Você está na página 1de 9

PROVA PARA ESTÁGIO NA COORDENADORIA REGIONAL DAS PROMOTORIAS DE MEIO

AMBIENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DOCE

NÚMERO DE INSCRIÇÃO DO CANDIDATO:______________

ATENÇÃO!
As questões de múltipla escolha valem 2,0 pts., cada uma, totalizando 70 pts..
As respostas devem ser anotadas aqui. As respostas não anotadas aqui não pontuarão.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
E D A B C C B D C E D D B B E E E E D C

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35
C A D D C C C D A C A B A C A

A questão discursiva vale 10 pts. e têm o objetivo avaliar não apenas o conteúdo, mas a capacidade de
argumentação, organização do raciocínio e exposição coerente dos conhecimentos pelo candidato.

A entrevista vale 20 pts.

Boa sorte!

1) Sobre a competência no Código de Processo Civil, assinale a afirmativa correta.


A) A reunião de ações conexas pode se dar a qualquer tempo, independentemente da prolação de sentença em
algum dos processos.
B) As decisões do juízo absolutamente incompetente são nulas.
C) A cláusula de eleição de foro abusiva pode ser decretada ineficaz de ofício pelo juiz a qualquer tempo.
D) Quando houver continência, as ações serão necessariamente reunidas.
E) Serão reunidos, para julgamento conjunto, os processos que possam gerar risco de prolação de decisões
conflitantes ou contraditórias caso decididos separadamente, mesmo sem conexão entre eles.

2) Município do interior do Estado construiu e iniciou a operação de um cemitério municipal em janeiro de


2011, ignorando a legislação em vigor, que determina a obrigatoriedade de licenciamento ambiental para
cemitérios. Em 2015, o Promotor de Tutela Coletiva com atribuição na matéria meio ambiente recebeu
representação, dando conta de que o cemitério não possuía licença ambiental. Após a tramitação regular de
inquérito civil, a investigação revelou, em abril de 2016, que além da ausência de licenciamento ambiental, o
cemitério causa sérios danos ambientais, inclusive contaminação do solo e do lençol freático com
necrochorume. Diante do quadro fático delineado, deverá o Promotor de Justiça de Tutela Coletiva:
A) promover o arquivamento do inquérito, seja porque o Município, na qualidade de poder público, não está
sujeito a licenciamento ambiental de suas atividades consistentes em serviços públicos essenciais, seja porque o
dano ambiental foi alcançado pela prescrição quinquenal;
B) promover o arquivamento do inquérito em relação à ausência de licença ambiental porque o Município, na
qualidade de poder público, não está sujeito a licenciamento ambiental de suas atividades consistentes em
serviços públicos essenciais, e ajuizar ação civil pública para reparação dos danos ambientais;
C) ajuizar ação popular, pleiteando, dentre outros pedidos, a condenação do Município, em obrigação de fazer,
para submeter o cemitério a processo de licenciamento ambiental e para promover a recomposição do meio
ambiente, inclusive com pedido de dano moral coletivo a ser suportado pessoalmente pelos agentes públicos
responsáveis;
D) ajuizar ação civil pública, pleiteando, dentre outros pedidos, a condenação do Município, em obrigação de
fazer, para submeter o cemitério a processo de licenciamento ambiental e para promover a recomposição do
meio ambiente, com a recuperação e compensação ambiental pelos danos ambientais causados;
E) deflagrar ação penal pública incondicionada, mediante oferecimento de denúncia, pleiteando a condenação
dos gestores municipais – Prefeito Municipal e Secretário Municipal de Meio Ambiente - à pena privativa de
liberdade pela prática de crimes ambientais, bem como à reparação dos danos ambientais causados.

