Você está na página 1de 32

1

+


Sumário
6 9 10
 Novidades Entretenimento Entrevista
Procure se manter ligado Acompanhe os filmes e A cada mês uma entrevis-
e conheça as novidades livros que podem render ta, novos entrevistados e
bons momentos de des- muito mais...
contração

14 17 20
Saiba + Artigos Perfil
Saindo do contexto e Chegue a entender me- Veja a equoterapia pelo
absorvendo novas infor- lhor a equoterapia através olhar de quem a usa e co-
mações de profissionais da área nheça quais as melhoras
que esta técnica pode trazer

22 24
Dúvidas Sintonizando
Está em dúvida? O veteri- na web
nário esclarece Saiba em quais sites co-
nectar e estar por dentro
da equoterapia
6
Especial 5
Aprecie a matéria especial da equos
desse mês

1
Agenda
Quando e onde os eventos aconte- Carta do leitor
cem? Confira!

Este espaço é reservado ao leitor da Equos,


para que aos poucos se possa aprimorar a
revista. Ao ler esta primeira edição, mande
um e-mail com sua opinião. A sua participa-
ção é fundamental para a continuidade deste
trabalho. Suas sugestões são sempre muito
bem-vindas!

O e-mail de contato é
revistaequos@hotmail.com
N ovidades

Novidades no mundo... vem aumentando consideravel-


mente, e o número de pessoas que

D
e acordo com uma pes- apresentam mais de uma deficiên-
quisa do IBGE do ano cia chega a quase 10 milhões. Mui-
2000, o número de pes- tos trabalhos acadêmicos têm sido
 soas com algum tipo de deficiência realizados para compreender como
inserir a pessoa com deficiência na
sociedade, principalmente no am-
biente de trabalho. As grandes em-
presas hoje contam com taxas para
funcionários com deficiência, o que
facilita a inserção dessas pessoas no
mercado de trabalho. Embora isso
já aconteça em alguns locais, para
muitas instituições a pessoa com
deficiência é ainda sinônimo de in-
capacidade e impossibilidade de
realizar tarefas.
www.faconmedical.fr

O Ministério da Saúde advertiu,


no ano de 2004, que o aumento da
expectativa de vida da população
também é um fator agravante para
o aumento das deficiências. As limi- pessoas, tanto as mais altas como
tações corriqueiras, que aumentam as mais baixas.
com a idade, como a dificuldade A empresa Facon Medical parte
de andar, subir escadas e enxergar, da seguinte ideia central: como é
acabarão não se tornando unica- possível se separar das facilidades
mente exigência de uma parcela de ir a um mercado, tomar banho,
pequena da população. Os 14,5% convidar amigos para almoçar e
de deficientes que existem hoje no coisas simples do cotidiano se isso
Brasil começarão a ser vistos com é impedido por uma casa que não
olhos mais atentos, pois, com o au- é equipada do jeito correto? O con-
mento da longevidade, o problema forto acaba sendo a marca registra-
se torna comum a todos. da dos produtos da empresa fran-
Por esse motivo é que uma em- cesa. A Facon Medical se propõe a

Novidades
presa na França resolveu investir ir até a casa do interessado e fazer
em produtos um orçamento
que facilitem a “O conforto acaba sendo a mar- dos aparelhos
vida dos defi- ca registrada dos produtos da necessários para 
cientes, como, empresa francesa” uma melhor qua-
por exemplo, lidade de vida e
o elevador que nos centros hípi- de locomoção sozinho por parte
cos ajuda a colocar as pessoas em do paciente.
cima do cavalo com segurança A empresa possui um site na in-
tanto para o paciente como para a ternet (http://www.faconmedical.
pessoa que ajuda na equoterapia. fr) para quem tiver interesse nos
Esse sistema de elevador pode ser outros produtos disponibilizados
utilizado dentro da casa da pessoa (para ter a casa adaptada, para
com deficiência para que se deslo- equipar a casa com móveis previa-
que de um cômodo ao outro. O sis- mente pensados e também para o
tema consiste em trilhos que fazem deslocamento no espaço externo).
ligação com uma cadeira para que Cabe ainda lembrar que a empresa
o paciente entre nela. O aparelho pensou inclusive nos que gostam
possui 3,40m de altura, o que pro- de motos e já colocou no mercado
porciona o fácil posicionamento de dois modelos de scooter.

