Você está na página 1de 6

Vestígios

desse amor
Os 2
Samuel Huh / Cauã Soares



1. Os muros e espinhos (Os 2:6) 2. Os sonhos retidos, (Os 2:9)
Que cercam o meu caminho (Os 2:6) Os planos interrompidos (Os 2:9)
São vestígios desse amor. São vestígios desse amor.

As buscas frustradas, (Os 2:7) Os medos expostos, (Os 2:10)
As metas inalcançadas (Os 2:7) As perdas e os desgostos (Os 2:12,11)
São vestígios desse amor. São vestígios desse amor.

C1. São barreiras a me resguardar, (1Pe 1:5) C2. São barreiras a me recordar
Mesmo que me causem dor; (1Pe 1:6) O que tem real valor; (Os 2:8; 1Pe 1:7)
São maneiras de me alcançar São maneiras de me cativar
Que me levam a lembrar (Os 2:13) Que me fazem retornar (Os 2:7)
De Ti, Senhor. A Ti, Senhor.


PONTE. Só o Teu amor
Fala ao meu coração; (Os 2:14)
O que sou
Torno ao Teu perdão; (Os 2:7; 6:1; 14:1-2)
Vem me atrair para Ti (Os 2:14; 11:4)
E me leva em Tuas mãos. (Os 2:14; 11:3)

CORO3. São indícios a me conduzir
Para o meu primeiro amor; (Os 2:7; Ap 2:4)
São vestígios a me compungir, (2Co 5:14)
Que me impedem de fugir
De Ti, Senhor.

PONTE.

FINAL. E me vais sempre ter; (Os 2:19)
Que me digas: Tu és meu! (Os 2:23) [fem] meu amor!
E Te vou conhecer; (Os 2:20)
Que eu diga: És meu Deus! (Os 2:23) [fem] meu Senhor!





Notas:

Oséias 2 é um capítulo maravilhoso da Bíblia.

A primeira parte, entre os versículos 1 e 13, é repleta de palavras
negativas, castigos, repreensões. O Senhor compara o povo a uma
mulher que se afastou de seu marido e foi buscar sustento e prazeres
em amantes. Esses amantes são as diversas formas que o mundo tem
de nos afastar de Deus: trabalho, prazeres, sonhos, metas. Muitas
vezes caímos nessa situação e passamos a viver distantes de Deus. E
durante essa primeira metade de Oséias 2, Deus fala de forma dura,
como se estivesse machucado pela forma como o tratamos.

Porém, repentinamente, a partir do versículo 14, Deus começa a falar
palavras de amor, talvez das mais doces que há na Bíblia. Fala sobre
nos atrair e falar ao coração, sobre nos desposar para sempre, sobre
O conhecermos verdadeiramente, sobre sermos Seu povo e Ele ser
Nosso Deus. E isso acontece tão repentinamente que nos deixa
perplexos. Esse contraste entre palavras tão duras e tão doces nos faz
repensar qual é o subtexto da primeira parte de Oséias 2.

Então percebemos que os muros e espinhos pelo caminho não são
simples castigos, mas uma grande mostra do amor de Deus. Em Seu
grande amor, Ele coloca obstáculos no nosso caminho para que não
nos afastemos tanto. Mesmo longe da Sua presença, ainda vemos
vestígios, indícios, pistas desse amor em cada dificuldade, fracasso,
frustração que temos no mundo. É a forma de Deus nos lembrar que
o verdadeiro amor, alegria e paz estão somente Nele.

Essa música fala de alguém que está vivendo esse caminho, afastado
de Deus. Ele não está debaixo da presença de Deus, mas sim
buscando seus próprios objetivos. Nessa condição, ele não sente
diretamente a presença de Deus, não está em comunhão com Ele.
Mas vê, em seu dia-a-dia, esses vestígios em forma de obstáculos que
Deus coloca em seu caminho. Assim, acaba por se lembrar de Deus, é
atraído por Ele, se arrepende e se entrega a Ele para sempre.