3) Quanto ao papel do Ministério Público na ação civil pública, assinale a assertiva correta.
A) Se não intervier no processo como parte, atuará como fiscal da lei.
B) Haverá o litisconsórcio obrigatório entre os Ministérios Públicos da União, do Distrito Federal e dos Estados
na defesa dos interesses e direitos de que cuida a lei da ação civil pública.
C) O Ministério Público poderá tomar dos interessados compromisso de ajustamento de conduta, que terá
eficácia de título executivo judicial.
D) É o único que tem legitimidade para propor a ação cautelar.
E) Em caso de desistência infundada ou abandono da ação por associação legitimada, o Ministério Público é o
único legitimado para assumir a titularidade ativa.

4) Sobre o Poder de Polícia Ambiental, é correto afirmar:


A) em matéria ambiental, o exercício do poder de polícia pela Administração Pública poderá ir além dos limites
da lei aplicável.
B) a Administração Pública, quando prestadora de serviço público ou exploradora de atividade econômica,
também estará sujeita ao exercício do Poder de Polícia Ambiental.
C) a aplicação de multa na hipótese de dano ambiental depende necessariamente da ocorrência de culpa ou dolo
do infrator no seu atuar.
D) a aplicação do poder de polícia para proteção do meio ambiente refoge ao regramento e às características do
poder de polícia administrativa.
E) considera-se regular o exercício do poder de polícia desde que desempenhado pelo Poder Público, mesmo
que tenha sido praticado pelo órgão que não detém a competência para a prática do ato.

5) Na tutela do meio ambiente, além da instauração de inquérito civil, poderão ser firmados compromissos de
ajustamento de conduta. Sobre tais instrumentos, é correto afirmar:
A) representação anônima e fato noticiado pela imprensa, em se tratando de dano ambiental, mesmo com
indícios de veracidade, não são suficientes para dar início ao inquérito civil.
B) a formalização do compromisso de ajustamento de conduta pelo Ministério Público não pode suspender o
inquérito civil.
C) o inquérito civil é um instrumento de investigação concedido com exclusividade ao órgão do Ministério
Público.
D) é sempre dispensável a anuência do Ministério Público nas ocasiões em que o Ministério Público não for o
órgão tomador do termo de ajustamento.
E) a promotoria de justiça que firmou o compromisso de ajustamento de conduta não tem a responsabilidade de
fiscalizar seu cumprimento.

6) A respeito da administração pública, julgue os itens a seguir.


I São princípios que regem a administração pública expressos na Constituição Federal de 1988: legalidade,
indivisibilidade, moralidade, publicidade e eficiência.
II A avaliação de desempenho como condição para a aquisição de estabilidade do servidor público é um
exemplo de aplicação do princípio da eficiência.
III A afronta a qualquer um dos princípios explícitos da administração pública pode configurar ato de
improbidade administrativa.
IV A moralidade administrativa é definida com base na concepção pessoal do agente público acerca da conduta
administrativa considerada ética.

Estão certos apenas os itens:


A) I e II.
B) I e III.
C) II e III.
D) II e IV.
E) III e IV.
7) João ajuizou ação contra Maria e Joana, as quais, citadas, se fizeram representar por diferentes procuradores,
de escritórios de advocacia distintos. As procurações foram juntadas aos autos eletrônicos. Nessa situação
hipotética, o prazo para Maria e Joana apresentarem suas contestações no processo é de:
A) 5 dias.
B) 15 dias.
C) 10 dias.
D) 8 dias.
E) 30 dias.

8) NÃO constitui causa de suspensão do processo:


A) a perda da capacidade processual de qualquer das partes;
B) a morte do representante legal de qualquer das partes;
C) a arguição de incompetência do juízo;
D) a admissão de incidente de resolução de demandas repetitivas;
E) a convenção das partes.