E ntretenimento

livros Filmes

Entretenimento
O livro Larousse É a história de uma
dos cavalos é editora que resol-
uma enciclopé- ve ir para o campo
dia que traz tudo após a filha ter so-
o que se precisa
saber sobre esses
frido um acidente
de cavalo. A mãe

animais. Ele abor- quer encontrar al-
da os primórdios guém que consiga
da vida do cavalo, domar o animal,
trata de seu com- que, após o aci-
portamento (do dente, criou aver-
selvagem ao adestrado) e o acompanha são ao contato com pessoas e ficou arredio.
até a vida adulta. Também menciona as Lá ela conhece um rancheiro que irá ajudá-la
várias modalidades, tanto de esporte a superar seus problemas.
como de lazer, de utilização do cavalo.
O Encantador de cavalos (The horse
Larousse dos cavalos whisperer, EUA, 1998) disponível em DVD
Editora: Larousse do Brasil Direção: Robert Redford
Elenco: Robert Redford, Kristin Scott Thomas, Sam
Autor: LAROUSSE DO BRASIL (ed.)
Neill, Dianne Wiest, Scarlett Johansson.
Origem: Nacional
Gênero: Drama
Ano: 2006
Duração: 170 min.
Edição: 1
Produtora: Touchstone Pictures, Wildwood Enter-
Número de páginas: 288
prises
Acabamento: Brochura Indicações: 1 indicação ao Oscar (categoria de
Formato: Médio Melhor Canção Original) e 2 indicações no Globo
de Ouro (categorias de Melhor Filme - Drama e
Melhor Diretor).
E ntrevista
Em entrevista as duas fisioterapeutas do instituto de Atendimento
e Pesquisa em Equoterapia, Ana Carolina A. Pereira matos e Viviane
miara, explicam os principais pontos sobre equoterapia
Como se pode definir a equoterapia? Qual a equipe base necessária para
Viviane: A equoterapia é definida realizar essa terapia?
como um meio de reabilitação em que Ana Carolina: A equipe base ideal da
você utiliza o cavalo e o meio ambien- equoterapia seria uma fisioterapeuta,
te como instrumento terapêutico. uma psicóloga, um instrutor de equi-
10 Como ela é realizada? tação e o auxiliar-guia (a pessoa que
Viviane: SHá duas opções para realizar conduz o cavalo). mas essa recomen-
a equoterapia: ou na pista de areia ou dação não é aplicada em todos os cen-
na grama. Depende muito do objetivo tros de equoterapia, e o fisioterapeuta
de cada paciente. A pista de areia tem ainda tem o papel principal na equo-
de 500 a 800m², é cercada e de pre- terapia.
ferência coberta Em um tratamento como esse, existe
(para que em dias alguma faixa etária de pessoas que
de chuva se pos- não possam realizar os exercícios?
sa atender nessa Ana Carolina: Em crianças abaixo de
pista). dois anos de idade o tratamento não
é realizado, por causa da formação
da coluna vertebral, do tamanho da
criança e do aspecto motor em si. Em
idades mais avançadas, as únicas con-
traindicações seriam: osteoporose, ar-
trite, utilização de sondas e problemas
ósseos. As crianças que têm hidrocefa-
lia, por exemplo, fazem uso de sonda

Ana Carolina A. Pereira matos


e, quando ela é colocada, têm que es- A equoterapia pode ajudar na so-
perar determinado tempo para fazer ciabilização dos pacientes?
algumas terapias, como é o caso da Ana Carolina: Com certeza. Acho que
equoterapia. é uma das primeiras mudanças que
Viviane: Com idosos que apresentam os pacientes têm. Na maioria das ve-
problemas cardíacos e cardiopatias, a zes eles não têm muito medo do ca-
gente toma um pouco mais de cuida- valo - no primeiro contato querem
do, para não assustar o paciente. chegar perto e ficam curiosos, mesmo
que seja um animal grande. A pri-
Quais as vanta-
meira coisa que se
gens de um trata- Quando se fala de equotera- nota é realmente
mento que envol- pia para quem não é do meio, essa sociabilização:
ve o cavalo como as pessoas acham que tem eles começam a se
animal chave para algo a ver com eco, de ecoló- comunicar mais. As

