Você está na página 1de 2

Faculdades Santo Agostinho – Curso Engenharia Elétrica

Disciplina – Instalações Elétricas

Projetos de Instalações Elétricas Residenciais

1. Projetar uma instalação elétrica de uma edificação consiste em:

• Quantificar, determinar os tipos e localizar os pontos de utilização de energia elétrica;


• Dimensionar, definir o tipo e o caminhamento dos condutores e condutos;
• Dimensionar, definir o tipo e a localização dos dispositivos de proteção, de comando,
de medição de energia elétrica e demais acessórios.

2. Etapas de um projeto

Todo projeto elétrico deve dividido em três etapas, essas etapas estão relacionadas
entre si de forma que a decisão de uma etapa afetará a outra, sendo:

a) Análise do local: Na elaboração de um projeto elétrico é necessário que seja


analisado o local, tornando possível determinar as possíveis formas de
fornecimento de energia elétrica, dos diferentes pontos a instalar. Na análise
do local devem-se observar também as necessidades atuais e futuras do
contratante. Por ex: Prédio com galerias, pisos falsos, ruas etc.

b) Dimensionamento dos circuitos: com base na carga a ser instalada e a carga


projetada deve ser dimensionado os circuitos dos equipamentos (iluminação,
industrial e não industrial). Por ex: Instalação de um forno elétrico,
especificação da carga (potência, tensão, fator de potência etc.). Com estes
dados dimensiona-se o circuito (eletroduto, cabos e proteção).

c) Elaboração plantas, esquemas e detalhes: Colocação em desenhos e esquemas


elétricos os circuitos dimensionados distribuindo-os de forma que se possa
executar sua instalação. É através das plantas, esquemas e detalhes que se
torna possível a execução do projeto. Por ex: iluminação industrial com
definição da fixação de um perfilado na estrutura metálica.

Todo projeto elétrico deve constar obrigatoriamente:

I. Localização de todos os pontos de utilização, suas características, seus


comandos e indicações dos circuitos a que estão ligados.

II. Localização dos quadros de distribuição

III. Trajeto da cabeação, eletrodutos com indicação do dimensionamento e tipo da


instalação.

IV. Diagramas unifilares com indicação da cabeação, proteção e eletrodutos.

V. Especificação de todos os componentes da instalação.


Faculdades Santo Agostinho – Curso Engenharia Elétrica
Disciplina – Instalações Elétricas

3. Dimensionamento

A quantificação do sistema é feito através de:

• Levantamento da previsão de cargas


• Divisão das cargas em circuitos
• Dimensionamento de todos os componentes do projeto.

Através de cálculos simples podem-se definir elementos que nos permite escolher
adequadamente o melhor método de instalação, a seção e o eletroduto, a seção e tipo de
isolação de condutores e os dispositivos de proteção (disjuntores). A seqüência de
dimensionamento, que é a seguinte:

1 – Estabelecer a quantidade de pontos de iluminação


2 – Dimensionar da potência de iluminação.
3 – Estabelecer a quantidade de tomadas, de uso geral e específico.
4 – Dimensionar a potência das tomadas de uso geral e específico.
5 – Dividir a instalação em circuitos terminais.
6 – Calcular a corrente dos circuitos.
7 – Dimensionar os condutores.
8 – Dimensionar os eletrodutos.
9 – Dimensionar os dispositivos de proteção dos circuitos.
10 – Dimensionar o quadro de distribuição de acordo com a quantidade de circuitos.

4. Exigências básicas de um projeto elétrico

Todo projeto elétrico deve observar quatro condições básicas que são:

a) SEGURANÇA: Todo projeto elétrico deve garantir a segurança das pessoas (direta
e indiretamente envolvidos) e a segurança dos materiais, prédios e equipamentos
elétricos. É importante que o projetista tenha conhecimento de normas aplicadas
a cada situação.

b) CAPACIDADE de RESERVA: Todo projeto elétrico deve ser elaborado para atender
a carga a ser instalada e prever eventuais aumentos de carga. Por ex: ao projetar
um eletroduto o mesmo deve estar abaixo de sua capacidade de ocupação e que
o mesmo possa atender a futuros aumentos de carga (novos circuitos) ou projetar
eletrodutos reservas.

c) FLEXIBILIDADE: Toda instalação elétrica de uma residência, um prédio ou de uma


área deve ser projetada para atender a eventuais mudanças de lay out. Por ex:
instalação de tomadas e circuitos de distribuição de força.

d) ACESSIBILIDADE: Toda instalação elétrica deve ser projetada a proporcionar fácil


acesso ao sistema para manutenções, reparos e modificações. Por ex: Instalação
de um quadro de distribuição instalado em um porão, local úmido e de difícil
acesso.