9) Tendo em vista as constantes queimadas irregulares de mata nativa, para posterior desenvolvimento de
pecuária, o Município XYZ pretende criar Unidade de Conservação, promovendo, assim, o uso sustentável do
espaço territorial que possui importantes atributos bióticos. Dessa forma, com objetivo de permitir a ocupação
humana sem ter que desapropriar a área protegida, assinale a alternativa que corretamente identifica a Unidade
de Conservação que o Município XYZ deve criar.
A) Reserva Biológica.
B) Parque Municipal.
C) Área de Proteção Ambiental.
D) Área de Preservação Permanente.
E) Monumento Natural

10) A Política Nacional de Recursos Hídricos se baseia nos seguintes fundamentos, exceto:
A) A água é um bem de domínio público.
B) A gestão dos recursos hídricos deve ser descentralizada e contar com a participação do Poder Público, dos
usuários e das comunidades.
C) Em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de
animais.
D) A gestão dos recursos hídricos deve sempre proporcionar o uso múltiplo das águas.
E) A gestão dos recursos hídricos deve ser centralizada no Poder Público.

11) Sobre o regime de proteção das Áreas de Preservação Permanente, é correto afirmar, exceto:
A) A vegetação situada em Área de Preservação Permanente deverá ser mantida pelo proprietário da área,
possuidor ou ocupante a qualquer título, pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado.
B) Tendo ocorrido supressão de vegetação situada em Área de Preservação Permanente, o proprietário da área,
possuidor ou ocupante a qualquer título é obrigado a promover a recomposição da vegetação, ressalvados os
usos autorizados pelo Código Florestal.
C) É dispensada a autorização do órgão ambiental competente para a execução, em caráter de urgência, de
atividades de segurança nacional e obras de interesse da defesa civil destinadas à prevenção e mitigação de
acidentes em áreas urbanas.
D) É assegurado, em qualquer hipótese, o direito à regularização de futuras intervenções ou supressões de
vegetação nativa em Área de Preservação Permanente.
E) É permitido o acesso de pessoas e animais às Áreas de Preservação Permanente para obtenção de água e
para realização de atividades de baixo impacto ambiental.

12) Segundo a Lei n. 7.347/1985, é correto afirmar:


A) As Ações Civis Públicas serão propostas no foro de domicílio do réu, cujo juízo terá competência funcional
para processar e julgar a causa.
B) A Ação Civil Pública não poderá ter por objeto a condenação em dinheiro ou o cumprimento de obrigação
de fazer ou não fazer.
C) Em caso de desistência infundada ou abandono da ação por associação legitimada, o Ministério Público não
poderá assumir a titularidade ativa.
D) Se o órgão do Ministério Público, esgotadas todas as diligências, se convencer da inexistência de
fundamento para a propositura da ação civil, promoverá o arquivamento dos autos do inquérito civil ou das
peças informativas, fazendo-o fundamentadamente.
E) Não será admitido litisconsórcio facultativo entre os Ministérios Públicos da União, do Distrito Federal e
dos Estados na defesa dos interesses e direitos de que cuida a Lei n. 7.347/1985.

13) A Política Nacional de Resíduos Sólidos reúne o conjunto de princípios, objetivos, instrumentos, diretrizes,
metas e ações adotados pelo Governo Federal, isoladamente ou em regime de cooperação com Estados, Distrito
Federal, Municípios ou particulares, com vistas à gestão integrada e ao gerenciamento ambientalmente
adequado dos resíduos sólidos. Neste contexto, podemos afirmar que são instrumentos da Política Nacional de
Resíduos Sólidos, exceto:
A) os planos de resíduos sólidos.
B) o desenvolvimento sustentável.
C) o incentivo à criação e ao desenvolvimento de cooperativas ou de outras formas de associação de catadores
de materiais reutilizáveis e recicláveis.
D) a cooperação técnica e financeira entre os setores público e privado para o desenvolvimento de pesquisas de
novos produtos, métodos, processos e tecnologias de gestão, reciclagem, reutilização, tratamento de resíduos e
disposição final ambientalmente adequada de rejeitos.
E) o incentivo à adoção de consórcios ou de outras formas de cooperação entre os entes federados, com vistas à
elevação das escalas de aproveitamento e à redução dos custos envolvidos.

14) Na perspectiva da tutela do direito difuso ao meio ambiente, o ordenamento constitucional exigiu o estudo
de impacto ambiental para instalação e desenvolvimento de certas atividades. Nessa perspectiva, o estudo
prévio de impacto ambiental está concretizado no princípio:
A) da precaução.
B) da prevenção.
C) da vedação ao retrocesso.
D) do poluidor-pagador.
E) do desenvolvimento sustentável.