Entrevista
a reabilitação? gico. Acho que falta muita in- crianças às vezes
Viviane: O cavalo formação para as pessoas de são muito tímidas e
estimula muito o fora do meio da saúde. se tornam mais ex-
sistema nervoso
central - é um estímulo direto da colu-
trovertidas. Há até 11
relato dos pais - mesmo dentro de
na até o sistema nervoso central. isso casa, elas ficam mais alegres e conver-
leva a uma melhora de equilíbrio, con- sam mais, pelo próprio contato com
trole de tronco, tônus postural, que às uma terapia que, para as crianças, não
vezes na fisioterapia convencional é é encarada como uma terapia, e sim
mais difícil conseguir, e só às vezes o como uma atividade
cavaleiro em cima do cavalo dá o estí- lúdica, uma brinca-
mulo todo. Existe além do estímulo do deira.
cavalo onde tem o afeto e o ambiente Viviane: um dos ca-
onde é praticado, tem a questão do sos em que isso foi
equilíbrio, a força muscular e o alon- visto é o da Sthe-
gamento. Enfim, o espaço é diferente. fany, que mostrou
Ana Carolina: Outra coisa importante uma grande
é a dissociação, ou seja, as pessoas melhora na
que vêm aqui procuram controle de sociabili-
tronco, cabeça. O próprio movimento zação.
de anca do cavalo e do dorso já está
proporcionando ao cavaleiro os movi-
mentos de dissociação.

Viviane miara
É possível dizer que esse método já se Ana Carolina: Um dos casos mais impor-
tornou conhecido ou ainda falta um tantes aqui do centro foi o da Sthefany,
reconhecimento maior? que é um caso de esquizofrenia. Ela ini-
Viviane: Eu acho que no meio da saúde ciou com um problema auditivo. Foi um
já é um pouco conhecido. Falta conheci- começo bem difícil, com questionamen-
mento é para as pessoas leigas mesmo tos do que poderia melhorar na questão
(para pessoas portadoras de necessida- da sociabilização. A mãe veio com quei-
des especiais, famílias). Quando se fala xas de muitos surtos, dificuldades de se
de equoterapia para quem não é do relacionar com a irmã, dificuldades na
meio, as pessoas acham que tem algo a escola, e foi uma coisa que assumimos
ver com eco, de ecológico. com certo receio. Mas, depois de 6 meses,
já foi possível perceber uma melhora. Ela
Qual o preço médio para fazer equo-
entrou com 16 anos e hoje, com 20, já faz
terapia?
a modalidade pré-esportiva e conduz o
Ana Carolina: Em valores varia de 150 a
cavalo sozinha. Tenta se comunicar com
Entrevista

300 reais.
todas as pessoas e ela mesma consegue
Viviane: Varia em função de quantas ve-
mostrar uma maneira de se comunicar
zes por semana se vai querer fazer - uma
com as pessoas a sua volta. Quer vir tra-
ou duas vezes.
12 Existem programas que possibilitam
balhar aqui quando fizer 21 e realmente
gosta da equoterapia.
às pessoas carentes realizar a equote-
Como surgiu a vontade de trabalhar
rapia em Curitiba?
com a equoterapia?
Ana Carolina: Em Curitiba há alguns cen-
Ana Carolina: Eu particularmente sem-
tros de equoterapia, mas a maior parte
pre quis trabalhar com crianças e fui
deles é dentro de escolas/instituições,
trabalhando na parte de neurologia
como é o caso da Escola Ecumênica.
convencional, até que um dia surgiu a
Aqui, na nossa instituição, a gente tem
oportunidade de alguém me indicar
um trabalho de bolsa: a gente dá 25%
para a equoterapia. Vai se pegando afe-
das nossas vagas para crianças bolsistas.
to ao animal, às crianças e às evoluções
Existem só algumas regras para isso: que
mais do que na fisioterapia. Eu gostaria
a família beneficiada mostre um com-
de não sair mais dessa área. Estamos, eu
provante de renda de até 2 salários mí-
e ela, há já uns quatro anos e meio na
nimos. Com isso, pode-se proporcionar
equoterapia.
essa bolsa para quem precisa mesmo.
Viviane: Meus avós sempre tiveram chá-
Você já vivenciou a recuperação atra- cara, minha mãe e minha irmã são vete-
vés da equoterapia de um caso que rinárias. Vim fazer estágio já durante a
fosse considerado problemático? faculdade e acabei ficando. Eu sempre
Como foi? gostei muito de criança. Acabei juntan-
do as duas coisas e não saí mais.
13
Saiba +
Os cinco sentidos dos cavalos... sendo mais um dos motivos pelos
quais esses dois sistemas se desen-
volveram mais do que os outros.
Na vida em sociedade entre equi-
nos é possível perceber que o olfato
http://www.sxc.hu

