Você está na página 1de 2

CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

2014.1
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

HIS 2023 Seminários Especiais em Teoria e Historiografia


Tema: Identidade Narrativa em Paul Ricoeur
Profa. Flávia Maria Schlee Eyler
e-mail: feyler@puc-rio.br
Horários: 5ª feiras: 13:00hs / 16:00hs - Sala 408 F

CARGA HORÁRIA TOTAL: 75 HORAS CRÉDITOS: 04

PRÉ-REQUISITO(S): não há

OBJETIVOS
O conceito de identidade narrativa é desenvolvido quando Ricoeur
entrecruza a tematização do tempo histórico com o da imaginação ficcional.
Nesse percurso, além de enfrentar as aporias sobre o tempo, ele desenvolve o
conceito de identidade narrativa em que o termo “identidade” é também
uma categoria da prática, ou seja, é o quem da ação e se apresenta de modo
oscilante na diversidade de seus estados. Neste caso, a teoria narrativa de
Ricoeur ganha também uma amplitude ética através das mediações entre
descrição e prescrição que compõem o ato de narrar.

EMENTA
Identidade; o si mesmo e o si mesmo como outro; identidade substancial ou
formal e identidade narrativa; mutabilidade e coesão na ordem temporal; o
idem e o ipse na identidade; narrativa e ética.

PROGRAMA
Unidade I
• Atualidade da questão.
• Tempo prefigurado, tempo configurado e tempo refigurado.
• Questões sobre identidade e alteridade.
• A dimensão temporal da identidade pessoal e da identidade narrativa

Unidade II
• Permanências e impermanências do si.
• Mesmidade e ipesidade
• História e Literatura como laboratórios de construção de identidades.
• Narração e prescrição, um encontro entre identidade e ética.
AVALIAÇÃO
Trabalho final e assiduidade

BIBLIOGRAFIA
PRINCIPAL
Ricoeur, Paul. O si-mesmo como um outro. Campinas: Papirus, 1991.

___________. Tempo e Narrativa- Tomo III. Campinas: Papirus, 1997

___________. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Unicamp,


2007.

BIBLIOGRAFIA
COMPLEMENTAR
Ricoeur, Paul. Teoria da Interpretação – o discurso e o excesso de
significação. Lisboa: Ed. 70, 1976.

___________. A Metáfora Viva. São Paulo: Loyola, 2000.