15) Para os fins da Lei n. 6.938/1981 – Lei da Política Nacional do Meio Ambiente – é incorreto afirmar que:
A) a degradação da qualidade ambiental é toda alteração adversa das características do meio ambiente;
B) o meio ambiente é o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e
biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.
C) a poluição é a degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente, por
exemplo, afetem desfavoravelmente a biota.
D) a poluição é a degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente, por
exemplo, prejudiquem a saúde, a segurança e o bem-estar da população.
E) o poluidor é somente a pessoa física responsável, direta ou indiretamente, por atividade causadora de
degradação ambiental.

16) Os instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente incluem o


A) licenciamento ambiental, o zoneamento ecológico e o plano de manejo econômico das florestas.
B) estudo de impacto ambiental e o manejo seletivo das espécies endêmicas.
C) relatório de impacto ambiental e o desenvolvimento de pesquisas biotecnológicas.
D) zoneamento ambiental e o projeto de desenvolvimento de pesquisa biomarinha.
E) licenciamento ambiental e o zoneamento ambiental.

17) De acordo com a Lei Federal n. 6.938/81, a política nacional do meio ambiente tem como objetivos
A) promover a adoção de práticas adequadas de conservação e uso racional dos combustíveis e de preservação
do meio ambiente.
B) assegurar à atual e às futuras gerações a necessária disponibilidade de água, em padrões de qualidade
adequados aos respectivos usos.
C) a utilização racional e adequada dos recursos hídricos, incluindo o transporte aquaviário, com vistas ao
desenvolvimento sustentável.
D) a prevenção e a defesa contra eventos hidrológicos críticos de origem natural ou decorrentes do uso
inadequado dos recursos naturais.
E) a preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade
permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

18) Observadas as proposições seguintes, assinale a alternativa correta:


I – O imóvel rural deve manter área de cobertura de vegetação nativa, a título de Reserva Legal, sendo o
percentual mínimo de 80% se situado em área de florestas da Amazônia Legal, conforme o Código Florestal.
II – O imóvel rural deve manter área de cobertura de vegetação nativa, a título de Reserva Legal, sendo o
percentual mínimo de 35% se situado em área de cerrado da Amazônia Legal, conforme o Código Florestal.
III – O imóvel rural deve manter área de cobertura de vegetação nativa, a título de Reserva Legal, sendo o
percentual mínimo de 20% se situado em área de campos gerais da Amazônia Legal, conforme o Código
Florestal.
IV – O imóvel rural deve manter área de cobertura de vegetação nativa, a título de Reserva Legal, sendo o
percentual mínimo de 20% se situado nas demais regiões do país que não estejam abrangidas pela Amazônia
Legal, conforme o Código Florestal.

A) Somente as proposições I e II estão corretas.


B) Somente as proposições I e III estão corretas.
C) Somente as proposições II e IV estão corretas.
D) Somente as proposições III e IV estão corretas.
E) Todas as proposições estão corretas.

19) A respeito da proteção e uso das florestas e demais formas de vegetação nativa, assinale a opção correta.
A) São áreas de preservação permanente, além das elencadas no Código Florestal, as áreas cobertas com
florestas e demais formas de vegetação nativa consideradas de interesse social, devendo a declaração de
interesse social ocorrer, necessariamente, por lei em sentido formal.
B) Considera-se manejo sustentável a substituição de vegetação nativa e de formações sucessoras por outras
coberturas de solo, como atividades agropecuárias, industriais, de geração e transmissão de energia, de
mineração e de transporte, assentamentos urbanos ou outras formas de ocupação humana.
C) A área de preservação permanente é a que se localiza no interior de uma propriedade ou posse rural, devendo
ser mantida a sua cobertura vegetal nativa, por ser ela necessária ao abrigo e proteção da fauna e flora nativas, à
conservação da biodiversidade e à reabilitação dos processos ecológicos.
D) As florestas existentes no território nacional e as demais formas de vegetação nativa, reconhecidas de
utilidade às terras que revestem, são bens de interesse comum a todos os habitantes do país, exercendo-se os
direitos de propriedade com as limitações que a legislação em geral, e em especial o Código Florestal,
estabelecem.
E) Dada a competência da União para legislar privativamente sobre florestas, áreas de preservação permanente
e de reserva legal, a legislação federal pertinente – Código Florestal – contém normas de aplicação obrigatória
por todos os entes da Federação.