14 é usado como meio de reconhece-


rem uns aos outros. O potro, quan-
do nasce, percebe duas coisas em
seus primeiros momentos de vida: o

N
os cavalos, todos os cin- odor do colostro (forma de leite de
co sentidos (paladar, baixo volume secretado pela maio-
tato, audição, olfato e vi- ria dos mamíferos nos primeiros
são) são bem mais desenvolvidos dias de amamentação pós-parto)
e aguçados do que nos humanos. e a silhueta da mãe. Um exemplo
As transformações pelas quais esse claro disso é que o potro, mesmo
animal veio passando ao longo dos longe da mãe, consegue reconhe-
mais de 70 milhões de anos de sua cer entre as éguas em um pasto
existência acabaram proporcionan- aquela com a qual tem parentesco.
do um desenvolvimento maior do As relações familiares e de amizade
seu sistema olfativo. O sistema do entre equinos são todas feitas pelo
olfato e do paladar também é usa- sistema olfativo.
do pelos cavalos como meio de per- O cavalo usa a seu favor a audição
petuação da espécie, o que acabou aguçada para se livrar de ser uma
presa fácil para outros animais. As O tato dos cavalos também é
orelhas dos equinos possuem o muito sensível. Por isso um cava-
pavilhão auditivo móvel, o que fa- leiro, quando demanda algo a seu
cilita o movimento, e conseguem cavalo, deve saber exatamente o
igualmente demonstrar algumas ponto onde pedir e qual intensi-
das “emoções e estados de espírito”, dade aplicar para que essa ordem
como, por exemplo: seja cumprida.
• Orelhas para trás: demonstram O paladar dos cavalos é bem sele-
claramente irritação por parte do tivo: eles preferem as comidas mais
animal. É o sinal mais evidente de doces. As gramíneas são o prato
raiva, intenção de morder, escoice- mais farto, mas comem também
ar, manotear ou corcovear. aveia e alfafa. Os torrões de açúcar,
• Orelhas para frente: revelam diferentemente do que provocam
nos humanos,

Saiba +
que o cavalo
está confiante, “um cavaleiro, quando deman- não fazem mal
receptivo para da algo a seu cavalo, deve saber aos cavalos nem
que alguém se exatamente o ponto onde pedir causam cáries 15
aproxime dele. É e qual intensidade aplicar para (os equinos têm
o sinal de que o que essa ordem seja cumprida.” ausência de co-
cavalo está aten- roa dental).
to ao que acontece a sua volta. O aspecto visual no cavalo não é
• Orelhas para vários lados apon- o sentido mais aprimorado. Ele tem
tam que o cavalo escutou barulhos dois tipos de visão: binocular (fron-
de lugares diferentes ao mesmo tal) ou monocular (lateral). Em uma
tempo e está tentando achar de distância inferior a um metro, não
onde vem o ruído. possui uma visão boa das imagens.
• Uma orelha para frente e outra Quando o cavalo esboça o salto no
para trás: é comum ver esse tipo hipismo, na realidade não enxerga
de reação quando são dados dois o obstáculo que está saltando. Para
comandos ao cavalo e ele se per- melhor focalizar os objetos ao seu
de, pois fica sem entender o que redor, o cavalo eleva ou abaixa a
foi pedido. O ideal nesses casos é cabeça, modificando o ângulo de
ajudar com a voz, para que o cavalo incidência dos raios luminosos so-
entenda melhor a ordem desejada. bre o cristalino.
16
A rtigos

