ordem de execução: primeiro A, depois
B e por último C.

Se você só possuir 15 minutos de estudo num dia, você estudará somente o Bloco A,
se possuir 30 minutos, primeiro o Bloco A e depois o Bloco B e se tiver 45 minutos ou
mais, deve seguir a sequência dos blocos: A, B e C.

Podemos dizer então que esse método contém rotinas de 15, 30 e 45/60 minutos.
A leitura para entendimento no início de cada um dos exercícios é fundamental.

NOTA
Todos os exercícios dos blocos A e B estão na velocidade 65bpm,
a ideia é que você configure uma única vez o metrônomo e não precise
gastar tempo com isso entre um exercício e outro.

Se você sentir necessidade de trabalhar em outra velocidade aconselhamos


que a variação fique entre 60bpm e 70bpm.
BLOCO A - AQUECIMENTO
O aquecimento é parte fundamental de qualquer dia de estudo, é ele quem prepara a
sua musculatura para todo o resto. Não só do resto do dia, estamos falando do resto
da semana, mês e por aí vai.

É comum rolar um certo desespero, uma certa pressa quando o tempo para estudar
está curto. Geralmente a pessoa acaba não se dando o tempo de aquecer e já
começa a fazer exercícios técnicos, esquece que para uma boa execução técnica a
musculatura da embocadura precisa estar aquecida.

OBJETIVO
O objetivo aqui é simples: manter o contato com o instrumento.

Os exercícios do bloco A buscam a manutenção da relação entre o músico e o


instrumento. Não só fisicamente, mas também emocionalmente. Você sentir que
esteve em contato com o seu instrumento vai manter o sentimento de compromisso.

Você vai encontrar aqui exercícios mais leves, que não “gastam a boca”. Assim,
quando você tiver um dia de estudo normal, onde você tem mais tempo para estudar,
você não vai ter a sensação de estar começando tudo do zero.

COMO TOCAR
Existem dois modelos de aquecimento, você deve escolher um deles para a rotina.
Cada rotina possui 15 minutos de duração, a rotina A1 é um pouco mais completa,
para os dias que você só pode estudar 15 minutos essa seria a mais indicada.

Já a rotina A2 é mais tranquila, quase uma preparação para começar a estudar os


exercícios técnicos. Também é indicada para os dias em que você está mais
cansado e não quer forçar a embocadura.

NOTA
É importante ressaltar que esse estudo não é uma rotina sustentável, você
estudar somente esses 15 minutos não irá ajudá-lo a se desenvolver ou
evoluir, esses exercícios são apenas para que você possa manter sua
embocadura saudável em dias mais corridos.
A1
A1
A1
A1
A1
A2
A2
A2
A2
BLOCO B - TÉCNICA
O estudo da técnica é importantíssimo para você ter uma boa execução. Nada mais
angustiante do que no meio da música você não saber onde está aquele Mi bemol,
estudos técnicos previnem esse tipo de situação.

Assim quando você estiver executando uma peça, ao invés de se preocupar com
aquele Mi bemol, você poderá se concentrar absolutamente na sua interpretação.

OBJETIVO
De maneira bem direta, podemos dizer que o objetivo aqui é dar uma passada
naquilo que você faz bem e focar naquilo que você tem dificuldade.

COMO TOCAR
Finalizado o bloco A, aí sim vem os exercícios do bloco B. São seis exercícios divididos
entre exercícios de flexibilidade e articulação. Os dois primeiros exercícios de cada
técnica duram um pouco menos de três minutos e o último de cada um tem duração um
pouco maior de cinco minutos. Veja abaixo uma breve explicação dos estudos:

Articulação
1 - Treina levemente staccato duplo.
2 - Já é mais pensado na fluidez, trabalhando mais as escalas.
3 - Estuda intervalos articulados.

Flexibilidade
1 - Treina uma flexibilidade simples, com velocidade gradativa.
2 - Foca mais no controle da flexibilidade, explorando um pouco a extensão.
3 - Estuda intervalos ligados.

A nossa sugestão é que se você estiver com dificuldade em flexibilidade, faça um


exercício de articulação e dois de flexibilidade, o contrário também se aplica.
B
ARTICULAÇÃO
B
ARTICULAÇÃO
B
ARTICULAÇÃO
B
ARTICULAÇÃO
B
ARTICULAÇÃO
B
FLEXIBILIDADE
B
FLEXIBILIDADE
B
FLEXIBILIDADE
B
FLEXIBILIDADE
B
FLEXIBILIDADE
BLOCO C - PEÇA MUSICAL
Saber aplicar as técnicas musicais é o que faz toda a diferença, é na execução que
você vai ver uma simples escala ganhar outro significado através da interpretação.
Você começa a entender como que a técnica se aplica na música, qual a função e
quais possibilidades que um crescendo, por exemplo, pode ter dentro de uma peça.

Mesmo porque é a música a parte vital da vida de um músico, é o momento gostoso.


Encarar o estudo técnico apenas como dever pode se tornar um obstáculo no seu
desenvolvimento, pois apesar de muitas vezes não ser tão prazeroso, ele é
fundamental para que você possa se manter em forma. Incluir músicas nas suas
rotinas de estudo vai te lembrar o quanto é divertido estudar o seu instrumento.

Aqui, nós trouxemos alguns trechos de algumas peças que já são domínio público,
mas o legal mesmo seria você separar alguma música que você queira estudar e já
deixar preparada para o próximo dia que sair da sua rotina :)
Título: Rotinas de estudo para dias fora da rotina
Autores: Bruno Zambonini Soares, Shayna C. Da Luz
Ano: 2019
Idioma: Português
Especificações: E-book | 28 páginas