20) De acordo com a Lei Federal n. 9.433/97, que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos, é correto
afirmar que
A) é vedada a delegação de outorga de direito de uso de recurso hídrico da União para os Estados e Distrito
Federal.
B) a gestão dos recursos hídricos deve ser implementada de forma centralizada.
C) compete aos Comitês de Bacia Hidrográfica, no âmbito de sua área de atuação, estabelecer os mecanismos
de cobrança pelo uso de recursos hídricos.
D) na fixação dos valores a serem cobrados pelo uso dos recursos hídricos nos lançamentos de esgotos não
devem ser observadas as características de toxidade do afluente.
E) os Municípios são a unidade territorial para implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos.

21) Os Planos de Recursos Hídricos, segundo estabelecido na Lei n. 9.433/97:


A) dão soluções para os conflitos de uso da água.
B) são planos de curto prazo de forma a atender as necessidades mais prementes.
C) são elaborados por bacia hidrográfica, por Estado e para o país.
D) definem o preço pelo uso da água a ser cobrado na bacia hidrográfica.
E) definem de quem é a responsabilidade legal pela implementação das ações.

22) A outorga de direito de uso de recursos hídricos, segundo a Lei n. 9.433/97:


A) tem como objetivo assegurar o controle quantitativo e qualitativo dos usos da água.
B) deve ser concedida pelo prazo fixo de 35 anos.
C) é necessária para todo e qualquer uso de água superficial e subterrânea.
D) o usuário pode, se necessário, ceder seu direito de uso a outro usuário, desde que comprovada situação
emergencial.
E) a outorga somente poderá ser suspensa se houver comprovação de que não haverá prejuízo para o usuário.

23) Assinale a alternativa correta.


A) Em decorrência das regras constitucionais em matéria ambiental, as responsabilidades civil, penal e
administrativa por danos causados ao meio ambiente são de caráter objetivo.
B) O caráter objetivo da responsabilidade civil por danos ambientais fundamenta-se na teoria do risco, que faz
recair ao causador dos danos a obrigação de repará-los, independentemente de culpa, admitindo-se apenas a
aplicação das excludentes de caso fortuito e força maior.
C) O Poder Público pode vir a ser responsabilizado solidariamente por danos ambientais causados por
particulares em decorrência de deficiências na fiscalização, sendo sua responsabilidade, a esse propósito, de
caráter objetivo.
D) O caráter objetivo da responsabilidade civil por danos ambientais fundamenta-se na teoria do risco, pois
aquele que exerce uma atividade deve responder por eventuais danos dela resultantes, independentemente de
culpa, ainda que a atividade danosa seja lícita.
E) A responsabilidade civil em matéria ambiental é de caráter objetivo, prescindindo, para sua caracterização,
do elemento da culpa e do nexo causa entre a conduta e o evento danoso.

24) Pelo disposto na Constituição Federal, em especial no seu art. 225, e na Lei Federal n. 9.605/98, as
condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou
jurídicas, a sanções penais e administrativas,
A) independentemente da obrigação de reparação de danos ambientais, sendo que a responsabilidade penal não
se aplica à pessoa jurídica.
B) sendo subjetiva a responsabilidade pela reparação de danos ambientais, quando se tratar de pessoa física, e
objetiva a responsabilidade quando se tratar de pessoa jurídica.
C) dependendo a obrigação de reparação dos danos causados da comprovação da existência de dolo, quando se
tratar de pessoa física.
D) independentemente da obrigação de reparar os danos causados.
E) dependendo a obrigação de reparação dos danos causados de condenação criminal transitada em julgado.