EQUOTERAPIA: NOVO CAMPO DE tima. Por isso, podemos também chamar


TRABALHO PARA O PSICÓLOGO a equoterapia de “equitação terapêutica”,
Amauri Solon Ribeiro possibilitando uma introdução à equita-

Artigos
Psicólogo, CRP/5 2269 ção simultaneamente a um processo de
estimulação ao desenvolvimento global

O
objetivo do presente artigo
da criança.
é uma breve apresentação
No aspecto psicológico, há um grande 17
da equoterapia aos psicólo-
reforço da auto-estima. Uma criança, que
gos, como campo de trabalho, pesquisa
vê o mundo de baixo para cima, quando
e participação no grave problema do montada a cavalo tem o seu ângulo de
tratamento das pessoas portadoras de visão alçado para cerca de dois metros e
necessidades especiais. meio de altura, mais elevado que o olhar
A equoterapia é um método terapêuti- de um adulto. Somam-se a isso o prazer
co que utiliza o cavalo como instrumento e a sensação de força e liberdade por
de reabilitação e desenvolvimento para estar conduzindo um animal de grande
portadores de deficiência ou de neces- porte e significativa carga simbólica.
sidades especiais, com a participação de O cavalo e a equipe interdisciplinar
uma equipe multidisciplinar composta funcionam como poderosa ferramenta
por fisioterapeuta, psicólogo, fono- terapêutica e de desenvolvimento. O
audiólogo e professor de equitação. Ela Conselho Federal de Medicina, através
pode também ser de grande valor para do Parecer 06/97, reconheceu a equote-
crianças não portadoras de deficiências rapia como método terapêutico de re-
físicas, mas que poderiam se beneficiar abilitação.
de melhoras em seu desenvolvimento A equoterapia foi introduzida no Brasil
psicomotor, sua capacidade de relacio- na década de 70. Em 1989 foi fundada
namento e aprendizagem, sua auto-es- a Ande Brasil – Associação Nacional de
Equoterapia (www.equoterapia.org.br), DF, Brasil, no período de 9 a 12 de agosto
instituição filantrópica com sede em Bra- de 2006, tendo o autor apresentado um
sília/DF, cujas finalidades precípuas são o trabalho sobre Transdisciplinaridade:
incentivo e o controle das atividades de Um Novo Paradigma na Equoterapia.
equoterapia em âmbito nacional. Cerca de 20 outros trabalhos relaciona-
Há no país diversos cursos nos níveis dos à psicologia foram apresentados no
básico, avançado, extensão e especial- mesmo evento. Neste ano, de 12 a 15 de
ização sobre equoterapia. Esses cursos agosto realizou-se em Muenster, na Ale-
são oferecidos pelos centros de equote- manha, o XIII Congresso Internacional,
rapia filiados à Ande Brasil e por diver- no qual o autor se fez representar pelo
sas universidades: Universidade Federal trabalho “O Impacto da Frustração Fa-
de Santa Maria/RS, Universidade Tuiuti miliar na Eficácia da Equoterapia”.
do Paraná/PR, Pontifícia Universidade
Católica do Paraná/PR, Universidade O autor coloca-se à disposição para
Veiga de Almeida/RJ, Universidade de mais informações:
Artigos

Campinas/SP, Universidade de São Pau- amauri@equoarte.com.br.


lo/SP, Universidade Mackenzie/SP, Uni-
versidade de Pernambuco/PE e Univer-
Arquivo pessoal Amauri Ribeiro

18 sidade do Estado do Pará/PA. O objetivo


desses cursos é a capacitação de novos
profissionais das áreas de saúde, educa-
ção e equitação para atendimento aos
portadores de necessidades especiais.
A equoterapia no plano internacional AMAURI SOLON RIBEIRO é psicólogo e fun-
é identificada por expressões como “Eq- dador e Diretor Executivo do Equoarte. É mem-
uitação Terapêutica” , “Terapia por Meio bro do Conselho Técnico-Científico da ANDE
Brasil, com cursos básico e avançado de equote-
do Cavalo”, “Hipoterapia” e outros análo-
rapia. Apresentou trabalhos nos dois últimos
gos, nos diversos idiomas dos países em congressos internacionais de equoterapia, em
que é aplicada. O termo “equoterapia” foi Budapest, na Hungria e em Brasília. Tem espe-
cunhado pela Ande Brasil, tendo hoje cialização clínica, com orientação psicanalítica.