A música deve ser tocada a fim de transmitir tanto essa amargura e
frustração como a alegria da realização de que tudo isso é a forma de
Deus nos atrair de volta a Ele. Nem muito devagar, nem muito rápida,
mas num misto de sofrimento com empolgação, prenunciando que
voltaremos à presença de Deus e teremos uma vida plena.

Vestígios desse amor


Samuel Huh / Cauã Soares

[4/4] Tom: Eb

Eb9 Bb4/D Cm7
|Eb9 Bb4/D
1. Os muros e espinhos 1 1

|Cm7 Ab7M |Eb9


3 3
Que cercam o meu caminho 1

Bb4/D |Cm7 Ab7M 4 4 2

São vestígios desse amor. 3

|Eb9 Bb4/D
As buscas frustradas, Ab7M Ab7M Bb9
|Cm7 Ab7M |Eb9
1
As metas inalcançadas
Bb4/D |Cm7 (Ab7M)
3 4
São vestígios desse amor.
1 2 1 2

|Ab7M |Bb9 3 4 3 4

CORO1. São barreiras a me resguardar,


|Gm7 |Ab7M
Gm7 Eb/Db Fm7
Mesmo que me causem dor;
|Ab7M |Bb9 1

São maneiras de me alcançar


|Gm7 |Ab7M 1 1 2 3

Que me levam a lembrar 3 4

|Cm7 Bb9 |Eb9 Bb4/D |Cm7 Ab7M 3


De Ti, Senhor.
(idem estrofe 2)

|Cm7 Bb9 |Eb9
CORO2. (…) A Ti, Senhor.

Bb4/D |Cm7 Bb9
PONTE. Só o Teu amor
|Ab7M Eb9
Fala ao meu coração;
Bb4/D |Cm7 Bb9
O que sou
|Ab7M Eb9
Torno ao Teu perdão;
|Ab7M Bb9 |Gm7 Ab7M
Vem me atrair para Ti
|Cm7 Bb9 |Eb9
E me leva em Tuas mãos.
CORO3
|Cm7 Bb9 |Eb9
PONTE. (…) E me leva em Tuas mãos.

Bb4/D |Eb/Db Cm7 |Ab7M Gm7 |Fm7 Bb9 |Eb9
FINAL. E me vais sempre ter; Que me digas: Tu és meu!
Bb4/D |Eb/Db Cm7 |Ab7M Gm7
E Te vou conhecer
|Fm7 Bb9 |Eb9 Bb4/D |Cm7 Ab7M
Que eu diga: És meu Deus!

Vestígios desse amor


Samuel Huh / Cauã Soares

[4/4] Tom: F (dedilhado pipapmpi)

|F C4/E
1. Os muros e espinhos F C4/E
|Dm7 Bb7M |F 1 1
Que cercam o meu caminho 2 2
C4/E |Dm7 Bb7M 3
São vestígios desse amor.
|F C4/E
As buscas frustradas,
|Dm7 Bb7M |F
As metas inalcançadas Dm7 Bb7M
C4/E |Dm7 Bb7M 1 1
São vestígios desse amor. 2 2

3 4
|Bb7M |C
CORO1. São barreiras a me resguardar,
|Am7 |Bb7M
Mesmo que me causem dor;
|Bb7M |C C Am7
São maneiras de me alcançar
1 1
|Am7 |Bb7M
2 2
Que me levam a lembrar
3
|Dm7 C |F C4/E |Dm7 Bb7M
De Ti, Senhor.
(idem estrofe 2)

|Dm7 C |F
CORO2. (…) A Ti, Senhor. F/Eb Gm7

C4/E |Dm7 C 1

PONTE. Só o Teu amor 2

|Bb7M F 1

Fala ao meu coração;


C4/E |Dm7 C 3

O que sou
|Bb7M F
Torno ao Teu perdão;
|Bb7M C |Am7 Bb7M
Vem me atrair para Ti
|Dm7 C |F
E me leva em Tuas mãos.
CORO3
|Dm7 C |F
PONTE. (…) E me leva em Tuas mãos.