25) A Constituição Federal elevou ao status de norma constitucional a responsabilização do infrator, nas esferas
penal, civil e administrativa, por condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. A tutela administrativa
decorre do poder de polícia. Com relação ao poder de polícia ambiental, assinale a opção correta.
A) Esse poder constitui faculdade da administração pública e das organizações não-governamentais ambientais.
B) É permitido que o poder em questão seja desempenhado independentemente da observância de
procedimento legal, uma vez que este é adotado pelo Poder Judiciário.
C) Infração administrativa ambiental é toda ação ou omissão que viole as regras jurídicas de uso, gozo,
promoção, proteção e recuperação do meio ambiente.
D) A União e os Estados têm competência para multar infrações administrativas. Os municípios cuidam da
responsabilidade civil.
E) Em situações específicas elencadas na Lei de Crimes Ambientais, também ao cidadão é permitido exercer
referido poder.

26) Sobre o inquérito civil, assinale a alternativa incorreta.


A) O compromisso de ajustamento, ou termo de ajustamento de conduta, não é uma transação com concessão
mútua de direitos.
B) A instauração do inquérito civil é atribuição exclusiva do Ministério Público.
C) O inquérito civil tem caráter obrigatório e não pode ser dispensado, ainda que haja elementos para
propositura da ação, pois tem a finalidade de demonstrar que o promotor não ingressará com ação infundada.
D) O Ministério Público poderá instaurar inquérito civil, ou requisitar, de qualquer organismo público ou
particular, certidões, informações exames ou perícias.
E) É o Conselho Superior do Ministério Público que homologa ou rejeita a promoção de arquivamento do
inquérito civil.

27) Com relação à propositura da ação civil pública nas questões ambientais, assinale a opção correta.
A) A recusa, o retardamento e a omissão de dados técnicos indispensáveis à propositura da referida ação,
quando requisitados pelo Ministério Público, constituem contravenção penal sujeita a detenção de a três anos
bem como ao pagamento de multa pecuniária que pode ser revertida em serviço comunitário.
B) A ação civil pública depende não só da prévia instauração do inquérito civil mas também do inquérito penal,
visto que só se pode propor essa ação relativa a questões ambientais quando houver comprovado dano
ambiental ou crime de risco.
C) Embora a maior parte das ações civis públicas ambientais passe, no Brasil, pela fase prévia do inquérito
civil, ela pode ser intentada sem a instauração do inquérito.
D) É necessário que a ação civil pública ambiental passe pela fase prévia do inquérito civil, não sendo
admissível, pela complexidade da temática e pela imprevisibilidade dos efeitos das ações antrópicas, que ela
possa ser intentada sem que, preliminarmente, tenha sido concluído o referido inquérito.
E) O arquivamento da ação civil pública só deve, obrigatoriamente, ser examinado pelo Conselho Superior do
Ministério Público quando o respectivo inquérito Civil apresentar irregularidades insanáveis.

28) Assinale a alternativa INCORRETA:


A) As obras, serviços, compras e alienações, ressalvados os casos especificados na legislação, serão contratados
mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de condições a todos os concorrentes, com
cláusulas que estabeleçam obrigações de pagamento, mantidas as condições efetivas da proposta, nos termos da
lei, o qual somente permitirá as exigências de qualificação técnica e econômica indispensáveis à garantia do
cumprimento das obrigações.
B) Na licitação, a exigência de manutenção das condições efetivas da proposta guarda relação com a
necessidade de respeito ao equilíbrio econômico-financeiro do contrato.
C) De acordo com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, considera-se contrato todo e qualquer ajuste entre
órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares, em que haja um acordo de vontades para a
formação de vínculo e a estipulação de obrigações recíprocas, seja qual for a denominação utilizada.
D) Nos termos da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, são nulos, e de nenhuns efeitos, os contratos verbais
com a Administração Pública, salvo os pactuados com fornecedores internacionais para a aquisição de víveres
em tempo de guerra ou de comoção intestina.
E) A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia, a seleção da proposta
mais vantajosa para a administração e a promoção do desenvolvimento nacional sustentável e será processada e
julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da
igualdade, da publicidade, da probidade administrativa, da vinculação ao instrumento convocatório, do
julgamento objetivo e dos que lhes são correlatos.