um princípio de reconhecimento inter- Foi consultor de grande organizações nacionais


e multinacionais e sua última colocação como
nacional.
executivo foi como Diretor de Relações Comu-
Em 2003 realizou-se o XI Congresso nitárias das Organizações Globo. Dedica-se à
Internacional em Budapeste, Hungria, equoterapia há 8 anos e atua como psicotera-
quando o autor apresentou um trabalho peuta do Centro de Psicologia Avançada, no Rio
de Janeiro (www.centrodepsicologiaavancada.
sobre a Psicoterapia de Orientação Psi-
com.br). Contato com Amauri: (21) 9119-1094
canalítica na Equoterapia. O XII Congres- ou amauri@equoarte.com.br.
so Internacional realizou-se em Brasília/
P erfil

19

A equotera-
pia modifi-
cou a vida de
muitas pessoas.
Conheça agora a
história de Sthefany Mirieli Maier.
TRANSFORMAÇÕES de cara recebida como uma nova
saída. Nessa época houve uma mu-

U
ma mãe que adotou uma dança em todo o cotidiano da meni-
criança com apenas 2 dias na, desde a escola nova até a inser-
de vida, pela vontade que ção da equoterapia na sua rotina. A
tinha de ser mãe, e uma filha que en- mãe, Debye Rose Raimondi, explica
controu nela todo o amor necessá- que a equoterapia “foi uma forma de
rio. Sthefany Mirieli Maier, que há 2 canalizar a vida da menina para uma
anos faz equoterapia para melhorar atividade que envolvia animais e de
o quadro de sua doença, a esquizo- ajudar no quadro de surtos que ela
frenia, já começa a demonstrar suas tinha”. Segundo as orientações do
conquistas. Hoje, com 20 anos de psiquiatra da garota, a melhora da
idade, é uma menina que vem se doença não se dá somente através
revelando muito dos remédios,
“A mãe, que acompanha a fil-
Perfil

mais sociável e mas também na


ha às sessões de equoterapia,
receptiva. busca de uma
afirma que ela inclusive pede
20 As pessoas es-
para ir às aulas, de tanto que
melhor qualida-
quizofrênica têm de de vida para
tomou gosto pelo suposto
tendência ao iso- o paciente.
“entretenimento”
lamento, e Sthe- A família de
fany sofria desse mal até começar as Sthefany se resume a ela, à mãe e
atividades na equoterapia. As fisio- à irmã. A menina, que sempre gos-
terapeutas do centro de equotera- tou de animais, se sentiu realizada
pia da Sociedade Hípica Paranaense em sua nova atividade. A mãe, que
a consideravam muito arredia aos acompanha a filha às sessões de
exercícios no começo do tratamento, equoterapia, afirma que ela inclu-
mas aos poucos ela foi dando aber- sive pede para ir às aulas, de tanto
tura para cada um que tinha contato que tomou gosto pelo suposto “en-
com ela. tretenimento”. A fisioterapeuta Ana
A busca pela equoterapia para Carolina A. Pereira Matos lembra que
Sthefany se deu pela exaustão da a equoterapia é uma possibilidade
troca de remédios e pela ausência de de brincadeira para o paciente que a
resultados. Quando veio a indicação realiza - ele não a considera um tra-
médica para o tratamento, foi logo tamento.
Momento da entrevista com Debye Rose Raimondi