C4/E |F/Eb Dm7 |Bb7M Am7 |Gm7 C |F
FINAL. E me vais sempre ter; Que me digas: Tu és meu!
C4/E |F/Eb Dm7 |Bb7M Am7
E Te vou conhecer
|Gm7 C |F C4/E |Dm7 Bb7M
Que eu diga: És meu Deus!

Vestígios desse amor


Samuel Huh / Cauã Soares

[4/4] Tom: D (para Eb: capo1; para F: capo 3)
D9 A4/C# Bm7
|D9 A4/C#
1. Os muros e espinhos 1 1 1

|Bm7 G7M |D9 2 2 2

Que cercam o meu caminho 3 3

A4/C# |Bm7 G7M


São vestígios desse amor.
|D9 A4/C# G7M G7M A9
As buscas frustradas,
|Bm7 G7M |D9
As metas inalcançadas 1 2

1 2 1 2
A4/C# |Bm7 G7M
3 4
São vestígios desse amor. 3


|G7M |A9
CORO1. São barreiras a me resguardar,
F#m7 D/C Em7
|F#m7 |G7M
Mesmo que me causem dor;
|G7M |A9 1 1 2 2

São maneiras de me alcançar 3 4

|F#m7 |G7M 3

Que me levam a lembrar


|Bm7 A9 |D9 A4/C# |Bm7 G7M
De Ti, Senhor.
(idem estrofe 2)

|Bm7 A9 |D9
CORO2. (…) A Ti, Senhor.

A4/C# |Bm7 A9
PONTE. Só o Teu amor
|G7M D9
Fala ao meu coração;
A4/C# |Bm7 A9
O que sou
|G7M D9
Torno ao Teu perdão;
|G7M A9 |F#m7 G7M
Vem me atrair para Ti
|Bm7 A9 |D9
E me leva em Tuas mãos.
CORO3
|Bm7 A9 |D9
PONTE. (…) E me leva em Tuas mãos.

A4/C# |D/C Bm7 |G7M F#m7 |Em7 A9 |D9
FINAL. E me vais sempre ter; Que me digas: Tu és meu!
A4/C# |D/C Bm7 |G7M F#m7
E Te vou conhecer
|Em7 A9 |D9 A4/C# |Bm7 G7M
Que eu diga: És meu Deus!

Vestígios desse amor


Samuel Huh / Cauã Soares

[4/4] Tom: C simplificado (para Eb: capo3; para F: capo 5)
C G/B Am7
|C G/B 1 1

1. Os muros e espinhos 2 2 2

|Am7 F |C 3 4

Que cercam o meu caminho


G/B |Am7 F
São vestígios desse amor.
|C G/B F F7M G
As buscas frustradas,
1 1
|Am7 F |C
2 2 2
As metas inalcançadas
3 4 3
G/B |Am7 F 3 4

São vestígios desse amor.



|F |G
CORO1. São barreiras a me resguardar,
Em C/Bb Dm7
|Em |F
Mesmo que me causem dor; 1 2 1

|F |G 2 3 3 2

São maneiras de me alcançar


|Em |F
Que me levam a lembrar
|Am7 G |C G/B |Am7 F
De Ti, Senhor.
(idem estrofe 2)

|Am7 G |C
CORO2. (…) A Ti, Senhor.

G/B |Am7 G
PONTE. Só o Teu amor
|F C
Fala ao meu coração;
G/B |Am7 G
O que sou
|F C
Torno ao Teu perdão;
|F G |Em F7M
Vem me atrair para Ti
|Am7 G |C
E me leva em Tuas mãos.
CORO3
|Am7 G |C
PONTE. (…) E me leva em Tuas mãos.

G/B |C/Bb Am7 |F Em |Dm7 G |C
FINAL. E me vais sempre ter; Que me digas: Tu és meu!
G/B |C/Bb Am7 |F Em
E Te vou conhecer
|Dm7 G |C G/B |Am7 F
Que eu diga: És meu Deus!