29) Segundo a Lei Complementar estadual nº 34/1994, são órgãos da Administração Superior do Ministério
Público, EXCETO:
A) o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional.
B) a Procuradoria-Geral de Justiça.
C) o Colégio de Procuradores de Justiça.
D) o Conselho Superior do Ministério Público.
E) a Corregedoria-Geral do Ministério Público.

30) Analise as seguintes assertivas:


I. Para a validade do processo, é indispensável a citação do réu ou do executado, mesmo se tratando de
indeferimento da petição inicial ou de improcedência liminar do pedido.
II. O comparecimento espontâneo do réu ou do executado supre a falta ou a nulidade da citação, fluindo a partir
desta data o prazo para apresentação de contestação ou de embargos à execução.
III. O juiz corrigirá, de ofício e por arbitramento, o valor da causa quando verificar que não corresponde ao
conteúdo patrimonial em discussão ou ao proveito econômico perseguido pelo autor, caso em que se procederá
ao recolhimento das custas correspondentes.
IV. Nos casos em que a urgência for contemporânea à propositura da ação, a petição inicial pode limitar-se ao
requerimento da tutela antecipada e à indicação do pedido de tutela final, sem a necessidade de exposição da
lide, do direito que se busca realizar e do perigo de dano ou do risco ao resultado útil do processo.

Somente está CORRETO o que se afirma em:


A) I, II, III, IV.
B) I, II.
C) II, III.
D) IV, II.
E) I, II, III.

31) Analise as seguintes assertivas com relação ao papel do Ministério Público, nos termos do Código de
Processo Civil:
I. O Ministério Público pode arguir incompetência relativa, pode suscitar conflito de competência e tem
legitimidade para propor ação rescisória.
II. O Ministério Público, não sendo o requerente de incidente de resolução de demandas repetitivas, deverá
intervir obrigatoriamente, assumindo a sua titularidade em caso de desistência ou de abandono. Pode, inclusive,
proferir sustentação oral no julgamento desse incidente.
III. O Ministério Público pode interpor recurso na qualidade de fiscal da ordem jurídica. Também pode
apresentar reclamação com o intuito, por exemplo, de preservar a competência do tribunal ou de garantir a
autoridade das decisões do tribunal.
IV. O juiz poderá dispensar a produção das provas requeridas pela parte cujo advogado não tenha comparecido
à audiência, aplicando-se a mesma regra ao Ministério Público.

É CORRETO o que se afirma em:


A) I, II, III e IV.
B) Apenas em I, II e III.
C) Apenas em I, III e IV.
D) Apenas em II e IV.
E) Apenas em I e II.