Perfil
Sthefany atualmente faz equote- a menina ama como aos cavalos. De-
rapia pré-esportiva, em que não há bye acredita realmente que os ani-
21
quase necessidade de um guia para mais façam milagres pelas pessoas
o cavalo, e sonha ainda em fazer “hí- porque eles têm uma sensibilidade
pica”, como ela chama o hipismo clás- a mais. A menina é hoje uma pessoa
sico. A mãe, que a leva diariamente bem mais saudável e consegue lidar
para várias atividades, explica que a com a convivência com outras pes-
equoterapia devia ser perto de casa, soas de forma mais natural.
para que não se tornasse algo extre- Casos como o de Sthefany mostram
mamente demorado e complicado. que a equoterapia consegue atuar
Antes Sthefany realizava a equotera- com grandes resultados na sociabili-
pia em Pinhais, entretanto não houve zação de pacientes e que a busca por
continuação, devido à distância de uma melhora de qualidade de vida
sua residência até o local. sempre é algo positivo. O bem-estar
Uma das características marcantes das pessoas com deficiência tem que
de Sthefany é o seu amor pelos ani- ser um objetivo constante, que pro-
mais. A família possui um cão da raça cure unir os momentos de lazer e de
lhasa apso, com o nome de Pit, que prazer entre os membros da família.
D úvidas
?
VALDIR ROBERTO TONIN Além da manutenção dos cuidados
CRMV-PR 1958 com nutrição, vacinas e vermífugos,
devemos cuidar também com o fer-
www.amigosdohipismo.com.br

rageamento correto, e atendimento


dentário. De preferência todos estes
22 cuidados devem seguir orientação
veterinária, que deverá ocorrer com
freqüência de maneira profilática e em
Quais as características que o
especial nas emergências de qualquer
animal deve possuir para realizar a
natureza.
equoterapia?
Intalações adequadas de cocheira
Em primeiro lugar deve ser saudável, para o necessário descanso. Lazer
e isto incluí em bom estado nutricio- diário sendo solto em piquetes segu-
nal. Bem como um calendário de vaci- ros por pelo menos uma hora. Com-
nas e vermífugos atualizados, ausência patibilizar o peso do paciente com o
de quaisquer outras patologias, e em porte do animal e controlar também a
especial aparelho locomotor hígido. quantidade de trabalho dos mesmos.
Além disto, deve ser calmo e não se E por fim, respeitar o tratamento ve-
assustar facilmente, ser de fácil con- terinário e o tempo necessário para a
dução. recuperação de eventuais problemas
Existe algum cuidado especial de saúde, devendo retomar o trabalho
com os cavalos que se dedicam ex- somente após alta veterinária.
clusivamente para essa terapia?
23
S intonizando
na web

blog

24

http://equoarte.com.br/
Um site dirigido por Amauri Solon Ribeiro que é psicólogo e pretende
divulgar a equoterapia através do projeto Equoarte. Um bom site para
quem procura links sobre o funcionamento da equoterapia, e como
ela atua nas áreas de psicologia e fonoaudiologia.
Sintonizando na web
site

25

http://www.equoterapia.org.br/
Site focado em cursos e eventos dentro da área da equoterapia. Pode se
tornar uma ótima base para quem tem vontade de se aprofundar no as-
sunto, e igualmente saber onde pode realizar as técnicas no Brasil. É um
site que conta com a vantagem de reunir os trabalhos científicos já reali-
zados sobre a técnica.
E special

26

Es
po
eq rte
ui qu
es líbrio e c
pe , o om
-es lho e hip bin
po es ism a m
rti tím o o
va ulo po vim
. d
pa e ent
ra ser os
Arquivo pessoal Flávia Schaefer Martins

pa
cie con prec
nt sid iso
es er
da ado s e
eq g
uo atua rand
ter lm e
ap en do
ia
pr te u se d
é- m e
A
ligação entre o cavalo e o O hipismo é ainda hoje um es-
homem remonta aos tem- porte elitizado, devido ao alto custo
pos da antiguidade, quan- para manter os cavalos em condi-
do muitos animais eram usados ções ideais para participar em cam-
para as tarefas diárias, como arar a peonatos, bem como a alimentação
terra para o plantio, o que hoje foi e outros cuidados. Esse esporte é
substituído pelo trator. Devido a erroneamente chamado de equi-
essa mudança de hábitos o cavalo tação. A grande diferença entre os
se tornou aos poucos um animal dois é que a equitação é a arte de
para uso esportivo, como é o caso montar a cavalo, adestrá-lo e pre-
do hipismo. Segundo Ana Carolina pará-lo para as diversas atividades
A. Pereira de Matos, professora de em que pode ser utilizado. Já o hi-
Equoterapia do Instituto de Atendi- pismo é a fase em que se pratica a
mento e Pesquisa em Equoterapia, é atividade, depois de o animal estar