32) A mata atlântica, um dos mais importantes biomas do território brasileiro, dada sua riquíssima
biodiversidade, foi erigida, pelo §4º do artigo 225 da Constituição Federal, à condição de patrimônio nacional,
juntamente com a Floresta Amazônica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense e a Zona Costeira. O
Promotor de Justiça com atribuições para a defesa do meio ambiente da comarca de Manhumirim recebeu
relatório da Polícia Militar Florestal local, dando conta da ocorrência de grave dano ambiental na zona rural do
Município de Alto Caparaó, integrante da Comarca, consistente no desmatamento de considerável área de mata
atlântica no interior do Parque Nacional do Caparaó, unidade de preservação criada pelo Decreto Federal n.º
50.646/61. Nesse contexto, sabendo-se que Manhumirim não é sede de juízo federal, assinale a medida
CORRETA a ser adotada pelo órgão de execução ministerial:
A) instaurar inquérito civil público para apurar os fatos e ajuizar a ação civil pública, uma vez que, por não ser
a comarca de Manhumirim sede do juízo federal, a ação deve ser processada e julgada na justiça estadual, nos
termos do §3º do artigo 109 da Constituição Federal.
B) encaminhar o relatório da polícia ambiental para o Ministério Público Federal com atuação junto à Subseção
Judiciária da Justiça Federal mais próxima, para conhecimento e adoção das medidas cabíveis, por se tratar de
dano ambiental causado no interior de parque nacional.
C) instaurar inquérito civil público para apurar os fatos e ajuizar a ação civil pública, já que o fato de tratar-se a
mata atlântica de patrimônio nacional, ou do dano ter ocorrido no interior de parque nacional, não atrai a
competência da Justiça Federal.
D) encaminhar o relatório da polícia ambiental para o Ministério Público Federal com atuação junto à Subseção
Judiciária da Justiça Federal mais próxima, para conhecimento e adoção das medidas cabíveis, por se tratar de
dano à mata atlântica, considerada patrimônio nacional pela Constituição Federal.
E) determinar o arquivamento dos documentos, tendo em vista a ausência de atribuições do órgão de execução
ministerial.

33) Assinale a alternativa INCORRETA. A fiscalização da regularidade do uso do solo urbano deverá observar
as seguintes exigências previstas na Lei nº 6.766, de 1979:
A) Lei municipal específica para área incluída no Plano Diretor poderá determinar o parcelamento compulsório
do solo urbano não edificado, subutilizado ou não utilizado, devendo fixar as condições e os prazos para
implementação da referida obrigação.
B) Considera-se loteamento a subdivisão de gleba em lotes destinados a edificação, com abertura de novas vias
de circulação, de logradouros públicos ou prolongamento, modificação ou ampliação das vias existentes.
C) Os loteamentos deverão incluir áreas destinadas a sistemas de circulação, à implantação de equipamento
urbano e comunitário, bem como a espaços livres de uso público, proporcionais à densidade de ocupação
prevista pelo Plano Diretor ou aprovada por lei municipal para a zona em que se situem.
D) O Poder Público poderá exigir, em cada loteamento, a reserva de faixa non aedificandi destinada a
equipamentos públicos de abastecimento de água, serviços de esgotos, energia elétrica, coletas de águas
pluviais, rede telefônica e gás canalizado.
E) O lote poderá ser constituído sob a forma de imóvel autônomo ou de unidade imobiliária integrante de
condomínio de lotes.

34) Dadas as assertivas abaixo, assinale a alternativa correta.


Considerando as regras do Código de Processo Civil de 2015:
I. A incompetência, seja relativa, seja absoluta, deve ser alegada em preliminar da contestação.
II. A reconvenção deve ser proposta na contestação e pode ser ofertada pelo réu contra o autor e terceiro, bem
como pode ser proposta pelo réu em litisconsórcio com terceiro.
III. Não se aplica o benefício da contagem em dobro quando a lei estabelecer, de forma expressa, prazo próprio
para o Ministério Público.
IV. Os prazos processuais, que se contam apenas em dias úteis, são dobrados em caso de litisconsortes com
procuradores diferentes, nos processos em autos físicos ou eletrônicos, exceto no caso de os advogados atuarem
no mesmo escritório, quando o prazo será simples.

A) Estão corretas apenas as assertivas I e IV.


B) Estão corretas apenas as assertivas II e III.
C) Estão corretas apenas as assertivas I, II e III.
D) Estão corretas todas as assertivas.
E) Nenhuma assertiva está correta.

35) José, servidor público federal e chefe de determinado setor, emitiu ofício aos seus subordinados, em caráter
oficial, contendo matéria administrativa pertinente à organização dos trabalhos. O ato administrativo em
questão classifica-se como:
A) ordinatório.
B) enunciativo
C) normativo.
D) negocial.
E) punitivo.

36) Discorra sobre os princípios da prevenção e da precaução.