Especial
possível considerar o hipismo uma devidamente preparado. Em geral
motivação para os pacientes da essa nomenclatura faz menção ao
equoterapia pré-esportiva (equo- hipismo clássico. 27
terapia na qual o paciente já tem Hoje em dia, quando se pergunta
controle do cavalo e não necessita para alguém leigo o que é o hipis-
de uma pessoa que o guie). mo, as respostas, em sua maioria,
http://www.flickr.com/photos/39186672@N00/3079590993

Alberto Larraguibel Morales e Huaso saltando 2,47metros (recorde mundial)


mencionam o cavaleiro Rodrigo até o presente momento o recorde
Pessoa e as Olimpíadas de Sydney. mundial de salto em altura.
Nessa ocasião, sua montada, Balou- O grande estímulo que leva as
bet du Rouet, se recusou duas vezes pessoas a praticarem o hipismo é o
a passar os obstáculos, o que, se- contato com o cavalo. Para alguns,
gundo a regra do esporte, acarreta o cavalo chega a se tornar um ani-
a eliminação do conjunto da prova. mal de estimação, embora seja ne-
Porém a história do hipismo come- cessária uma quantidade maior de
çou a fazer parte do programa dos cuidados e de conhecimento sobre
jogos olímpicos em 1912, tendo o animal para se lidar com ele. Os
sido realizadas provas hípicas tam- cavalos, por maiores que sejam, fi-
bém na edição sicamente são
de 1900. Esse é “Não é apenas o cavalo nem o muito frágeis,
um dos poucos cavaleiro/a amazona que faz o necessitando
Especial

desportos em sucesso, mas sim o conjunto que assim um cui-


que homens e se forma e a harmonia que se tem dado redobra-
28 mulheres com- entre eles” do com a saú-
petem entre si de. Cólicas em
de igual para igual. Nos jogos olím- equinos, causadas pelo manuseio
picos, a altura das provas de salto indevido da alimentação, são ex-
varia entre 1,50 e 1,60 metro, em tremamente frequentes, levando
uma pista que mede de 700 a 900 inclusive a óbito se não amparadas
metros com uma quantidade de 12 a tempo.
a 15 obstáculos para transpor. No início da carreira hípica se
Existem outras provas em que é aprende que, nesse esporte, o cava-
testado o limite do cavalo em salto lo bem ensinado desempenha um
em altura, como a chamada prova papel tão – se não mais – impor-
de potência. O recorde dessa prova tante do que o do professor/treina-
de potência é ainda hoje do cava- dor. Contudo sempre é reforçada a
leiro Alberto Larraguibel Morales ideia de que não é apenas o cavalo
(Capitão Chileno), com o cavalo nem o cavaleiro/a amazona que faz
Huaso. Em 5 de fevereiro de 1949, o sucesso, mas sim o conjunto que
em Viña del Mar, no Chile, o capi- se forma e a harmonia que se tem
tão saltou com seu cavalo a altura entre eles.
de 2,47m. Esse feito é considerado
29
30
A genda

Palestras cursos

Agenda
II Foro Latinoamericano de Curso de Aprimoramento/Aper-
Equinoterapia feiçoamento em Equoterapia
26 a 28 de Novembro de 2009 Tempo de duração: 06 módulos (sáb e
Na cidade de Concepción - Chile dom - das 08:30 as 12 e das 13:30 as 31
mais informações: 18:00 hs). Duração - 6 meses
http://www.equinoterapia.cl/ Mais informações:
http://www.ibratescola.com.br/

V Vivência Teórico – Prática em


Equoterapia: EM CAMINHAR
Centro de Equoterapia Qualivida
Novembro/2009 – Itatiba/SP
Telefone: (11) 4487-2825
Email:
contato@centroqualivida.com.br
Site:
www.centroqualivida.com.br